17 dicas para viajar sozinha que você PRECISA ler

postado por Marcelle Ribeiro e atualizado em: 03/02/2021

Sempre tive receio de viajar sozinha, até que no início de 2014 me vi com feriados de folga e sem companhia. O maridão estava trabalhando e não podia me acompanhar. As amigas e a família também não. Como o bichinho “viajador” não me deixa ficar em casa, resolvi que ia sozinha mesmo. E de lá para cá já fiz várias viagens sozinhas. Por isso, resolvi deixar para outras mulheres minhas dicas para viajar sozinha.

Dicas para viajar sozinha

1 – Escolha um lugar onde vá se sentir segura

Em primeiro lugar, a primeira das dicas para viajar sozinha é apostar em um destino que te deixe segura. Em Belém (PA), vários lugares que eu achava que daria para conhecer a pé não eram muito seguros, como me disseram moradores de lá. Se eu estivesse acompanhada, teria percorrido esses trajetos a pé. Mas como o índice de violência lá não é baixo e eu estava sozinha, acabei preferindo pegar táxi. O resultado é que acabei gastando mais na viagem do que eu havia inicialmente previsto.

dicas para viajar sozinha brasil

Basílica de Nazaré, em Belém, onde fui sozinha. Foto: Marcelle Ribeiro.

Além disso, é sempre bom evitar lugares onde a presença de uma mulher sozinha não seja vista como algo normal. Mesmo no Brasil, não chega a ser muito comum e muitas pessoas estranham o fato de nós viajarmos sozinhas. Mas em alguns países isso é ainda mais esquisito: as pessoas olham torto e podem querer se aproveitar de você. Eu não iria sozinha, por exemplo, para países árabes ou alguns da América do Sul.

2 – Hostels são uma boa ideia

A pior parte de viajar sozinha, para mim, não é estar sem companhia. São os custos! É raríssimo um hotel ter um preço mais barato para quarto para 1 pessoa apenas. Por isso, os hostels (albergues) são uma ótima opção e uma das minhas dicas para viajar sozinha sem gastar tanto. Dividindo o quarto, você paga um preço justo.

Eu prefiro quartos com, no máximo, 6 pessoas e exclusivamente para mulheres. Em Foz do Iguaçu e na Califórnia, dividi quarto com outras meninas e foi super tranquilo. Aliás, até saí para lanchar com uma delas em uma noite.

Mas nem todas as cidades turísticas têm hostels. Em Belém (PA), por exemplo, até havia um, mas era muito ruim e preferi ficar num hotel mesmo (em um quarto duplo).

Além disso, hospedando-se em um hostel, você terá mais chances de socializar, de conhecer pessoas, de bater papo no café ou até de achar alguém para rachar aquele carro que você pensou em alugar por um dia.

3 – Tenha cuidado na hora de dormir

Por mais que as pessoas com quem você está dividindo quarto no hostel pareçam simpáticas, dormir em um quarto compartilhado requer cuidados. Eu sempre trancava todas as minhas coisas no armário e guardava a chave dentro da fronha do meu travesseiro. Assim, tinha certeza que ninguém ia levar nada. Claro, o celular ficava de fora, porque é o meu despertador. Mas para isso, não tinha jeito. Na hora de ir ao banheiro, eu também sempre tranco tudo e levo a chave comigo. Afinal, seguro morreu de velho!

4 -Cheque se o quarto compartilhado do hostel tranca a porta

Já fiquei em 2 hostels que o quarto compartilhada ficava com a porta destrancada, qq um podia entrar na prática. E já desisti de ficar em hostels por isso. Só se descobre isso lendo atentamente comentários de pessoas que já se hospedaram. Já fiquei em 2 hostels em que o quarto compartilhado ficava com a porta destrancada. Ou seja, na prática, qualquer um podia entrar no cômodo.

Então, já desisti de ficar em hostels por esse motivo. Só se descobre isso lendo atentamente comentários de pessoas que já se hospedaram. Ou seja, pesquise bastante antes de fazer a reserva. Como sempre digo, os comentários no Booking são ótimos para tomar a decisão de onde se hospedar.

5 – Prefira lugares onde o transporte público seja farto

Cidades em que há ônibus ou metrô farto te farão gastar menos táxi e Uber. Sem ninguém para rachar as corridas, esse tipo de transporte pode encarecer bastante uma viagem. Alugar carro, então, nem pensar. No exterior, muitas vezes pode valer a pena pegar transfers ou shuttles para ir ao aeroporto, ainda mais se você estiver com mais malas do que consegue carregar.

dicas para viajar sozinha transporte

Shuttle pode ser uma boa saída para ir ao aeroporto. Foto: Marcelle Ribeiro.

6 – Pegue leve nas malas

Eu odeio fazer as malas, mas confesso que nunca aprendi táticas de levar menos roupas porque sempre tive meu marido para me ajudar a carregar a minha tralha! rsrsrs

Quando viajo sozinha, tento viajar mais “leve”, pois a coluna e os braços reclamam de tanto peso!

A compra de lembrancinhas para os familiares também acaba sendo limitada, porque significa mais peso.

7 – Não exagere na bebida

Aí você foi para uma festa, estava super animada, todo mundo bebendo, mas você de repente se toca que provavelmente vai ter que voltar sozinha para casa. De metrô. Tarde da noite. Em outro país. Aconteceu comigo em San Francisco, nos Estados Unidos. É chato, mas é melhor estar bem para se virar sozinha do que correr riscos de se expor, principalmente em um lugar completamente desconhecido. Beba com moderação. Infelizmente, esses cuidados ainda não necessários na maior parte das sociedades.

dicas para viajar sozinha san franscisco

Cable car em San Francisco. Foto: Marcelle Ribeiro

8 – Só consuma bebidas que venham fechadas ou que você veja sendo preparadas

Outro cuidado que precisa ser tomado é prestar muita atenção nas bebidas. Afinal, o famoso golpe “Boa noite, Cinderela“, em que criminosos colocam substâncias que dopam as pessoas, ainda faz vítimas. Sendo assim, muito cuidado em bares, restaurantes e baladas. Fique de olho no seu copo ou taça mesmo quando já tiver começado a beber, hein.

dicas para viajar sozinha bebida

Cuidado com as bebidas nas viagens. Foto: Marcelle Ribeiro.

9 – Prefira restaurantes com pratos individuais

Claro que minhas dicas para viajar sozinha incluem algumas para não extrapolar nos gastos. No Sudeste e no Sul, é comum os restaurantes servirem refeições individuais. No Nordeste, no entanto, vários deles só servem porções para dois. Sem ninguém para dividir, ou você vai pagar o dobro do que comer ou vai acabar desistindo de comer o que quer para não gastar demais. Então, priorizar os restaurantes com pratos individuais é uma das dicas para viajar sozinha gastando pouco.

dicas para viajar sozinha restaurante

Mesmo os pratos individuais vêm bem servidos. Foto: Marcelle Ribeiro

10 – Evite destinos românticos ou “família” demais

Por mais que as ilhas gregas tenham hostels, e por mais bem resolvida que você seja, eu não aconselho você ir para lá sozinha. Destinos românticos provavelmente vão te deixar melancólica numa viagem sozinha solteira. Além disso, é menor a chance de você conhecer pessoas novas para interagir. Em geral, os passeios estarão cheios de casais em viagens românticas, no maior clima lua de mel.

11 – Avise à família onde você está

Não precisa dizer toda hora “Cheguei no restaurante X”, ou “Estou saindo da praia Y”. Mas mande mensagens para sua família ou amigos dizendo que está tudo bem, que você chegou no hotel bem, que amanhã está indo embora para a cidade tal. Afinal, eles certamente estarão um pouco preocupados pelo simples fato de você ter ido desacompanhada.

Brasileiros costumam fazer isso quando viajam para o exterior mesmo quando estão em grupo, né? Sozinha, você deve fazer isso mesmo no Brasil. Não custa deixar quem a gente ama tranquilo. E, vai que deus-me-livre-e-guarde acontece alguma coisa: sua família vai saber onde te encontrar.

12 – Tenha cuidado ao pegar táxi ou carro de aplicativo

Existem algumas dicas para viajar sozinha que garantem mais segurança. Uma delas é ligar ou enviar uma mensagem para um amigo antes de entrar no táxi ou Uber. Lembre-se que é possível compartilhar o seu destino e sua corrida com amigos pelo próprio aplicativo e já deixe alguém pré-avisado de que você fará isso. Ah, você também pode compartilhar sua localização pelo WhatsApp.

Além disso, na conversa com o motorista, nunca diga que está viajando sozinha. Pelo contrário, de preferência, fale que alguém está esperando você no destino, mesmo que isso não seja verdade. Em qualquer situação desconfortável durante a corrida, fale com alguém no telefone. Se não conseguir, finja que está falando. Eu costumo já entrar no Uber falando ao telefone.

13 – Evite viajar de noite

Uma das minhas dicas para viajar sozinha é prestar atenção nos horários das passagens. Isso mesmo. Afinal, à noite é quando você provavelmente vai se sentir mais temerosa. Lembre que um voo noturno significa pegar táxi ou transporte público de noite. Então, não esqueça desses fatores ao começar a pesquisar suas passagens e fazer suas reservas.

14 – Excursões em grupo podem ser uma boa alternativa

Quer ir às vinícolas da cidade vizinha, mas não quer alugar carro? Procure uma agência de viagens local e se encaixe em algum passeio em grupo. Assim você não tem trabalho nenhum e interage com outras pessoas.

Destinos de ecoturismo são ótimos para isso, pois muitas vezes eles só podem ser conhecidos com a companha de guias.

dicas para viajar sozinha passeios

Buggy em Jericoacoara, onde estive sozinha.

Porém, saiba que alguns desses destinos podem ficar mais caros para você por estar sozinha. Um exemplo é a Chapada dos Veadeiros (GO), onde cogitei ir sozinha, mas preferi viajar acompanhada. O transfer de Brasília até a Chapada por agência ia ficar caríssimo e eu gastei bem menos quando fui pelo simples fato de ter com quem rachar o aluguel do carro.

Na Chapada dos Veadeiros, as agências de turismo não ofereciam passeios para alguns lugares que eu queria conhecer e que eu pude visitar porque fui de carro. Além disso, lá, vários passeios podiam ser feitos sem guia. Se eu tivesse ido sozinha, acabaria pagando para ir com um guia pelo simples fato de estar sozinha.

15 – Abstraia a sua presença em fotos

Fotografe os lugares lindos e incríveis que você vai visitar. Não se prenda muito ao desejo de aparecer em suas próprias fotos. De vez em quando, peço para um estranho tirar fotografias minhas nos lugares em que vou turistar, mas sempre sem muitas expectativas. A maioria não fica legal.

Se tiver vergonha de abordar outro turista, ofereça para tirar foto da pessoa ou casal/grupo. Em geral, a pessoa vai querer retribuir o favor e tirar sua foto no ponto turístico.

dicas para viajar sozinha fotos

Sozinha em Foz do Iguaçu: difícil acertarem a foto. Foto: Turista anônimo

16 – Tenha conexão e bateria no celular

Outra das minhas dicas para viajar sozinha é não contar apenas com wi-fi. Ou seja, em uma viagem internacional sozinha, compre um chip local para ter sempre conexão à internet ou contrate o serviço com a sua operadora antes de sair do Brasil. Assim, você tem mais autonomia, pode ligar para uma emergência, pedir um Uber caso não passe transporte público ou mesmo acessar mapas ou sites em caso de necessidade.

Enfim, evite perrengues tendo sempre conexão no celular. Além disso, a bateria também é essencial para o celular ser seu melhor amigo na viagem. Então, se for o caso, leve um carregador portátil para ter o smartphone ligado durante o dia todo da viagem.

17 – Cuidados ao viajar de ônibus

Por fim, tenho dicas para viajar sozinha de ônibus. Mesmo que seja uma viagem à noite, evite tomar aquele remédio que dá sono e você apaga. E ao dormir, ajeite a sua bolsa de um jeito em que você vai perceber se mexerem nela.

Lugares para viajar sozinha

Agora que já listei minhas dicas para viajar sozinha em geral, vou contar alguns lugares em que eu viajei sozinha e me senti segura. São eles:

No Brasil:

No exterior:

É perigoso viajar sozinha?

Se tomar os cuidados acima, especialmente quanto à escolha do destino, não. De resto, aquelas dicas de segurança de sempre: ficar atenta a furtos e pesquisar se a região é perigosa.

dicas para viajar sozinha portugal

Igreja Santo Antônio à Sé, em Lisboa, onde fui sozinha. Foto: Marcelle Ribeiro.

Como viajar sozinha pela primeira vez

Pesquisando muito e seguindo as dicas acima.

Viajar sozinha é bom?

Sim! Você pode ir pra onde quiser, passar quanto tempo quiser, sem ter que abrir mão de nada pra agradar os outros.

dicas para viajar sozinha praia

Praia do Amor, em Pipa. Foto: Marcelle Ribeiro.

Dicas para viajar sozinha: Conclusão

Em conclusão, viajar sozinha é muito bom e uma chance de conhecer lugares diferentes sem depender de ninguém. Afinal, todo o roteiro é no seu ritmo. Quer tomar café-da-manhã bem cedinho para chegar cedo aos pontos turísticos? Você pode! Prefere acordar tarde e pular essa refeição? A escolha também é exclusivamente sua. Quer dar uma passadinha no shopping antes de conhecer os museus? Ok. Gostaria de passar hoooras em uma linda livraria ou tomando um café vendo a vida acontecer? A escolha é sua também.

Enfim, viajar sozinha é muito bacana para mulheres que querem ter experiências diferentes. De verdade, é uma ferramenta de autoconhecimento e bacana para descobrir que você é a sua melhor companhia. Da mesma forma, também serve para conhecer novas pessoas e de fora das nossas “bolhas”. Enfim, acho que todas podemos e devemos viajar sozinhas, solteiras ou não. E você? Tem outras dicas para viajar sozinha? Conta nos comentários!

Leia também:

Comentários

  1. Vitória
    03 fev 2016

    Gostei muito das dicas. Estou pensando em viajar sozinha em julho e esse post me passou bastante confiança!

  2. Beth Pontes
    18 maio 2019

    Em julho estou para ir em Belém. Vale apena conhecer a cidade? Gostaria também de dá uma estica na ilha do cobum. É tranquilo essa ilha?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *