Golden Gate Park: meu lugar preferido em San Francisco

postado por Marcelle Ribeiro e atualizado em: 06/09/2019
Compartilhar este artigo:

Se você me perguntar quais são os 2 lugares que mais amei em San Francisco, eu tenho a resposta na ponta da língua: a Golden Gate Bridge (principalmente se a ideia for apreciá-la em um passeio de bicicleta, como o que relatei neste post aqui) e o Golden Gate Park.

Este parque é uma coisa de louco de tão lindo. Tem plantas super diferentes. Tem orquídeas belíssimas. Tem jardim japonês. Tem banquinhos em um lago delicioso (excelente para ver o tempo passar), com bichos que parecem que adoram se exibir para as câmeras. Tem moinho de vento. Tem roseiral. Tem área para crianças curtirem, para andar de bicicleta e ainda dois museus. Impossível não se apaixonar!

Golden Gate Park, entorno do Stow Lake. Foto: Marcelle Ribeiro

Golden Gate Park, Jardim Japonês. Foto: Marcelle Ribeiro

IMG_1781

Golden Gate Park, entorno do Stow Lake. Foto: Marcelle Ribeiro

IMG_1797

Golden Gate Park, no Stow Lake. Foto: Marcelle Ribeiro

IMG_1801

Golden Gate Park, entorno do Stow Lake. Foto: Marcelle Ribeiro

IMG_1837

Golden Gate Park, entorno do Stow Lake. Foto: Marcelle Ribeiro

Primeiro vou falar sobre as principais atrações do parque e na sequência dou uma sugestão da melhor maneira de conhecê-lo, ok? Mas saiba desde já: o Golden Gate Park é uma daquelas atrações para você saborear com calma, e relaxar enquanto tira mil fotos (eu e o maridão tiramos 177 lá!). É gigantesco, maior que o Central Park, em Nova York, e percorrer tudo a pé é bem difícil. Não há portões em volta do parque, mas para conhecer algumas atrações é preciso pagar ingresso.

Procurando hotel? O Booking tem opções para todos os bolsos. Reserve por esse link, que tem o meu código, e ajude o blog.

As atrações seguintes são bem próximas umas das outras e podem ser conhecidas a pé:

 

Mapa do Golden Gate Park. Foto: Reprodução.

Mapa do Golden Gate Park. Foto: Reprodução.

Conservatory of Flowers

Um dos lugares mais lindos do parque, essa estufa ornamentada tem orquídeas, palmeiras, lírios e samambaias belíssimas e um belo jardim em frente. Se você for como eu, louco por flores e fotografia, vai levar uns 40 minutos para apreciar o lugar. Para os curiosos, também há plantas que comem insetos.

DESCONTO DE 5% no Esquenta Black Friday para aluguel de carro na Rentcars, com o cupom NOVEMBER. Vale até 30/11, com retirada do carro até 31/12! Compare preços de várias locadoras!

 

Conservatory of Flowers. Foto: Marcelle Ribeiro

Conservatory of Flowers. Foto: Marcelle Ribeiro

IMG_1856

Conservatory of Flowers. Foto: Marcelle Ribeiro

IMG_1862

Conservatory of Flowers. Foto: Marcelle Ribeiro

Site: http://www.conservatoryofflowers.org/

Preço*: US$ 8 (adultos), US$ 5 (estudantes, maiores de 65 e jovens entre 12 e 17 anos), US$ 2 (jovens de 11 a 5 anos). Grátis para crianças com 4 anos ou menos. Grátis na primeira terça-feira do mês.

Black November até 21/11! Seguro saúde viagem internacional: escolha entre as melhores operadoras e pague com 15% de desconto com o cupom BLACK! Atendimento 24h em português!

Horário de funcionamento: Abre de terça a domingo, das 10h às 16h30 (última entrada às 16h).

Endereço: 100 John F. Kennedy Drive.

Museu de Young

É um museu que abriga de máscaras da Oceania a roupas de estilistas famosos, além de esculturas e arte americana. Eu não conheci por falta de interesse mesmo, mas o lugar é famoso. Fica na 50 Hagiwara Tea Garden Drive, pertinho do Japanese Tea Garden. A entrada custa US$ 10 (adultos), US$ 7 (maiores de 65 anos), US$ 6 (estudantes e jovens entre 12 e 17 anos) e é grátis para menores de 12 anos. Abre de terça a domingo, das 9h30 às 17h15. Entre 17 de abril e 27 de novembro, fica aberto até às 20h45 nas sextas. Não abre em alguns feriados (cheque aqui).

Passeio guiado de 1 dia e ingressos sem fila? Contrate aqui!

California Academy os Sciences

É um museu de ciências que só recomendo para crianças muito pequenas e sobre o qual já falei neste post aqui. Fica exatamente em frente ao museu De Young.

Shakespeare Garden

Localizado em uma pequena área meio escondida bem ao lado do museu California Academy of Sciences, este jardim é uma fofura, com plantas e flores mencionadas nas obras de Shakespeare. Os pais levam os seus bebês para aproveitarem o gramado e curtirem sem preocupações. Não há cobrança de ingresso e a área é aberta ao público. Um achado! Fica na Music Concourse.

Shakespeare Garden. Foto: Marcelle Ribeiro

Shakespeare Garden. Foto: Marcelle Ribeiro

IMG_1782

Shakespeare Garden. Foto: Marcelle Ribeiro

San Francisco Botanical Garden

Aqui as plantas estão separadas de acordo com as regiões do mundo de quais são originárias: há o jardim da Austrália, do Chile, da Nova Zelândia, da Califórnia, Ásia, África e Mediterrâneo. Você pode conhecer também plantas carnívoras e árvores gigantes. São mais de 8 mil plantas. Eu passei uns 40 minutos lá e não deu tempo de ver tudo.

 

San Francisco Botanical Garden. Foto: Marcelle Ribeiro

San Francisco Botanical Garden. Foto: Marcelle Ribeiro

IMG_1893

San Francisco Botanical Garden. Foto: Marcelle Ribeiro

IMG_1894

San Francisco Botanical Garden. Foto: Marcelle Ribeiro

IMG_1897

San Francisco Botanical Garden. Foto: Marcelle Ribeiro

Horário de funcionamento: Abre diariamente, às 7h30. O horário de visitação se encerra entre 17h e 19h, dependendo da época do ano (cheque aqui).

Até dia 30/11/19 tem 20% de desconto do chip internacional para celular. Saia do Brasil já com internet. Clique aqui e use o cupom NOVEMBER.

Preço*:  US$ 7 (adultos), US$ 5 (maiores de 65 anos e jovens entre 12 e 17 anos), US$ 2 (crianças entre 5 e 11 anos). Grátis para crianças com 4 anos ou menos. Grátis entre 7h30 e 9h e nas segundas terças-feiras do mês.

Site: http://sfbotanicalgarden.org/

Japanese Tea Garden

Bonsais, lagos com carpas, pontes diferentes e jardins milimetricamente cuidados e aparados, além de construções tipicamente orientais. Assim é o Japanese Tea Garden, um dos jardins do Golden Gate Park. O local cobra ingresso, mas vale a pena. Em cerca de 30 minutos você curte o lugar, que rende várias fotos. E há uma lojinha e uma lanchonete oriental também.

Japanese Tea Graden. Foto: Marcelle Ribeiro

Japanese Tea Graden. Foto: Marcelle Ribeiro

 

 

IMG_1759

Japanese Tea Graden. Foto: Marcelle Ribeiro

IMG_1763

Japanese Tea Graden. Foto: Marcelle Ribeiro

Endereço: 75 Hagiwara Tea Garden Drive, no Golden Gate Park, a leste do Stow Lake, entre a John F. Kennedy Drive e a Martin Luther King, Jr. Drive.

Site

Horário de funcionamento: Abre todos os dias, inclusive feriados. No verão (1 de março a 31 de outubro), funciona das 9h às 18h. No inverno (de 1 de novembro a 28 de fevereiro), das 9h às 16h45.

Preço*: Grátis às segundas, quartas e sextas para quem entrar até às 10h. Fora desse período, cobra US$ 8 (adultos), US$ 6 (maiores de 65 anos, jovens entre 12 e 17 anos, US$ 2 (crianças entre 5 e 11 anos de idade). Crianças com 4 anos ou menos não pagam.

Stow Lake

Um dos lugares mais gostosos do parque para sentar em um banquinho e ver a vista, sem se preocupar com o tempo. Os bichos aqui parecem que gostam de se exibir para você: os patos chegam pertinho, a tartaruga faz pose na pedra no meio do lago. Nem precisa dar a volta nele para se maravilhar. Se você conhecer um pedacinho já vai gostar. Os americanos gostam de ir ao lago para remar, mas eu fiquei apenas na caminhada. Fica na Stow Lake Drive, pertinho do Japanese Tea Garden. É grátis, aberto e pode ser visitado a qualquer hora.

IMG_1803

Stow Lake. Foto: Marcelle Ribeiro.

Stow Lake. Foto: Marcelle Ribeiro.

Stow Lake. Foto: Marcelle Ribeiro.

Para conhecer as atrações seguintes, sugiro que você vá de bicicleta

É que o parque é bem grande: são 4,8 km de comprimento e 800 metros de largura. Não dá para fazer tudo andando. As atrações que eu listei acima são próximas umas das outras. Mas as que vou mencionar agora são mais distantes. Se você pretende conhecê-las, o ideal é que alugue uma bicicleta. A não ser que você vá no fim de semana, quando há um serviço gratuito de transporte dentro do parque, que para em 14 pontos dentro dele (saiba mais sobre ele aqui).

Eu peguei* uma bicicleta na Bay City Bike, e achei a bike deles bem boa e confortável, mesmo sendo a do modelo mais simples. A loja deles não fica dentro do parque, mas numa rua bem próxima, a 5 minutos de pedalada, na 1669 Haight Street, na extremidade da direita do parque. Eles fornecem capacete, corrente e cadeado sem custo e te dão um mapa do parque.

As lojas normalmente alugam bicicletas por US$ 8 a hora ou US$ 32 por dia (preços dos modelos mais baratos), como é o caso da Bay City Bike e de outras. Localizada dentro do parque mesmo eu vi apenas uma loja de aluguel, da Park Wide Bike Rentals, mas eles cobravam mais caro pelos modelos mais simples para alguns períodos (US$ 14 por hora ou US$ 36 pela diária). Eles estavam oferecendo também aluguel por duas horas, a US$ 18 e US$ 27 por três horas. O stand deles fica ao lado da California Academy of Sciences.

A principal dica para conhecer o parque de bicicleta é: prefira andar pela Avenida John F. Kennedy Drive. Apesar de ela ser uma rua, onde passam carros, o movimento de veículos é bem pequeno, pelo menos nos dias de semana. Não dá para andar de bike pela grama em todo o parque, apenas em pequenos trechos. Eu inventei de ir até a ponta oeste do parque pela Martin Luther King Jr. Drive (que é a outra principal avenida do parque) e me dei mal.

Por ela também passam carros, mas o movimento é maior. E o pior foi o cruzamento com a Highway 1. Pois é, o Golden Gate Park é cortado por uma estrada no sentido Norte-Sul, perto do Stow Lake. Quem vai pela John F. Kennedy Drive não encontra problema, porque há uma passagem especial para as bikes para cruzar a estrada. Já na Martin Luther King Jr. não achei essa passagem e achei melhor retornar um pedaço e ir pela John F. Kennedy.

A maior parte do parque fica em terreno plano, mas logo depois de cruzar a Highway One você terá que pedalar numa subidinha.

E depois dessa subidinha você vai apreciar essas atrações abaixo, como o Spreckles Lake, um curral de bisões e até moinho de vento. O passeio acaba com a vista pro mar do Pacífico (que eu vi só de longe dessa vez, porque já tinha ido lá de carro).

 

Spreckles Lake. Foto: Marcelle Ribeiro

Spreckles Lake. Foto: Marcelle Ribeiro

 

Moinho de vento com tulipas. Foto: Marcelle Ribeiro.

Moinho de vento com tulipas. Foto: Marcelle Ribeiro.

IMG_1907

Olha o Pacífico lá no fundo. Foto: Marcelle Ribeiro

 

E quanto tempo você vai levar para pedalar pelo parque?

Depende de sua estratégia para conhecê-lo. O parque todo tem 4,8 km de comprimento. Ou seja, para conhecê-lo de uma ponta a outra, você vai pedalar 9,6 km. A duração do passeio vai depender de quantas paradas você fizer.

Se quiser pegar a bike e for parando para conhecer as atrações que cobram ingresso (Conservatory of Flowers, Japanese Tea Garden, etc), não há qualquer problema, pois todos esses lugares têm bicicletário para você prender sua bike bem na porta. Eu fiz isso e foi tranquilo.

Quando passei o último mês de março em San Francisco estudando inglês, eu estive no parque em duas ocasiões, ambas na parte da tarde, pois eu passava a manhã estudando. Como vocês perceberam, as atrações são tantas que você provavelmente levará um dia inteiro para conhecer o Golden Gate Park. Você pode fazer como eu, e ir em ocasiões distintas ou passar um dia inteiro no parque.

Caso escolha esta segunda opção, saiba que há restaurantes para almoçar na Califórnia Academy of Sciences (veja o cardápio e horário de funcionamento aqui), lanches japoneses dentro do Japanese Tea Garden (cardápio aqui) e no museu De Young (que oferece refeições, saladas e lanches. Veja o cardápio aqui).

Este site aqui lista restaurantes fora do parque, em ruas próximas. Dentro do parque não vi carrinhos de comida, pipoca, nada disso. Mas há áreas para picnics.

Além de tudo isso que listei, o Golden Gate Park ainda tem campo de golfe, de polo, de futebol, e carrossel. Veja outras atrações do Golden Gate Park.

*O Japanese Tea Garden, o San Francisco Botanical Garden e a California Academy of Sciences não cobraram entrada do Viciada em Viajar, pois entendem que jornalistas devem ter cortesia. A Bay City Bike também nos cedeu uma bicicleta como cortesia para realizar o passeio pelo parque.

 

Veja também:

Compartilhar este artigo:

Comentários

  1. Sandra Neves
    16 maio 2018

    Marcelle, adorei seus comentários e suas dicas! Incriveis!! E super detalhadas. Vou viajar no final de junho para San Francisco e será minha primeira vez na Califórnia. E nesse blog consegui tirar muitas dúvidas e decidi que vou tirar um dia inteiro para o Golden Gate park. Pena que só ficarei só 4 dias, e depois vou seguir pela highway 1 até Los Angeles, parando em San Simeon. Se tiver alguma dica desse passeio ficarei muito grata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *