Natal (RN): Como é o passeio em Genipabu e cajueiro

postado por Marcelle Ribeiro e atualizado em: 05/11/2016
Compartilhar este artigo:

Na primeira vez em que visitei Natal (RN), em 2006, fiquei apenas 2 dias e só tive tepo de fazer alguns passeios.

No nosso primeiro dia útil em Natal (porque chegamos lá à noite), fizemos um passeio contratado com uma agência indicada pelo hotel, de bugue pelas dunas de Genipabu. É um passeio de dia inteiro, e vale a pena. Acho que fizemos “sem emoção”, porque a gente já tinha ouvido tanta história de acidente de bugue… Não foi a primeira vez que andei de bugue em dunas, mas foi legal, e a vista de lá era linda, apesar de o dia estar meio nublado. O bugue também passou por pontos onde dá para fazer skibunda na areia e pular de tirolesa numa lagoa, mas como eu tenho problema de coluna, não fiz essas aventuras. Passamos até num trecho em que tinha uns camelos!!

Noronha e Natal 051

A queda da tirolesa é dentro de uma lagoa. Foto: Marcelle Ribeiro

Noronha e Natal 046

Do alto das dunas de Genipabu. Foto: Marcelle Ribeiro

Passeio pelas dunas de Genipabu. Foto: Marcelle Ribeiro.

Passeio pelas dunas de Genipabu. Foto: Marcelle Ribeiro.

Passeio pelas dunas de Genipabu. Foto: Marcelle Ribeiro.

Passeio pelas dunas de Genipabu. Foto: Marcelle Ribeiro.

O passeio durou o dia inteiro e foi bem divertido.

Procurando hotel? O Booking tem opções para todos os bolsos. Reserve por esse link, que tem o meu código, e ajude o blog.

No dia seguinte, minha mãe foi embora, mas eu fiquei por mais um dia, sozinha, porque queria ir para a Praia da Pipa. Foi o meu primeiro dia de viagem sozinha na vida depois de adulta (antes, sem conhecer ninguém, só de excursão adolescente na Disney). Como eu estava sozinha, não dirijo e não estava a fim de me estressar, fechei mais um passeio de bugue, para Pipa, bate-volta. Foi bem legal. Amei pipa, a praia é uma gracinha, super piscininha e a vila é cheia de lojinhas bonitas, meio “rua das pedras”. No caminho, o bugue parou para a gente (porque foram outros turistas no bugue) ver o maior cajueiro do mundo, em Pirangi. Na volta, paramos para almoçar numa lagoa em que as cadeiras ficavam dentro d’água, uma delícia! Pena que não me lembro o nome :(.

Noronha e Natal 066

O cajueiro é realmente impressionante, mas a visita não leva mais que 30 minutos.

DESCONTO DE 5% no Esquenta Black Friday para aluguel de carro na Rentcars, com o cupom NOVEMBER. Vale até 30/11, com retirada do carro até 31/12! Compare preços de várias locadoras!
Noronha e Natal 054

O maior cajueiro do mundo não cabe na foto! Foto: Marcelle Ribeiro

Vou aproveitar para dar duas dicas gastronômicas em Natal, imperdíveis. A primeira e mais imperdível é o restaurante Camarões (fui no que fica na Avenida Engenheiro Roberto Freire, 2610, Ponta Negra), onde, como o nome já diz, você tem que comer camarão (os pratos lá são grandes!). Aliás, ir a Natal e não comer camarão é um pecado, porque é barato e porque eles produzem (não sei se esse é verbo adequado, mas vá lá) quase todo o camarão que se consome no Brasil. A outra dica é a carne-do-sol do Tábua de Carne (fica na Avenida Engenheiro Roberto Freire, 3241, Capim Macio). O prato para duas pessoas serve três e a carne é divina.

 

Reserve sua hospedagem em Natal pelo Booking clicando aqui e ajude o blog a ganhar uma pequena comissão sem pagar nada a mais! (saiba como funciona essa parceria aqui)

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

 

Leia também:

Natal (RN): Onde ficar, onde comer e como ir do aeroporto à cidade

Maracajaú: Passeio em piscinas naturais perto de Natal

Roteiro de 8 dias pelo Rio Grande do Norte

Veja o índice de posts sobre Natal

Compartilhar este artigo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *