Diária no Copacabana Palace: vale a pena pagar? Como é?

postado por Marcelle Ribeiroe atualizado em: 10/06/2020

No nosso aniversário de 10 anos de casados, o maridão resolveu nos dar de presente surpresa uma diária em um dos hotéis mais luxuosos do Brasil: o Copacabana Palace. Dormimos uma noite lá, mas não foi só isso: fizemos uma massagem no spa do Copacabana Palace, jantamos em um dos três restaurantes do hotel (um dos mais chiques do Rio de Janeiro), e no dia seguinte depois de tomar o famoso café da manhã do hotel, no Pérgula,  ainda curtimos a piscina e a sauna. Foi uma das experiências mais inesquecíveis que já tive! E vou contar sobre ela aqui, além de falar quanto custa uma diária no Copacabana Palace, seja nos quartos mais baratos ou no mais caro.

Se preferir, clique no índice abaixo para ir direto ao assunto que te interessa.

Quanto custa uma diária no Copacabana Palace?
Copacabana Palace Spa: como é fazer massagem no hotel
Restaurantes do Copacabana Palace
Café da manhã no Copacabana Palace
Piscina do Copacabana Palace e área de lazer
Vale a pena pagar só por 1 diária no Copacabana Palace?
Onde fica o Copacabana Palace?
Quem é o dono do hotel Copacabana Palace?
Copacabana Palace – História

Quanto custa uma diária no Copacabana Palace?

Obviamente que para saber quanto custa uma diária no Copacabana Palace é preciso levar em consideração o período em que você pretende ficar lá e o tipo de quarto que escolher. Por isso, eu sempre recomendo olhar o preço atualizado no site do Booking.

Como nós moramos no Rio de Janeiro, passamos apenas uma noite lá, nas nossas bodas de 10 anos de casamento. Nosso quarto era o mais barato, o Superior com Vista da Cidade, com vista para a quadra de tênis. Mas mesmo no quarto standard há uma série de mimos que amamos, como explicarei. Nós nos hospedamos lá em junho de 2019, uma semana antes do Dia dos Namorados. Naquela época, o preço da diária no Copacabana Palace no quarto Superior com Vista da Cidade estava em cerca de R$ 1600.

Simulei uma estadia de uma noite para o mesmo período de 2020 e  preço da diária no Copacabana Palace, no quarto mais barato, que é o Superior com Vista da Cidade, está em R$ 1597. Já a diária no quarto mais caro, que é a Penthouse com vista para o mar, está no preço de R$ 8.181. Não encontrei um quarto que se chame “suíte presidencial” no Copacabana Palace, nem fuçando o site oficial, então acredito que esta nomenclatura não seja mais usada.

 

diária no copacabana palace fachada

Fachada do Copacabana Palace. Foto: Marcelle Ribeiro.

Diária no Copacabana Palace: como era o nosso quarto

Nossa diária no Copacabana Palace foi no Superior com Vista da Cidade, que tem 30 metros quadrados. O quarto tinha uma cama king size super confortável, com quatro travesseiros, pantufas e roupões deliciosos. Tinha também um par de sandálias havaianas para cada.

Ao chegarmos, uma garrafa de prosecco nos esperava no gelo no quarto, com chocolatinhos, junto com um cartão escrito à mão nos felicitando por nossas bodas. E uma gravura de presente. Mais fofo impossível!

Nosso quarto tinha vista para a quadra de tênis do hotel. Tinha frigobar, tv à cabo, ar-condicionado e a decoração era clássica e clara, um charme. O banheiro era um desbunde: uma banheira deliciosa, com todos aqueles amenities que esperamos de um hotel de luxo. Tinha pia dupla e era tudo de mármore branco e havia um zilhão de toalhas, todas bordadas. Sério, eu nunca vi um banheiro com tantas toalhas na vida! rsrsrs

Leia também: Como montar seu roteiro de viagem ao Rio de Janeiro

diária no copacabana palace quarto

Brinde no nosso quarto no Copacabana Palace. Foto: Marcelle Ribeiro.

diária no copacabana palace banheiro

Banheiro do quarto do Copacabana Palace. Foto: Marcelle Ribeiro.

Diária no Copacabana Palace: pacotes especiais

Se você quer, além da diária no Copacabana Palace, reservar uma massagem, recomendo entrar em contato direto com o telefone do hotel para checar se há algum pacote especial. Como fomos na semana do Dia dos Namorados, o maridão pagou por um “combo” da diária + duas massagens + prosecco no quarto, contratando diretamente com o hotel por telefone. Ele pagou R$ 1612, uma economia de quase R$ 600 do que se tivesse pago a diária e as massagens em separado.  Ou seja, as massagens saíram praticamente de graça.

Copacabana Palace Spa: como é fazer massagem no hotel

Logo após fazermos o check in, fomos conhecer o spa do Copacabana Palace. Maridão tinha reservado uma massagem relaxante para nós e fizemos juntinhos no mesmo ambiente, uma maca do lado da outra.

Primeiro, ao chegar no spa, recebemos um kit com roupas íntimas descartáveis. No banheiro do spa, pegamos nossos roupões, sandálias e deixamos nossas roupas no locker. Em seguida, fomos para uma área de descanso, com espreguiçadeira num ambiente à meia luz com plantas lindas. Descansamos ali uns 5 a 10 minutos até dar o horário da nossa massagem. Tinha frutas, mix de cereais (nozes, castanhas, passas) e água saborizada à vontade e gratuitos.

spa diária no copacabana palace

Área de descanso do spa do Copacabana Palace. Foto: Maridão.

A sala de massagem do spa do Copacabana Palace era linda, com muitos tecidos brancos, decoração oriental e meia luz. Os massoterapeutas eram de uma gentileza sem fim. Antes de começar, pudemos sentir 5 essências diferentes e escolher qual delas seria usada na nossa massagem. Além disso, os massoterapeutas nos perguntaram se alguma parte do corpo nos incomodava e a intensidade de massagem que gostaríamos. O profissional que fez a massagem em Gui era homem e o meu era uma mulher.

Foi uma hora de relaxamento divina, em que eu quase dormi.

Veja aqui o preço das massagens do Copacabana Palace Spa (de maio de 2019). O preço da massagem mais barata spa do Copacabana Palace é R$ 190 por 30min. O preço da que nós fizemos, de uma hora, é R$ 300 (por pessoa). A massagem mais cara sai a R$ 450 (90min).

sala de massagem diária no copacabana palace

Sala de massagem em dupla do hotel. Foto: Marcelle Ribeiro.

Restaurantes do Copacabana Palace

São três os restaurantes do Copacabana Palace. Nós experimentamos dois. Jantamos no Cipriani, um italiano chiquésimo que tem uma estrela no Michelin, e é envidraçado, com vista para a piscina. Jantamos ao som de um pianista tocando piano de cauda. A comida é uma delícia, mas se prepare para preços astronômicos.

Água mineral? A marca mais barata era Perrier, a R$ 30 uma garrafa de 500ml. Nós comemos um couvert de entrada, que vem com vários pães deliciosos e quentinhos, manteiga, azeite e uma pastinha de carne.

O garçom nos orientou a pedir 2 pratos para cada, pois a quantidade de cada um provavelmente não mataria nossa fome. Eu fui de ravioli de frango com batata e queijos taleggio e provolone (R$ 92) de primeiro prato, e, de segundo prato, comi peixe (R$ 135). Maridão pediu primeiro um risoto (cerca de R$ 90) e em seguida um medalhão de carne Wagyu (R$ 140). Não pedimos sobremesa, mas mesmo assim eles trouxeram, como cortesia, uns docinhos lindinhos e chocolates.

Dá para ver o preço do Cipriani no site do Copacabana Palace, onde há o cardápio completo.

Entre os restaurantes do Copacabana Palace também está o Mee, um asiático que também tem uma estrela no Michelin. Um amigo já foi com a esposa e gostou bastante. Confira o preço do Mee no cardápio que está no site do hotel.

Por fim, o terceiro restaurante do Copacabana Palace é o Pérgula, onde é servido o café da manhã para hóspedes e não hóspedes, mas que também serve brunch, almoço e jantar. Mas já falo sobre ele aqui embaixo. Se quiser ver o cardápio do Pérgula com preços, clique aqui.

Leia também: Restaurantes românticos do RJ: onde comer

paes cipriani diária no copacabana palace

Couvert do Cipriani. Foto: Marcelle Ribeiro.

piscina noturna diária no copacabana palace

Janelões do Cipriani com vista para a piscina. Foto: Marcelle Ribeiro.

Café da manhã no Copacabana Palace

Tomar café da manhã no Copacabana Palace é um experiência meio surreal. É tanta opção no restaurante Pérgula que você fica doido! Nós comemos na área em frente à piscina. Tem muitos tipos de pães diferentes, além de gostosuras como folheado de coco, pão de chocolate, croissants, sonho de creme, mini sanduíches com salmão defumado, ricota temperada ou presunto de parma.

Na parte dos frios, camembert, gouda, queijos temperados, além dos queijos mais tradicionais (como minas, mussarela e ricota). Tinha também salames, presuntos, etc.

Entre as frutas estavam algumas exóticas, que eu aproveitei para provar. O detalhe é que elas já ficam cortadinhas, sem caroços, para dar zero trabalho pro hóspede. Havia, ainda, salada de fruta, mingau de aveia e iogurtes variados, vários desnatados.

Para quem quer algo com mais “consistência”, eles têm batatas, bacon, salsichas, e fazem, na hora, ovos de diversas formas, como beneditinos, omelete, mexidos, etc. Ah, e também fazem na hora waffles, panquecas e tapioca.

Se você curte grãos e frutas secas, tem também, além de geleias e nutella. Sucos tem de monte, assim como leite, café, chocolate quente e chá.

Ah, e se você tem alergia a glúten ou a lactose, é só informar aos garçons, porque eles têm diversas opções para quem tem esse tipo de restrição e trazem na mesa o que você pedir.

A gente comeu bastante e bem. O café da manhã está incluído na diária do Copacabana Palace, por isso, não pagamos nada a mais por ele. Mas se você quiser ir só provar o café da manhã do Copacabana Palace e não se hospedar no hotel, saiba que ele está custando R$ 120 +10% de serviço para não-hóspedes. Porém, você não poderá mergulhar na piscina do hotel, ok?

É recomendável que você ligue antes para saber se no dia que você pretende ir tomar apenas o café da manhã, ele estará disponível para não-hóspedes. É que quando o hotel está cheio, o café é servido apenas para hóspedes. De segunda a sexta, você pode ir das 6h30 às 10h30. E aos sábados e domingos, das 7h às 11h.

Piscina do Copacabana Palace e área de lazer

Depois do café da manhã, nós fomos tomar um sol na piscina do Copacabana Palace. Eles têm toalhas e roupões para essa área e espreguiçadeiras gostosas. Além disso, disponibilizam jornais do dia e revistas sem qualquer custo. E uma curiosidade: há uma guarda-vidas 24h por dia de plantão na piscina, que está aberta para hóspedes o tempo todo, até de madrugada.

A piscina é aquecida, mas como ela não é coberta e em junho estava um pouco friozinho, a água não estava quente, mesmo no meio da manhã.

Uma coisa engraçada é que você pode ficar passeando de roupão pelo hotel todo se quiser. E para devolvê-lo, basta deixá-lo em qualquer lugar.

Em seguida, nós fomos também nas saunas, seca e a vapor. São 4 saunas: uma seca e uma a vapor para homens e o mesmo para mulheres. Mas como não havia ninguém usando as saunas quando fomos, a recepcionista das saunas nos disse que poderíamos ficar juntos na mesma e ela nos avisaria se alguém chegasse. Adoramos a sauna seca!

Não chegamos a usar a academia, o serviço de praia nem a quadra de tênis do hotel, apesar de tudo isso estar incluso na diária do Copacabana Palace.

diária no copacabana palace piscina

Piscina do Copacabana Palace. Foto: Marcelle Ribeiro.

Vale a pena pagar só por 1 diária no Copacabana Palace?

E afinal, valeu a pena pagar só por 1 diária no Copacabana Palace, considerando o preço elevado dela? Valeu a pena sim. Nos sentimos como reis no dia mais importante para nós como casal, e era uma data super especial. Por ser uma quinta-feira e termos que trabalhar na sexta à tarde, nós não íamos mesmo poder viajar nas nossas bodas. Então foi um jeito incrível de comemorar. Por isso, te digo: nem que seja uma vez na vida, tenha essa experiência!

Além disso, nós usufruímos tudo que quisemos do hotel. Só não usamos o serviço de praia porque nosso check in já foi no entardecer e na manha seguinte, preferimos aproveitar a piscina e a sauna.

Onde fica o Copacabana Palace?

O endereço do Copacabana Palace é Avenida Atlântica, 1702, Copacabana, Rio de Janeiro. Fica próximo ao posto 3 da praia de Copacabana. Os telefones do hotel são (21) 3500-0292 e (21) 2548 7070.

Quem é o dono do hotel Copacabana Palace?

Muita gente se pergunta quem é o dono do hotel Copacabana Palace. Ele pertence ao grupo francês de luxo LVMH (Moët Hennessy Louis Vuitton), que é a holding do grupo de luxo francês Louis Vuitton, que comprou não apenas o Copacabana Palace, mas o grupo de hotéis que era dono dele em 2018, a Belmond.

De 1989 até 2018, o Copacabana Palace pertencia apenas à rede Belmond, grupo que tem  46 hotéis, trens e cruzeiros fluviais de luxo espalhados por 24 países das Américas, Europa, África e Ásia. Tanto é que, quando o Copacabana Palace foi vendido à rede Belmond, em 1989, passou a se chamar Belmond Copacabana Palace. Mas continua sendo conhecido apenas como Copacabana Palace.

Porém, em 2018, o grupo LVMH, empresa que está por trás das marcas de moda Louis Vuitton e Christian Dior, anunciou a compra do grupo Belmond e, com isso, passou a ser a proprietária de  hotéis da rede, incluindo o Copacabana Palace. Apesar de ter sido vendido, o nome do Copacabana Palace não mudou.

Antes de pertencer ao grupo Belmond, o dono do hotel Copacabana Palace era o empresário brasileiro Octávio Guinle. Porém, com a transferência da capital do Brasil do Rio de Janeiro para Brasília, o hotel passou por dificuldades, até que José Eduardo Guinle, filho de Octávio, o vendeu para o grupo Belmond em 1989.

Copacabana Palace – História

A história do Copacabana Palace é curiosa. Ele começou a ser erguido em 1919, a pedido do então presidente da República Epitácio Pessoa, que desejava construir muitos hotéis no Rio de Janeiro, que era a capital do país. Ele concedeu benefícios fiscais para a construção, mas queria que os hotéis ficassem prontos a tempo das comemorações do Centenário da Independência, em setembro de 1922. Contudo, o Copacabana Palace só foi inaugurado depois disso, em 1923.

Na época, Octávio Guinle, fundador do hotel, só topou construí-lo se pudesse inaugurar nele um cassino. Assim foi feito. Entretanto, depois da Segunda Guerra Mundial, no entanto, o então presidente Eurico Gaspar Dutra proibiu o jogo no país. Com isso, o cassino do hotel Copacabana Palace virou casa de espetáculos. Com a transferência da capital do país para Brasília, os anos seguintes do Copa foram de menos glamour e hotéis mais modernos que ele foram construídos.

Após ser vendido para o grupo Belmond, o Copacabana Palace passou por uma série de reformas. Em sua história, já hospedou famosos como o Príncipe Charles e a Princesa Diana, Walt Disney, a banda Rolling Stones e inúmeros artistas e políticos importantes.

 

Leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *