O que fazer no Porto em 1 dia: atrações para aproveitar em 24h

postado por Marcelle Ribeiro e publicado em 07/05/2019 - Atualizado em: 26/06/2019
Compartilhar este artigo:

Se você está pensando em ir para Portugal e quer dicas de o que fazer no Porto em 1 dia, a paulista Alice Maia, marketeira profissional e fotógrafa amadora que está atualmente vivendo entre Lisboa e o Porto, vai te ajudar a descobrir a cidade mesmo em pouco tempo. Veja as dicas dela abaixo (ah e você confere mais sobre o Porto no blog da Alice, o Dicas de Portugal). Com a palavra, a Alice:

 

“Muita gente me pergunta o que fazer no Porto em 1 dia. Não é o tempo ideal, mas se for direto aos melhores lugares, vai ser um dia incrível. Pensando nesse viajante sem tempo, criei um roteiro com pontos turísticos essenciais e outras coisas para fazer no Porto.

Procurando hotel? O Booking tem opções para todos os bolsos. Reserve por esse link, que tem o meu código, e ajude o blog.

Já aviso que não tem correria. Dá pra fazer tudo a pé. Inclusive montei o roteiro numa boa ordem cronológica. Se seguir essa ordem, vai andar menos e curtir tudo na melhor hora do dia. Se não gosta muito de andar ou quiser ir mais longe, saiba que no Porto tem metrô e Uber em Portugal é mais barato do que em outros países da Europa. Então chegar nos lugares não é problema.

Igreja Santo António dos Congregados porto

Igreja Santo António dos Congregados, Porto. Foto: Alice Maia.

Roteiro de 1 dia no Porto – O que fazer

Importante dizer que roteiro de 1 dia significa um dia inteiro ou pelo menos 24 horas no Porto. Não é um bate e volta. Recomendo dormir pelo menos 1 ou 2 noites na cidade. Pra fazer tudo sem pressa, comece por volta de 8h da manhã.

 

Pensando em alugar um carro? Compare em mais de 100 locadoras com a Rentcars! Pague em reais, sem IOF e parcelado em até 12X!

Comece na praça das igrejas e da casa escondida

Pra começar o dia, vá direto a um dos lugares mais importantes do Porto. Ao redor da Praça Gomes Teixeira, estão a bonita Universidade do Porto, a famosa Livraria Lello (bonitinha, mas supervalorizada pelos turistas) e duas igrejas: a Igreja do Carmo, de 1768, e a Igreja dos Carmelitas Descalços, de 1628, que é famosa devido à sua lateral em azulejos azuis.

Parece uma igreja só, mas não é. E elas não estão “coladas”. Entre elas há uma pequena casa, considerada a mais estreita de Portugal. Fechada por muito anos, a Casa Escondida foi aberta para visitação no ano passado.

igreja do carmo porto

Igreja do Carmo. Foto: Alice Maia

Suba ao mirante da Torre dos Clérigos

Três quarteirões abaixo da Casa Escondida está a Torre dos Clérigos. Ela tem 75 metros de altura e um mirante com vista panorâmica no topo. Pra subir, só escada. Mas vale cada degrau. De lá dá pra ver praticamente todos os lugares de interesse na cidade e tem plaquinhas informativas pra gente não se perder. O ingresso na bilheteria é mais barato que pelo site oficial e custa apenas 3 €. Saindo da torre, aproveite para ver o Jardim da Cordoaria, logo ao lado.

Vista Torre dos Clérigos porto

Vista da Torre dos Clérigos. Foto: Alice Maia.

Uma paradinha na Estação São Bento

Apenas 500 metros separam a torre da Estação São Bento. Ela é linda! Parece estação de trem de filme. Como quase tudo em Portugal, um dia esse local já foi um convento. As paredes do saguão de entrada são cobertos por 20 mil azulejos pintados, formando grandes murais que contam a história de Portugal, desde batalhas famosas até o modo de vida de antigamente. Saindo de lá, veja a Igreja de Santo António dos Congregados, com fachada coberta de azulejos, e a Praça da Liberdade, cercada por alguns dos edifícios mais bonitos do Porto.

Azulejo da estação São Bento

Azulejo da estação São Bento. Foto: Alice Maia.

 

Estação São Bento e Igreja Santo António dos Congregados

Estação São Bento e Igreja Santo António dos Congregados. Foto: Alice Maia.

Coma uma francesinha

Achou que só tinha bacalhau no Porto? Achou errado, viajante! O prato típico mais famoso da cidade se chama francesinha. Parece um misto quente turbinado. Dizem que foi inspirada no prato no francês “croque-monsieur”, o que explica seu nome.

A receita é simples: pão de forma recheado com bife, linguiça e presunto. Ele é servido coberto por queijo em temperatura ambiente, acompanhando de um apimentado molho quente. Pode pedir com ovo. Então a gente mesmo joga o molho por cima e a mágica acontece: o queijo derrete e fica tudo suculento.

sanduiche francesinha portugal

Francesinha: típica e suculenta! Foto: Alice Maia

Visite uma cava de vinho do Porto

Adocicado e de alto teor alcoólico, o vinho do Porto é um dos mais famosos do mundo. E o melhor lugar para prová-lo… não é no Porto. É em Vila Nova de Gaia, cidade do outro lado do rio. Pode ir a pé ou de metrô. Na margem do Rio Douro estão várias marcas que fazem passeios guiados que terminam em degustação. São todas muito bem avaliadas, como a Calém, a Sandeman, a Ramos Pinto e a Vasconcellos. Tem um teleférico que liga o calçadão à parte alta, perto da ponte.

Uma curiosidade sobre as marcas de vinho do Porto, é que boa parte delas é de origem britânica. Isso mesmo, o vinho do porto é praticamente inglês.

Cave Calem vinho do Porto

Vinhos da Calém. Foto: Alice Maia.

Assista ao pôr do sol na Ponte Luís I

Sério, acho que essa vista do Rio Douro do alto da ponte é uma das mais bonitas de Portugal. Todo dia é um espetáculo. Aliás, torça pra ter um belo sol no dia da sua viagem, assim poderá se despedir dele refletido nas águas do rio. E você poderá fazer isso enquanto caminha de Vila Nova de Gaia para o Porto, em direção à última parada do roteiro.

Ponte Luís I por do sol rio

Ponte Luís I, no Porto. Foto: Alice Maia

Noite na Ribeira

Pra fechar esse roteiro de um dia no Porto, nada melhor do que sentar-se num bar à beira do Rio Douro. O calçadão é um charme e há dezenas de bons restaurantes na região. Então aproveite para saborear um bacalhau e bebericar, lógico, mais uma taça de vinho do Porto. Se estiver num hotel no centro histórico, faça o caminho de volta pra casa, que é ladeira acima, pelo rota cênica, subindo a charmosa e turística Rua das Flores. Ótimo lugar pra comprar uma lembrancinha da cidade.

rua da ribeira

Ribeira de dia, no Porto. Foto: Alice Maia

ribeira noite barcos rio

Ribeira à noite. Foto: Alice Maia

 

Para dar uma esticada…

Porto também é uma boa base para fazer alguns bate-voltas a cidades próximas, como ao Vale do Douro, Guimarães,  Braga e Coimba. A Fernanda, do blog Preciso Viajar, dá as dicas de passeios de bate-volta a partir do Porto.

Leia também:

Compartilhar este artigo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *