Um mês turistando na China: as dicas do meu cunhado

postado por Marcelle Ribeiro em 18/12/2011 - Atualizado em: 12/11/2017
Compartilhar este artigo:

Meu cunhado querido passou um mês de férias pela China (com direito a uma parada para conhecer a Turquia) e acaba de se tornar mais um colaborador desse blog (gente, isso aqui tá muito chique, né? :)). Ele fez a gentileza de contar para nós como foi a viagem para destinos diferentes, onde muita gente só se arrisca ir de pacote. E vai falar aqui, aos poucos, como foram as férias em território asiático.

Com a palavra, Gustavo:

“Como sou novato nessa história de correspondente de viagens vou começar a série de posts sobre minha viagem de férias para a China (com um pequeno desvio por Istambul) com algumas explicações:

1 – Como éramos 4 viajando, cada um com suas vontades e manias, podemos não ter feito tudo o que era possível, mas fizemos quase tudo. E também por isso fomos em Novembro, porque nem todos têm facilidade pra escolher a data das férias.

2 – Quando compramos a passagem, só tínhamos certeza das cidades que estavam no trajeto do voo: Istambul, Hong Kong e Beijing. O resto foi baseado em tempo e dinheiro.

china 1 (2)

Gustavo na Muralha da China.

3 – Por falar em dinheiro, vou deixar para botar valores, horários e tals só nos posts de cada cidade, pra facilitar (pra mim principalmente hehehe).

4 – A escolha do guia de viagens é uma muito pessoal. Resolvemos comprar o Lonely Planet e tive a sorte de pegar emprestado com uma amiga o Guia Visual Publifolha. Tem gente que viaja só com dicas da internet, mas aconselho a comprarem um guia se forem fazer a viagem (o Lonely salvou a gente em muitas horas).

Dito isso, vamos ao planejamento (que levou algumas madrugadas e muitas horas de internet e leitura de guias).

Cidades – Baseados nas datas de chegada e saída do nosso voo principal e na busca pela otimização do nosso tempo de viagem, decidimos pela seguinte sequência de cidades: Istambul (na Turquia), Hong Kong, Macau, Guilin, Chengdu, Xian, Shanghai e Beijing (na China).

china2 (3)

Gustavo e o amigo na China

Hotéis – Escolhemos reservar os hotéis pela internet (exceto em Hong Kong, mas isso eu conto no post específico), pegando algumas das dicas pelo Lonely Planet e entrando ou no site do hotel (para Macau, por exemplo) ou pelos sites Hostelworld  e Hostelbookers, dentre outros.

Nossas escolhas eram feitas com base em preço e localização principalmente. Tentamos sempre ficar em quartos quádruplos com banheiro particular (em Chengdu não deu, mas o banheiro era bom e limpo e em Guilin tivemos que nos dividir em 2 quartos).

Transportes – Nossa passagem principal era SP/Istambul, Istambul/ Hong Kong, Beijing/Istambul/SP pela Turkish Airlines (aliás, voo saindo terça-feira à 1h da manhã e mesmo assim lotado), então só precisávamos comprar as passagens internas da China e o vôo de Hong Kong para Guilin (que é voo internacional). Para isso, o único jeito é no site ctrip.com para as passagens aéreas, e comprar lá para os trechos de trem. Aliás, de Hong Kong para Macau você vai de barca, que é comprada lá na hora também.

Depois de muita procura conseguimos comprar Hong Kong/Guilin pela China Southern, Guilin/Chengdu e Chengdu/Xian pela Air China. Xian/Shanghai optamos fazer pelo trem “noturno” (que apesar de sair ainda claro, às 17h, é um trem onde dormimos de uma cidade para a outra) e pra não perder a oportunidade resolvemos fazer Shanghai/Beijing via Trem-Bala.

Dinheiro – Optei por levar dólares, parte em espécie e parte em Visa Travel Money do Banco do Brasil (o que acabou salvando a gente na chegada à China, porque o limite de saque é o limite do cartão. Mas eu conto essa história nos próximos posts). Minha opinião é que essa combinação foi perfeita. Usei o cartão tanto pra compras como pra sacar em moeda local (apesar da taxa de US$2,50 por saque) sem problema nenhum”.

VEJA A LISTA DE POSTS SOBRE A CHINA

Reserve sua hospedagem em Pequim pelo Booking clicando aqui e ajude o blog a ganhar uma pequena comissão sem pagar nada a mais! (saiba como funciona essa parceria aqui)

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

Contrate seguro de viagem internacional com desconto na Mondial clicando aqui.

Compartilhar este artigo:
Publicado por Marcelle Ribeiro

Jornalista, baiana, mas há mais de 20 anos moradora do Rio de Janeiro. Nos seus mais de 30 anos de vida, já viajou sozinha e acompanhada. Casada com o Guilherme, petlover e viciada em pesquisar novos destinos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *