Roteiro de 4 dias de viagem com os melhores passeios do Atacama

postado por Marcelle Ribeiro e atualizado em: 04/06/2019
Compartilhar este artigo:

Água e vapor saindo de buracos da terra a 4.300 metros de altitude, banhos em lagoas salgadas, vales que lembram a lua, montanhas e rochas coloridas em incríveis variações de dourado ao marrom. Tudo isso você pode aproveitar no deserto do Atacama, no Chile. Minha mãe esteve lá em outubro desse ano e conta para nós como aproveitar todas as belezas da região. Vamos às dicas! Com a palavra, Adelia Ribeiro.

 

Lagunas Altiplánicas, no Atacama (Chile). Foto: Adelia Ribeiro

Lagunas Altiplánicas, no Atacama (Chile). Foto: Adelia Ribeiro

“Além de comer bem no Atacama, fizemos os principais passeios disponíveis e, seguindo as valiosas dicas de um amigo que esteve lá recentemente, procuramos a agência de turismo Lickan Antay (Rua Caracoles, 151B), cujo dono se chama Jesus. Logo que chegamos na Lickan Antay conhecemos o Nino (abreviatura de menino em baianês). O Nino, baiano legítimo e super simpático, sabia os detalhes de cada passeio e nos ajudou muito a decidir o que e quando fazer cada um deles. Encontrar um guia brasileiro no Atacama foi uma grata surpresa e nos deu uma certa tranquilidade.

Procurando hotel? O Booking tem opções para todos os bolsos. Reserve por esse link, que tem o meu código, e ajude o blog.

Como fomos por indicação e compramos tudo com eles, nos deram bons descontos (cinco passeios a 85.000 pesos por pessoa, enquanto na tabela de preços da agência os mesmos passeios sairiam a 116.000 pesos por pessoa).

É bom lembrar que os preços dos passeios variam de empresa para empresa e a pechincha até funciona bem lá.

Para alugar bikes, por exemplo, cobravam 4.000 pesos por bike. Alugamos duas por 5.000.

DESCONTO DE 5% no Esquenta Black Friday para aluguel de carro na Rentcars, com o cupom NOVEMBER. Vale até 30/11, com retirada do carro até 31/12! Compare preços de várias locadoras!

Para o Tour Astronômico, os preços variavam entre 14.000 a 18.000 pesos por pessoa.

Há agências com um bom preço e um serviço bem satisfatório (como a Lickan Antay) e há agências com um pouco mais de requinte e carros mais confortáveis (ônibus executivos ou vans), como a Touris Tour (oferecida pelos hotéis e com loja no centrinho, na Rua Toconao 479). Não saberia dizer se vale a pena pagar mais caro por esta última. É bom conferir os preços e comodidades antes de fechar os pacotes.

Algumas agências aceitam pagamento em dólar, pelo mesmo câmbio das casas de câmbio locais, outras colocam um over. Cuidado!

Black November até 21/11! Seguro saúde viagem internacional: escolha entre as melhores operadoras e pague com 15% de desconto com o cupom BLACK! Atendimento 24h em português!

Na minha opinião, os melhores passeios no Atacama e que fizeram a viagem valer a pena foram:

 

1 – Laguna Cejar

É uma lagoa com água extremamente salgada, o que faz com que você não afunde mesmo estando muiiiito fora de forma.

Passeio guiado de 1 dia e ingressos sem fila? Contrate aqui!

 

No mesmo passeio, visitamos também Los Ojos del Salar, dois poços de água doce no meio do deserto. A água estava extremamente gelada mesmo num dia de sol, mas valeu a pena encarar um mergulho para tirar o sal da Laguna Cejar.

IMG_0343 (2)

Laguna Cejar

Esse passeio começa às 15h e termina às 20h e nos custou 9 mil pesos por pessoa.

 

2 – Salar de Tara, Monjes de la Pacana e Catredales de Tara

É um passeio de um dia inteiro, portanto leve pelo menos um litro e meio de água, porque não dá pra comprar no caminho. O visual é incrivelmente colorido e mesmo se tratando de deserto, há alguma vegetação e animais para serem fotografados, ainda que de longe. Um pequeno trecho é feito a pé, o que é muito bom!

Até dia 30/11/19 tem 20% de desconto do chip internacional para celular. Saia do Brasil já com internet. Clique aqui e use o cupom NOVEMBER.
Salar de Tara, no Atacama. Foto: Adelia Ribeiro

Salar de Tara, no Atacama. Foto: Adelia Ribeiro

IMG_0461

Atacama. Foto: Adelia Ribeiro.

Fazer esse passeio de carro comum é muito desconfortável, portanto, insista com a agência para que seja feito num 4×4, do contrário o desconforto da viagem poderá estragar toda a graça do passeio. Este foi o ponto fraco da Lickan Antay.

Neste passeio está incluído café da manhã (mas é servido muito tarde, portanto tome o seu no hotel) e almoço (mas é bem rústico e simples, portanto, se você for daquelas chatinhas pra comer ou com restrições alimentares, leve um lanche). Pagamos 35 mil pesos por pessoa pelo tour.

3 – Valle de la Luna, Valle de la Muerte, Vigilante Três Marias e o entardecer na gran duna

É um passeio que começa às 16h e vai até as 19h, encerrando com o pôr do sol. Pura contemplação! Pagamos 6 mil pesos por pessoa para fazê-lo.

Atacama. Foto: Adelia Ribeiro

Atacama. Foto: Adelia Ribeiro

IMG_0407

Atacama. Foto: Adelia Ribeiro

4 – Lagunas Altiplánicas

É um passeio de meio dia, das 7h às 14h, com café incluído. Paisagens belíssimas. As lagunas ficam a 4.200 metros acima do nível do mar, na base dos vulcões e da cordilheira do Andes. Dica: Tome chá de folha de coca antes e durante o caminho para não sentir enjoo.

Lagunas Altiplánicas, no Atacama. Foto: Adelia Ribeiro

Lagunas Altiplánicas, no Atacama. Foto: Adelia Ribeiro

Pagamos 20 mil pesos por pessoa pelo passeio.

5 – Géyser del Tátio e Machuca

Geysers del Tatio é um dos campos geotérmicos mais importantes do mundo, de onde emanam vapor e água fervendo (80 graus aproximadamente). Só vendo pra entender.

 

Geysers del Tatio, no Atacama. Foto: Adelia Ribeiro

Geysers del Tatio, no Atacama. Foto: Adelia Ribeiro

IMG_0481

Geysers del Tatio, no Atacama. Foto: Adelia Ribeiro

IMG_0485

Geysers del Tatio, no Atacama. Foto: Adelia Ribeiro

 

Foi, sem dúvida, o melhor de todos. Começa bem cedinho, (às 4h da manhã) e só termina ao meio-dia. Café da manhã está incluído no preço do passeio (15 mil pesos por pessoa), mas é servido muito tarde.

Dicas para este passeio:
– Tome seu café antes de sair;
– Faça este passeio por último, para guardar na lembrança e para que seu corpo já esteja mais preparado para encarar a altitude de mais de 4.300 metros acima do nível do mar;
– Tome chá de folha de coca antes e durante o caminho para não sentir enjoo;
– Vista roupa térmica e leve o casaco de frio bem grosso, gorro, cachecol, luvas, meias, botas etc. Faz muito frio messssmo ! (oito graus negativos na primavera);
– Leve biquíni e toalha de banho para aproveitar o banho na piscina de água termal – Pozon Rustico (imperdível).

Pozon Rustico, no Atacama. Foto: Adelia Ribeiro

Pozon Rustico, no Atacama. Foto: Adelia Ribeiro

No caminho de volta passamos pelo povoado de Machuca, lugar onde vivem pastores de llamas. As casas são de adobe (tijolo de barro), palha e madeira de cactos. Uma graça!
Os atrativos gastronômicos são os espetinhos de carne de llama e os pastéis de queijo de cabra com chá quente ou refrigerantes.

Povoado de Machuca, no Atacama. Foto: Adelia Ribeiro

Povoado de Machuca, no Atacama. Foto: Adelia Ribeiro

IMG_0508

Povoado de Machuca, no Atacama. Foto: Adelia Ribeiro

 

Roteiro de 4 dias no Atacama

O nosso roteiro de 4 dias de viagem no Deserto do Atacama foi assim:

21/10 – Manhã: Passeio de bike. Tarde: Passeio da Laguna Cejar das 15h às 20h.
22/10 – Das 7h às 14h, fizemos o passeio das Lagunas Altiplánicas. Das 16h às 19h, fizemos o tour da Valle de la Luna, Valle de la Muerte, Vigilantes Três Marias e o Atardecer en la gran duna.
23/10 – Fizemos o passeio do Salar de Tara + Monjes de la Pacana + Catredales de Tara das 8h às 17h.
24/10 – Fizemos o passeio do  Géiser del Tatio + Valle e Pueblo de Machuca das 4 da manhã às 12h30. À tarde, descansamos na piscina do hotel.

 

Dicas essenciais:

Algumas coisas que não me disseram e acho interessantes compartilhar:

1 – No valor que você paga pelos passeios nas agências não estão incluídas as taxas de acesso aos locais turísticos. Algumas entradas são gratuitas, mas outras custam entre 1 mil e 6 mil pesos por pessoa (cash). Alguns dão desconto para estudantes ou idosos;

2 – Se você estiver em um grupo de pelo menos quatro pessoas (e com um pouco mais de grana), pode valer a pena alugar um 4×4 e contratar um guia exclusivo. Na maioria dos lugares não é permitida a entrada sem guias locais e credenciados;

4 – Não há qualquer infraestrutura para pessoas com deficiência física;

5 – Pessoas com quaisquer tipos de cardiopatias devem consultar seu médico antes começar a planejar a viagem (por causa da altitude e devido à falta de estrutura adequada para atendimento médico);

6 – Recomenda-se não comer carte vermelha e nem tomar bebida alcoólica na noite da véspera do passeio dos Gêiseres (por causa da altitude).

 

Se você tiver mais dias no Atacama…

Existem outras opções de passeios, como o de bike, que dá pra fazer sem guia e na hora que você quiser. As agências dão toda a orientação e é super fácil. No percurso você pode visitar El Pukara de Quitor, que fica a 3km do centrinho, para conhecer um pouco da história atacameña.

Há também o Tour astronômico, mas como o céu estava nublado nos dias em que estávamos descansados, não deu pra fazer.

Os guias dizem que, de tempos em tempos, alguém descobre outras atrações como, por exemplo, a do Valle del Arcoiris, que foi descoberta há apenas três anos. Este também ficou pra próxima.

Quem tem mais um dia no Atacama e espírito de aventura pode aproveitar para conhecer o vulcão Lascar. A Geisiele e o Flávio, do blog Viajando na Janela, foram para o vulcão Lascar e contam como é a subida.

 

Leia também:

Compartilhar este artigo:

Comentários

  1. Danilo
    16 jan 2015

    Esse passeio ao salar de Tara é interessante? Não me animei com a rota do Gêiser del tatio. Queria fazer Salar de tara e à noite o astronômico. E em outro dia fazer Lagunas e Valle de la Luna como você indicou. O que achas?

    • 19 jan 2015

      Oi, Danilo,
      Seguem as respostas da minha mãe, que visitou o Atacama:

      Esse passeio ao salar de Tara é interessante?

      É um passeio bem interessante sim! Dá pra sentir bem a imensidão e as inúmeras cores do deserto.
      Como falei no post, o meio de transporte faz a diferença. 4×4 é o ideal. Passamos por um trecho com muitas pedras o que faz um carro comum trepidar bastante.

      “Não me animei com a rota do Gêiser del tatio”.

      O passeio do Géiser é interessante porque tem incríveis jatos de água e vapor saindo da terra. Difícil de encontrar coisa semelhante em outro lugar. As fotos não mostram muito do que realmente é. Não chega a ser emocionante, mas é curiosíssimo!
      A viagem é que é um pouco longa e exige alguns sacrifícios como ter que acordar às 3:30 da manhã, tomar café muito tarde e suportar uma temperatura baixíssima (pegamos oito graus negativos). Acho que nenhum casaco é suficientemente quente!
      Se você resolver entrar na piscina termal, então o desconforto pode ser maior ainda.
      Os Vale e o Povoado de Machuca não são tão interessantes.

      Queria fazer Salar de tara e à noite o astronômico.

      Eu não fiz o tour astronômico. Ele só acontece se o céu estiver completamente limpo, o que não ocorreu nos dias em que eu estava com tempo livre. Lamentei bastante.
      É um passeio de duas horas e meia e nem todas as agências fazem.
      Como dizem que o Atacama é uma das regiões de ar mais puro e com menos iluminação artificial do planeta, observar o céu de lá deve ser algo mesmo inesquecível.

      E em outro dia fazer Lagunas e Valle de la Luna como você indicou. O que achas?

      Embora pareça cansativo, fazer estes dois passeios no mesmo dia foi uma boa decisão.

  2. Talita
    06 maio 2015

    Olá!
    Você foi em qual época do ano? Os passeios sofrem mudança de horário devido à época do ano?
    Você fechou os passeios direto lá ou conseguiu falar com a Lickan Antay pela internet?
    Obrigada! =]

    • 06 maio 2015

      Olá, Talita,
      Minha mãe visitou o Atacama em outubro. Sim, os passeios podem mudar de horário devido à época do ano. Ela fechou os passeios lá, depois que chegou.
      Abraço,

  3. Alencar
    28 abr 2016

    Olá Talita, parabéns pelo blog. Quanto ao transporte contratado por sua mãe para os passeios me pareceu que não agradou muito por não ser 4×4. Ou será q entendi errado?
    Obrigado

    • 06 maio 2016

      Oi, Alencar, ela não gostou do transporte de um passeio específico, o do passeio ao Salar de Tara, Monjes de la Pacana e Catredales de Tara. Para esse, ela aconselha ir de 4×4.
      Abraço,
      Marcelle

  4. Francisco
    31 maio 2016

    Ola, Talita tudo bem, seu blog é muito legal. Eu estou atrás de informação sobre uma empresa de nome Denomades.com, por acaso vc já ouviu alguma informação sobre a mesma?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *