O que fazer em Ibitipoca: os segredos para uma viagem tranquila

postado por Caroline Limae atualizado em: 09/10/2020

Você já ouviu falar em Conceição do Ibitipoca? Essa cidadezinha, localizada em Lima Duarte, no sul de Minas Gerais (MG), é famosa pela Janela do Céu, uma queda d’água no alto de uma montanha, impressionante, de cerca de 20 metros. O vilarejo é um destino turístico cobiçado. Mas o que fazer em Ibitipoca? Se você é trilheiro de coração e prefere viagens de profunda conexão com a natureza, não deixe de conferir nosso guia com dicas valiosas para aproveitar ao máximo esse cantinho!

Temperatura em Ibitipoca
Como chegar a Ibitipoca
O que fazer em Conceição do Ibitipoca
Ibitipoca e chuva combinam?
O que fazer em Ibitipoca no inverno
O que fazer em Ibitipoca à noite
Quantos dias ficar em Ibitipoca
Roteiro em Ibitipoca
Onde ficar em Ibitipoca
Onde comer em Ibitipoca
Outras dicas de Ibitipoca

 

Temperatura em Ibitipoca

Sabe a expressão “clima de montanha”? Como boa carioca, eu classificaria a temperatura em Ibitipoca assim. De acordo com o portal Climatempo, ela pode variar de 11ºC a 24ºC dependendo da época do ano.

Não existe uma resposta certa sobre quando ir a Ibitipoca, mas é um fato: estar na cidade no verão ou no inverno pode proporcionar experiências completamente diferentes. Eu, por exemplo, estive em Ibitipoca num mês de janeiro, período com maior incidência de chuvas, e, apesar disso, foi ótimo!

Pegamos uma chuvinha leve, estava um friozinho gostoso e a nebulosidade dava um certo charme às paisagens. Entretanto, caso você não goste desse tipo de clima, recomendamos que você viaje no período entre junho e agosto, para evitar chuvas.

o que fazer em ibitipoca temperatura

Temperatura em Ibitipoca. Foto: Reprodução Climatempo

Como chegar a Ibitipoca

De avião

A cidadezinha em si não tem aeroporto. Mas então, como chegar a Ibitipoca? Se você mora em outro estado, além do Rio de Janeiro e Minas Gerais, uma boa opção é escolher um voo com destino ao aeroporto de Juiz de Fora (MG), que está localizado a 91 km do centro de Ibitipoca.

Passagem promocional para MG – Brasil

Para conseguir passagens para MG na promoção, fique de olho nos sites MaxMilhas, Viajanet, e Passagens Promo. Essas empresas oferecem bons descontos.

De carro alugado

Nosso grupo decidiu aproveitar um feriadão no Rio de Janeiro para ir. Por isso, demoramos cerca de 6h para chegar (considerando pausas no caminho para lanchar). Também enfrentamos um pouco de trânsito. Nós saímos pela manhã (7h) e pegamos a BR-040 e BR-267 até a cidade de Lima Duarte.

A rota até Ibitipoca era bem ruim até pouco tempo atrás. Contudo, com o aumento do turismo na região, a estrada foi melhorada. Boa parte foi asfaltada, mas ainda tem algumas partes íngremes e de barro.

Nesse sentido, recomendamos alugar um carro 4×4, para ir com mais tranquilidade e segurança. Nós nos dividimos entre um Fiat Toro e um Chevrolet Ônix versão Adventure. Você pode alugar com desconto pelo site da Rentcars, site parceiro aqui do blog.

Lima Duarte fica a 256 km do Rio e a 320 km de Belo Horizonte. São três pedágios do Rio de Janeiro até Juiz de Fora, que custam R$ 11,60 cada.

Vale lembrar também que em Ibitipoca não tem posto de gasolina, então abasteça o tanque no município de Lima Duarte antes de partir para lá.

cachoeira dos macacos o que fazer em ibitipoca

Cachoeira dos Macacos. Foto: Lygia Freitas.

De ônibus

Como chegar a Ibitipoca de ônibus? Você pode comprar as passagens pelo site da ClickBus, parceiro do blog. Do Rio de Janeiro até Juiz de Fora, de ônibus, pela Via Útil, são cerca de 3h, e a passagem é, em média, R$ 80. Já de Belo Horizonte até Juiz de Fora, são aproximadamente 4h e custa, em média, R$ 100 pela Viação Atual.

Já os trajetos Juiz de Fora-Lima Duarte e Lima Duarte-Conceição do Ibitipoca têm bastante restrições em relação aos horários de circulação dos ônibus nas cidades. Recomendamos que você entre em contato com as respectivas empresas (Viação BASSAMAR e Viação VIMARA) para tirar todas as dúvidas.

Por isso, não achamos que vale a pena ir de ônibus para Ibitipoca, a não ser que você vá de excursão. O acesso ao Parque Estadual do Ibitipoca, principal atração da cidade, é bem difícil a pé, por exemplo.

O que fazer em Conceição do Ibitipoca

A natureza exuberante é, sem dúvida, o principal atrativo do vilarejo. São quase 1.500 hectares, nos quais estão espalhados poços e grutas, fora as cachoeiras de Ibitipoca, que são literalmente de tirar o fôlego!

Atrações dentro do Parque Estadual do Ibitipoca

O Parque Estadual do Ibitipoca por si só já é um espetáculo. Seguro, bem sinalizado e conservado. Só para exemplificar: eles são tão preocupados com a preservação do local que o acesso de pessoas e veículos é limitado. O parque permite a entrada de mil visitantes por dia e somente 50 carros podem estacionar lá dentro. Ou seja, chegue cedo!

Os portões se abrem às 7h da manhã, mas a partir das 6h já tem fila. Nós chegamos às 6h10, aproximadamente, e já tinham uns oito veículos na nossa frente. E não tente dar uma de espertinho! As filas andam de forma intercalada e os funcionários olham quantas pessoas estão dentro do carro para fazer essa contagem. Fique atento também ao horário de fechamento do parque, às 18h. Leve em conta que algumas trilhas são mais demoradas.

É importante saber que, logo na entrada, os funcionários perguntam qual trilha você pretende fazer e são distribuídas senhas para os visitantes. Além disso, o parque tem muitos fiscais circulando, que a qualquer momento podem solicitar que você apresente essa senha, puramente por uma questão de controle. Portanto, guarde-a com carinho.

São três circuitos principais e bastante intuitivos (não é preciso guia), com trilhas desde as mais leves até as mais pesadas.

o que fazer em ibitipoca mapa

Mapa do Parque na entrada. Foto: Caroline Lima

Circuito Janela do Céu

O nome, bastante sugestivo, realmente define bem esse lugar. Parece que a paisagem foi emoldurada, uma perfeita harmonia entre as quedas d’água, rochas e vegetação. Entretanto, para chegar até a Janela do Céu, um dos mais desejados pontos turísticos de Ibitipoca, é quase que preciso pedir um pouco à Deus. Isso porque são 16 km de percurso, entre subidas íngremes e descidas escorregadias.

Eu, que não sou sedentária, tive dificuldade em diversos momentos e classificaria essa trilha como moderada. Não deixe de levar lanches, água e protetor solar.

São aproximadamente 6h de trilha no caminho do Circuito Janela do Céu, ida e volta. Porém, coloque mais duas horas na conta, visto que também também há pausas para comer, para conhecer as grutas (dê uma passadinha nos Três Arcos, Fugitivos e Moreiras, garanto que vale a pena!) e para tirar fotos.

Mas se você acha que o paraíso não tem fila, não se engane! Eu optei por não tirar a clássica foto da Janela do Céu, porque estava um pouco frio e nublado, mas meus colegas esperaram mais de 2h por um clique.

Dali, siga para a Cachoeirinha. É pertinho e é linda.

o que fazer em ibitipoca janela do céu

Janela do Céu. Foto: Gustavo Calil.

o que fazer em ibitipoca gruta

Gruta dos Três Arcos. Foto: Caroline Lima

o que fazer em ibitipoca mirante janela do céu

Cabelos esvoaçantes no Mirante do ponto mais alto da Janela do Céu. Foto: Caroline Lima

o que fazer em ibitipoca cachoeirinha

Cachoeirinha. Foto: Caroline Lima

Circuito das Águas

Não sabe o que fazer em Ibitipoca, mas quer algo menos cansativo? A dica é o Circuito das Águas, que é mais tranquilo em relação à Janela do Céu. São 5 km no total, ida e volta. Engloba o Lago dos Espelhos, Lago das Miragens, a Ponte de Pedra e a Cachoeira dos Macacos. Demora umas 3h, no máximo. Nesse circuito é possível observar com mais atenção o fenômeno das águas douradas, que ocorre devido à decomposição vegetal. Mais uma característica de Ibitipoca encantadora.

Trata-se de uma trilha mais leve, recomendada para crianças e idosos. Atenção redobrada caso esteja chovendo, porque as pedras são escorregadias. A água dos poços e cachoeiras é realmente bastante gelada.

Lago dos espelhos o que fazer em ibitipoca

Lago dos Espelhos. Foto: Lygia Freitas.

o que fazer em ibitipoca cachoeira dos macacos

Cachoeira dos Macacos. Foto: Caroline Lima

Circuito Pico do Pião

Como ficamos apenas 3 dias em Ibitipoca, sendo 2 reservados para conhecer os outros dois circuitos mais famosos, não conseguimos fazer a rota do Pico do Pião. Mas dizem que vale a pena também! São 10 km, com aproximadamente 5h de duração. Os pontos de parada são a Gruta do Monjolinho, do Pião, do Viajante e o próprio Pico do Pião. Também pode servir de caminho para chegar até a Janela do Céu.

O que fazer em Ibitipoca fora do parque

E o que fazer em Ibitipoca além do parque? Por ser uma cidade tão pequena, até que Ibitipoca tem uma boa infraestrutura. No Centro você pode encontrar bons restaurantes (servidos de uma comidinha mineira caseira deliciosa), bares, lojinhas de artesanato e a clássica igrejinha.

Algumas empresas oferecem passeios em Ibitipoca de jeep e de caiaque pelo Rio Grande. Nós não fizemos, mas achamos que devem ser experiências únicas. O primeiro custa em torno de R$ 150 a R$ 350 (tarifa mínima, pode ser feito em grupos de até 4 pessoas). Já o segundo varia entre R$ 600 e R$ 700, dependendo da distância do percurso.

Preciso confessar que um dos passeios em Ibitipoca que mais gostei de fazer, na verdade não foi em Ibitipoca. Foi em Lima Duarte, em uma entrada para Monte Verde. Mas tá valendo, né?! 🙂

O acesso para lá é meio difícil, visto que são cerca de 13 km em uma estrada de chão, com muitos buracos. Quase não há sinal de celular, então recomendamos que baixe o percurso via satélite. Além disso, é preciso tomar cuidado também com os animais que pastam na área e ciclistas. Porém, todo o esforço compensa!

A Cachoeira do Arco Íris está localizada em uma propriedade privada e é a primeira de um circuito com mais cinco quedas d’água. Como chegamos lá tarde, não conseguimos visitar as outras, mas acredito que sejam tão lindas quanto. A entrada custa R$ 15 e tem restaurante no local (muito gostoso e com preço justo). E o melhor: esse paraíso foi nomeado assim por uma razão. Se você for realmente sortudo (a), quem sabe não consiga ver essas duas maravilhas da natureza juntas?

o que fazer em ibitipoca cachoeira do arco iris

Cachoeira do Arco Íris: a minha preferida. Foto: Caroline Lima

Ibitipoca e chuva combinam?

Não vou negar: não tem muito o que fazer em Ibitipoca com chuva, e ela pode sim atrapalhar seus planos. No nosso caso, demos até sorte. Apesar de termos ido em janeiro (maior incidência de chuvas), pegamos apenas uma garoa leve em poucos momentos da trilha, o que não prejudicou a experiência. Muito pelo contrário, pois até deu uma refrescada boa. 😉

Entretanto, se tiver ameaça de chuvas fortes e tempestades, não vá. O acesso às trilhas é dificultado e fica muito perigoso. Por fim, vale lembrar que Ibitipoca significa “montanha que estoura”. A região é conhecida pela ocorrência de raios. Em alguns casos mais extremos, o Parque Estadual do Ibitipoca até fecha por segurança.

O que fazer em Ibitipoca no inverno

Falando como carioca, em Ibitipoca faz frio. Durante a madrugada, justamente a hora em que estamos acordando para ir ao Parque, então! Lembre-se que com temperaturas mais baixas, a probabilidade de você ter coragem de entrar nas cachoeiras diminui. Mas o que fazer em Ibitipoca no inverno então? Apreciar as vistas, admirar as quedas d’água sem se molhar, curtir os bons restaurantes e fazer passeio de jeep.

O que fazer em Ibitipoca à noite

Se você está em dúvida sobre o que fazer em Ibitipoca à noite, que tal conhecer à cidade a pé? O melhor lugar para visitar é o Centro, com alguns estabelecimentos que ficam abertos até mais tarde. Estacionar no local pode ser complicado, principalmente na alta temporada. Lembra um pouco o Centro Histórico de Paraty, cidade turística na divisa entre Rio e São Paulo, com as ruas estreitinhas de paralelepípedos, casinhas coloridas e lojinhas de artesanato. Aproveite para caminhar e apreciar o céu de Ibitipoca, limpinho e com muitas estrelas, bastante diferente das cidades grandes.

Dá para jantar em um restaurante mais refinado ou curtir bares com música ao vivo.

Por falar em bar, um dos lugares mais famosos de Ibitipoca é o Bar do Firmo, um pubzinho com uma proposta bastante inusitada. A decoração é toda diferentona e rústica, com raízes no teto, pôsteres colados nas paredes e artefatos antigos. As comidas e bebidas chegam até a sua mesa por meio de um sistema de fios e roldanas, uma invenção do próprio dono. Nós não conseguimos ir dessa vez 🙁 Mas recebemos muitas recomendações de pessoas que adoram o ambiente.

Ibitipoca também tem alguns festivais de música bastante tradicionais em julho e agosto. A cidade também vira point no Réveillon, com uma grande oferta de festas particulares e shows. Mas no restante do ano, a vida noturna é mais pacata mesmo.

Quantos dias ficar em Ibitipoca

De 2 a 4 dias é o período ideal, porque dá para conhecer bem os pontos turísticos de Ibitipoca sem pressa.

Roteiro em Ibitipoca

O que fazer em Ibitipoca em 2 dias

Não sabe o que fazer em Ibitipoca em 2 dias? Montar um roteiro com tantas paisagens lindas pode ser tarefa difícil mesmo. Por isso, já deixamos um pronto aqui para te ajudar!

  • Dia 1 – Pela manhã, antes de chegar em Ibitipoca, dê uma passadinha em Monte Verde e visite a Cachoeira do Arco-Íris. Almoce no local. Logo após, siga para o vilarejo e, à tarde, faça um passeio de jeep ou caiaque para ver o pôr do sol.
  • Dia 2 – Acorde cedo e escolha um dos circuitos do Parque Nacional do Ibitipoca. Se você for ficar apenas 2 dias na cidade, recomendamos que faça o Circuito Janela do Céu, pois é mais completo. Provavelmente isso irá tomar toda sua manhã e o início da sua tarde. Depois de descansar na sua acomodação, faça comprinhas à noite no Centrinho e ouça uma boa música ao vivo.

O que fazer em Ibitipoca em 3 dias

E o que fazer em Ibitipoca em 3 dias?

  • Dia 1 – Duas opções. Opção 1: Cachoeira do Arco-Íris + passeio de jeep ou caiaque para ver o pôr do sol. Opção 2: Vá para o Parque Nacional do Ibitipoca. Comece pela Janela do Céu. Almoce no restaurante do Parque assim que acabar e aprecie uma bela vista. À noite, jante em algum restaurante no centro.
  • Dia 2 – Dia de relaxar! Faça o Circuito das Águas e almoce no Centro.
  • Dia 3 – Faça o Circuito Pico do Pião, o que tomará boa parte do seu tempo. Almoce pelo centro. À noite, visite o Bar do Firmo.

Onde ficar em Ibitipoca

Buscando informação sobre onde ficar em Ibitipoca? Olha, tem gente que prefere ficar hospedado em acomodações mais próximas ao parque e tem gente que prefere ficar hospedado no Centro. Este, por sua vez, tem mais opções de pousadas, hotéis e chalés, e, consequentemente preços mais competitivos. No entanto, é preciso andar bastante até chegar ao parque.

É muito fácil encontrar hospedagem pelo Booking ou pelo Airbnb, parceiros aqui do blog. Aliás, quem ainda não é cadastrado no Airbnb ganha R$ 200 de desconto na primeira reserva se cadastrando por este link.

Nós ficamos hospedados no Chalé Belo Vale, que tem nota 8,2 no Booking. A localização era bem boa, no Centro, porém, era preciso ir de carro até o parque. Bem rústico e equipado. Possui estacionamento no local. Ficou cerca de R$ 300 por pessoa, por 3 diárias. Mas há hotéis que oferecem traslado para o Parque Estadual do Ibitipoca. Este transporte, no entanto, te deixa na entrada do parque, o que garante cerca de 1km de caminhada até a entrada das trilhas.

Outras opções de hospedagem, mais próximas do parque, são a Pousada Sangha Pyara e o Serra do Ibitipoca Hotel de Lazer. Ambos oferecem uma ótima estrutura, com belas paisagens.

Para quem deseja ter uma experiência completa de contato com a natureza, há também o Camping do Parque Estadual do Ibitipoca. Essa opção possui menos estrutura que um hotel, é claro, mas apresenta outros atrativos, como o preço. Custa R$ 60 por pessoa a diária, mais os R$ 20 do estacionamento. O espaço possui capacidade para 24 barracas, banheiros masculino e feminino e duchas com água quente e fria. O pagamento é feito somente no local. Para mais informações, entre em contato com a administração do parque.

Onde comer em Ibitipoca

Restaurante da Cachoeira do Arco-Íris

Serve a clássica comida mineira, bastante gostosa e fresquinha. Funciona em esquema de buffet, mas sem muita variedade, porque é a própria família dona da propriedade que cozinha. Lembro-me de ter coxa de frango, porco assado, arroz, feijão (sem carne), couve, farofa, polenta e opções de salada. Paguei cerca de R$ 30, incluindo a bebida, e saí bastante satisfeita.

Restaurante do Parque

O Parque de Ibitipoca tem um restaurante bem legal, que também funciona no esquema de buffet. Com bastante variedade de carnes, acompanhamentos e saladas. Dependendo do horário que você for almoçar, a comida já não é tão fresquinha assim. Então, se possível, coma lá por volta de 13h. Custa R$ 32 e come-se à vontade (sem balança).

Restaurante Ibitilua

Fica no Centro. Ambiente agradável e atendentes atenciosos. Muitas opções de comida brasileira. Pratos bem servidos e saborosos. Uma picanha com acompanhamentos custou cerca de R$ 120 e serviu 3 pessoas.

Montanhês Sandwich House

Um bom lugar para comer à noite, com os amigos ou família. Fomos em um sábado e estava cheio. Éramos 6 pessoas e nos colocaram em uma mesa para 4, então ficamos meio desconfortáveis. Os atendentes também estavam um pouco enrolados com os pedidos. Mas a comida estava boa. Pedi um hambúrguer vegetariano de queijo coalho, uma porção de batatas e um refrigerante. A conta ficou em, mais ou menos, R$ 50.

Outras dicas de Ibitipoca

Vamos te dar alguns “bizus” básicos antes de você viajar para Ibitipoca, pois para várias situações, é preciso preparar-se antes. Confira!

  • Não só o acesso à internet em Ibitipoca é bem ruim em alguns pontos, como também o sinal de celular é quase inexistente. Se for o caso, avise sua família, amigos e colegas de trabalho desse problema.
  • Não esqueça o kit de primeiros socorros e remédios.
  • Os mosquitos lá atacam mesmo. Por isso, repelente é fundamental.
  • Ibitipoca não tem caixa eletrônico e muitos estabelecimentos não aceitam cartão de crédito. Tenha sempre dinheiro em mãos.
  • Não tem posto de gasolina. Certifique-se de que o tanque está cheio ou encha-o nas cidades vizinhas.
  • O Parque Estadual do Ibitipoca não abre às segundas-feiras, com exceção de feriados ou no período de férias escolares.
  • Tem muito comércio no caminho de produtores locais. Apoie-os!

Conclusão

Ibitipoca é uma cidade linda. Impossível não gostar de lá. E você? Tem mais dicas de o que fazer em Ibitipoca? Conte pra gente!

Leia mais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *