O que fazer em Bangalore: dicas que você tem que ler antes de ir

postado por Marcelle Ribeiroe atualizado em: 05/05/2020

A Índia é um lugar que combina cultura, tradição e história, né?! Hoje eu vou falar de um destino que não é o mais procurado na Índia, mas que está crescendo: Bangalore. A capital do estado de Karnataka, localizado no sul do país, é considerada o “Vale do Silício” indiano, pois é onde estão muitas empresas de tecnologia. Bangalore possui cerca de 8,5 milhões de habitantes e está a 2157 km de distância de Nova Delhi, capital da Índia. Mas… o que fazer em Bangalore? Entre as atrações estão belos templos hindus, mas há várias opções de passeios em Bangalore também.

Nesse post eu trago dicas sobre os pontos turísticos de Bangalore, onde ficar na cidade e mais. Meu irmão, Caio, esteve na cidade de Bangalore a trabalho, mas conseguiu conhecer as atrações da cidade e nos mandou um relato. Se você preferir, pode clicar direto no link que te interessa no índice abaixo.

O que fazer em Bangalore em 1 dia por conta própria
Passeios guiados e day trips
Onde ficar em Bangalore
Transporte em Bangalore

Passeios em Bangalore

Quem não tem paciência de ficar negociando preços com tuk-tuks ou táxis para conhecer Bangalore pode optar por um dos vários passeios com agência e guia na cidade. É mais prático e você ainda consegue entender mais do que está vendo com as explicações dos guias.

prédio público bangalore o que fazer

Prédio público de Bangalore. Foto: Caio Ribeiro.

O que fazer em Bangalore em 1 dia por conta própria

Meu irmão decidiu fazer um tour pela cidade por conta própria, sem fechar pacotes de guia. Lá, ele contratou um tuk tuk (aqueles carrinhos abertos e pequenos, que mais parecem uma moto ampliada), que o acompanhou em todos os pontos turísticos de Bangalore. Ele rodou a cidade em apenas um dia. Confira abaixo as atrações que ele conheceu.

Bangalore Palace

Segundo Caio, o jardim e o lado de fora do Bangalore Palace são bonitos. Porém, por dentro não é assim. “É mal cuidado, alguns quadros têm furos, não tem nem ventilador. Parece que está sem manutenção desde que deixou de ser usado como palácio”, revela meu irmão.

O Bangalore Palace funciona todos os dias, das 10h às 17h. Para entrar, os turistas devem pagar uma taxa de 460 rupias (R$ 29 e U$ 7, aproximadamente).

o que fazer em bangalore palace

Bangalore Palace. Foto: Caio Ribeiro.

Supremo Tribunal de Karnataka/High Court

O Supremo Tribunal de Karnataka é um prédio bem bonito, construído com tijolos vermelhos, que fica dentro do Cubbon Park, em Bangalore. Possui um excelente custo benefício, porque você passa pela rua, tira foto e segue caminho.

Cubbon Park

É um parque gratuito, grande e bem cuidado, localizado no coração da cidade e por isso merece entrar na sua lista de o que fazer em Bangalore. O acesso pode ser feito de metrô e tem várias opções de lugares para conhecer nos arredores do parque. O Cubbon Park funciona das 6h às 18h e está fechado às segundas e, também, às segundas terças de cada mês.

É uma atração pra passar o dia e visitar as coisas próximas. Ir ao Cubbon Park + High Court é um excelente combo, por exemplo.

cubbon park o que fazer em bangalore

Cubbon Park. Foto: Yair Aronshtam (via Flickr).

Jardim Botânico

O jardim é bonito e gratuito. Alguns guias ficam no local para te oferecer serviços e pacotes, mas, de acordo com Caio, não é necessário. Para ele, vale a pena incluir essa atração na sua lista de o que fazer em Bangalore caso você tenha tempo sobrando, já que o Cubbon Park é melhor e mais cuidado. É preciso deixar na entrada as coisas de plástico, como garrafas de água ou pacotes de biscoito, mas também existe a opção de deixar logo a mochila.

Bull Temple

O Bull Temple, também conhecido como Nandi Temple, é um dos mais antigos de Bangalore. A visita ao local é gratuita, porém existe uma doação de umas 10 rúpias opcional. O templo funciona das 6h às 20h. É um templo pequeno, construído ao redor de uma estátua de um boi gigante, esculpida em uma pedra. É preciso tirar os sapatos para entrar no local.

Bull Temple o que fazer em bangalore

Bull Temple. Foto: Caio Ribeiro.

Tipu Sultan’s Summer Palace

Na hora de decidir o que fazer em Bangalore, meu irmão deixaria essa atração de fora, porque não achou que vale a pena. O Palácio de Verão do Tipu Sultan funciona todos os dias, das 8h30 às 17h30. Segundo Caio, não vale a pena, porque é “esquisita”. A entrada custa 300 rupias (R$ 19 e U$ 4).

Tipu Sultan Palace o que fazer em bangalore

Tipu Sultan Palace. Foto: Caio Ribeiro.

Mercado de tecidos e lojas de souvenir

O motorista do tuk tuk levou Caio para conhecer esses lugares que não são exatamente pontos turísticos. “No mercado de tecidos, ele me explicou que as casas têm a “fábrica” de tecidos embaixo e as lojas na frente, e que aquela parte do bairro era só loja de tecido, desse mesmo modelo. Tudo bem artesanal. Uma casa simples com umas 4 máquinas, uma atrás da outra, num lugar apertado”, disse.

Visvesvaraya Industrial Technological Museum

No Museu Tecnológico e Industrial Visvesvaraya você pode brincar com teorias da física e há um estande mostrando como funciona a eletricidade e o magnetismo, além de atividades sobre viagens espaciais. Segundo Caio, ao decidir o que fazer em Bangalore vale a pena incluir essa atração, especialmente se for com crianças. No entanto, algumas atrações do museu estavam quebradas ou não funcionavam direito. O top 3 do Caio foi: um brinquedo de campo magnético, o cinto de segurança e as portas lógicas.

O museu também fica dentro do Cubbon Park e funciona todos os dias, das 10h às 18h. A entrada custa 75 rupias (R$ 5 e U$ 1).

Museu Tecnológico e Industrial Visvesvaraya o que fazer em bangalore

Museu Tecnológico e Industrial Visvesvaraya. Foto: Caio Ribeiro.

ISKCON Sri Radha Krishna Temple

Se você só pode escolher 1 atração na hora de decidir o que fazer em Bangalore, escolha esse templo. Ele é um dos templos mais famosos e mais visitados da cidade, e tem inclusive fila.

O ISKCON Sri Radha Krishna Temple funciona até às 20h30 e a entrada é gratuita, mas tem opção de pagar 500 rúpias por uma entrada especial que não enfrenta fila e permite entrar em dois outros templos menores. “Pelo que vi, esses outros templos são as ‘capelas’ que estão alinhadas com o templo principal”, disse Caio.

Garanta 30% de desconto no chip internacional para celular para usar até 2 anos da compra + 2º chip grátis. Use o cupom VAIPASSAR até 28/05.

No zig-zag que você tem que percorrer para entrar no templo, tem um momento em que precisa guardar os sapatos. Custa 2 rúpias o par. Além disso, tem que deixar as mochilas do lado de fora.

“A parte de deixar os sapatos é tranquila, porque logo em seguida tem um lava-pés e dali em diante o chão é todo limpinho. Só suja o pé porque entre a saída do templo e o lugar que pega o sapato tem que atravessar uma rua e depois andar uns 20 metros”, revela Caio.

O templo possui um dress code: homens de calça e camisa, mulheres de calça ou vestido longo. “Eu estava de bermuda, por isso tive que pagar 20 rúpias (R$ 1,25 e U$ 0,30) para alugar um tecido que amarra na cintura e cobre as pernas e deixar 300 rúpias (R$ 19 e U$ 4) como caução, que te devolvem quando você entrega esse tecido”, explica.

Na saída, além da loja de souvenirs, tem um balcão vendendo comida. É uma oportunidade para provar várias comidas típicas.

templo sri radha krishna o que fazer em bangalore

Templo Sri Radha Krishna. Foto: Caio Ribeiro.

fachada Templo Sri Radha Krishna

Templo Sri Radha Krishna. Foto: Caio Ribeiro.

Passeios guiados e day trips

Para quem prefere fazer passeios guiados, os sites Viator e Get Your Guide possuem diversas opções. Eu listei abaixo algumas que considero interessantes de fazer, especialmente as daytrips, experiências gastronômicas e city tours guiados na cidade.

  1. Tour privado por Bangalore
  2. Aulas de culinária tradicional e jantar com a família Chef
  3. Tour pelos Palácios de Bangalore
  4. Excursão com Tuk tuk
  5. Tour gastronômico
  6. Bangalore de bicicleta
  7. Mysore Tour com almoço e guia
  8. Excursão a pé por Basavanagudi com o Bull Temple
  9. Viagem de 1 dia ao Taj Mahal

Onde ficar em Bangalore

Caio ficou no Hotel Howard Johnson e sua opinião, no geral, foi positiva. Apesar de não ter uma vista bonita, o hotel é confortável. O café da manhã não tinha tantas variedades, mas incluía opções não-indianas. Ao lado do hotel, tinha um shopping que possuía um supermercado de dois andares. Além disso, a praça de alimentação contava com as opções de fast food que já conhecemos no Brasil, como Burguer King, Dominos, Mc Donalds e Subway.

Hotel Howard Johnson bangalore

Hotel Howard Johnson, em Bangalore. Foto: Booking.com

Transporte em Bangalore

Bangalore é uma cidade populosa. Por isso, o trânsito de carros, transportes públicos e pessoas pode ser intenso. Lá, você pode utilizar os serviços de Uber, tuk tuks e metrô. Para ir ao aeroporto, você pode utilizar o serviço de transfers. Veja os melhores transfers no Viator e no Get Your Guide.

Dica para economizar na passagem de avião

Uma maneira de conseguir uma passagem para Bangalore na promoção é ficar de olho nos sites MaxMilhasViajanet, e Passagens Promo. Veja aqui os posts “Passagens Promo é confiável?” e “MaxMilhas é confiável?“.

Conclusão

Para concluir, apesar de a cidade atrair menos turistas que outras da Índia, há sim o que fazer em Bangalore. E você, já esteve na Índia? Conta o que achou pra gente!

Leia também:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *