Berlim: onde ficar e como usar o metrô

postado por Marcelle Ribeiro em 25/03/2011 - Atualizado em: 20/06/2017
Compartilhar este artigo:

Eu já expliquei neste post aqui como foi a preparação da minha primeira viagem à Europa, e dei todas as dicas de como comprar passagens, usar transporte público, reservar hotel e mais. Agora, vamos às dicas da primeira cidade que visitei quando fui, e,m 2007, à Europa: Berlim!

 

Onde ficar em Berlim

Chegamos a Berlim às 12h do dia 03/08/07, pelo aeroporto de Tegel. Moídos da viagem, depois de escala em Paris, chegamos no aeroporto e logo nos surpreendemos pela total ausência de qualquer ser humano para olhar o nosso passaporte e checar se a gente não tinha cara de imigrante ilegal. Ok, a gente tinha passado pela imigração na escala em Paris (sem problemas, fora a fila), mas como é que os alemães iam saber?

Enfim, no aeroporto, que é pequeno (ainda mais na comparação com o Charles de Gaulle, de Paris), seguimos as instruções do albergue, compramos bilhetes numa maquininha e pegamos um ônibus rumo ao albergue. Ficamos no Circus Hostel, num quarto individual lindo, grande e confortável. Dividimos banheiro com a galera do albergue, mas foi tranquilíssimo, em nenhum dia tivemos que esperar para usar os banheiros, que eram super limpos.

No albergue tem uma cafeteria com café da manhã gostoso e barato e um pub onde rolam festas (mas como é no subsolo, o barulho não chega nos quartos). O albergue é colado numa estação de metrô e na frente dele tem uns 4 ou 5 restaurantes e uma loja de conveniência. Os funcionários do albergue eram mega atenciosos, deram várias dicas para gente economizar com os bilhetes de metrô. Só não é perfeito porque não é colado nos pontos turísticos, tem sempre que pegar o metrô e andar umas 3 estações. Mas se eu fosse a Berlim novamente, me hospedaria lá com certeza.

 

Hostel Circus, em Berlim. Foto: Marcelle Ribeiro.

Hostel Circus, em Berlim. Foto: Marcelle Ribeiro.

Como andar de metrô em Berlim

Em Berlim, eles chamam metrô subterrâneo de U-Bahn (as estações são indicadas por U) e o metrô de superfície de S-Bahn (estações identificadas com S). Na prática, tanto faz você pegar o U ou S, porque as linhas se complementam. O metrô é eficiente e rápido e não tem catracas. As estações que ficam na antiga Berlim Oriental são meio detonadinhas, mas sem problemas.

Importante: em estações onde só passa 1 linha, normalmente não tem nenhum funcionário do metrô para você tirar meia dúvida. Só tem maquininha para comprar o bilhete, em inglês. Depois de comprar o bilhete, antes de entrar no vagão do metrô, você tem que validar o bilhete, ou seja, ir numa outra maquininha que carimba ou fura o seu bilhete. Se você entrar no vagão sem bilhete ou com bilhete não validado, e aparecer um fiscal para checar seu bilhete, você leva esporro e paga multa ali, na hora. As maquininhas de bilhete têm bilhetes unitários e diários também. Informe-se pelo site http://www.bvg.de/)

Detalhe do Portão de Brademburgo, em Berlim. Foto: Marcelle Ribeiro.

Detalhe do Portão de Brademburgo, em Berlim. Foto: Marcelle Ribeiro.

 

Reserve sua hospedagem em Berlim pelo Booking clicando aqui e ajude o blog a ganhar uma pequena comissão sem pagar nada a mais! (saiba como funciona essa parceria aqui)

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

Contrate seguro de viagem internacional com desconto na Mondial clicando aqui.

 

Leia também:

Tudo que você precisa saber para viajar à Alemanha

Sugestão de roteiro de viagem para Berlim

Como decidir quantos dias ficar em cada cidade da Europa

Primeira viagem à Europa: dicas de passagens, hospedagem e transporte

Mais fotos e curiosidades de Berlim no nosso Facebook (https://www.facebook.com/viciadaemviajar/), Instagram (https://www.instagram.com/viciada_em_viajar) e Twitter (https://twitter.com/viciadaemviajar)

 

 

Compartilhar este artigo:
Publicado por Marcelle Ribeiro

Jornalista, baiana, mas há mais de 20 anos moradora do Rio de Janeiro. Nos seus mais de 30 anos de vida, já viajou sozinha e acompanhada. Casada com o Guilherme, petlover e viciada em pesquisar novos destinos.

Comentários

  1. Anonymous
    25 out 2012

    Querida amiga, sobre a falta de checagem de passaportes no aeroporto em Berlin, eu te explico. É porque vocês, pelo que eu entendi, entraram na Comunidade Europeia por Paris. E ali sim, com certeza foram controlados e tiveram o passaporte carimbados. Geralmente não há controles de cidadãos comunitários de país para pais. Pode acontecer mas não é comum, ok? Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *