João Pessoa (PB): Quando ir, como chegar e onde ficar

postado por Marcelle Ribeiro e atualizado em: 14/11/2019
Compartilhar este artigo:

João Pessoa é uma das mais belas capitais do Nordeste, com praias maravilhosas e de águas claras, muito sol, bons restaurantes e várias opções de diversão. Além disso, as cidades próximas, como Cabedelo, também guardam belezas imperdíveis!

Ficou com vontade de conhecer? Então confira algumas informações importantes para você aproveitar o máximo dessa região!

Leia também: O que fazer em João Pessoa: sugestão de roteiro de 3 dias de viagem

Procurando hotel? O Booking tem opções para todos os bolsos. Reserve por esse link, que tem o meu código, e ajude o blog.
A praia do Poço, em Cabedelo, é uma delícia! Foto: Marcelle Ribeiro

A praia do Poço, em Cabedelo, é uma delícia! Foto: Marcelle Ribeiro

Quando ir

João Pessoa é uma cidade com sol abundante e pouca chuva durante o verão. Isso a torna um destino ideal para as férias de fim de ano. Entre setembro e fevereiro, as temperaturas ficam na casa dos 30°C e chove pouco, especialmente entre outubro e janeiro.

Vista maravilhosa da praia de Tambaba. Foto: Marcelle Ribeiro

Vista maravilhosa da praia de Tambaba. Foto: Marcelle Ribeiro

Entre março e agosto, continua quente, mas o volume de chuvas aumenta consideravelmente. Abril, junho e julho são os meses mais chuvosos e é bom evitar viagens nessas datas se você quiser aproveitar as praias.

Veja como é o clima mês a mês no site da Climatempo.

DESCONTO DE 5% no Esquenta Black Friday para aluguel de carro na Rentcars, com o cupom NOVEMBER. Vale até 30/11, com retirada do carro até 31/12! Compare preços de várias locadoras!

Como chegar

O aeroporto de João Pessoa é pequeno e não recebe tantos voos de cidades como São Paulo e Rio de Janeiro. Por essa razão, as passagens aéreas, em muitos casos, acabam ficando mais caras e pesam no bolso do turista.

 

O pôr do sol na praia do Jacaré é imperdível. Foto: Marcelle Ribeiro

O pôr do sol na praia do Jacaré é imperdível. Foto: Marcelle Ribeiro

Uma alternativa um pouco mais demorada, mas com bom custo-benefício, é viajar de avião até Recife, alugar um carro e dirigir até João Pessoa. O aeroporto de Recife é maior, tem mais opções de voos e não fica tão longe assim da capital paraibana.

O trajeto entre o aeroporto de Recife e João Pessoa tem pouco mais de 130 quilômetros e pode ser percorrido em cerca de 2 horas se o trânsito estiver bom pela BR-101. Se você já estiver planejando alugar um carro para conhecer as várias praias de João Pessoa e das cidades próximas, o que é uma opção muito interessante, isso pode diminuir consideravelmente o custo da viagem, principalmente se você estiver viajando em família. Faça as contas, pesquise e veja qual é a melhor opção para você.

Leia também: Onde comer em João Pessoa

Onde ficar

João Pessoa tem uma boa oferta de hotéis e pousadas para todos os gostos e bolsos. Na cidade, três bairros são mais procurados pelos turistas por estarem mais perto das praias mais famosas e também pelo número de restaurantes e bares: Tambaú, Cabo Branco e Manaíra.

Tambaú é o bairro com mais oferta de quartos e restaurantes, mas é possível encontrar boas opções nos outros dois bairros. Se você tiver decidido alugar um carro, você pode ficar nos outros dois bairros e aproveitar toda a estrutura dos três principais bairros da cidade. O trânsito não é pesado e a cidade também não é muito grande.

Em novembro do ano passado, nós ficamos no Akropolis Mar Hotel, no bairro de Cabo Branco. Fica a uma quadra da praia de mesmo nome do bairro e atendeu às nossas expectativas.

Quarto do hotel era espaçoso e tinha wi-fi

Quarto do hotel Akrópolis, em Cabo Branco. Foto: Marcelle Ribeiro

Já reservou sua hospedagem em João Pessoa? Reserve pelo Booking e ajude o blog.

O quarto tinha ar-condicionado, frigobar, tv a cabo e wi-fi. O banheiro era bom e o quarto era espaçoso e limpo, inclusive com uma pequena sala/cozinha. Um ponto positivo é o café da manhã, servido no quarto e com boas opções de frutas, pão, suco, ovo e bolos.

O café era bem servido e tinha opções de frutas e ovos. Foto: Marcelle Ribeiro

O café era bem servido e tinha opções de frutas e ovos. Foto: Marcelle Ribeiro

O maior problema era um sofá que ficava na sala e estava mal conservado, com o tecido rasgado. Como a televisão ficava no quarto, acabamos usando a sala apenas tomar café e o sofá só serviu para pendurar nossas roupas.

 

Leia também:

Compartilhar este artigo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *