Passeio para Chichén Itzá e cenotes: Vale a pena? Dicas importantes

postado por Marcelle Ribeiro e publicado em 25/01/2023

O passeio a Chichén Itzá é, com certeza, uma atração imperdível para quem vai para a região de Cancún, Tulum ou Playa del Carmen (Caribe Mexicano). Ele te leva a um dos sítios arqueológicos mais visitados no México, que é uma das novas 7 maravilhas do mundo. O templo foi um local muito importante na América pré-hispânica e tem como destaque a pirâmide principal, construída entre 550 e 800 D.C. É uma visita muito famosa e interessante.

Se você tem vontade de conhecer esse lugar, eu vou te dar todas as dicas para o passeio, guiado ou por conta própria. Além disso, também vou falar dos cenotes próximos, já que é comum que as pessoas visitem eles no mesmo dia em que vão para o sítio arqueológico. Se preferir, acompanhe o índice abaixo.

Onde fica
Quando foi construída
Como se pronuncia
O que fazer
Como é o passeio
Preço do ingresso
Horário
Como ir
Vale a pena?
Como ir vestido

passeio chichen itza piramide

Chichén Itzá é um passeio obrigatório no México. Foto: Marcelle Ribeiro.

Onde fica Chichén Itzá

Chichén Itzá fica no estado de Quintana Roo, no México, na Península de Yucatán, próximo a algumas cidades do Caribe e também a outros destinos mexicanos de importância histórica e cultural:

  • Cancún: 197 Km (2h35 de carro)
  • Playa del Carmen: 182 Km (2h20 de carro)
  • Tulum: 149 Km (2h10 de carro)
  • Mérida: 122 Km (1h45de carro)
  • Valladolid: 42 Km (45min de carro)

O mapa abaixo vai te ajudar a entender como o Chichén Itzá está “no meio” dessa região, mas não fica na costa.

Chichén Itzá: quando foi construída?

Estima-se que a pirâmide principal foi construída pelos maias entre os anos 550 e 800 D.C.

Chichén Itzá: como se pronuncia?

Pronuncia-se tchitchén itzá.

O que fazer em Chichén Itzá?

Chichén Itzá é um sítio arqueológico que tem algumas construções principais e que você consegue conhecer em 1h ou 2h. Mas o passeio para Chichén Itzá em geral inclui outras atrações além das ruínas. O mais comum é combinar a visita com banhos em cenotes, já que há muitos nessa região.

Cenotes são como piscinas naturais de água doce que surgiram entre rochas. Em geral a cor deles é lindíssima, entre o verde e o azul. Muitos dessa região ficam a dezenas de metros abaixo do solo.

Os cenotes que você vai visitar no mesmo dia em que for conhecer o Chichén Itzá vai variar de acordo com a empresa que você contratar pra fazer o passeio. E se você decidir explorar essa região por conta própria, de carro ou de ônibus, você é que terá que decidir a que cenote ir.

Além disso, há algumas cidades de importância histórica na região, onde as excursões costumam dar uma passada rápida no final do passeio. Ou seja, é sempre um passeio de dia inteiro, e as excursões normalmente incluem almoço, além das entradas de todas as atrações, guia e transporte.

Mas dá pra conhecer a região por conta própria também, como explicarei mais abaixo. Porém, é bem mais fácil e tranquilo ir com um passeio em grupo.

 

Atrações

Nosso passeio para Chichén Itzá incluiu uma hora de explicações de um guia nas ruínas. Ele nos mostrou partes dos templos maias que eram coloridas no passado e outras em que dá para ver desenhos nas rochas.

Ele nos falou que a principal atração de Chichén Itzá, a pirâmide de Kukulcán (chamada de El Castillo, ou “o castelo” em português), era usado como um calendário solar, porque marcava os dias e meses do ano. Ela é famosa por sua escadaria no exterior, mas não é permitido subir.

Os cientistas descobriram que embaixo da pirâmide há um cenote, porém ninguém nunca conseguiu chegar até lá.

chichen itza piramide principal

A pirâmide é a atração principal. Foto: Maridão.

Outra atração de Chichén Itzá é uma área onde os maias faziam uma celebração que lembrava um pouco um jogo de futebol. Num grande “campo”, os maias corriam para jogar uma bola por dentro de um arco preso no alto, nas laterais. E o que o melhor jogador ganhava? Era oferecido aos deuses em sacrifício. Sim, ele morria.

Porém, para os maias isso era uma coisa boa, porque era uma honra se sacrificar como um presente para os deuses.

chichen itza campo de futebol

Os jogos eram uma espécie de ritual. Foto: Marcelle Ribeiro.

Também no Chichén Itzá há o “templo dos sacrifícios“, onde pessoas eram mortas para serem dadas de presente aos deuses. Lá aprendemos que nem todos eram sacrificados de forma voluntária. É que prisioneiros de guerra também eram oferecidos aos deuses, porém contra sua vontade.

chichen itza templo sacrificios

O templo dos sacrifícios pode ser visitado. Foto: Marcelle Ribeiro.

Outra atração que vimos foram as ruínas de um antigo mercado maia.

chichen itza ruinas templo

As ruínas do antigo mercado. Foto: Marcelle Ribeiro.

Tempo para fotos

Após 1h de explicação do nosso guia, tivemos mais 1h para tirar fotos livremente durante nosso passeio a Chichén Itzá.

Se você vai conhecer o Chichén Itzá por conta própria, saiba que a entrada custa 486 pesos (US$ 25 ou R$ 132,50), sem guia (Janeiro/23). Entretanto, eu recomendo fortemente que você faça uma visita com guia, porque tem poucas placas explicativas por lá.

Ah, no sítio arqueológico não é permitido entrar com drones, câmeras profissionais ou GoPro. Se for levar esses itens, você terá que pagar o aluguel de um armário lá para guardá-los.

Outras atrações do passeio para Chichén Itzá

Ao escolher o nosso passeio para Chichén Itzá, nós optamos por um tour que incluísse os dois cenotes mais famosos entre brasileiros desta região, o Ik Kil e o Suytun. Eles são bem diferentes, como explico a seguir.

Cenote Ik Kil

Nosso passeio saiu de Playa del Carmen e levou quase 3 horas para chegar na primeira atração, que foi o cenote Ik Kil. Esse cenote é diferente de outros que visitamos na costa do Caribe Mexicano porque está a 50 metros abaixo do nível da rua. Além disso, muita gente vai lá para apreciar as raízes das plantas que ficam penduradas do sol para dentro do cenote.

Como em todos os cenotes que visitamos, é possível tomar banho nele. Para isso, você desce uma escada. O uso de colete salva-vidas é obrigatório, porque o cenote tem 50 metros de profundidade. Além disso, há guarda-vidas lá.

É importante dizer que você precisa tomar um banho de chuveiro antes de entrar no cenote, para não sujar a água com produtos químicos. Também por isso eles pedem para que você não use protetor solar.

Para entrar por conta própria no cenote, você pagará 150 pesos (US$ 7,70 ou R$ 41) e poderá ir entre 9h e 17h (preço de janeiro de 2023). O ingresso pode ser comprado online pelo site oficial do cenote Ik Kil. A entrada dá direito ao colete salva-vidas, além de uso de armários e banheiros. Lá também tem um restaurante, que me pareceu bem bonitinho.

Toda a estrutura do lugar é bem bonita, limpa, organizada e bem conservada.

cenote ik kil passeio chichen itza

As raízes vão do nível da rua até a área de mergulho. Foto: Marcelle Ribeiro.

Após 1 hora no cenote Ik Kil, seguimos para Chichén Itzá, onde passamos 2 horas.

Cenote Suytun

Nossa próxima parada do nosso passeio para Chichén Itzá foi o cenote Suytun. Almoçamos por lá, mas não gostei muito. A comida era simples, mas estava fria.

Esse cenote é muito famoso no Instagram, porque tem uma abertura no teto onde passa luz. Além disso, ele tem uma plataforma disputada para fotos. Porém, quando chegamos, às 16h, já não tinha mais o feixe de luz passando pelo furo.

Nós acabamos desistindo de tirar foto na plataforma, porque teríamos que ficar o tempo todo que tínhamos lá na fila. Preferimos relaxar tomando banho no cenote. A água dele, como a de todos os cenotes que visitamos, é fria. Mas você acostuma rápido.

No cenote Suytun também há armários para aluguel, além de banheiros. Porém, a estutura pareceu mais simples que a do cenote Ik Kil.

Caso você vá por conta própria, saiba que a entrada no cenote Suytun custa 130 pesos (US$ 6,70 ou R$ 35,42) para uma visita de 1 hora entre 9h e 17h (Janeiro/23).

chichen itza cenote suytun

O cenote Suytun é conhecido por sua plataforma com luz. Foto: Marcelle Ribeiro.

Valladolid

A última parada do nosso passeio ao Chichén Itzá foi em Valladolid, uma cidade histórica aonde começaram as primeiras “faíscas” da revolução mexicana. Nós tivemos apenas 30 minutos na cidade, o que eu achei pouco. Porém, já percebi que em todos os tours a parada lá é rápida mesmo.

Nesse período conseguimos apenas ver a igreja principal e algumas construções históricas coloridas em volta de uma praça.

valladoid passeio chichen itza

A igreja principal é toda de pedra. Foto: Maridão.

Onde contratar o passeio

Nós pagamos 90 dólares por pessoa (R$ 478,70) pelo passeio, incluindo almoço, lanche, água, transporte, guia e todos os ingressos (Maio/2022).

Contudo, não recomendo a empresa que nós contratamos, a Compartiendo Viajes. Primeiro porque eles disseram que o guia falava “portunhol” e francamente… ele falava espanhol mesmo. Apesar de eu ter estudado por anos espanhol, não entendi várias vezes o que ele falava. Meu marido, que não estudou espanhol, teve mais dificuldade ainda.

Além disso, nós tivemos que alugar um armário na chegada ao Chichén Itzá porque esquecemos que estávamos com a Gopro na bolsa. O nosso guia entrou com todo o grupo e “sumiu” lá no sítio arqueológico. Ficamos vários minutos lá procurando nosso grupo, perdendo a explicação sobre o lugar.

Se você quer fazer um roteiro igual ao meu, encontrei no site Viator. Porém, dentre as 15 opiniões que constam lá na Viator, muitas são negativas também.

Por isso, talvez seja o caso de você optar por uma excursão com paradas um pouco diferentes.

Seguem algumas sugestões de passeios para Chichén Itzá com cenote Ik Kil e Valladolid (sem Suytun):

 

Vale a pena contratar um passeio para Chichén Itzá?

Porém, de maneira geral, eu achei que vale muito a pena contratar um passeio para Chichén Itzá desses em grupo. Desta forma você não perde tempo pesquisando horários, preços e paradas de ônibus ou alugando carro (nem tem que dirigir ou abastecer). Além disso, se você for por conta própria, você é que terá que conciliar os horários de visitação de cada atração e contratar um guia para te mostrar Chichén Itzá por dentro.

E mais: se você colocar na ponta do lápis, só com as entradas das 3 atrações que eu conheci, eu teria gasto 766 pesos (US$ 39 ou R$ 211). Ou seja, quase metade do que eu paguei (US$ 90) eu já teria que gastar mesmo com a entrada dos cenotes e das ruínas.

Se a gente for somar aí ainda o valor de um aluguel de carro, gasolina, estacionamento, guia e refeições (porque meu passeio incluía água, café da manhã e almoço), fica claro perceber que contratar um passeio para Chichén Itzá e cenotes é a melhor opção financeiramente inclusive.

Quanto tempo demora o passeio Chichén Itzá?

O passeio para Chichpen Itzá demora o dia inteiro. É cansativo, mas vale a pena. Nós saímos de Playa del Carmen às 7h45 e chegamos no nosso hotel de volta às 21h.

passeio chichen itza cenote ik kil

O cenote Ik Kil é uma parte deslumbrante do passeio. Foto: Marcelle Ribeiro.

É melhor fazer conhecer Chichén Itzá a partir de que cidade?

As ruínas ficam um pouco mais perto de Tulum (que está a 149 Km) do que de Playa del Carmen (182 Km) e de Cancún (197 Km). Por isso, o ideal seria fazer um passeio pra lá saindo de Tulum.

No entanto, nós preferimos conhecer a partir de Playa del Carmen, porque nós sabíamos que em algum momento teríamos um dia de praia meio “perdido” em Playa del Carmen porque estávamos indo na temporada de sargaço (em que o banho de mar fica péssimo).

Algumas pessoas que vão por conta própria (sem passeio bate-volta) se hospedam em Valladolid para poder conhecer melhor esta cidade, já que a parada no passeio lá não leva nem 1h. Daí, nesse caso, elas vão para Chichén Itzá a partir de Valladolid.

Passeio Chichén Itzá: preço do ingresso

O passeio a Chichén Itzá por conta própria custa 85 pesos (US$ 4,35 ou R$ 23). O preço é de Janeiro de 2023. O valor não inclui guia.

Chichén Itzá: horário

O sítio arqueológico de Chichén Itzá fica aberto todos os dias das 8h às 17h.

chichen itza escritos em pedras

Em algumas partes do templo você verá desenhos. Foto: Marcelle Ribeiro.

Chichén Itzá: como ir

A maneira mais prática de ir a Chichén Itzá é de passeio, mas também dá para ir de carro alugado ou de ônibus, como explicarei a seguir.

Como ir de Cancún a Chichén Itzá?

A excursão saindo de Cancún pode ser comprada online e custa 1.548 pesos (US$ 79 ou R$ 423).

Para ir de ônibus, você levará 2h30 (só ida) em uma viagem que custa 384 pesos (US$ 20 ou R$ 105). Tem ônibus da empresa ADO (a maior dessa região do México) que leva até o sítio arqueológico, mas o site deles está constantemente com problemas. Por isso, veja no site Clickbus.

Os preços são de Janeiro de 2023.

Como ir de Tulum a Chichén Itzá?

O passeio saindo de Tulum custa 1.548 pesos (US$ 79 ou R$ 423).

Para ir de ônibus, você pagará 322 pesos (US$ 16,50 ou R$ 88) em uma viagem de 1h40, só de ida. Os ônibus da ADO (a maior empresa dessa região do México) levam até o sítio arqueológico, mas o site deles está constantemente com problemas. Os preços são de janeiro de 2023.

Como ir a Chichén Itzá desde Playa del Carmen?

O passeio completo saindo de Playa del Carmen custa 1.548 pesos (US$ 79 ou R$ 423).

Já a viagem de ônibus dura 3h e custa 328 pesos (US$ 16,80 ou R$ 90). Os preços são de Janeiro de 2023. A maior empresa de ônibus dessa região é a ADO.

chichen itza estatua leao

Chichén Itzá tem esculturas e escritas em pedras. Foto: Marcelle Ribeiro.

Como ir de Mérida?

Saindo de Mérida, o passeio com paradas em Chichén Itzá, Izamal, Valladoid e no cenote Ik Kil custa 1.027 pesos (US$ 54,90 ou R$ 284).

Para ir de ônibus, você vai pagar 164 pesos (US$ 8,40 ou R$ 45) e a viagem levará 1h45 (só de ida), tendo uma média de 3 ônibus por dia. A empresa ADO (a maior dessa região do México) tem ônibus que leva até o sítio arqueológico.

Como ir de Valladolid?

A excursão saindo de Valladolid, com paradas em Chichén Itzá, Izamal, Valladoid e no cenote Ik Kil custa 1.980 pesos (US$ 101 ou R$ 580).

Já se você quiser ir de ônibus por conta própria, levará 50 minutos (só de ida) e pagará 150 pesos (US$ 7,70 ou R$ 41). Há apenas um ônibus por dia da empresa ADO.

Estacionamento no Chichén Itzá

Há estacionamento pago no sítio arqueológico.

Chichén Itzá vale a pena?

Sim, Chichén Itzá vale muito a pena todo o trabalho para chegar, porque é um lugar que impressiona pela sua história e estado de preservação.

Leia também: Quanto custa viajar para o México? Meus gastos em 20 dias no Caribe

Como ir vestido ao passeio Chichén Itzá?

Minha recomendação é ir de tênis e roupas leves, porque o calor é muito forte e quase não tem sombra por lá. Esqueça a ideia de ir de vestidão ou saia comprida como você vê no Instagram. Cada centímetro a mais de roupa vai te fazer suar. Além disso, como tudo lá é de terra, o ideal é ir de tênis, para não ficar com os pés super sujos. E também porque você vai passar 1h andando por lá, pelo menos.

Veja o vídeo sobre o passeio em Chichén Itzá para saber mais:

Leia Mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *