O que fazer em Buenos Aires: dicas valiosas de 31 atrações por bairro

postado por Marcelle Ribeiroe atualizado em: 02/09/2020

Há muito o que fazer em Buenos Aires e os pontos turísticos são tantos que eu reservaria pelo menos quatro dias de viagem para a capital da Argentina. O ideal é conhecê-los por bairro, para otimizar o roteiro. E se for fazer algum passeio nos arredores, separe 6 ou 7 dias. Neste post, eu falo de pontos turísticos que conheci no verão e no inverno. Abaixo, coloquei um índice de o que fazer em Buenos Aires por bairro, com 31 dicas, e também destaquei as minhas 8 atrações preferidas destas 31.

O que fazer em Buenos Aires por bairro: Centro | Puerto Madero | Palermo | Recoleta | San Telmo | La Boca | Villa Crespo | Arredores de Buenos Aires

O que fazer em Buenos Aires – Meus 8 pontos turísticos preferidos: Teatro Colón | Casa Rosada | Malba | Show de Tango | Museu Eva Perón | Jardim Japonês | Rosedal | Floralis Genérica

O que fazer em Buenos Aires à noite

O que fazer em Buenos Aires por bairro:

Centro

Reserve pelo uma manhã ou uma tarde para o Centro na hora de decidir o que fazer em Buenos Aires. Afinal, lá estão muitos pontos turísticos da cidade, que podem ser conhecidos a pé. E nem precisa de city tour, dá para ir sozinho.

1 – Calle Florida e Galerias Pacífico

As Galerias Pacífico são um shopping instalado num prédio antigo, com um teto lindíssimo. Esse shopping fica na Calle Florida (Avenida Florida esquina com a Avenida Córdoba), uma rua de lojas bem famosa, principalmente por ter lojas de produtos de couro e de bugingangas turísticas. É uma rua para pedestres, mas não dê bobeira ali: li váaaarios casos de gente que teve a carteira furtada lá. Tanto que andei até meio neurótica de medo na rua.

Dentro das Galerias Pacífico tem uma loja de alfajores que meu marido amou, a Abuela Goye. É lá também que fica o Centro Cultural Borges, onde assistimos a um show de tango (eu conto sobre o show neste post aqui).

Horário de funcionamento: Segunda a Sábado, das 10h às 21h. Domingo, das 12h às 21h. Telefone: (54 11) 5555 5110. Como chegar: Ônibus 6, 22, 23, 26, 28, 33, 45, 50, 56, 61, 62, 74, 91, 93, 99, 109, 115, 126, 130, 140, 143, 152, 195. Metrô linhas B (estação Florida) e C (estação Lavalle).

Galerias Pacífico o que fazer em buenos aires

Galerias Pacífico. Foto: Maridão.

2 – Café Tortoni

O Café Tortoni é um dos cafés mais antigos e bonitos da cidade. Provei o churros, que vem sem recheio, com bastante açúcar por cima. Porém, não curti tanto. Legal mesmo é ver as estátuas de mestres do tango, a decoração rococó antiga e dar uma descansada.

O Café Tortoni fica na Avenida de Mayo 825, perto da Calle Suipacha – Centro (descer no metrô na estação Piedras, línha A). Tel: 54-11 – 43424328.

estátuas pessoas café tortoni

Café Tortoni. Foto: Marcelle Ribeiro.

Procurando hotel? O Booking tem opções para todos os bolsos. Reserve por esse link, que tem o meu código, e ajude o blog.

3 – Plaza de Mayo

Na Plaza de Mayo é que acontecem os grandes protestos da cidade (como os feitos pelas Mães de Mayo) e as comemorações dos jogos de futebol. É uma praça grande, com a Pirámide de Mayo no meio. Da praça, partem algumas das mais importantes avenidas da cidade.

piramide plaza de mayo o que fazer em buenos aires

Pirâmide da Plaza de Mayo. Foto: Marcelle Ribeiro.

4 – Obelisco da Avenida 9 de Julio

A Avenida 9 de Julho é a mais larga da cidade (lembra um bocado São Paulo) e nela fica o obelisco famoso da cidade, inaugurado em 1936.

5 – Catedral Metropolitana

A Catedral Metropolitana de Buenos Aires tem muitos rococós e vale uma visita rápida. É bonita, mas já vi outras mais lindas. Horário de funcionamento: De segunda a sexta, das 7h às 19h. Sábados e domingos, das 9h às 19h30.
Endereço: Rua San Martín, 27 – Centro, em frente à Plaza de Mayo.

catedral buenos aires o que fazer

Catedral de Buenos Aires. Foto: Marcelle Ribeiro.

6 – Casa Rosada

Sede Presidência do País, a Casa Rosada, pode ser admirada por fora, mas também é possível fazer visitas guiadas lá dentro. Os tours acontecem aos sábados, das 10h às 18h e são grátis.A visita dura 60 minutos e é feita em espanhol, inglês e português. Contudo, é preciso reservar antes (no máximo 15 dias antes). Telefone: ( 54) 11-4344-3600. Endereço: Balcarce 50, Centro, em frente à Plaza de Mayo.

casa rosada o que fazer em buenos aires

Casa Rosada. Foto: Marcelle Ribeiro.

7 – Teatro Colón

Se você só puder escolher um único ponto turístico para a sua lista de o que fazer em Buenos Aires, eu recomendo que seja a visita guiada ao Teatro Colón. Ou que você conheça ele por dentro ao assistir um concerto noturno.

Logo no início da visita, você vê as roupas produzidas pela equipe do próprio teatro para os espetáculos, algumas muiiiito antigas. Além disso, os vitrais do teto e os lustres também são uma coisa de louco. Dentro do teatro, a guia nos conta curiosidades, como sobre um espaço que era reservado para as viúvas ouvirem os espetáculos antigamente.

As visitas são feitas com guias em espanhol (que falam devagar, bem fácil para brasileiros entenderem) ou em inglês. Elas acontecem todos os dias, inclusive feriados, das 9h às 17, com saídas a cada 15 minutos, e duram 50 minutos.

No site deles você pode escolher o horário exato em que quer fazer a visita e comprar o ingresso antecipado. Os bilhetes são válidos somente para o dia e hora a serem adquiridos. Preço: 1000 pesos (não aceitam moeda estrangeira). Crianças menores de 6 anos: grátis.

Endereço: Calle Tucumán 1171, Centro. Telefone: 4378-7127.

Leia também: Nosso roteiro de 4 dias em Buenos Aires

lustre teatro colon o que fazer em buenos aires

Lustre do teatro Colón. Foto: Marcelle Ribeiro.

Puerto Madero

Puerto Madero é o porto renovado de Buenos Aires, onde há muitos restaurantes, alguns mais requintados.

8 – Puente de las Mujeres

A Puente de La Mujer é uma ponte com formato diferente, que evoca um casal de dançarinos, numa homenagem ao tango. A ponte recebeu esse nome porque as ruas do entorno têm nome de mulheres famosas.

Palermo

O bairro Palermo é subdividido em vários “Palermos”. Palermo Chico margeia o bairro da Recoleta e é onde estão o museu Malba e várias embaixadas. Os Bosques de Palermo é a área que concentra o Jardim Japonês, o Jardim Zoológico, o Rosedal, enfim, as atrações “verdes” da cidade.

E tem ainda Palermo Viejo, que é subdivido em mais dois “palermos”: Palermo Soho, com várias lojinhas bonitas e restaurantes e Palermo Holywood, que é mais animado à noite, devido aos restaurantes, bares e baladas.

9 – Ruas de Palermo Soho

Vale a pena dar uma andadinha em Palermo Soho, onde dizem que é mais legal passear à tarde, pois tem mais “vida”. Na esquina das ruas Malabia e Costa Rica, costuma haver uma feirinha. Nas ruas El Salvador e Honduras estão lojas bacaninhas.

10 – Museu de Arte Latinoamericano de Buenos Aires (Malba)

Se você gosta de arte moderna, sua lista de o que fazer em Buenos Aires tem que incluir um dos mais famosos museus da cidade, o Museu de Arte Latinoamericano de Buenos Aires. Mais conhecido como Malba, ele tem cerca de 400 obras de arte, entre elas o famoso quadro “Abapuru”, da brasileira Tarsila do Amaral.

Tem também obra da mexicana Frida Kahlo (“Autoretrato con Chaango y Loro”), de Xul Solar (“Pareja”) e o belíssimo quadro “Manifestación”, de Antonio Berni. Além disso, no Malba também há exposições temporárias bem bacanas.

Não é permitido fotografar nas salas do museu, apenas nos corredores, mas lá também há obras de arte bem interessantes.

Endereço: Avenida Figueroa Alcorta, 3415 (entre as calles San Martín de Tours e Jerónimo Salguero) – Palermo. Como chegar: Param na rua do museu os ônibus 67, 102, 130 e 124. Num raio de quatro quadras do museu param esses ônibus: 10, 37, 38, 41, 59, 60, 67, 92, 93, 95, 108, 110, 118, 128. Funcionamento: Quinta a segunda-feira e feriados, das 12h às 20h. Quartas, das 12h às 21h. Terça-feira: fechado.

Preço: 280 pesos para adultos. Estudantes, 140 pesos. Crianças menores de 5 anos: grátis. OBS: Às quartas-feiras, o ingresso custa 140 pesos para adultos e é grátis para estudantes.

Telefone: 4808-6500.

escultura homem trem malba

Obra de arte do Malba. Foto: Marcelle Ribeiro.

11 – Museu da Eva Perón

O Museu da Eva Perón  conta a história da atriz, líder política e ex-primeira-dama da Argentina. Defensora das causas femininas e da classes menos favorecidas, ao morrer, aos 33 anos, ela tinha quase que status de santa, de tão amada no país. O museu tem visitas guiadas em espanhol de terça a domingo, às 16h e não é necessário reservar. Tem também exposições temporárias, com entrada grátis.

O endereço é Calle Lafinur, 2988, em Palermo. Fica aberto de terça a domingo, das 11h às 19h.

12 – Jardim Japonês

Não deixe de colocar na sua listinha de o que fazer em Buenos Aires uma visita a pelo menos um dos vários jardins da cidade. Um dos meus preferidos é o Jardim Japonês, que é uma graça e faz parte do Parque Tres de Febrero (também chamado de Bosques de Palermo). Cheio de carpas, bonsais, pontes bonitinhas. Vale a pena!

Ele funciona das 10h às 18h e custa 200 pesos. Há duas entradas: Av. Figueroa Alcorta esquina Av. Casares e Av. Casares esquina Av. Del Libertador. Para chegar lá de de ônibus, você pode pegar qualquer uma das seguintes linhas: 10, 15, 37, 59, 60, 67, 93, 95, 102, 108, 110, 118, 128, 130, 141, 160 e 188. De metrô, pegue a linha D (cor verde) e desça na estação “Plaza Italia”. Em seguida, caminhe 8 minutos ao redor do Zoo de Buenos Aires.

13 – Rosedal

Outra área verde linda que faz parte do Parque Tres de Febrero (Bosques de Palermo) é o Rosedal, um jardim com várias rosas premiadas. Demos sorte, e as rosas estavam abertas! Mas dizem que não é sempre que isso acontece. O Rosedal existe desde 1914 e foi criado pelo paisagista Carlos Thays. Existem hoje cerca de 12 mil rosas lá. O lugar é super bem cuidado.

Além das rosas, lá tem chafarizes, ponte charmosas e um lago lindinho, onde as pessoas podem andar de pedalinho. Tem também bustos de escritores famosos como Jorge Luis Borges e Federico García Lorca.

No local, também tem uma construção feita de azulejos coloridos, muito fofa, chamada Pátio Andaluz. A gente ficou andando por lá  num fim de tarde muito gostoso, tirando fotos e admirando a paisagem por 1h mais ou menos. E quando estávamos quase dando o parque como visto, nos admiramos ao ver um grupo de gansos (ou patos? não sei!) andando todos juntinhos e entrando no lago! Coisa mais linda!!

Ah, na área do Rosedal não tem onde comer, ok? Tem só uma banquinha vendendo água a preços altos e biscoitos na entrada. Não vi ninguém fazendo piquenique lá, nem bicicletas. O endereço é Avenida Infanta Isabel, 900, em Palermo. A estação de metrô mais perto é a Plaza Italia. Funcionamento: Terça-feira a domingo, das 9h às 17h. Preço: Grátis.

rosedal o que fazer em buenos aires

Rosedal. Foto: Marcelle Ribeiro.

14 – Hipódromo de Palermo

Com uma construção arquitetônica bonita e grandiosa, o local merece uma visita se você quer dar uma olhada nas corridas de cavalo ou experimentar um dos restaurantes e bares que estão ali. O Hipódromo de Palermo fica na Av. del Libertador 4101 , em Palermo. Fica aberto todo os dias, 24h. Para chegar, pegue um trem (Est. 3 de Febrero / Est. Lisandro de la Torre ), ou um metrô, (linhas D/ Est. Carranza / Est. Palermo) ou um ônibus (linhas 130 / 160 / 34 / 166 / 15 / 29 / 55 / 59 / 60 / 64 / 118 / 42).

San Telmo

15 – Feira de San Telmo

A Feira de San Telmo não tem apenas antiguidades, e não é exatamente uma “feirinha”. É uma feirona que se espalha por várias ruas ao redor da praça Dorrego, no bairro de San Telmo, e tem também aqueles artesanatos meio lembrancinha de viagem, sabe? E o mais legal: tem gente dançando tango no meio da muvuca!

Sim, que fique logo claro: a feira de San Telmo, que só acontece aos domingos, é bem muvucada. De todos os lados aparece gente para andar entre as barraquinhas e camelôs. Mas mesmo assim vale a pena. Curti tanto que passei umas 2h andando por lá. E olha que eu nem estava no clima de compras (mas não resisti e comprei uma lembrancinha, claro!).

Você encontra lustres antigos, garrifinhas de Coca-cola para colecionadores, cartazes de artistas de tango, talheres, roupa, enfim, um pouco de tudo.

Endereço: Praça Dorrego, San Telmo. Funcionamento: Todo domingo, das 10h às 17h.

livros feira san telmo

Livros na Feira de San Telmo. Foto: Marcelle Ribeiro.

16 – Estátua da Mafalda

Quando você for à Feira de San Telmo, aproveite para tirar uma foto na estátua da Mafalda, personagem das tirinhas do cartunista argentino Quino, que fica na esquina das ruas Chile com Defensa.

17 – Casa Minima

Outra curiosidade de San Telmo é a Casa Minima, que mede apenas 2m por 8m e que, originalmente, era a entrada da mansão  ao lado. Fica na Calle San Lorenzo, 380, em San Telmo.

La Boca

18 – Caminito

Taí um ponto turístico famoso, mas que eu acho totalmente dispensável na sua lista de o que fazer em Buenos Aires. O Caminito é basicamente uma rua com um monte de casas coloridas feitas de metal. Dentro de algumas dessas casas, tem aquelas lojinhas de lembrancinha de viagem. Na rua, tem casal de tango que cobra para tirar foto com eles. Eu não gostei. Não me senti segura e achei super “pega-turista”. Só fui lá quando fiz um city tour.

caminito o que fazer em buenos aires

Caminito. Foto: Adelia Ribeiro.

19 – La Bombonera e Museu do Boca

Fanáticos por futebol vão querer incluir na sua lista de o que fazer em Buenos Aires uma visita ao estádio La Bombonera, do Boca Juniors e ao Museo de la Pasión Boquense, o museu do time.

O Museo de La Pasión Boquense cobra 3 tipos de ingresso. Todos podem ser adquiridos pelo site da Get Your Guide (que aliás, é a forma indicada pelo site oficial do museu):

  • Apenas o museu;
  • Museu + visita expressa – Em que você visita o museu e tem 10 minutos para visitar as arquibancadas inferiores – Preço: 550 pesos.
  • Museu + estádio tour  – Visita ao museu + uma visita guiada, que dura 1 hora. Inclui o campo e os vestiários. Este combo custa 690 pesos.

Nós fizemos o combo mais completo, o do museu + estádio tour. Conhecemos as cadeiras especiais, a arquibancada, e pisamos num micro pedaço do gramado. Vimos a área em que os jogadores dão entrevistas (que é um beco de passagem, feioso). Achei o tour fraco. Uma das poucas coisas que gostei foi saber da história do 12º integrante do Boca: a torcida organizada, que tem até lugar marcado na arquibancada.

Levamos uma hora para ver o museu, mas só por que resolvemos ver os dois vídeos sobre o Boca Juniors disponíveis. Quando fomos, o museu era bem fraquinho. A única coisa mais legal foi um vídeo em que você assiste um jogo da perspectiva do jogador.

Endereço: Brandsen 805 – La Boca. Como chegar: Linhas de ônibus: Na Rua Brandsen passam o 25 / 46 / 86. Passam na Av Almirante Brown: 29 / 53 / 152 / 168 / 64. Passam na Av Patricios: 22/24 / 39 / 70 / 39. Aberto diariamente das 10h às 16h. Há mudança de horário em dias de jogo em La Bombonera.

estadio la bombonera o que fazer em buenos aires

La Bombonera. Foto: Marcelle Ribeiro.

Recoleta

20 – Cemitério da Recoleta

Cheio de lápides de gente famosa (como Eva Perón), o cemitério do bairro da Recoleta tem até tours organizados, em que se conta a história de quem está enterrado ali. Eu não fiz o passeio, mas se interessar a você, pode contratar online pelo Get Your Guide aqui. O cemitério fica na Calle Junin, 1760, na Recoleta. Abre todos os dias, das 7h30 às 17h30.

21 – Feirinha de artesanato da recoleta

Em frente ao cemitério da Recoleta é montada uma feirinha de artesanato na Praça Francia, entre as avenidas Pueyrredon e Del Libertador. Funciona aos sábados e domingos, das 11h às 20h.

22 – Basílica Nossa Senhora do Pilar

Também pertinho do cemitério da Recoleta fica esta igrejinha pequenininha, mas toda branquinha, bem fofa. É a segunda igreja mais antiga da cidade e foi erguida em 1732, pelos jesuítas. A Basílica Nossa Senhora de Pilar fica na Calle Junín, 1904 (entre a Calle Guido e a Avenida Presidente Manuel Quintana) – Recoleta. Tel: 4806-2209/4803-6793. Funcionamento: Segunda a sábado, das 10h30 às 18h15. Domingo, das 14h30 às 18h15.

basilica nossa senhora do pilar buenos aireses

Basílica Nossa Senhora do Pilar. Foto: Marcelle Ribeiro.

23 – Floralis Genérica

É uma flor de alumínio enorme, cujas pétalas abrem às 8h e fecham ao anoitecer. Fica na Plaza Naciones Unidas, na esquina da Avenida Figueroa Alcorta com a Calle Austria, na Recoleta. No verão, o lugar fica cheio de gente tomando sol em cadeirinhas, até com chuveirão.

Leia também: Temperatura em Buenos Aires

floralis generica o que fazer em buenos aires

Floralis Genérica. Foto: Marcelle Ribeiro.

24 – El Ateneo Grand Splendid

Esta livraria fica dentro de um antigo teatro, que depois virou cinema e que hoje é uma livraria. O lugar onde era o palco hoje é ocupado por um café. O local foi construído em 1919, chegou a receber espetáculos de tango e, em 1926, começou a funcionar como cinema. Porém, em 2000, o teatro Grand Splendid foi comprado por uma rede de livrarias e as poltronas deram lugar a prateleiras de livros. Mas o teto lindo, e os rococós dourados estão todos lá!

O endereço é Av. Santa Fe 1860,  Recoleta. Abre de segunda a sexta, das 9h às 22h; às sextas e sábados, das 9 às 0h, e domingos das 12h às 22h.

livraria el ateneo o que fazer em buenos aires

El Ateneo Grand Splendid. Foto: Marcelle Ribeiro.

Villa Crespo

25 – Compras

Em Villa Crespo ficam vários outlets de marcas famosas, como Adidas, Puma e The North Face, além de lojas que vendem bolsas e outros itens de couro legítimo a bons preços. Confira as dicas no post sobre compras em Buenos Aires.

Arredores de Buenos Aires

26 – Colonia del Sacramento

Colonia del Sacramento é uma cidade fofinha do Uruguai, mas que fica mais perto de Buenos Aires que de Montevidéu. Da capital argentina, você cruza o Rio da Prata em um barco em pouco mais de uma hora. Em um passeio de dia inteiro, você vê as ruas de paralelepípedo do centro histórico, igrejinhas, canhões… Veja o que fazer em Colonia del Sacramento e como chegar desde Buenos Aires.

27 – Passeio do Rio Tigre

Para quem quer incluir um bate-volta na listinha de o que fazer em Buenos Aires, um passeio bem popular é o de barco pelo delta do Rio Tigre. Localizada a 32km da capital, a região tem muitas mansões, uma catedral e muito verde. O tour dura o dia inteiro.

O que fazer em Buenos Aires à noite

28 – Dançar tango em uma milonga

Quem quer dançar tango deve incluir na listinha de o que fazer em Buenos Aires a ida a uma milonga, que é uma casa onde se dança tango. Muitas inclusive tem aulas rápidas de tango para iniciantes antes de abrirem. Uma delas é a La Viruta, que fica em Palermo Soho. Eu conto tudo sobre as milongas neste post.

29 – Assistir a um show de tango

Na hora de decidir o que fazer em Buenos Aires, não pode faltar na sua lista ver um um espetáculo de tango. E não precisa ser dos mais caros. Eu fui a dois shows diferentes com preços acessíveis no centro da cidade: o Centro Cultural Borges e o Café Tortoni. Outros espetáculos mais grandiosos e que atraem muitos turistas são os do Madero tango , Tango Porteño, Piazzolla, Señor Tango e o Carlos Gardel. Falei tudo sobre os shows de tango em Buenos Aires neste post.

30 – Ir a um pub crawl

Quem busca o que fazer em Buenos Aires à noite deve considerar participar de um Pub Crawl, um tipo de maratona de bares. Você se registra no início do evento, no primeiro bar, recebe uma pulseira que dá direito a entrar nos outros com direito a uma bebida (uma cerveja ou um shot). Durante a madrugada, você chega no último bar da noite e fica o resto da noite lá.

31 – Ir a uma balada argentina

A capital Argentina tem uma noite animada e uma das dicas do meu irmão para quem está à procura de o que fazer em Buenos Aires à noite é a balada Asia de Cuba, que fica na Calle Pierina Dealessi 750, em Puerto Madero.

Outra dica é o Club Severino (o endereço é Hipólito Yrigoyen 851 e fica perto de Puerto Madero). Ambos  estavam bem animados, com muita gente e tocou de tudo, mas sobretudo, tinha muito brasileiro, além de gente da Nova Zelândia, da Inglaterra… Argentinos mesmo são minoria. Os preços dos drinks nas baladas eram acessíveis.

 

E você, tem mais dicas de o que fazer em Buenos Aires? Deixe seu comentário!

Leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *