As melhores moquecas e outras delícias da Bahia

postado por Marcelle Ribeiro e atualizado em: 17/02/2016
Compartilhar este artigo:

Quando você pensa em comida baiana, qual a primeira delícia que passa na sua cabeça? Na minha é automático: moqueca de camarão. Sim, a gastronomia baiana tem outras iguarias divinas. Mas moqueca de camarão, para mim, é a mais gostosa, disparado. Por isso é que até hoje, 17 anos após ter me mudado da Bahia, eu faço questão de comer moqueca quando vou a Salvador. Não, a minha família não vem de uma longa tradição de cozinheiras de moquecas (infelizmente!). Por isso, vou dar para vocês dicas dos dois restaurantes onde vão encontrar as melhores moquecas de Salvador. Já está salivando? Eu estou! Mas antes, uma foto para abrir ainda mais o apetite! (ô maldade….)

Moqueca de camarão. Foto: Marcelle Ribeiro

Moqueca de camarão. Foto: Marcelle Ribeiro

Antes de mais nada, devo esclarecer uma coisa: a moqueca de camarão baiana, diferentemente da de outros lugares (como a do Espírito Santo, se não me engano), tem que levar dendê. Sim, o dendê acrescenta calorias ao prato. Mas para alguns, é indispensável.

E onde comer as melhores moquecas em Salvador? Você tem duas opções: o restaurante Yemanjá e o Ki-Mukeka. Ambos são maravilhosos. Em ambos, o ambiente é descontraído, com garçonetes vestidas de baianas, decoração com tema “marítimo” e moquecas fumegantes. Nos dois, a moqueca vem acompanhada de arroz, farofa de dendê, pirão de peixe e feijão de corda.

Procurando hotel? O Booking tem opções para todos os bolsos. Reserve por esse link, que tem o meu código, e ajude o blog.
Restaurante Ki-Mukeka. Foto: Marcelle Ribeiro

Restaurante Ki-Mukeka. Foto: Marcelle Ribeiro

Moqueca de camarão, pirão, feijão e farofa do Ki-Mukeka. Foto: Marcelle Ribeiro

Moqueca de camarão, pirão, feijão e farofa do Ki-Mukeka. Foto: Marcelle Ribeiro

 

As diferenças são a localização, as filas e os preços. A do Iemanjá é mais famosa entre os turistas, e por isso o restaurante vive mais cheio (filas de uma hora são bem comuns). E a do Yemanjá também é mais cara. No Ki-mukeka, que também tem unidade em localização agradável, de frente para a praia, há menos filas e os preços são melhores. Vá a qualquer um desses restaurantes que você vai gostar.

Para abrir os trabalhos, em ambos, indico a casquinha de siri. E as caipirinhas são arrebatadoras.

DESCONTO DE 5% no Esquenta Black Friday para aluguel de carro na Rentcars, com o cupom NOVEMBER. Vale até 30/11, com retirada do carro até 31/12! Compare preços de várias locadoras!
Maridão (fanático por moquecas) ataca moqueca do Iemanjá. Foto: Marcelle Ribeiro

Maridão (fanático por moquecas) ataca moqueca do Yemanjá. Foto: Marcelle Ribeiro

Agora que já falamos das moquecas, vamos a outra delícia que não é só da Bahia, mas do Nordeste: carne do sol. Gostoso é comer ela fritinha, de preferência cortadinha para aperitivo, com farofa de manteiga e cebolinha frita.

Como a minha família vem de uma longa geração de fritadores de carne do sol (rsrsrs), eu normalmente como essa iguaria em casa. Mas quando queremos variar, vamos ao restaurante A Porteira que tem uma ótima carne do sol, além de queijo coalho e manteiguinha de garrafa para arrebatar.

Há duas unidades de A Porteira, mas a mais agradável é a que fica no Dique do Tororó, uma lagoa com estátuas de orixás. É bom porque você aproveita e conhece o Dique.

Dique do Tororó. Foto: Marcelle Ribeiro

Dique do Tororó. Foto: Marcelle Ribeiro

Eu sei que já falei aqui no blog sobre o acarajé, outro ícone da gastronomia baiana, mas não dá para fazer um post sobre delícias da minha terra sem falar de acarajé, né? Então me desculpem a repetição, mas tenho que falar dessa espécie de bolinho frito no óleo de dendê, que fica saboroso recheado com vatapá e camarão (com casca). Nem adianta muito tentar explicar de que é feito o acarajé (ok, vai feijão, cebola e outras coisas mais), porque acarajé tem gosto de acarajé, só provando para saber. A mesma coisa vale para vatapá. Há quem também coloque dentro do acarajé salada (que é uma vinagrete de tomate, cebola e pimentão), caruru (uma pasta de quiabo, que eu não curto) e pimenta. Eu gosto dele só com camarão e vatapá.

Dependendo do local e do momento, prefiro comer o acarajé inteiro, abocanhando (e me sujando!). Às vezes prefiro pedir ele cortadinho, para comer com garfinho descartável, ou então peço a porção de mini acarajés. Ah, importante: para baiano, apesar de cada acarajé ter umas 1000 calorias, ele é apenas um petisco reforçado para comer na praia ou num lanche de fim de tarde, não é refeição.

Achar um acarajé gostoso não é tarefa difícil em Salvador, é muito comum encontrar baianas caracterizadas sentadinhas atrás de tabuleiros nas ruas, praças e praias. Tem até no aeroporto!

MIni acarajés. Foto: Marcelle

MIni acarajés. Foto: Marcelle

Baiana fritando acarajé na praia. Foto: Marcelle Ribeiro

Baiana fritando acarajé na praia. Foto: Marcelle Ribeiro

Na bacia verde, acarajé. Na panela da direita, parte de baixo, camarão. E logo acima do camarão, panela com vatapá

Na bacia verde, acarajé. Na panela da direita, embaixo, camarão. E logo acima do camarão, panela com vatapá

Se você fizer questão de provar acarajés famosos, vá no Rio Vermelho e procure a baiana Dinha ou siga para Itapuã e procure a Cira. Abaixo, dou os endereços.

Restaurante Yemanjá

http://www.restauranteyemanja.com.br/

Endereço: Avenida Otávio Mangueira, 4655, Armação, Salvador. Telefone: 71-3461-9010

Restaurante Ki-Mukeka

http://www.kimukeka.com.br/

Endereços:

Itapuã (é nesse que eu sempre vou) – Endereço: Rua Vento Sul, s/nº, Farol de Itapuã, Salvador. Telefone: (71) 3374.2147. Horário de funcionamento: Segunda a sábado das 11:30hs às 23:00hs. Domingo das 11:30hs às 18:00hs.

Pituba – Av. Otávio Mangabeira, nº 907, Pituba, Salvador, Bahia. Telefone:  (71) 3240.0192. Horário de funcionamento: Segunda a sábado das 11:30hs às 23:00hs. Domingo das 11:30hs às 18:00hs.

Boca do Rio – Endereço: Rua Abelardo Andrade de Carvalho, nº 87, Boca do Rio, Salvador. Telefone: (71)3362-6153. Horário de funcionamento: Terça a quinta da 11:30 às 15:30. Sexta a domingo das 11:30hs às 16:00hs.

Armação – Endereço: Av. Otávio Mangabeira, nº 136, Armação, Salvador. Telefone:  (71) 3461.7333/ (71) 3461-7037. Horário de funcionamento: Segunda a sábado das 11:30hs às 23:00hs. Domingo das 11:30hs as 17:00hs.

A Porteira

https://www.facebook.com/aporteirarestaurante/
Boca do Rio – Rua D. Eugênio Sales, 96. Telefone: (71) 3461-3328. Horário de funcionamento: Terça a sábado, das 11h30 às 00h. Domingo, das 11h30 às 20h.

Dique do Tororó – Av. Marechal Costa e Silva, s/n. Telefone: (71) 3382-7808. Horário de funcionamento: Terça a sábado, das 11h30 às 00h. Domingo das 11h30 às 22h.

Acarajé da Dinha

Largo de Santana, Rio Vermelho, Salvador

Acarajé da Cira

Largo de Itapuã, Itapuã, Salvador.

Veja todos os posts sobre Salvador

Reserve sua hospedagem em Salvador pelo Booking clicando aqui e ajude o blog a ganhar uma pequena comissão sem pagar nada a mais! (saiba como funciona essa parceria aqui)

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

Compartilhar este artigo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *