Roteiro de 2 dias de viagem a Yosemite (EUA) – Parte 2

postado por Marcelle Ribeiro e publicado em 19/09/2015 - Atualizado em: 08/02/2019
Compartilhar este artigo:

O segundo dos meus dois dias de viagem a Yosemite, no final de março desse ano, começou cedo, pois eu queria aproveitar ao máximo esse parque lindíssimo da Califórnia (Veja aqui o roteiro do primeiro dia). Acordei por volta das 7h (apesar de ser domingo!), tomei banho, tomei café na lanchonete do Curry Village e fiz o o check out da minha tenda. Como o Curry Village não tem depósito para armazenar bagagens depois do check out, peguei o shuttle gratuito do parque e fui tentar deixar minha mala no depósito de outro hotel dentro do parque, o Yosemite Lodge at The Falls, que gentilmente já tinha guardado a minha mala no dia anterior apesar de eu não ter me hospedado lá.

Mas o depósito estava cheio de malas de hóspedes. A alternativa que me deram foi guardar a mala (que era bem pequena) em um armário no hall do hotel, mas que pode ser aberto por qualquer pessoa. Ou seja, qualquer um poderia abrir o armário e levar a minha mala inteirinha. Decidi pedir um favor, então, ao pessoal do guichê de turismo que fica dentro do Yosemite Lodge at The Falls. Um funcionário de lá, super simpático, quebrou o galho pra mim, depois que expliquei que eu queria dar uma volta antes de pegar o ônibus da minha excursão de volta para San Francisco, no meio da tarde. Ele foi gente boa e no final nem aceitou a gorjeta que eu dei.

Problema de mala resolvido, peguei o shuttle gratuito interno para a minha primeira atração do dia: cachoeira Vernal. Eu estava sozinha, mas isso não foi problema para conhecer o parque. As trilhas que fiz são sempre movimentadas, bem sinalizadas, e há funcionários do parque em várias locais. Escolhi trilhas não muito longas, porque eu queria conhecer várias atrações.

Procurando hotel? O Booking tem opções para todos os bolsos. Reserve por esse link, que tem o meu código, e ajude o blog.

Já no ônibus, no caminho, vi cervos pertinho da trilha para a Vernal Fall, chamada Mist Trail. Saltei no ponto 16, na parada chamada Happy Isles, que fica bem pertinho do início da trilha.

Cervos no caminho para a Vernal Fall. Foto: Marcelle Ribeiro

Cervos no caminho para a Vernal Fall. Foto: Marcelle Ribeiro

A minha ideia inicial era andar apenas até a ponte onde dá para ver a Vernal Fall, pois o caminho de ida e volta é de 2,6km. Mas chegando lá, não resisti e resolvi andar um pouco mais e ver a cachoeira mais de perto. Não sei bem ao certo quanto andei, mas foram uns 30 minutos a mais e valeu super a pena.

Trilha para a Vernal Fall. Foto: Marcelle Ribeiro

Trilha para a Vernal Fall. Foto: Marcelle Ribeiro

Trilha para a Vernal Fall. Foto: Marcelle Ribeiro

Trilha para a Vernal Fall. Foto: Marcelle Ribeiro

A Vernal Fall vista da ponte. Foto: Marcelle Ribeiro

A Vernal Fall vista da ponte. Foto: Marcelle Ribeiro

IMG_1631

Para chegar mais perto da Vernal Fall, tem que encarar escadas.

IMG_1640

Vernal Fall, mais de pertinho. Foto: Marcelle Ribeiro

Não fiz a caminhada até o topo da Vernal Fall, que tem 3,9km no total (ida+volta), por falta de tempo. Se tivesse mais tempo também poderia ter continuado na mesma trilha, a Mist Trail, e ter ido até a Nevada Fall (saiba todos os detalhes dessas trilhas aqui). Mas eu queria ver outras atrações do parque, então a Nevada Fall vai ficar para uma próxima.

Pensando em alugar um carro? Compare em mais de 100 locadoras com a Rentcars! Pague em reais, sem IOF e parcelado em até 12X!

Na volta da trilha, a paisagem é espetacular.

Trilha de Vernal Fall, em Yosemite. Foto: Marcelle Ribeiro

Trilha de Vernal Fall, em Yosemite. Foto: Marcelle Ribeiro

No mesmo ponto onde saltei para ir à Vernal, o ponto 16 (Happy Isles), peguei o ônibus para ir a um belo lago de Yosemite, que serve de “espelho” para as montanhas à sua volta, e por isso é chamado de Mirror Lake. Saltei no ponto 17, chamado Mirror Lake. Do ponto até o lago foi uma caminhada tranquila e plana, em caminho pavimentado, de cerca de 3,2km. No caminho, árvores lindíssimas.

IMG_1655 (2)

A linda trilha para Mirror Lake. Foto: Marcelle Ribeiro

IMG_1666 (3)

As montanhas de Yosemite refletidas no Mirror Lake. Foto: Marcelle

Uma pena que, por causa da seca que a Califórnia vem enfrentando há anos, o lago não estava mais cheio.

Seguro saúde viagem internacional: escolha entre as melhores operadoras e pague com 5% de desconto com o cupom VICIADASEMVIAJAR5! Atendimento 24h em português!

Depois de ver o lago, peguei novamente o ônibus do parque para ir até o fast food que funciona no Yosemite Lodge at The Falls, que estava bem vazio por volta das 14h. Resolvi comer um hambúrguer, pois as únicas opções de “comida de verdade” disponíveis eram saladas. Mas o sanduíche (beeeeem mais ou menos) demorou tanto para sair, que tive que comer meio correndo, de olho no horário em que o ônibus da agência de turismo que contratei, a Extranomical, ia partir para San Francisco. Encontrei o ônibus da Extranomical no mesmo estacionamento onde ele havia me deixado na tarde do dia anterior, em frente ao Yosemite Lodge at The Falls. Segui com os outros clientes, então, para mais algumas paradas para fotos em Yosemite antes de pegarmos efetivamente a estrada de volta para San Francisco. Uma delas foi para ver uma montanha muito escalada por alpinistas. O guia até nos emprestou um binóculo para vermos a galera pendurada.

FotorCreated

Só com megazoom para ver alpinista escalando em Yosemite. Foto: MR

Em um lugar chamado Valley View, pudemos admirar o rio Merced com algumas das famosas montanhas de Yosemite: El Capitan, Sentinel Rock e Cathedral Rocks. Ali, uma placa informa sobre o nível da água que ficava represada em outras épocas.

IMG_1690 (2)

Merced River com as montanhas famosas de Yosemite.

 

Passeio guiado de 1 dia e ingressos sem fila? Contrate aqui!

Depois, seguimos nossa viagem de volta. Na estrada, paramos no fim da tarde em um supermercado com lanchonete para comer por uns 30 minutos. Um pouco antes de chegar ao coração de San Francisco, a última parada: em um mirante para ver as luzes da cidade. Lindo!

Luzes de San Francisco. Foto: Marcelle Ribeiro

Luzes de San Francisco. Foto: Marcelle Ribeiro

Morta com farofa, fui deixada pela Extranomical no meu hostel em San Francisco por volta das 21h30.

 

*O Viciada em Viajar ganhou 30% de desconto no pacote da Extranomical, benefício dado a jornalistas e blogueiros de viagem.

 

Leia também:

Veja como foi o roteiro do meu primeiro dia de viagem a Yosemite

Yosemite: Como chegar, quando ir, quantos dias e onde ficar

Perto de San Francisco: Árvores gigantes em passeio em Muir Woods

Aluguel de carro nos Estados Unidos: como encontrar bons preços

Índice de posts sobre Yosemite 

Compartilhar este artigo:

Comentários

  1. fernanda
    02 jul 2017

    Marcelle,

    Você acha tranquilo eu alugar um carro em SF e ir até Yosemite?

    Fernanda

    • 08 jul 2017

      Sim, Fernanda. As estradas americanas são boas. E você pode ir parando no caminho.
      Abs,
      Marcelle

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *