Arraial do Cabo: como é o passeio de barco por águas cristalinas

postado por Marcelle Ribeiro e atualizado em: 29/09/2016
Compartilhar este artigo:

Uma solução para quem tem pouco tempo e quer aproveitar as melhores praias de Arraial do Cabo (RJ) é passear de barco pela região. Em apenas um dia, você consegue conhecer lugares espetaculares e por um preço bastante acessível.

Antes de tudo, é preciso escolher a empresa que você vai contratar. Opções não faltam: basta caminhar pela praia dos Anjos, de onde saem os barcos, que você será abordado por funcionários das agências de turismo. É possível visitar as praias em escunas enormes, com música ao vivo, dezenas de pessoas e até pole dance, ou em barcos menores com até 20 passageiros.

Para nós, o importante era ter um barco não muito grande, que coubesse poucas pessoas, e que tivesse uma boa trilha sonora. Afinal, ninguém merece ouvir músicas que você não gosta por várias horas! Além disso, com pouca gente na embarcação, perde-se menos tempo esperando a galera sair do barco nas paradas.

Procurando hotel? O Booking tem opções para todos os bolsos. Reserve por esse link, que tem o meu código, e ajude o blog.
Maridão, sogrinha e sogrinho curtindo o barco. Foto:  Marcelle Ribeiro.

Maridão, sogrinha e sogrinho curtindo o barco. Foto: Marcelle Ribeiro.

Depois de uma pesquisa, resolvemos fazer o passeio com a empresa Cavalo Marinho porque tinha tudo que a gente precisava. O barco era pequeno, cabiam no máximo 25 pessoas e a área de sombra era grande o suficiente. E nos informaram que não tocava funk nem pagodão. Além disso, a pousada indicou essa empresa, que tem escritório na pracinha da praia dos Anjos, na ruazinha ao lado do restaurante Saint Tropez.

Por R$ 50 em dinheiro ou R$ 60 no cartão, a Cavalo Marinho oferece um passeio de pouco mais de 4 horas e que passa por algumas das praias com acesso mais difícil de Arraial: a da ilha do Farol, as prainhas do Atalaia e a praia do Forno. Além disso, o barco passa pela Fenda de Nossa Senhora da Assunção, a Gruta Azul e o Boqueirão. A água e o refrigerante são cortesias. Ah, todos os barcos de lá visitam exatamente as mesmas praias, o que varia é a ordem de visitação delas e os horários de saída. O tempo que cada uma passa em cada praia é parecido, mas não custa perguntar.

O embarque é feito no cais da Praia dos Anjos e é preciso pagar uma taxa de R$ 2 para poder entrar no local. Há gratuidade para idosos e portadores de deficiência.

DESCONTO DE 5% no Esquenta Black Friday para aluguel de carro na Rentcars, com o cupom NOVEMBER. Vale até 30/11, com retirada do carro até 31/12! Compare preços de várias locadoras!

A primeira parada é na praia da ilha do Farol. A água é maravilhosa, como já falei neste post  aqui. Só é possível chegar lá de barco e os visitantes podem ficar lá por no máximo 40 minutos, por determinação da Marinha. Não há nenhum estrutura para turistas (nem venda de água, nem aluguel de guarda-sol, nada nada).

A praia do Farol é uma atração imperdível no passeio de barco! Foto: Marcelle Ribeiro

A praia do Farol é uma atração imperdível no passeio de barco. Foto: Marcelle Ribeiro

Depois, a embarcação passa pela Gruta Azul e pelo Boqueirão, que divide o mar aberto da área de baía. É nesse momento que o balanço do mar pode deixar algumas pessoas enjoadas, mas basta olhar para o horizonte. O comandante mostra aos passageiros a imagem de uma santa no meio das pedras e faz uma parada rápida (5 min) para fotos na Gruta Azul. Eu confesso que não achei nada demais na Gruta Azul: o barco não pode entrar nela e a cor da água não tinha nada de especial.

A penúltima parada é na prainha do Atalaia, sobre a qual já falei aqui. A água é super transparente, mas mais gelada que a da praia do Farol, e a areia é branquinha. Esta praia tem alguma estrutura, como uns três vendedores com isopor vendendo água, refrigerantes e pacotes de salgadinhos. Se não me engano havia uma pessoa alugando guarda-sol também.

A prainha do Atalaia é uma das atrações do passeio de barco. Foto: Marcelle Ribeiro.

 

Para a última parada, os passageiros podem escolher entre a praia do Forno ou o restaurante flutuante. No nosso passeio, todos preferiram a praia porque o restaurante estava lotado e tinha até fila de barcos para estacionar! Dizem, inclusive, que o restaurante flutuante vive cheio, porque muito barcos querem parar lá e ele só comporta umas 100 pessoas (daí o atendimento é ruim).

Olha a cor da água na Praia do Forno! Foto: Marcelle Ribeiro

Praia do Forno, vista da areia. Foto: Marcelle Ribeiro

O problema é que havia tantos barcos para visitar a praia do Forno que acabamos sem conseguir desembarcar por lá. É que os barcos têm que esperar a sua vez em uma “fila” para deixar os passageiros em um canto da praia. O nosso comandante disse que não seria possível ficar a 1h que estava programada na praia, pois só para nos deixar lá, ele teria que esperar 40 minutos (e teria que entrar na fila de novo para nos pegar). Como já havíamos ido à praia do Forno no dia anterior, pela trilha (eu expliquei sobre isso aqui), eu nem me importei tanto quando os passageiros decidiram que era melhor mergulhamos na água a cerca de 50 metros da costa do que ficar esperando na fila.

 

Reserve sua hospedagem em Arraial do Cabo pelo Booking clicando aqui e ajude o blog a ganhar uma pequena comissão sem pagar nada a mais! (saiba como funciona essa parceria aqui)

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

Leia também:

Veja o índice de posts sobre Arraial do Cabo

Pertinho de Arraial, conheça a badalada Búzios

Leia todos os posts sobre o Rio de Janeiro

Compartilhar este artigo:

Comentários

  1. Clarissa Carino
    25 jan 2016

    Legal o seu blog, parabéns!

    Arraial do Cabo é realmente lindo, sempre vale a pena fazer esse passeio de barco para conhecer algumas praias… e achei até barato, levando em consideração que paguei R$ 80 para um passeio de escuna em Ilhabela nesse mesmo estilo…

    Beijos!

    Clá | blog Uma Garota Carioca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *