O que fazer em Pipa (RN): sugestão de roteiro de viagem

postado por Marcelle Ribeiro e atualizado em: 24/10/2016
Compartilhar este artigo:

Pérola do litoral do Rio Grande do Norte, Pipa merece de 3 a 4 dias de viagem. Neste post, vou dar dicas não apenas de praias, mas de passeios e outras atrações imperdíveis desse vilarejo e arredores. Vamos lá?

 

O que fazer:

 

Procurando hotel? O Booking tem opções para todos os bolsos. Reserve por esse link, que tem o meu código, e ajude o blog.

– Conferir a beleza das praias. Veja quais as mais bonitas neste post aqui.

Praia do Curral (ou Baía dos Golfinhos). Foto: Marcelle Ribeiro.

Praia do Curral (ou Baía dos Golfinhos). Foto: Marcelle Ribeiro.

– Ver as falésias do alto, de mirantes como os do Chapadão da Praia do Amor (acessível apenas de carro comum ou em passeios de 4×4) e o da praia de Cacimbinhas (ponto de parada de passeios bate-volta a partir de Natal).

IMG_3762

Mirante do Chapadão da Praia do Amor. Foto: Marcelle Ribeiro.

 

DESCONTO DE 5% no Esquenta Black Friday para aluguel de carro na Rentcars, com o cupom NOVEMBER. Vale até 30/11, com retirada do carro até 31/12! Compare preços de várias locadoras!

– Ver o sol se por na lagoa dos Guaraíras.

Pôr do Sol na Lagoa dos Guaraíras. Foto: Marcelle Ribeiro.

Pôr do Sol na Lagoa dos Guaraíras. Foto: Marcelle Ribeiro.

– Alugar um quadriciclo para ir a praias como Sibaúma e Barra do Cunhaú. Agências de passeios como a Pipa Adventure e a Pipa Tour oferecem o veículo. O preço depende da distância que se pretende percorrer. Para Sibaúma, a Pipa Aventura cobra R$ 190. Para Barra do Cunhaú, R$ 240. E para as dunas de Malembá, R$ 250. Todos os valores são pelo quadriciclo, onde cabem 2 pessoas.

– Fazer um passeio de buggy.  Um dos roteiros combina locais pouco visitados, como Dunas de Malembá (onde se chega após a travessia de balsa pela Lagoa de Guaraíras), Praia de Barreta, banho nas piscinas naturais de Barra de Tabatinga e parada na Lagoa de Arituba, com duração de 3 horas. Para percorrer esse roteiro, que eu gostaria de ter feito, paga-se R$ 350 pelo bugue + motorista (valor que pode ser dividido por até 4 passageiros).

O inconveniente é que os bugueiros dificilmente organizam grupos. Ou seja, seu grupo tem que fechar o buggy inteiro ou correr atrás de pessoas que também queiram fazer o passeio e rachar o valor.

– Percorrer as trilhas do Santuário Ecológico de Pipa, que levam a mirantes para ver as praias do Madeiro e do Curral do alto ou até ver micos e golfinhos. Há várias trilhas, algumas tão curtas que chegam a ter 300m. Elas são sinalizadas e na entrada você recebe um mapa. Os percursos são 90% planos e fáceis de serem completados (a classificação do grau de dificuldade é feita pela distância a ser percorrida, porque o terreno não é íngreme não há obstáculos como troncos). Os R$ 15 de entrada valem a pena. Além disso, do Santuário há uma escadaria que dá acesso à Praia do Madeiro.

O Santuário abre todos os dias, de 8h às 17h.

IMG_3826

Micos no Santuário Ecológico de Pipa. Foto: Marcelle Ribeiro.

IMG_3832

Praia dos Golfinhos vista do Santuário Ecológico. Foto: Marcelle Ribeiro.

IMG_3849

Praia do Madeiro vista do Santuário Ecológico. Foto: Marcelle Ribeiro.

 

– Fazer um passeio de dia inteiro de jipe 4×4 pela região. As poucas agências de passeios de Pipa oferecem o mesmo roteiro, que começa com uma parada de 30 minutos no mirante do Chapadão da Praia do Amor, para ver as falésias do alto (veja foto no início do post). Em seguida, o jipe passa por um local em que, com sorte, é possível ver tartarugas saindo do mar. Se a maré não estiver alta, a próxima parada é a praia de Sibaúma, para banho de mar. Na sequência, o jipeiro para nas piscinas naturais da praia de Barra de Cunhaú, para uma pausa relaxante e petisco.

IMG_3769

Passeio de jipe em falésia. Foto: Marcelle Ribeiro.

 

Praia de Barra do Cunhaú. Foto: Marcelle Ribeiro.

Praia de Barra do Cunhaú. Foto: Marcelle Ribeiro.

No início da tarde, a maioria dos jipeiros costuma levar os turistas para o restaurante Camarão na Fazenda, sobre o qual já falei neste post aqui. O lugar, além de comida saborosa, tem caiaque no rio, tiro ao alvo, rede de vôlei, redário e cavalos. Tudo isso pode ser aproveitado sem custo.

Com o sol já menos quente, o jipe sai da região ao Sul de Pipa para a área ao Norte e leva os visitantes para fazer sandboard nas dunas em frente à praia de Cacimbinhas. As pranchas de madeira são fornecidas pelos próprios jipeiros e no local não há ninguém alugando o acessório.

IMG_3793

Sandboard nas dunas da praia de Cacimbinhas. Foto: Marcelle Ribeiro.

 

O dia é encerrado com o por do sol na Lagoa dos Guaraíras (foto mais acima no post).

Esse passeio custa entre R$ 90 e R$ 120, dependendo do jipeiro ou agência de passeios. No valor, as únicas coisas que não estão incluídas são refeições e bebidas.

Eu fiz esse ao gostei tour com a agência Pipa Adventure (paguei R$ 90), mas não gostei das informações desencontradas que me foram passadas. O funcionário com quem fechei o passeio me disse o horário errado em que me pegariam na pousada e, com isso, acordei 40 minutos mais cedo do que o necessário. Além disso, ele me informou que faríamos uma parada para banho na praia de Sibaúma, o que não ocorreu. O meu guia, apesar de ser muito simpático, não deu qualquer explicação para isso. No entanto, como eu havia conversado com outro jipeiro na noite anterior, imagino que a parada não tenha sido feita devido à maré estar alta.

Acho, ainda, que o tempo que ficamos no restaurante Camarão na Fazenda foi longo demais. Seria mais interessante ficar mais tempo na praia e só depois ir para lá.

 

Sugestão de roteiro de 4 dias de viagem em Pipa:

 

Dia 1 – No primeiro dia, de chegada, caminhe da praia do Centro para a praia do Amor, que é uma beleza danada (veja mais detalhes sobre a infraestrutura das praias de Pipa e como chegar a elas neste post). A partir das 19h, as lojinhas, bares e restaurantes de Pipa já estão todos abertos. Há opções para todos os gostos. É uma delícia “bater perna” na principal avenida, a Baía dos Golfinhos, à noite. Parece a Rua das Pedras, em Búzios (RJ).

Dia 2 – Contrate o passeio de jipe (4×4) para ver as falésias do Chapadão da praia do Amor, tomar banho nas praias de Sibaúma e Barra do Cunhaú, descer de sandboard pelas dunas da praia de Cacimbinhas e ver o sol se por na lagoa dos Guaraíras.

Dia 3 – Faça as trilhas do Santuário Ecológico para ter belas vistas de praias e ver os micos e, depois, desça a escadaria do Santuário para curtir a praia do Madeiro. Ela é a mais bonita de Pipa, na minha opinião, por ter falésias cobertas por vegetação.

Dia 4 – Caminhe da praia do centro de Pipa para a praia do Curral, mais conhecida como a praia dos Golfinhos. Lá, você toma banho com os golfinhos, que aparecem praticamente todos os dias e ficam a uma distância de 5 a 10 metros dos banhistas.

 

Reserve sua hospedagem em Pipa pelo Booking clicando aqui e ajude o blog a ganhar uma pequena comissão sem pagar nada a mais! (saiba como funciona essa parceria aqui)

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

 

Leia também:

Pipa (RN): Onde ficar e onde comer

Saiba quais são as praias mais bonitas de Pipa

Leia tudo sobre Pipa (RN)

Rio Grande do Norte: sugestão de roteiro de 8 dias de viagem

 

Compartilhar este artigo:

Comentários

  1. Eduardo
    09 abr 2017

    Recomendo o passeio 4×4 romântico da Trieb Club só para o casal all inclusive e termina no alto das dunas com por do sol privado com champanhe e violino, um sonho para os apaixonados!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *