O que fazer em Luang Prabang: 15 atrações, roteiro e guia completo

postado por Marcelle Ribeiroe atualizado em: 14/05/2020

Apesar de menos conhecido pelos brasileiros, o Laos é um país que tem muitas atrações para quem está planejando uma viagem pelo Sudeste Asiático. A cidade mais turística do país é Luang Prabang, que tem templos, cachoeiras, além de vários passeios de rios e outras atrações. Há muito o que fazer em Luang Prabang, e opções de tours pela cidade não faltam.

Primeiro, vamos dar dicas gerais e depois montamos um roteiro de 3 dias por lá. Fizemos o índice para que você possa ir direto para o tema que mais te interessa, se você preferir.

Onde fica Luang Prabang
Como chegar a Luang Prabang
Como encaixar Luang Prabang no seu roteiro pela Ásia
Visto para entrar no Laos
O que fazer em Luang Prabang
Roteiro Luang Prabang
Onde se hospedar em Luang Prabang
Chip e câmbio
Onde comer em Luang Prabang
Transporte em Luang Prabang

Onde fica Luang Prabang

O Laos fica no Sudeste Asiático, entre o Vietnã e a Tailândia. A falta de acesso ao mar faz com que muitas pessoas não coloquem o Laos como destino durante uma viagem pela Ásia. Contudo, há muito o que fazer em Luang Prabang e as atrações valem a visita.

A capital do país é a cidade de Vientiane, mas o pólo turístico é Luang Prabang, considerada Patrimônio Mundial pela Unesco, no norte do país e antiga sede do reino do Laos até 1975.

Como chegar a Luang Prabang

É bem fácil chegar a Luang Prabang, principalmente se você está em Bangkok ou Chiang Mai, na Tailândia. Várias companhias aéreas fazem voos regulares para a cidade.

Eu e o maridão fomos para lá desde Bangkok com a Air Asia e gastamos R$ 583 por pessoa (com 1 mala despachada) por uma passagem aérea.

cachoeira o que fazer em luang prabang

A cachoeira Kuang Si é muito procurada pelos turistas. Foto: Maridão.

Na volta, voamos de Luang Prabang para Chiang Mai com a Lao Airlines (R$ 537 por pessoa). O avião é um bimotor e tirando uns solavancos mais no fim do voo, a viagem foi tranquila

Outra opção é viajar de ônibus saindo de Chiang Mai. O trajeto dura cerca de 12 horas, mas li que a viagem é muito cansativa e feita em ônibus desconfortáveis. Além disso, as estradas do Laos estão em péssimas condições.

Uma terceira alternativa é fazer a travessia de barco, mas aí a viagem dura entre 2 a 3 dias.

Leia também: Seguro Viagem Ásia – por que contratar e como escolher

Como encaixar Luang Prabang no seu roteiro pela Ásia

Não é difícil encaixar Luang Prabang em um roteiro pelo Sudeste Asiático. Nós ficamos 3 dias por lá entre dois períodos na Tailândia. Não tivemos qualquer problema para entrar e sair dos dois países. Essa pode ser uma boa alternativa. Você começa a sua viagem por Bangkok, vai para o Laos e retorna para outra cidade da Tailândia para seguir sua viagem pela Ásia.

Visto para entrar no Laos

O visto para entrar no Laos é adquirido no próprio aeroporto, na hora da chegada. É preciso preencher um formulário, levar uma foto 3 x 4 (ou pagar US$ 1 para a digitalização do passaporte) e apresentar o passaporte.

Para a emissão do visto, os brasileiros precisam pagar US$ 30 + US$ 1 como taxa de serviço. Não tive problemas para pagar e receber troco na moeda americana.

O que fazer em Luang Prabang

Apesar de ser uma cidade pequena, há muito o que fazer em Luang Prabang. São templos, cachoeiras e diversas outras atrações!

1 – Ronda das Almas

É uma tradição dos budistas ainda muito preservada por lá. Antes das 6h da manhã, os monges caminham pela cidade para receber doações, principalmente arroz, dos praticantes, que ficam sentados nas calçadas. O melhor lugar para ver a Ronda das Almas é a Sakkaline Road, que fica fechada ao trânsito para a realização do ritual.

Garanta 30% de desconto no chip internacional para celular para usar até 2 anos da compra + 2º chip grátis. Use o cupom VAIPASSAR até 28/05.

A Ronda das Almas é realizada em absoluto silêncio e há um pedido para que os turistas só participem doando arroz se for importante para eles. Fora isso, é possível acompanhar mantendo uma certa distância.

Essa é a única refeição realizada ao longo do dia pelos monges, que carregam bolsas para receber as doações.

Mas o mais impressionante é ver que muitas famílias mais pobres aguardam que os monges doem parte da comida que receberam para que eles possam comer. Ajuda a refletir sobre como o Laos é um país que passa por muitas dificuldades.

ronda das almas o que fazer em luang prabang

Monges recebem doações de comida. Foto: Marcelle Ribeiro

2 – Pôr do sol no Monte Phousi

É considerado o cartão-postal da cidade e não pode ficar fora da sua lista sobre o que fazer em Luang Prabang. O Monte Phousi tem um pequeno templo no fim dos 328 degraus de subida até o topo, mas o mais incrível de lá é a vista de toda a cidade. É um lugar muito procurado pelos turistas para ver o pôr do sol. Tente chegar um pouco antes para encontrar um bom lugar.

A entrada para o Monte Phousi fica na Sisavangvong Road e o ingresso custa 20 mil kips (US$ 2,20 ou R$ 11,10)

vista monte phousi o que fazer em luang prabang

O Monte Phousi tem uma ótima vista para Luang Prabang. Foto: Marcelle Ribeiro.

Templos

A cidade tem dezenas de templos budistas, mas quase todos que não podem faltar na sua lista sobre o que fazer em Luang Prabang ficam no centro da cidade.

Para visitar os templos, é preciso estar com o ombro e os joelhos cobertos e não vestir roupas decotadas.

3 – Wat Mai

Um dos maiores templos budistas da cidade, o Wat Mai fica perto do Museu Nacional e era usado pelos antigos reis do Laos. Construído no século XVIII, ele tem uma decoração com muito dourado.

O Wat Mai fica na Sisavangvong Road e abre todos os dias, das 08h às 17h. A entrada custa 20 mil kips (US$ 2,20 ou R$ 11,10).

wat mai o que fazer em luang prabang

Detalhe da decoração do Wat Mai. Foto: Marcelle Ribeiro

4 – Wat Xieng Thong

Outro templo enorme de Luang Prabang, o Wat Xieng Thong, construído no século XVI, era o local da cerimônia de coroação dos reis do Laos.

Ele é separado em diversos prédios e tem muitos detalhes tanto no interior quanto no exterior dos templos. Em um dos prédios, é possível ver a mesma decoração que é encontrada dentro do Museu Nacional, onde não é possível tirar fotos.

A entrada custa 20 mil kips (US$ 2,20 ou R$ 11,10) por pessoa e o templo abre todos os dias, das 8h às 17h. O Wat Xieng Thong fica entre a Sakkaline Road e a Khem Khong.

wat xieng thong o que fazer em luang prabang

Wat Xieng Thong era palco de cerimônias de coroação. Foto: Marcelle Ribeiro

5 – Wat Manorom

O Wat Manorom fica um pouco mais distante, ao sul do centrinho, mas não pode ficar fora da sua lista sobre o que fazer em Luang Prabang. Ele é bem diferente dos outros templos que visitamos. Todas as paredes do exterior do templo são pintadas contando um pouco da história do budismo.

Além disso, ele é considerado o templo mais antigo da cidade, construído ainda no século XIV, mas a estrutura atual é de 1972. Quando fomos lá, a entrada para o interior do templo estava fechada. Nós não pagamos nada para visitar.

wat manorom o que fazer em luang prabang

O Wat Manorom é o templo mais antigo em Luang Prabang. Foto: Marcelle Ribeiro

6 – Wat Sene

Conhecido como o “Templo dos 100 mil tesouros”, o Wat Sene é considerado um dos mais bonitos de Luang Prabang por causa do intenso dourado restaurado nos últimos anos. A construção começou do templo em 1714. Além do templo principal, há uma outra estrutura com uma grande estátua de Buda em pé. O Wat Sene fica na Sakkaline Road e a entrada é grátis.

wat sene o que fazer em luang prabang

O Wat Sene é um dos templos mais bonitos em Luang Prabang. Foto: Marcelle Ribeiro

7 – Museu Nacional

O Museu Nacional é o antigo palácio real do Laos e é um item que não pode faltar na sua lista de o que fazer em Luang Prabang. Com o fim da monarquia, o prédio foi transformado no museu, que abriga itens pessoais da família real.

O principal destaque é a sala do trono, que tem uma decoração feita com pedaços de vidro e que mostra um pouco da história do país. Além disso, há uma mostra de carros usados pelos reis, mas eu achei eles maltratados.

8 – Haw Pha Bang

Além do palácio real, outra estrutura chama a atenção no mesmo complexo: o templo Haw Pha Bang, construído para abrigar a imagem mais sagrada de Buda em todo o Laos.

A decoração do templo tem muito dourado e um telhado super ornamentado. Preste atenção nas serpentes que margeiam as escadas: é a naga, uma criatura mitológica considerada sagrada. Ela viveria no Rio Mekong e é responsável pela proteção do Laos.

O Museu Nacional e o templo Haw Pha Bang abrem de quarta a segunda, das 8h às 11h30 e das 13h30 às 16h. A entrada custa 30 mil kips (US$ 3,30 ou R$ 16,70).

museu nacional o que fazer em luang prabang

O templo abriga a estátua sagrada de Buda. Foto: Marcelle Ribeiro.

9 – Cachoeira Kuang Si

Pense em uma cachoeira com um azul intenso… Essa é a cachoeira Kuang Si, outro ponto muito procurado pelos turistas e que não pode faltar na sua lista sobre o que fazer em Luang Prabang.

A cachoeira fica relativamente afastada da cidade e é preciso encarar uma estrada em péssimas condições para chegar até lá. Para isso, você pode alugar uma scooter ou contratar um transfer de van, que foi a nossa opção. O preço da van por pessoa é 35 mil kips (US$ 3,86 ou R$ 19,45) e a viagem dura cerca de 40 minutos. A van deixa bem no início da trilha, que é super curta e tranquila de fazer.

Saímos às 9h de Luang Prabang e retornamos às 13h30. Tivemos 2h livres na cachoeira, e foi o suficiente. Há outras opções de horários.

Também dá para reservar antecipadamente, no site em português da Get Your Guide.

A cachoeira tem essa coloração por causa da concentração de calcário. A água é fria, mas não é congelante.

Entrada da cachoeira: 20 mil kips (US$ 2,20 ou R$ 11,10).

cachoeira kuang si o que fazer em luang prabang

A água da cachoeira é gelada, mas não congelante. Foto: Marcelle Ribeiro.

10 – Cachoeira Tad Sae

Outra cachoeira super conhecida de Luang Prabang. Ela também tem uma água azul e dizem que é mais tranquila para mergulhar. O único problema é que o volume de água diminui muito e chegar a secar durante a estiagem, que começa em novembro e vai até abril. Se você vai fora desse período e quer deixar tudo agendado, é só entrar no site da Viator.

11 – Pak Ou Cave

Já pensou visitar uma caverna no Rio Mekong com, literalmente, milhares de estátuas de Buda? Essa é Pak Ou Cave, usada há centenas de anos pelos laosianos para mostrar sua devoção ao budismo.

É possível combinar uma visita à caverna com um passeio à cachoeira Kuang Si ou mesmo fazer um tour apenas pela caverna. A Viator tem um tour que você pode agendar antes de sair do Brasil.

12 – Aula de culinária

Quem gosta de aprender um pouco mais sobre os hábitos locais precisa incluir uma aula de culinária na lista sobre o que fazer em Luang Prabang. Existem vários restaurantes que oferecem um curso rápido, onde é possível conhecer os ingredientes locais e ainda provar o resultado da aula.

É possível sair do Brasil já com uma aula marcada. Basta acessar o site da Get Your Guide em português e garantir a sua reserva.

13 – Passeio pelo Rio Mekong

Ver o pôr do sol dentro de um barco no Rio Mekong é um programa que está em muitas listas sobre o que fazer em Luang Prabang, mas não chegamos a fazer porque não é o nosso estilo. Você pode negociar o preço com os barqueiros que ficam na margem do rio ou reservar antecipadamente no site da Get Your Guide, em português.

Existem opções onde é possível jantar nos barcos.

14 – Aula de Yoga

Uma coisa que sempre esteve na minha lista de o que fazer em Luang Prabang era uma aula de yoga. Uma ótima alternativa é fazer no Utopia.

As aulas são diárias, começam às 7h30 e custam 40 mil kips (US$ 4,40 ou R$ 22,25). A duração é de 1 hora. A aula é realizada num deck com vista para o rio Nam Khan, com o sol nascendo, e não é preciso ter experiência para participar. Delícia! Não precisa reservar.

yoga utopia o que fazer em luang prabang

A aula de yoga no Utopia é uma delícia. Foto: Maridão

15 – Night Market

O Night Market é o melhor lugar para comprar artesanato em Luang Prabang. Todas as noites, a Sisavangvong Road é fechada para o trânsito para que os comerciantes montem suas barracas. É possível encontrar roupas, itens de decoração e várias outras coisas.

 O que fazer em Luang prabang – 2 roteiros

Há muito o que fazer em Luang Prabang, mas as atrações são bem concentradas em uma região da cidade. Em 3 dias, é possível ver tudo com calma e aproveitar o melhor da cidade. Mas com dois dias também dá para fazer o principal.

Nosso roteiro

Nós dormimos 3 noites, mas aproveitamos tudo o que fazer em Luang Prabang por cerca de 2 dois e meio. No dia da nossa chegada, relaxamos na piscina do Luangprabang View Hotel e jantamos no centrinho.

No dia seguinte, fizemos um roteiro pelos principais templos da cidade, como o Wat Mai, o Wat Xieng Thong e o Wat Sene. Depois do almoço, fomos até o Wat Manorom antes de voltar para o hotel. Fizemos uma massagem e saímos para jantar no Utopia.

No segundo dia, visitamos a cachoeira Kuang Si, vimos o pôr do sol no Monte Phousi e andamos pelo Night Market.

No terceiro dia, acordamos cedo para ver a Ronda das Almas e fazer a aula de yoga no Utopia. Depois, já era hora de ir pegar o voo de volta para a Tailândia.

Outro roteiro, de 3 dias

Dia 1

Dia de visitar o centrinho de Luang Prabang. Comece pelo Wat Mai e suba a Sisavangvong Road e a Sakkaline Road para passar pelo Museu Nacional, Wat Sene e o Wat Xieng Thong. Depois do almoço, veja mais uns templos e faça o passeio de barco pelo Rio Mekong para ver o pôr do sol. Jante no Utopia.

Dia 2

Pela manhã, conheça a cachoeira Kuang Si. Depois do almoço, caminhe até o Wat Manorom, e encerre o dia vendo o pôr do sol do Monte Phousi e passeando pelo Night Market.

Dia 3

Acorde cedo para acompanhar a Ronda das Almas e, logo depois, fazer a aula de yoga no Utopia. Você pode ir à cachoeira Tad Sae ou fazer o passeio para Pak Ou Caves.

night market o que fazer em luang prabang

O Night Market tem muitas barracas de artesanato. Foto: Marcelle Ribeiro.

Onde se hospedar em Luang Prabang

Agora que você já sabe tudo sobre o que fazer em Luang Prabang, hora de escolher onde ficar. A maior parte dos hotéis fica bem no centrinho de Luang Prabang. Existem acomodações para todos os gostos e bolsos, basta procurar aqui.

Mesmo que você escolha um local mais afastado, como foi o nosso caso, não se preocupe. Normalmente, os hotéis oferecem um transfer de ida e volta para o centro da cidade.

Eu e o maridão ficamos no Luangprabang View Hotel*, que é pouco mais afastado, mas é uma delícia! Os quartos são super espaçosos, com ar-condicionado e um chuveiro gostoso. No nosso caso, tinha até uma banheira para relaxar depois de um dia de passeios.

o que fazer em luang prabang hotel

O Luang Prabang View Hotel é muito confortável. Foto: Marcelle Ribeiro.

o que fazer em luang prabang banheiro

O banheiro era ótimo e tinha até banheira! Foto: Marcelle Ribeiro.

O café da manhã é muito bom, com opções ocidentais e asiáticas. Tem frutas, pães, frios, panquecas e os ovos são feitos na hora do jeito que você preferir. Eles também fazem o noodle na hora e com os ingredientes que você quiser. A área do café funciona como restaurante para almoço e jantar, mas não chegamos a comer por lá.

Além disso, o hotel tem uma piscina bonita, com uma vista linda para a cidade. Um bar fica na beira da piscina e serve lanches e bebidas para os hóspedes.

o-que-fazer-em-luang-prabang-piscina

A piscina do hotel era uma delícia. Foto: Maridão

O Luangprabang View Hotel tem ainda um spa com diferentes opções de massagem e outros tratamentos. Fizemos uma massagem tailandesa de 1 hora super relaxante. É mais caro do que em outros lugares do Laos e da Tailândia, mas o clima e o ambiente fazem valer a pena. Super recomendo o hotel!

luang prabang view hotel spa

O spa do hotel era lindo e a massagem era ótima. Foto: Marcelle Ribeiro

Iniciativas sustentáveis e socialmente responsáveis

Além de tudo isso, o Luangprabang View Hotel tem iniciativas bem bacanas relacionadas à sustentabilidade. Os quartos têm tetos verdes (cobertos de grama), o que ajuda a manter a temperatura agradável e a diminuir o uso de ar-condicionado (e consequentemente o consumo de energia).

O hotel utiliza água de reuso em algumas áreas e tem um programa de reciclagem de papel, vidro e plástico.  Além disso, o Luangprabang View Hotel ajuda um orfanato local com limpeza de áreas, combate a mosquitos e doação de alimentos.

Telhado verde do Luangprabang View Hotel. Foto: Marcelle Ribeiro.

Chip e câmbio

A moeda oficial do Laos é o kip, mas muitos estabelecimentos aceitam dólares americanos ou o baht tailandês. Mas atenção: as notas de dólares precisam estar em perfeito estado porque os bancos laosianos não aceitam notas amassadas ou rabiscadas.

Nós trocamos os dólares americanos por kips ainda no aeroporto. A cotação é tão favorável que não faz diferença esperar chegar no centro da cidade para conseguir uma cotação mais vantajosa.

Atualmente, US$ 1 vale cerca de 8800 kips. Para fazer todas as refeições, passeios e transfers ao longo dos 3 dias, não chegamos a gastar US$ 100 por pessoa.

A internet funciona razoavelmente bem em Luang Prabang. Para comprar um chip de uma operadora local, basta encontrar qualquer mercadinho no centro da cidade e escolher o plano que você considerar mais adequado. Nós pagamos 30 mil kips (US$ 3,30 ou R$ 16,60) por um chip para 3 dias de uso e só ficamos sem sinal na estrada para a cachoeira Kuang Si.

Onde comer em Luang Prabang

Por causa da influência da colonização francesa, Luang Prabang tem muitos restaurantes franceses, mas os preços são mais altos do que em outros tipos de restaurantes. Além disso, é bem fácil encontrar comida asiática e cafés com opções de sanduíches, bolos e outros doces.

comida o que fazer em luang prabang

O Indigo Café tem opções de pratos ocidentais. Foto: Marcelle Ribeiro.

Cafés

Nós comemos doces bem gostosos e com bom preço na Joma Bakery, que tem 3 endereços em Luang Prabang.

Outra alternativa é o The Coffee Club, que também tem preços competitivos e foi o nosso refúgio várias vezes na viagem pelo Sudeste Asiático.

Um lugar onde fizemos 2 refeições foi o Indigo Café, que fica perto do Night Market. Em média, gastamos 60 mil kips (US$ 6,60 ou R$ 33,50) por pessoa para comer por lá. Suba para o rooftop para ter uma vista boa da cidade.

Restaurantes

Se você quiser comer comida asiática, existem muitos restaurantes no centrinho. Nós comemos arroz frito com frango (prato super comum na região) no Tamnak Lao, por 40 mil kips (US$ 4,40 ou R$ 22,25) por pessoa. O restaurante fica na Sakkaline Road, que é a continuação da Sisavangvong Road.

Uma última dica é o restaurante Utopia, que fica às margens do Rio Nam Khan. É um ambiente super gostoso, com mesas espalhadas pelo jardim e por um deck e bom para a noite. Lá, nós comemos entradas, drinques e uma pizza e gastamos 83 mil kips (US$ 9,15 ou R$ 46,15) por pessoa.

utopia o que fazer em luang prabang

O Utopia tem um clima super gostoso. Foto: Marcelle Ribeiro

Se você quer mesmo economizar, é possível comer no mercado noturno de Luang Prabang, mas acabamos não experimentando.

Transporte em Luang Prabang

Luang Prabang não tem um sistema público de transporte. A cidade é bem pequena e quase todas as atrações podem ser conhecidas a pé ou de bicicleta. Aliás, muitos hotéis oferecem bicicletas para os hóspedes.

Se você está hospedado um pouco mais afastado, os hotéis costumam oferecer transfer para o centrinho. Outra alternativa é negociar com os tuk tuks. Um trajeto pequeno sai por cerca de 30 mil kips (US$ 3,30 ou R$ 16,60).

tuk tuk o que fazer em luang prabang

É preciso negociar o preço da corrida do tuk tuk. Foto: Maridão

Ao chegar no aeroporto de Luang Prabang, não existem muitas alternativas para deixar o terminal. Nós contratamos uma van compartilhada com ar-condicionado por 40 mil kips (US$ 4,40 ou R$ 22,25) por pessoa. Também dá para reservar o transfer por praticamente o mesmo preço com antecedência e no site em português do Get Your Guide.

*O Viciada em Viajar se hospedou no Luang Prabang View Hotel como cortesia do hotel.

Leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *