Praia dos Carneiros: passeio bate-volta mais desejado de Pernambuco

postado por Marcelle Ribeiro em 17/10/2016 - Atualizado em: 06/11/2017
Compartilhar este artigo:

Ir a Pernambuco e não aproveitar para conhecer a Praia dos Carneiros deveria ser considerado pecado, de tão bonito que é esse trecho do litoral. Carneiros, que oficialmente pertence à cidade de Tamandaré, fica a 60km de Porto de Galinhas e a 105 km de Recife, de onde partem passeios de bate-volta todos os dias.

Há, também, quem prefira passar alguns dias hospedado em Tamandaré: no centrinho da cidade, onde há pousadas mais baratas, ou nos hotéis mais charmosos da própria Praia dos Carneiros (mais caros). Mas, se essa for a sua escolha, saiba que a região tem bem menos opções de hospedagem e restaurantes que Porto de Galinhas e, pelo que ouvi falar, quase nenhum movimento à noite (em Porto, as ruas do centrinho são meio como a “rua das Pedras”, em Búzios (RJ), à noite).

Como eu estava hospedada em Porto de Galinhas, fiz um bate-volta. O carro da Luck Receptivo me pegou na pousada às 7h20 e me levou a um ponto onde passei para um ônibus executivo, com outros 30 passageiros. Depois de esperar um pouco, partimos para a Praia dos Carneiros, em uma viagem que dura cerca de 1h.

Nós fomos levados diretamente para a maior barraca de praia da Praia dos Carneiros, a Bora Bora, que tem uma excelente infraestrutura para os turistas, com espreguiçadeiras coloridas, muitas barracas cobertas, chuveiro com água doce, banheiros, lojinha e restaurante. O bacana é que a gente não foi obrigado a consumir nada na barraca. A agência apenas sugeriu que se fóssemos almoçar, o ideal seria pedir logo e agendar o horário para depois que nosso catamarã voltasse.

A barraca tem música, legalzinha até. Uma pena que não tem cadeira na faixa de areia perto da água mesmo (mas nenhuma barraca na Praia de Carneiros tem).

Barraca Bora Bora, na Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Barraca Bora Bora, na Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Tivemos 1 hora para curtir a praia até o embarque no catamarã que nos levou para um passeio na região. Achei o tour de catamarã fraquinho, dispensável. A embarcação partiu cheia, com todos os centímetros de bancos ocupados. A trilha sonora era bem ruim, com uma gravação de uma banda cover cantando músicas do estilo “arrocha” e de vez em quando um hit internacional mal traduzido.

Catamarã para a Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Catamarã para a Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

O catamarã margeou a praia e passou bem distante da igrejinha mais bucólica que já vi, a de São Benedito, que fica na faixa de areia, em frente ao mar e ao lado dos coqueiros. Com esse visual, deve ser fácil ser padre ali!!

Se você for num grupo pequeno, e pegar um barco desses menores lá na Praia dos Carneiros, dá para chegar mais perto da igreja de barco. Os barqueiros pequenos ficam em frente às barracas oferecendo seus serviços. Nós não chegamos mais perto da igreja por causa do tamanho do catamarã.

Depois, fui lá na igreja andando a partir da barraca Bora Bora (25 min para ir e mais 25 min para voltar) e valeu super a pena a caminhada! Se quiser economizar “a pernas” há charretes para fazer esse percurso pela areia.

Igreja de São Benedito. Foto: Marcelle Ribeiro

Igreja de São Benedito. Foto: Marcelle Ribeiro

Igreja de São Benedito, na Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Igreja de São Benedito, na Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Nossa primeira parada de catamarã foi numa praia pequena para tomar banho de argila medicinal, extraída ali mesmo. Tivemos uns 30 a 40 minutos para aproveitar o local, que além da argila tem água paradinha e uns ambulantes vendendo espetinhos, bebidas e cocadas. Honestamente, não achei nada demais.

Parada em praia de Tamandaré para banho de argila. Foto: Marcelle Ribeiro.

Parada em praia de Tamandaré para banho de argila. Foto: Marcelle Ribeiro.

Parada em praia de Tamandaré para banho de argila. Foto: Marcelle Ribeiro.

Parada em praia de Tamandaré para banho de argila. Foto: Marcelle Ribeiro.

A segunda e última parada foi num grande banco de areia no meio do mar. Novamente, lá tinha umas pessoas com isopor vendendo espetinhos e bebidas, mesas e cadeiras. Ficamos uns 30 minutos. O bonito desse lugar é a vista do coqueiral da praia dos Carneiros.

A praia dos Carneiros vista do banco de areia. Foto: Marcelle Ribeiro.

A praia dos Carneiros vista do banco de areia. Foto: Marcelle Ribeiro.

A praia dos Carneiros vista do banco de areia. Foto: Marcelle Ribeiro.

A praia dos Carneiros vista do banco de areia. Foto: Marcelle Ribeiro.

O passeio de catamarã acabou por volta das 13h30 e ainda tivemos 2 horas para aproveitar a praia. Eu preferi não perder tempo almoçando. Primeiro, fui curtir as piscinas naturais que ficam bem pertinho da barraca Bora Bora, do lado direito. Que coisa linda!! Tem alguns peixinhos, e água na altura da cintura, mas o mais bacana é a cor da água das piscinas e a do mar ao fundo. Impressionante!!!

Piscinas naturais da Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Piscinas naturais da Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Piscinas naturais da Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Piscinas naturais da Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Das piscinas, não deixe de caminhar para o lado direito da praia, que é onde a água tem a cor mais linda, verde. Com os coqueiros, a paisagem é um desbunde.

Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Depois de andar uns 20 minutos para a direita, eu voltei para a Bora Bora, comprei um salgadinho e fui andando para a igreja São Benedito. Tirei algumas fotos e voltei rapidinho para a barraca. Tive apenas uns 30 minutos para comer uma porção de aipim frito, que veio rápido e tinha um preço justo (R$ 14). Mas se você é daqueles que não passa sem almoçar, dê uma olhada no cardápio da barraca nas fotos abaixo.

Barraca Bora Bora, na Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Barraca Bora Bora, na Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Barraca Bora Bora, na Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Barraca Bora Bora, na Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Barraca Bora Bora, na Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Barraca Bora Bora, na Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Barraca Bora Bora, na Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

Barraca Bora Bora, na Praia dos Carneiros. Foto: Marcelle Ribeiro.

A Luck Tour cobra R$ 78 pelo passeio a partir de Porto de Galinhas, já incluso o passeio de cataramarã. Eu ganhei o tour como cortesia. Esse texto reflete a minha real opinião.

 

Reserve sua hospedagem em Porto de Galinhas pelo Booking clicando aqui e ajude o blog a ganhar uma pequena comissão sem pagar nada a mais! (saiba como funciona essa parceria aqui)

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

 

Leia também:

Índice de posts sobre Tamandaré (PE)

O que fazer e sugestão de roteiro de viagem em Porto de Galinhas

Porto de Galinhas: quando ir, como chegar e onde ficar

Porto de Galinhas (PE): Onde comer e onde não comer

Índice de posts sobre Porto de Galinhas

Compartilhar este artigo:
Publicado por Marcelle Ribeiro

Jornalista, baiana, mas há mais de 20 anos moradora do Rio de Janeiro. Nos seus mais de 30 anos de vida, já viajou sozinha e acompanhada. Casada com o Guilherme, petlover e viciada em pesquisar novos destinos.

Comentários

  1. Janaline
    28 mar 2017

    Adorei suas dicas!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *