Jericoacoara: Como é o passeio para as Lagoas Azul e do Paraíso

postado por Marcelle Ribeiro e atualizado em: 26/10/2016
Compartilhar este artigo:

O passeio mais imperdível de Jericoacoara é o que leva às belas lagoas Azul e Paraíso, cartões-postais dessa vila do litoral do Ceará. Ele é oferecido por todas as agências de viagem da cidade. Elas costumam pegar os turistas às 9h na pousada e algumas começam com uma parada na Pedra Furada, uma pedra na beira do mar com um furo no meio. É bonita, mas nada demais.

Pedra Furada, em Jericoacoara. Foto: Marcelle Ribeiro.

Pedra Furada, em Jericoacoara. Foto: Marcelle Ribeiro.

O trajeto também inclui uma rápida parada para fotos na Árvore da Preguiça, cujos galhos pendem para o lado devido à ação dos ventos.

Árvore da Preguiça, em Jericoacoara. Foto: Marcelle Ribeiro.

Árvore da Preguiça, em Jericoacoara. Foto: Marcelle Ribeiro.

Na sequência, os turistas são levados para a Lagoa Azul, que tem águas transparentes e azulzinhas. Umas 2 barracas oferecem redes gratuitas dentro d’água, além de cadeiras, guarda-sol e cardápio com petiscos. Algumas agências param nesta lagoa apenas para fotos, outras fazem uma parada de 1h.

Procurando hotel? O Booking tem opções para todos os bolsos. Reserve por esse link, que tem o meu código, e ajude o blog.
Lagoa Azul, em Jericoacoara. Foto: Marcelle Ribeiro.

Lagoa Azul, em Jericoacoara. Foto: Marcelle Ribeiro.

Com volume bem maior que a Lagoa Azul, a Lagoa do Paraíso é a principal atração do roteiro. Vale dizer que em ambas, a parte da água “azul-caribe” é pequena, apenas nas bordas. O meio das lagoas é escuro, o que me decepcionou um pouco. Mas nas duas lagoas a areia é branquinha e fofa (beeem diferente das praias “urbanas” de Jeri, que têm areia dura e escura).

Lagoa do Paraíso, em Jericoacoara. Foto: Marcelle Ribeiro.

Redes da barraca Alchymist na Lagoa do Paraíso. Foto: Marcelle Ribeiro.

Lagoa do Paraíso, em Jericoacoara. Foto: Marcelle Ribeiro.

Redes da barraca Lagoon na Lagoa do Paraíso. Foto: Marcelle Ribeiro.

Prefira ir às lagoas pela manhã, quando dizem que venta menos, o que torna o “balançar” na rede bem mais agradável. À tarde, com mais vento, as redes balançam tanto que você não consegue ficar ali por mais tempo que o necessário para uma foto.

Ah, e vá num dia ensolarado, pois a cor da água fica diferente se estiver nublado.

DESCONTO DE 5% no Esquenta Black Friday para aluguel de carro na Rentcars, com o cupom NOVEMBER. Vale até 30/11, com retirada do carro até 31/12! Compare preços de várias locadoras!

A Lagoa do Paraíso é grande, tem cerca de 10km de extensão e várias barracas/restaurantes nas suas margens. Praticamente todos os bugueiros levam para a barraca Alchymist, a mais sofisticada de todas. Ela tem cadeiras e guarda-sóis mais bonitos e uma faixa vip: para sentar nas primeiras fileiras, mais próximas da água, é preciso pagar R$ 50 por pessoa (não consumíveis). Mas para usar as redes na água e as demais cadeiras é grátis.

Barraca Alchymist, na Lagoa do Paraíso. Foto: Marcelle Ribeiro.

Barraca Alchymist, na Lagoa do Paraíso. Foto: Marcelle Ribeiro.

Barraca Alchymist, na Lagoa do Paraíso. Foto: Marcelle Ribeiro.

Barraca Alchymist, na Lagoa do Paraíso. Foto: Marcelle Ribeiro.

Aliás, em todas as lagoas de Jeri em que há redes não é preciso pagar pelo uso delas. Não se preocupe com lotação. Se elas estiverem ocupadas, espere um instante que já já uma fica vaga.

Almoçar na barraca Alquimistic é meio caro, mas há petiscos com preços razoáveis (batata frita a R$23, calabresa acebolada a R$ 27) e alguns pratos pagáveis para quem está acostumado a preços paulistas ou cariocas (R$ 45 por um prato de massa individual). Abaixo, o cardápio.

Cardápio da barraca Alchymist, na Lagoa do Paraíso. Foto: Marcelle Ribeiro.

Cardápio da barraca Alchymist, na Lagoa do Paraíso. Foto: Marcelle Ribeiro.

Cardápio da barraca Alchymist, na Lagoa do Paraíso. Foto: Marcelle Ribeiro.

Cardápio da barraca Alchymist, na Lagoa do Paraíso. Foto: Marcelle Ribeiro.

Tive a oportunidade de visitar outra barraca na Lagoa do Paraíso, a Lagoon. Fica a 3km da Alquimistic e próxima a outras barracas. Também tem redes na água e guarda-sóis, sem custo. Os preços dos petiscos começam em R$ 25 e também há várias opções de almoço. Veja o cardápio na foto abaixo.

Cardápio da barraca Lagoon, na Lagoa do Paraíso. Foto: Marcelle Ribeiro.

Cardápio da barraca Lagoon, na Lagoa do Paraíso. Foto: Marcelle Ribeiro.

Cardápio da barraca Lagoon, na Lagoa do Paraíso. Foto: Marcelle Ribeiro.

Cardápio da barraca Lagoon, na Lagoa do Paraíso. Foto: Marcelle Ribeiro.

Não comi em nenhuma dessas barracas. Em ambas há banheiros e chuveiros com água doce. Na Lagoon há inclusive chuveiro fechado, onde dá para trocar de roupa.

Outra diferença entre as barracas Lagoon e Alchymist é a posição das redes na água: na Lagoon, elas ficam uma ao lado da outra na horizontal, no sol. Na Alchymist todas as redes ficam na sombra de uma tenda de palha, em formato de carrosel.

Familiares meus foram na Pousada e Restaurante do Paulo, que também fica na Lagoa do Paraíso e elogiaram bastante a comida. A estrutura na areia é menor, com menos cadeiras.

Esse passeio costuma custar de R$ 250 o bugue, para 4 pessoas (ou R$ 63 por pessoa em buggy compartilhado) a R$ 350.

Conheci essas atrações como cortesia da agência Jeri Férias, que recomendo, pelo profissionalismo e simpatia da equipe. Este texto reflete minha real opinião.

É possível combinar, num mesmo dia o passeio às lagoas Azul e Paraíso com uma visita à praia da Barrinha, que fica um pouco mais distante da vila de Jeri. É uma bela praia de pescadores, bem pacata, sem ondas e transparente, e ainda tem dunas bonitas. Falei sobre ela neste post aqui. A Jeri Férias oferece esse passeio “combo” por R$ 420 o buggy para 4 pessoas.

Caso queira visitar a Lagoa do Paraíso fora de passeio, saiba que é possível ir até lá de transporte local. Veja as dicas no fim desse post aqui.

 

Reserve sua hospedagem em Jericoacoara pelo Booking clicando aqui e ajude o blog a ganhar uma pequena comissão sem pagar nada a mais! (saiba como funciona essa parceria aqui)

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

 

Leia também:

Jericoacoara: O que fazer, quantos dias ficar e sugestão de roteiro

Jericoacoara: Veja como é o passeio para o Lago Grande e Tatajuba

Índice de posts sobre Jericoacoara

 

Compartilhar este artigo:

Comentários

  1. Aline
    05 mar 2017

    Olá Marcelle! Seus posts são os mais completos que já vi. Estão bem detalhados e co1m preço de cada etapa.Parabéns

  2. Priscilla Selva
    24 set 2017

    Teu post tá perfeito, morrendo e vontade de ir!!!

  3. Helen
    23 out 2017

    Onde se hospedar em Jeri? Tem como se hospedar em fortaleza e ir passear em Jeri?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *