Passeio às piscinas naturais da região de Maragogi e Japaratinga (AL)

postado por Marcelle Ribeiro em 19/01/2017
Compartilhar este artigo:

Maridão e eu fizemos um passeio delicioso nas férias de dezembro: visitamos as piscinas naturais de Japaratinga, uma das muitas belezas do litoral alagoano. Super recomendo! Quer dicas? O Guilherme dá!

 

“Conhecer as piscinas naturais da Costa dos Corais (região do litoral de Alagoas que abrange Maragogi, Japaratinga, Porto de Pedra e São Miguel dos Milagres) é um passeio obrigatório. E, é claro, a gente não perdeu a oportunidade.

Apesar de menos conhecida do que as da vizinha Maragogi, as piscinas naturais de Japaratinga, onde nós fomos, também são espetaculares! E o melhor de tudo: o passeio custa METADE do preço! Por R$ 50, você faz um passeio muito legal, menos cheio de gente e super bonito!

A linda piscina natural de Japaratinga. Foto: Marcelle Ribeiro

A linda piscina natural de Japaratinga. Foto: Marcelle Ribeiro

Várias empresas realizam o passeio em Japaratinga e nós decidimos reservar o nosso lugar com a ajuda da recepção da nossa pousada. Mas antes de falar do passeio, é fundamental ressaltar que é preciso escolher bem o dia para aproveitar melhor a visita, porque a maré tem uma influência enorme na beleza das piscinas.

Fundamental é, antes de decidir que dia visitar as piscinas naturais, olhar a tábua de maré, para ver quando é melhor fazer o passeio. E você pode saber exatamente em que horário a maré estará baixa mesmo antes de comprar sua passagem de avião. Basta seguir o passo a passo deste post do Ricardo Freire, do Viaje na Viagem. Vá à piscina natural na hora em que a maré estiver mais baixa, pois verá mais peixinhos. Neste link do site da Marinha, você descobre como estará  a maré diariamente (basta selecionar o porto mais perto do local da sua piscina natural).  É preciso escolher um dia em que ela fique menor do que 0,6. Abaixo disso, é possível fazer um passeio muito bom! Ah, mas é importante chegar para fazer o passeio antes do horário mais baixo da maré (indicado na tábua).

O ideal é também ir em um dia de sol, porque quando está muito nublado, a água não fica a mesma coisa.

Contratamos a Japaratinga Tour para fazer nosso passeio, por indicação da nossa pousada. Eles mesmo disseram o horário de embarque daquele dia (só há 1 por dia). Eles cobraram R$ 50 por pessoa. O embarque é feito num ponto da praia da vila de Japaratinga, ao qual a própria agência pode te guiar.

 

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

 

Chegando lá, esperamos apenas um pouco antes de embarcar. O “mais complicado” para chegar até o catamarã é andar pelo mar por cerca de 30 metros com a água nas canelas.

 

Interior do barco que nos levou às piscinas naturais. Foto: Marcelle Ribeiro

Interior do barco que nos levou às piscinas naturais. Foto: Marcelle Ribeiro

Lá dentro, os funcionários distribuem salva-vidas para as pessoas que não sabem nadar e passam algumas instruções de segurança e de proteção às piscinas naturais. O catamarã cabia 50 pessoas, mas no dia em que fomos (em alta estação) havia umas 20.

O trajeto até as piscinas dura cerca de 20 minutos e é bem tranquilo, porque a água não balança tanto o barco.

O barco balança pouco até as piscinas naturais de Japaratinga. Foto: Marcelle Ribeiro

O barco balança pouco até as piscinas naturais de Japaratinga. Foto: Marcelle Ribeiro

Chegando nas pisicinas, você pode alugar com a tripulação o snorkel e máscara por R$ 15 por pessoa. Elas são fundamentais se você pretende ver a vida marinha na região das piscinas.

Depois de equipado, é só aproveitar os 90 minutos dentro da água para ver vários peixes e corais de diferentes tipos e cores. Eu tive a chance de ver muitos peixes e o tempo é suficiente para explorar bastante.

 

Já reservou sua hospedagem em Maragogi, Japaratinga, Porto de Pedras ou São Miguel dos Milagres? Clique nos nomes da cidade para reservar pelo Booking e ajude o blog.

 

Aproveitando a piscina natural de Japaratinga. Foto: Marcelle Ribeiro

Aproveitando a piscina natural de Japaratinga. Foto: Marcelle Ribeiro

piscina_natural_japaratinga

A água azul da piscina natural de Japaratinga. Foto: Marcelle Ribeiro

Quem prefere apenas relaxar também consegue fazer isso com tranquilidade porque as piscinas não ficam lotadas (no dia em que fomos havia umas 60 pessoas no total) e há bastante espaço para todo mundo. Aliás, essa é uma das vantagens desse passeio em Japaratinga. Como a cidade é menos conhecida, você consegue conhecer essa maravilha da natureza com muito menos gente em volta.

Nós até tentamos fazer o passeio das piscinas naturais em Maragogi, mas simplesmente não conseguimos. Primeiro, porque achamos o preço muito alto (por lá, a visita custa R$ 100 por pessoa). Além disso, não estávamos conseguindo vagas nos barcos por causa da grande procura. Mesmo assim, deve valer a pena conhecer, até para comparar. Quem sabe em uma outra viagem e em um outro post…”

 

Reserve sua hospedagem em Maragogi, Japaratinga, Porto de Pedras ou São Miguel dos Milagres  pelo Booking e ajude o blog a ganhar uma pequena comissão sem pagar nada a mais! (saiba como funciona essa parceria aqui)

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

 

Leia mais:

Todos os posts sobre a Costa dos Corais (Maragogi, Japaratinga, Porto de Pedras e São Miguel dos Milagres)

Onde comer (e onde não comer) na Costa dos Corais, em Alagoas

Costa dos Corais: Quando ir, como chegar e onde ficar

Leia sobre Porto de Galinhas, pertinho da Costa dos Corais

 

Compartilhar este artigo:
Publicado por Marcelle Ribeiro

Jornalista, baiana, mas há mais de 20 anos moradora do Rio de Janeiro. Nos seus mais de 30 anos de vida, já viajou sozinha e acompanhada. Casada com o Guilherme, petlover e viciada em pesquisar novos destinos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *