O que fazer em Colonia del Sacramento (Uruguai)

postado por Marcelle Ribeiro em 04/05/2018 - Atualizado em: 13/03/2019
Compartilhar este artigo:

Um dos destinos turísticos mais procurados pelos brasileiros que viajam para o Uruguai é Colonia del Sacramento. Com seu centro histórico tombado como Patrimônio Histórico pela Unesco, a cidade atrai milhares de pessoas todos os anos para ver as ruínas da cidade. O maridão Guilherme Calil esteve lá e traz todos os detalhes sobre o que fazer em Colonia del Sacramento em um bate-volta de 1 dia. Conta aí, maridão!

vista farol colonia del sacramento

Vista do alto do farol de Colonia de Sacramento. Foto: Guilherme Calil.

 

“Em novembro de 2017, fiz um bate e volta de Montevidéu para Colonia de Sacramento com meus pais e padrinhos. Honestamente, achei suficiente para passear pela cidade e ver os principais pontos turísticos.

Procurando hotel? O Booking  tem opções para todos os bolsos. Reserve por  esse link, que tem o meu código, e ajude o blog.

Neste post, explico como fazer para chegar até lá e o que pode ser visto em Colonia de Sacramento em 1 dia. Vamos lá?

 

Como ir para Colonia del Sacramento

Existem várias maneiras para chegar até Colonia del Sacramento. No Uruguai, a mais comum é de carro. A distância entre Montevidéu e Colonia é de 180 quilômetros e você faz o trajeto em cerca de 2 horas. A estrada é boa e sinalizada.

Pensando em alugar um carro? Compare em mais de 100 locadoras com a Rentcars! Pague em reais, sem IOF e parcelado em até 12X!

Para alugar carro, o blog indica a Rentcars, que reúne as maiores locadoras de carro do mundo e também as regionais do Uruguai. Você paga sem IOF e ainda parcela.

Já se você for sair de Buenos Aires, o caminho é mais curto. Você cruza o Rio da Prata em um barco. A empresa mais conhecida é a Buquebus. A travessia demora pouco mais de uma hora e o bilhete de ida e volta no mesmo dia custa R$ 330 (preços de 2017).

colonia del sacramento vista

Colonia de Sacramento tem uma grande influência portuguesa. Foto: Guilherme Calil.

No meu caso, acabei optando por passeio contratado com uma agência de turismo. Em 2017, todo o pacote contratado (transfer em Montevidéu + os passeios para Punta del Este e Colonia de Sacramento) custou R$ 465,74 por pessoa. Fizemos isso porque éramos cinco pessoas e um carro alugado poderia ser apertado. Com a agência, fomos em um ônibus de turismo confortável, com guia, mas com um wifi que não funcionou muito bem em alguns pontos.

Seguro saúde viagem internacional: escolha entre as melhores operadoras e pague com 5% de desconto! Atendimento 24h em português!

A dica do blog para contratar passeios como esse é a empresa Get Your Guide, em que você compra o tour antecipado, em português. Veja todas as opções de tours e transfers aqui.

 

Entre Montevidéu e Colonia

Se você, assim como eu, pretende fazer apenas um bate e volta, prepare-se para um dia intenso, porque a lista de o que fazer em Colonia del Sacramento não é pequena. No nosso caso, a agência nos buscou no hotel de Montevidéu por volta das 8h. Depois de pegarmos outros passageiros, partimos para Colonia. Normalmente, o trajeto demoraria 2h30, mas o ônibus fez duas paradas e, por isso, o tempo aumenta para umas 4 horas.

Passeio guiado de 1 dia e ingressos sem fila? Contrate aqui!

A primeira parada foi em um café para as pessoas esticarem as pernas e irem ao banheiro. Ficamos lá por 30 minutos e nos serviram chocolate quente e medialunas, que estavam boas.

De volta ao ônibus, fizemos uma parada em uma atração bastante inusitada: o Museo Arenas, obra de Emilio Arenas. Ele começou a colecionar lápis aos 10 anos e acabou, vamos dizer, expandindo seus interesses… Atualmente, ele tem cinzeiros, caixas de fósforos, chaveiros…

museu arenas colonia del sacramento

O Museu Arenas tem a maior coleção de lápis do mundo! Foto: Divulgação.

Só pra vocês terem uma ideia, ele tem 36 mil chaveiros, 4800 cinzeiros e mais de 16 mil lápis!!! A coleção de lápis é reconhecida pelo Guinness Book como a maior do mundo! É bem legal passear pelos corredores cheios de objetos e tentar entender como alguém consegue guardar tanta coisa!

museu arenas colonia del sacramento

O Museu Arenas tem várias coleções. Foto: Divulgação.

O museu também tem uma loja que vende doce de leite, alfajor, queijo, vinho e geleias. É possível provar algumas coisas e estava tudo muito gostoso. Para completar, lá também tem um restaurante, mas não chegamos a comer por lá.

 

O que fazer em Colonia del Sacramento

Depois da visita ao museu, entramos no ônibus e chegamos em Colonia em pouco mais de 45 minutos. Até por conta do tempo que tínhamos, visitamos apenas o centro histórico.

puerta del campo colonia del sacramento

A Puerta del Campo é a entrada para o Centro Histórico. Foto: Guilherme Calil.

A visita começou pelo portão da cidade, a Puerta de Campo, e pelas ruínas das muralhas da cidade. Eu adoro coisas antigas, principalmente as armas, e adorei ver o canhão que guarda a região.

ruinas colonia del sacramento

O canhão e parte das ruínas de Colonia. Fotos: Guilherme Calil.

Depois, caminhamos pelas ruas de paralelepípedos. A principal delas é a Calle de los Suspiros. É possível perceber bem a influência dos portugueses em Colonia e a presença do guia foi fundamental para entender um pouco mais da história da cidade.

calle de los suspiros colonia del sacramento

A Calle de los Suspiros é uma das mais conhecidas de Colonia. Foto: Guilherme Calil.

Passamos rapidamente pela Basílica del Santíssimo Sacramento, a igreja mais antiga do Uruguai. A construção, de 1680, é bem simples e tem decoração bem modesta.

igreja

A decoração da igreja mais antiga do Uruguai é bem modesta. Foto: Guilherme Calil.

Onde comer em Colonia del Sacramento

Chegamos à Plaza Mayor por volta das 14h. Ela fica no coração da cidade antiga e abriga muitos restaurantes e lojas. Decidimos parar para almoçar no Meson de la Plaza, restaurante bem simpático e que fica bem pertinho da praça. Comi um bife à milanesa, que estava bem gostoso. Com a entrada, duas cervejas e sobremesa, paguei 497 pesos (ou R$ 60). Recomendo!

plaza mayor

A tranquilidade da Plaza Mayor, ponto de encontro de Colonia. Foto: Guilherme Calil.

Meson de la Plaza

Bife à milanesa do Meson de la Plaza. Foto: Guilherme Calil.

Depois do almoço, eu e meu padrinho decidimos encarar a escada para subir o farol de Colonia del Sacramento. A entrada é baratinha (25 pesos ou R$ 3) e a vista compensa muito. É possível ver o Rio da Prata e todo o centro histórico de Colonia.

o que fazer em colonia del sacramento farol

Vista do alto do farol de Colonia de Sacramento. Foto: Guilherme Calil.

Para encerrar o passeio, passamos na beira do Rio da Prata para tentar ver a cidade de Buenos Aires do outro lado, mas a visibilidade não ajudou…

 

Conclusão

Para concluir o dia, entramos no ônibus para voltar para Montevidéu às 16h30. Pegamos um pouquinho de trânsito na estrada, mas chegamos à capital do Uruguai em pouco mais de 2 horas e meia. Foram quase 12 horas de passeio, mas valeu a pena!”

 

Leia também:

Compartilhar este artigo:
Publicado por Marcelle Ribeiro

Jornalista, baiana, mas há mais de 20 anos moradora do Rio de Janeiro. Nos seus mais de 30 anos de vida, já viajou sozinha e acompanhada. Casada com o Guilherme, petlover e viciada em pesquisar novos destinos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *