Marcelle Ribeiro

Marcelle Ribeiro, jornalista e viajante

Já acampei de mochila, barraca e saco de dormir. Já dividi banheiro com desconhecido na Europa (mas nunca o quarto!). Já fiquei em pousadinha simples na praia, mas também já fiquei em hotelão e em all-inclusive. Não posso saber que estarei de folga num feriado que já corro para os sites das companhias aéreas. Não curto muito excursão nem city tour e gosto de decidir quando e como vou fazer os passeios que quero.

Costa dos Corais (AL): Quando ir, como chegar e onde ficar

9 de janeiro de 2017, por Marcelle Ribeiro

Maragogi, Japaratinga, Porto de Pedras e São Miguel dos Milagres formam a Costa dos Corais, uma parte do litoral brasileiro paradisíaca que muitos turistas ainda precisam conhecer melhor. O melhor de tudo é que a região fica próxima de Maceió e do Recife!

Para ajudar quem está planejando uma viagem para lá, é importante ficar atento à melhor época para visitar e também sobre as características de cada cidade.

A praia do Riacho é uma das maravilhas da Costa dos Corais. Foto: Marcelle Ribeiro

A praia do Riacho é uma das maravilhas da Costa dos Corais. Foto: Marcelle Ribeiro

Quando ir

A melhor época do ano para conhecer a Costa dos Corais é entre setembro e fevereiro. Neste período faz calor e chove pouco. Outubro, novembro e dezembro são os melhores meses, com temperaturas mais altas e poucos dias de chuva. Como o vento é constante, o calor nas praias é amenizado pela brisa.

Entre março e agosto, a temperatura cai um pouco, mas o volume de chuvas aumenta bastante, especialmente entre abril e julho. Por essa razão, é melhor evitar essas datas.

Veja como é a temperatura e as chuvas mês a mês no site da Climatempo (Maragogi, Japaratinga e Porto de Pedras). Em São Miguel dos Milagres, o clima é parecido, mas a Climatempo não disponibiliza as médias históricas.

 

A praia do Toque é uma delícia. Foto: Marcelle Ribeiro

A praia do Toque é uma delícia. Foto: Marcelle Ribeiro

Como chegar

Os aeroportos mais próximos da região da Costa dos Corais são os de Recife e de Maceió, e as estradas estão em bom estado.

 

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

 

Saindo de Recife para Japaratinga (onde ficamos), a viagem de 140 quilômetros dura pouco mais de 2h30 pela BR-101 e pela PE-60 (até a divisa com Alagoas). Depois, esta rodovia se torna a AL-101 e basta seguir nela até Maragogi e Japaratinga. Já saindo de Maceió para Japaratinga, são cerca de 115 KM. Como voar para Recife saía mais barato para nós que para Maceió, compramos passagem para Recife. Veja se é o mesmo caso para você antes de comprar passagem.

Vista de parte da estrada entre Recife e Japaratinga. Foto: Marcelle Ribeiro

Vista de parte da estrada entre Recife e Japaratinga. Foto: Marcelle Ribeiro

Se você partir de Recife e seu destino for Porto de Pedras ou São Miguel dos Milagres, você precisa pegar uma balsa para atravessar o rio Manguaba, que fica entre Japaratinga e Porto de Pedras. Esse serviço custa R$ 14 e só funciona das 06h à 0h. Você paga por ele dentro da própria embarcação. Se você planeja pegar a estrada de madrugada, fique atento, pois não há balsas nesse horário.

Outro ponto importante sobre a balsa é que as filas podem ser grandes dependendo do horário. Então, se você for usar esse serviço, vá sabendo que você pode esperar 1 hora na fila para a travessia, que dura cerca de 20 minutos. Os horários de pico são das 9h às 11h30 e das 16h às 17h30.

A balsa entre Japaratinga e Porto de Pedras leva até 6 carros. Foto: Marcelle Ribeiro

A balsa entre Japaratinga e Porto de Pedras leva até 6 carros. Foto: Marcelle Ribeiro

A balsa não funciona durante a madrugada. Foto: Marcelle Ribeiro

A balsa não funciona durante a madrugada. Foto: Marcelle Ribeiro

Existe uma opção de rodovia para não usar a balsa, pegando a AL-101 pela cidade de Porto Calvo, mas ela aumenta o trajeto em mais de 1h30. Não usamos esta estrada, mas quem conhece a região diz que ela não está em boas condições e ainda tem um fluxo grande de caminhões de cana de açúcar.

Saindo de Maceió, são 115 quilômetros de viagem até Japaratinga pela AL-101 e pela AL-436, conhecida como Rota Ecológica. Sempre lembrando que existe a balsa no Rio Manguaba entre Porto de Pedras e Japaratinga.

O ideal é ir de carro para a região. Há poucos ônibus e, mesmo assim, eles não ligam todas as cidades. Sem alugar carro, você vai depender de vans e até mototáxi para se locomover.

Sem carro, você vai precisar contratar agências de turismo para realizar passeios pela região. Mas a oferta é restrita.

 

Onde ficar

Maragogi, Japaratinga, Porto de Pedras e São Miguel dos Milagres têm características parecidas: são cidades com poucas opções noturnas, praias paradisíacas e poucos restaurantes, que podem ser de pousadas (mais caros) ou na beira da praia (mais simples e baratos), mas comida deliciosa, especialmente os frutos do mar.

 

Já reservou sua hospedagem em Maragogi, Japaratinga, Porto de Pedras ou São Miguel dos Milagres? Clique nos nomes da cidade para reservar pelo Booking e ajude o blog.

 

A principal diferença entre elas é o preço da hospedagem. Por serem mais conhecidas e as mais bonitas, Maragogi e São Miguel dos Milagres costumam ter hotéis e pousadas com diárias mais altas. Além disso, algumas pousadas mais caras ficam em praias com acesso mais restrito e oferecem serviços como guarda-sol, cadeiras e até de bebidas e petiscos.

Nós escolhemos Japaratinga porque era um bom custo-benefício e, por ser centralizada, era fácil conhecer todas as outras cidades durante a nossa estadia. Ela fica a 11 quilômetros de Maragogi, a uma travessia de balsa de Porto de Pedras (que é vizinha) e a 24 quilômetros (incluindo a travessia de balsa) de São Miguel dos Milagres.

Quartos da Yapara-tiba têm ar condicionado. Foto: Marcelle Ribeiro

Quartos da Yapara-tiba têm ar condicionado. Foto: Marcelle Ribeiro

Em Japaratinga, nós ficamos na Pousada Yapara-tiba. Gostamos muito. Ficamos em um quarto grande, com uma cama enorme, ar condicionado, tv a cabo com vários canais e chuveiro quente.

Além disso, a pousada tem uma piscina deliciosa e um serviço de bar e restaurante muito bom. Almoçamos uma vez e lanchamos quase todos os dias por lá e a comida sempre estava gostosa. O café da manhã também era bem gostoso e eles fazem tapioca, ovos fritos ou mexidos e omeletes na hora.

Piscina da pousada Yapara-tiba. Foto: Marcelle Ribeiro

Piscina da pousada Yapara-tiba. Foto: Marcelle Ribeiro

Para completar, eles também oferecem pequenas comodidades como toalhas, guarda-sol e cadeiras, que são emprestados sem custo. Isso é muito útil, porque várias praias não têm barracas e esses equipamentos podem fazer a diferença na sua experiência nesses locais. Recomendo!

 

Reserve sua hospedagem em Maragogi, Japaratinga, Porto de Pedras ou São Miguel dos Milagres  pelo Booking e ajude o blog a ganhar uma pequena comissão sem pagar nada a mais! (saiba como funciona essa parceria aqui)

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

 

Leia mais:

Todos os posts sobre a Costa dos Corais (Maragogi, Japaratinga, Porto de Pedras e São Miguel dos Milagres)

Onde comer (e onde não comer) na Costa dos Corais, em Alagoas

Leia sobre Porto de Galinhas, pertinho da Costa dos Corais

Saiba tudo sobre Maceió

Reserve no Booking e ajude o blog.

Receba os posts por e-mail

Desconto no Seguro Viagem

Curta nossa fanpage