Confira roteiro no Centro Histórico de Salvador (BA) e Pelourinho

postado por Marcelle Ribeiro e atualizado em: 02/12/2021

Uma visita a Salvador, na Bahia, não pode ser completa sem um passeio no Pelourinho, mesmo que rápido. E digo mais, não apenas ao Pelourinho, mas ao centro histórico de Salvador, que vai além do Pelô.

É a oportunidade que você tem de conferir os casarões coloridos, ver a Baía de Todos os Santos, o Mercado Modelo do alto e tirar as clássicas fotos da cidade com o Elevador Lacerda. E é claro, conhecer algumas das igrejas mais bonitas do centro histórico de Salvador! Então, eu que sou baiana, resolvi contar aqui os pontos turísticos que não podem ficar de fora do seu roteiro. O passeio é todo a pé. Ou seja, escolha não só um sapato confortável, como uma roupa leve, para se divertir nas ruas históricas de Salvador.

Centro histórico de Salvador

Em primeiro lugar, você precisa reservar, pelo menos, um dia inteiro para conhecer o centro histórico de Salvador. Mesmo assim, o roteiro ficará bem puxado, então recomendo 2 dias para conhecer. Esse roteiro é todo a pé. Sem dúvida, carro só serve pra chegar lá.

Já adianto que para almoçar, a dica é o restaurante do Senac, no Pelourinho. O buffet livre, com mais de 20 opções de pratos regionais e 10 sobremesas baianas, custa R$ 49,90 (preço de 2021). Além disso, há opções a la carte.

Endereço: Largo do Pelourinho, 13. Funcionamento: Segunda a sábado, das 12h às 15h30.

centro historico de salvador pelourinho

Pelourinho, em Salvador. Foto: Marcelle Ribeiro.

Praticidade com passeios guiados

Se você prefere ter a tranquilidade de conhecer as ruas de Salvador com as explicações de um guia e com o conforto de não precisar olhar mapas, existem várias opções de passeios no Centro Histórico.

Uma opção para quem quer conhecer o básico da história de Salvador é um city tour que dura entre 4 e 5 horas e passa pelo Centro Histórico, Farol da Barra e Praça Campo Grande, onde começa um dos circuitos do carnaval. O passeio custa R$ 71,80.

Um city tour mais completo, que dura 8 horas e inclui também uma visita ao Dique do Tororó e a Arena Fonte Nova, pode ser reservador com antecedência por R$ 115 por pessoa.

Outra alternativa para quem gosta de andar de bicicleta é fazer um bike tour histórico por Salvador. O passeio custa R$ 108 e pode ser reservado no Easy Travel Shop.

Se você quer conhecer um pouco mais do Pelourinho durante a noite, existe um tour que te leva pelas ladeiras da região. Você pode reservar no Easy Travel Shop por R$ 110 por pessoa e parcelar o valor em 10 vezes sem juros.

Para quem quer conhecer um pouco mais da herança africana no Centro de Salvador, existe um tour específico, que inclui visitas à lugares históricos e também uma passadinha na escola do Olodum. O tour custa R$ 113,70 por pessoa.

Segurança no centro histórico de Salvador

Fique esperto quando for fazer seu passeio histórico em Salvador: ainda há muito malandro de olho em turista, doido para aproveitar um descuido e levar a carteira do bolso. É comum ser interrompido o tempo todo por gente querendo colocar fitinha do Senhor do Bonfim no seu braço e pedindo “um trocado”. Ao mesmo tempo, há policiamento na região, mas seguro morreu de velho.

Mapa do centro histórico de Salvador

A seguir, coloquei no mapa a minha sugestão de trajeto do passeio, que inclui igrejas no Pelourinho, prédios históricos e mais.

 

Mercado Modelo

Em primeiro lugar, para começar seu dia de passeio no centro histórico de Salvador, passe no Mercado Modelo, no bairro do Comércio, a parte baixa da cidade, onde você pode fazer comprinhas. Ele hoje funciona como um grande mercado de lembrancinhas para turista (fitas do Senhor do Bonfim, berimbau e esses apetrechos tipo “Vim à Bahia e lembrei de você”). Além disso, é bem comum ter roda de capoeira em frente ao Mercado Modelo.

Aliás, se estiver de carro, você pode estacioná-lo na rua mesmo, pertinho do Mercado Modelo.

Endereço: Praça Visc. de Cayru, s/n – Comercio. Funciona de segunda a sábado, das 9h às 19h, e aos domingos, das 9h às 14h.

Elevador Lacerda

Passeou pelo Mercado Modelo? Que bom! Em seguida, uma opção é subir o Elevador Lacerda. Mas já adianto que, apesar de ser um cartão-postal da capital baiana, a subida no Elevador Lacerda não é das mais agradáveis. Na verdade, acho meio sufocante, porque é bem lotado de gente e calorento. E dentro dele, o visitante não tem vista para lugar nenhum, é fechado. Por isso, o legal do Elevador Lacerda é apenas como ele compõe o cenário da Baía de Todos os Santos quando você já está fora dele.

Em uma das vezes em que estive no local, como só tinha um elevador funcionando, pegamos um ônibus que estava disponível para quem quisesse subir de elevador e não quisesse esperar a fila. Mas melhor mesmo é pegar um Uber.

Endereço: Praça Tomé de Souza, S/N – Centro. Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h30, e aos sábados, das 8h às 17h. Preço: R$ 0,15 (em 2021).

centro historico de salvador elevador lacerda

Elevador Lacerda, a Baía de Todos os Santos e o Mercado Modelo. Foto: Marcelle Ribeiro.

Praça Tomé de Souza (Praça Municipal)

O desembarque de quem sobe o Elevador Lacerda é na Praça Tomé de Souza, onde vale a pena ir mesmo se você for de Uber. Ali, ficam prédios históricos como o Palácio Rio Branco, um prédio construído em 1549 onde funciona o Memorial dos Governadores Republicanos. Ele tem uma vista deslumbrante. Outro é o prédio da Câmara Municipal de Salvador, que foi a primeira entre as capitais brasileiras, e foi fundada em 1549.

Da Praça Tomé de Souza, se vê o Elevador Lacerda, a Baía de Todos os Santos e o Mercado Modelo do alto. Desta praça, caminhe para outra, a Praça da Sé onde ficam as próximas atrações.

centro historico de salvador palacio rio branco

Palácio Rio Branco. Foto: Marcelle Ribeiro.

Praça da Sé

A Praça da Sé é a nossa próxima parada no roteiro pelo centro histórico de Salvador. Lá, fica o museu da Misericórdia.

Museu da Misericórdia

O Museu da Misericórdia fica no antigo prédio da Santa Casa de Misericórdia, tombado pelo Iphan em 1938. O acervo é composto por 3.874 peças. O que eu achei mais interessante é que lá tem uma daquelas “rodas de adoção“, onde mães que não podiam criar seus filhos deixavam eles para religiosos criarem.

Tem também azulejos de 1712, tetos elaborados e super dourados, mesas pesadíssimas e lindas, além de uma antiga farmácia muito bacana. Além disso, a vista de lá é um espetáculo. Vale demais!

Endereço: Rua da Misericórdia, nº 06, Praça da Sé. Funcionamento: de terça a sexta-feira, das 8h30 às 17h30. Sábados, das 9h às 17h, domingos e feriados, das 12h às 17h. Preço: R$ 10 (em 2021).

centro historico de salvador museu misericordia

Museu da Misericórdia. Foto: Marcelle Ribeiro.

centro historico de salvador museu misericordia

Museu da Misericórdia. Foto: Marcelle Ribeiro.

Casa do Carnaval

A Casa do Carnaval,que é uma espécie de museu que conta a história do carnaval, fica ali pela Praça da Sé também. Vive com fila pra entrar e por isso, no dia em que fui não consegui entrar. Dizem que chama a atenção pela interatividade, com muitos vídeos, adereços e atividades, como fotos com adereços e dança de coreografias de blocos e bandas.

Além disso, tem 200 bonecos de cerâmica que representam personagens clássicos do carnaval.

Dali, sugiro ir pra outra praça vizinha, o Terreiro de Jesus, onde ficam a Catedral e a antiga faculdade de Medicina.

Endereço: Praça Ramos de Queirós, s/n – Pelourinho. Horário de funcionamento: terça-feira a domingo, das 11h às 19h. Preço: R$ 30 (em 2021).

Catedral Basílica de Salvador

Meu marido brinca que eu adoro o “tour carola”, não importa a cidade que estejamos visitando. Embora não seja uma pessoa religiosa, eu adoro ver igrejas trabalhadas, de preferência cheias de “rococós” e altares que chamam a atenção. Se tiver detalhes em ouro, então… eu enlouqueço! Enfim, como diz a lenda que Salvador tem mais de 365 igrejas (uma para cada dia do ano!), eu não podia deixar de sugerir passeios envolvendo igrejas, né? 🙂

A Catedral Basílica de Salvador foi construída a partir de 1657 e demorou 18 anos para ficar pronta. No total, são 13 altares folheados a ouro. Só para ter ideia da dimensão da riqueza da construção, foram usadas mais de 50 mil folhas de ouro e 5 mil folhas de prata.

Endereço: Largo Terreiro de Jesus, s/n – Pelourinho. Horário de visitação: segunda-feira a sábado, das 10h às 16h, e aos domingos, das 11h30 às 16h. Preço: R$ 5 (em 2021).

centro historico de salvador catedral

Catedral Basílica de Salvador. Foto: Marcelle Ribeiro.

.

centro historico de salvador catedral

Catedral Basílica de Salvador. Foto: Marcelle Ribeiro.

Memorial da Faculdade de Medicina

Não é só porque meu pai estudou Medicina nesse prédio não, mas ele é lindo! Hoje funciona por lá o Memorial da Medicina Brasileira, fundado em 1982, em homenagem aos 150 anos da Faculdade de Medicina da Bahia (FAMEB), da UFBA. Por lá você encontra livros raros, quadros e móveis. Vale pelo menos uma paradinha para uma foto da fachada.

Endereço: Largo Terreiro de Jesus. Horário de Funcionamento: Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Entrada franca.

centro historico de salvador faculdade medicina

Antigo prédio da faculdade de Medicina da Bahia. Foto: Maridão.

Igreja da Ordem Terceira de São Francisco

A Igreja da Ordem Terceira de São Francisco tem uma fachada esculpida em pedra super diferente. Nos anexos à nave tem um pátio com paredes todas de azulejos azuis e no piso há lápides de pessoas enterradas ali. Também há uma área onde você pode ver móveis antigos, como uma enorme mesa de jantar, cômodas gigantescas e super pesadas.

Além disso, tem uma área em que o teto é todo trabalhado em madeira, super bonito. Enfim, você deve levar uma hora mais ou menos para conhecer tudo.

Endereço: Rua da Ordem Terceira, S/N – Pelourinho. Horário de visitação: segunda a domingo, das 8h às 12h, e das 13h às 17h. Preço: R$ 5 (em 2021).

centro historico de salvador igreja ordem terceira sao francisco

Igreja da Ordem Terceira de São Francisco. Foto: Marcelle Ribeiro.

Igreja e Convento de São Francisco

Muito famosos, a Igreja e o Convento de São Francisco estão entre as Sete Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo e foram tombados pelo Iphan. O interior chama atenção por todo o dourado do ouro em pó.

Pena que as fotos ficaram ruins, sobrou apenas uma da fachada.

Endereço: Largo do Cruzeiro de São Francisco, S/N – Pelourinho. Horário de funcionamento: terça a domingo, das 9h30 às 16h. Preço: R$ 5 (em 2021).

centro historico de salvador igreja e convento

Igreja e Convento de São Francisco. Foto: Maridão.

Pelourinho

Finalmente, chegamos a um dos pontos altos do nosso roteiro pelo centro histórico de Salvador, o casario colorido do Pelourinho. Lá, ficam a Fundação Casa de Jorge Amado e a Casa do Olodum. Além disso, também tem todo tipo de lembrancinhas na loja temática do Olodum (Rua das Laranjeiras, 30, Pelourinho).

Aos finais de tarde, a banda Olodum ensaia na rua, caminhando, saindo e retornando da Casa do Olodum. Enfim, é grátis, na rua, só seguir andando.

centro historico de salvador pelourinho

Largo do Pelourinho, ainda com uma árvore de Natal montada. Foto: Marcelle Ribeiro.

Fundação Casa de Jorge Amado

A Fundação Casa de Jorge Amado também é indispensável no centro histórico de Salvador. No imóvel colonial, você pode ver desde edições dos romances do escritor até fotografias, vídeos, cartas.

Endereço: Largo do Pelourinho, 15 – Pelourinho. Horário de funcionamento: Segunda a sexta-feira, das 10h às 18h, sábado e domingo, das 10h às 14h. Preço: R$ 5 (em 2021).

centro historico de salvador casa jorge amado

Fundação Casa de Jorge Amado. Foto: Marcelle Ribeiro.

Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

Mais conhecida como Igreja do Rosário dos Pretos, a Igreja da Venerável Ordem Terceira do Rosário de Nossa Senhora às Portas do Carmo foi fundada em 1685. Portanto, a construção é obra de uma das primeiras irmandades dos homens pretos do Brasil.

Endereço: Largo do Pelourinho, s/n – Pelourinho. Horário de visitação: segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h. Aos sábados, das 8h às 19h. Preço: R$ 5 (em 2021).

centro historico de salvador igreja nossa senhora rosario pretos

Igreja do Rosário de Nossa Senhora dos Pretos. Foto: Marcelle Ribeiro

Santo Antônio Além do Carmo

Por fim, nesta parte do centro histórico de Salvador ficam vários cafés, restaurantes e bares charmosos com entradinha tímida, mas com uma vista linda pra Baía de Todos os Santos. Então, vale a pena ir pra ver o sol se por depois desse passeio.

centro historico de salvador restaurante santo antonio

Vista de um restaurante em Santo Antônio Além do Carmo. Foto: Marcelle Ribeiro.

Por que o centro histórico de Salvador é considerado Patrimônio Mundial?

A cidade de Salvador, fundada em 1549, foi a primeira capital do Brasil. Então, pela riqueza de suas construções, foi inscrita no Livro de Tombo Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico em 1984. Em 1985, sua inscrição na Lista do Patrimônio Mundial foi ratificada pela Unesco.

Em resumo, o centro histórico de Salvador é formado por muitos edifícios dos séculos XVI ao XIX. Entre eles, se destacam as igrejas, além de construções civis e militares.

centro historico de salvador igreja ordem terceira sao francisco

Detalhe da Igreja Ordem Terceira São Francisco. Foto: Marcelle Ribeiro.

O que fazer no Pelourinho hoje

Para saber atualizações da programação cultural em Salvador durante a sua viagem, recomendo o site Ibahia, assim como os jornais A Tarde e Correio da Bahia.

Hotéis no centro histórico de Salvador

No centro histórico de Salvador também há boas opções de hospedagem no Booking.

O Fera Palace Hotel é um dos mais elogiados, com nota 8,7, baseada em mais de 940 comentários. Fica a 500 metros do Pelourinho. Além disso, tem piscina e academia. A diária no quarto duplo sai por R$ 1.000.

O Hotel Villa Bahia tem nota 9,4 (baseada em mais de 400 hóspedes) e o café da manhã é elogiado. Tem piscina e bar entre as comodidades. O quarto para casal sai por R$ 580.

centro historico de salvador hotel villa bahia

Detalhe da Igreja Ordem Terceira São Francisco. Foto: Marcelle Ribeiro.

Localizado em uma construção do século XIX, o Hotel Casa do Amarelindo tem nota 9,6 no Booking e mais de 390 comentários. Entre os elogios, os hóspedes destacam as acomodações e o atendimento. Aliás, o preço da diária para duas pessoas é de R$ 730.

centro historico de salvador hotel amarelindo

Hotel Amarelindo. Foto: Booking.

Centro histórico de Salvador: Conclusão

Concluindo, o centro histórico de Salvador merece um ou dois dias da sua viagem pela Bahia. Eu sei que a praia vai ser irresistível, mas te garanto que vale a pena conhecer esse pedacinho da história da Bahia e do Brasil.

Quer conhecer também as praias da Bahia? Veja as dicas!

Leia também:

Comentários

  1. luzimar
    28 jun 2013

    quero conhecer tudo,principalmente os sambista ,antigos e os atuais…

  2. Cristian Santana
    31 jul 2017

    To planejando ir à Bahia, queria muito participar de algum evento do olodum, show ou ensaio, sabe onde posso me informar pra ver alguma programação do tipo?

  3. Pingback: O que fazer e onde ficar em Salvador na Bahia - Guia para viagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *