Marcelle Ribeiro

Marcelle Ribeiro, jornalista e viajante

Já acampei de mochila, barraca e saco de dormir. Já dividi banheiro com desconhecido na Europa (mas nunca o quarto!). Já fiquei em pousadinha simples na praia, mas também já fiquei em hotelão e em all-inclusive. Não posso saber que estarei de folga num feriado que já corro para os sites das companhias aéreas. Não curto muito excursão nem city tour e gosto de decidir quando e como vou fazer os passeios que quero.

Abu Dhabi – O que fazer em bate-volta de 1 dia de viagem

12 de junho de 2017, por Marcelle Ribeiro

Passei 3 dias inteiros nos Emirados Árabes no final de abril e amei! Eu já dei o resumo do meu roteiro em Dubai e Abu Dhabi neste post aqui e agora vou dar dicas detalhadinhas do que fazer em um dia em Abu Dhabi, cidade perfeita para fazer um bate-volta a partir de Dubai. Bora?

 

A primeira coisa que fiz em Dubai foi… sair de Dubai. rsrsrs. Fiz isso para economizar, já que aluguei um carro no aeroporto na noite em que cheguei em Dubai e, para aproveitar a diária, resolvemos ir logo no dia seguinte para Abu Dhabi dirigindo.

No site Rentcars você reserva nas maiores operadoras do mundo, ganha desconto e ajuda o blog.

 

O que me atraiu em Abu Dhabi? A mesquita Sheikh Zayed Grand Mosque. Pense num lugar gigantesco todo de mármore branco, com minaretes, cúpulas, colunas douradas, lustres gigantescos, jardins, piscinas, fontes….ufa! Enfim, tudo isso e mais. É a Sheikh Zayed Grand Mosque! Ah, tem também belas pilastras douradas, e o maior tapete persa do mundo! E olha que legal: a entrada é de graça e ainda tem um audioguia (também grátis!) explicando tudinho em português!

Sheikh Zayed Grand Mosque. Foto: Marcelle Ribeiro

Sheikh Zayed Grand Mosque. Foto: Marcelle Ribeiro

Sheikh Zayed Grand Mosque. Foto: Marcelle Ribeiro

Sheikh Zayed Grand Mosque. Foto: Marcelle Ribeiro

Sheikh Zayed Grand Mosque. Foto: Marcelle Ribeiro

Sheikh Zayed Grand Mosque. Foto: Marcelle Ribeiro

Pessoas não-muçulmanas são bem-vindas. Aliás, lá tem muuuitos turistas. Para entrar, eles emprestam um vestido com capuz compridão e todo coberto para as mulheres (mesmo usando vestido comprido e chale, tive que usar).

Em 1h30 você vê tudo com calma e tira muitas fotos. Se fizer questão de um passeio com guia de verdade, a mesquita oferece tours guiados grátis que duram de 45 minutos a 1h (de domingo a quinta, às 10h, 11h e 17h; sextas às 17h e às 19h; e aos sábados às 10h, 11h, 14h, 17h).

Tirei um milhão de fotos. Aqui estão algumas, mas tem mais no Instagram e no Facebook do blog.

Sheikh Zayed Grand Mosque. Foto: Marcelle Ribeiro

Sheikh Zayed Grand Mosque. Foto: Marcelle Ribeiro

Sheikh Zayed Grand Mosque. Foto: Marcelle Ribeiro

Sheikh Zayed Grand Mosque. Foto: Marcelle Ribeiro

Reserve seu hotel em Dubai por este link do Booking e ajude o blog.

A mesquita tem um estacionamento enorme e gratuito. Ela fica aberta de sábado a quinta-feira, das 9h às 22h e às sextas-feiras das 16h30 às 22h. Mas atenção! No período do Ramadã (época sagrada cuja data varia todo ano) o horário de funcionamento é diferente: ela abre de sábado a quinta-feira das 9h às 13h (não abre às sextas). E, em mês de Ramadã, o tour guiado acontece de sábado a quinta às 10h ou às 11h.

Não cheguei a pesquisar como ir até lá de transporte público, mas sei que há ônibus. Saiba mais sobre como chegar no site oficial da mesquita (em inglês).

De carro a partir do meu hotel em Dubai, levei cerca de 1h40 para percorrer os cerca de 130 Km até a mesquita. (Saiba mais sobre como é dirigir em Dubai e Abu Dhabi neste post)

Chegamos às 11h e às 12h30 já estávamos de saída. Depois fomos ver outras atrações de Abu Dhabi. Dirigimos até a Corniche Road, uma avenida à beira-mar da cidade com calçadão, na praia de Corniche Beach. Uma pena que não levei biquini, porque a água é linda, azulzinha e parada! Mas confesso que no sábado em que estivemos lá não vimos ninguém nas espriguiçadeiras na areia (será que era porque às 13h fazia uns 50 graus?rsrsrs).

Seguindo as dicas do meu guia de bolso, fomos almoçar no Cafe Du Roi, que tem refeições individuais (saladas, carnes, massa, omelete) e lanches. A comida era gostosa, mas nada espetacular. Os preços também eram bem bons. Pagamos cerca de 40 AED em cada prato individual (aproximadamente R$ 35 ou US$ 10). Eu comi uma saladona com atum e o maridão foi de peito de frango com fritas e salada.

Cafe du Roi, em Abu Dhabi. Foto: Marcelle Ribeiro

Cafe du Roi, em Abu Dhabi. Foto: Marcelle Ribeiro

Depois, dirigimos um pouco mais e paramos o carro na região de Corniche Beach mesmo, em um estacionamento na 18th Street para fotografar a praia num trecho perto do Emirates Palace Hotel. Atenção: para estacionar lá você tem que colocar moedas numa maquininha que tem as instruções em inglês. Não me lembro quanto era, mas era suuuper barato. Não tinha ninguém fiscalizando.

Quer ganhar descontos no aluguel de carro e ajudar o blog? Reserve pelo site Rentcars.

 

Corniche Beach, em Abu Dhabi. Foto: Guilherme Calil.

Corniche Beach, em Abu Dhabi. Foto: Guilherme Calil.

Em seguida, fomos para o Emirates Palace, um hotel 7 estrelas (!!!). O que fomos fazer lá? O que um monte de gente que não tem grana para se hospedar lá vai fazer: conhecer o hall luxuoso e tirar fotos nas fontes com os incríveis prédios de Abu Dhabi ao fundo.

Emirates Palace Hotel, em Abu Dhabi. Foto: Marcelle Ribeiro

Emirates Palace Hotel, em Abu Dhabi. Foto: Marcelle Ribeiro

Emirates Palace Hotel, em Abu Dhabi. Foto: Marcelle Ribeiro

Emirates Palace Hotel, em Abu Dhabi. Foto: Marcelle Ribeiro

Prédios modernos de Abu Dhabi vistos do Emirates Palace. Foto: Marcelle Ribeiro

Prédios modernos de Abu Dhabi vistos do Emirates Palace. Foto: Marcelle Ribeiro

Não fique com vergonha de ir. Até estacionar lá dentro sem pagar nada a gente estacionou. Os caras estão super acostumados a turistas curiosos.

Em 15 minutinhos vimos o hotel e, depois, resolvemos voltar para Dubai. Se não estivéssemos tão cansados por causa do calor e do fuso horário, teríamos visitado o Heritage Village, um ponto turístico de Abu Dhabi que reúne um pequeno museu e um um grupo de construções típicas.

Outras atrações que não conheci em Abu Dhabi:

– As praias! Queria ter tido tempo de dar um mergulho no mar.

– O parque temático da Ferrari, o Ferrari World, que tem montanhas-russas e atrações com carros. Eu não sei dirigir e posso andar de montanha-russa por um problema na coluna, então descartei logo essa atração, que é bem cara (veja os preços no site oficial do Ferrari World).

– Um passeio pelo centro de recuperação de falcões, o Abu Dhabi Falcon Hospital. Os falcões são animais típicos dos Emirados Árabes e esse hospital tem um museu e área em que eles voam livremente.

 

Se você não quer dirigir até Abu Dhabi, outra opção é contratar um passeio em agência de turismo de Dubai. Algumas que oferecem o tour de bate-volta são a Alpha Tours e a Knight Tours. Não cheguei a usar os serviços delas, apenas olhei os preços.

 

Reserve seu hotel em Dubai por este link do Booking e ajude o blog.

Pensando em alugar um carro para conhecer Dubai e Abu Dhabi? Pelo Rentcars você reserva nas maiores operadoras do mundo, ganha desconto e ajuda o blog.

 

Leia mais:

Dubai: Quando ir, onde ficar e quantos dias ficar

Todas as dicas de transporte em Dubai

Veja tudo que já escrevi sobre Dubai

Mais curiosidades de Dubai no nosso Facebook (https://www.facebook.com/viciadaemviajar/), Instagram (https://www.instagram.com/viciada_em_viajar) e Twitter (https://twitter.com/viciadaemviajar).

Reserve no Booking e ajude o blog.

Receba os posts por e-mail

Desconto no Seguro Viagem

Curta nossa fanpage