O que fazer em Teresópolis: 11 atrações e guia completo!

postado por Marcelle Ribeiro e atualizado em: 02/08/2019
Compartilhar este artigo:

Subir a serra para curtir a natureza, a temperatura mais amena (ou bem mais frias muitas vezes), passear ou apenas relaxar é um dos programas que os cariocas adoram. E Teresópolis é uma cidade ótima para isso! E quem busca o que fazer em Teresópolis tem opções variadas, que vão do ecoturismo às compras passando por atrações culturais. Preparei este super post com tudo que você precisa saber para aproveitar!

Quando ir a Teresópolis
Como chegar em Teresópolis
Pontos turísticos de Teresópolis
O que fazer em Teresópolis no inverno
O que fazer em Teresópolis com chuva
O que fazer em Teresópolis em um final de semana
O que fazer em Teresópolis em 3 dias
Onde ficar em Teresópolis
Onde comer em Teresópolis

Quando ir a Teresópolis

Como é uma cidade de serra, Teresópolis é uma boa tanto no verão quanto no inverno.

Procurando hotel? O Booking tem opções para todos os bolsos. Reserve por esse link, que tem o meu código, e ajude o blog.

Os meses de novembro, dezembro, janeiro, fevereiro e março são os mais chuvosos, com média mensal de cerca de 200mm ou mais. São também os mais quentes, com a temperatura variando de 14ºC (geralmente à noite) a 27ºC. Mas isso significa que você vai pegar chuva? Não necessariamente. Eu fui em fevereiro e choveu um pouquinho de nada.

Em abril e outubro ainda chove uma média de 100mm e em maio, junho, julho, agosto e setembro e outubro o tempo fica bem mais seco, mas também bem mais frio. A mínima de junho e julho, meses mais frios, fica em 10ºC, com máxima de 21ºC. Veja a média mensal de temperatura e chuva no site da Climatempo.

Para aluguel de carro em qualquer lugar do mundo, eu recomendo a Rentcars. Compare preços de várias locadoras e pague parcelado!

Como chegar em Teresópolis

Teresópolis fica a 95 km de distância do Rio de Janeiro. Dá para ir de carro ou de ônibus. Ou até combinar com um motorista de aplicativo para te levar lá.

De ônibus

A viação Teresópolis tem ônibus que partem de três pontos do Rio de Janeiro para Teresópolis.

Os ônibus que saem do terminal do Castelo, no centro da capital, custam R$ 35 e fazem a viagem em 2h20. São vários horários por dia, mas sempre à tarde ou à noite. Já da Rodoviária Novo Rio saem ônibus todos os dias, em vários horários pela manhã, tarde ou noite, pelo mesmo preço. O trajeto é feito em 2h.

Os vários ônibus que saem da Barra da Tijuca para Teresópolis custam R$ 34 e fazem a viagem em 3h20. Porém, para retornar de Teresópolis ao Rio, os ônibus da empresa param apenas na rodoviária Novo Rio.

Vantagens e desvantagens de ir de ônibus

Quem vai de ônibus, no entanto, não consegue chegar em uma das atrações que vou listar aqui, a cachoeira dos Frades.

Se você for de ônibus e quiser conhecer o Parque Nacional da Serra dos Órgãos, sugiro que se hospede mais na região central da cidade, pois a entrada do parque é numa pontinha do centro. Assim você consegue ir até andando (ou de táxi) até a portaria do parque.

O problema é que quem vai sem carro anda bem mais dentro do Parque Nacional da Serra dos Órgãos se quiser ir a alguns pontos, como a Trilha Cartão Postal. É permitido entrar de carro no parque e usá-lo para chegar até o início dessas trilhas. Se você for de ônibus, acrescente pelo menos mais uns 30 minutos de caminhada entre a portaria e a entrada dessas trilhas.

De carro

Para ir de carro desde o Rio de Janeiro, basta pegar a rodovia BR 116, a Rio-Teresópolis. Ela é pedagiada e está em boas condições. Tem vários postos no caminho para abastecer, ir ao banheiro ou parar para um lanche. A viagem dura cerca de 2h.

Sempre que alugo carro, eu reservo pela Rentcars, portal que reúne as maiores locadoras do mundo, e também tem empresas regionais. Dá para pagar parcelado.

Pontos turísticos de Teresópolis

Mirante do Soberbo

Logo no final da estrada, um pouco antes de chegar à cidade, fica o Mirante do Soberbo, onde você vai poder tirar de forma fácil a vista do maior cartão postal de Teresópolis: o Dedo de Deus, pico rochoso que lembra um dedo, e que fica no Parque Nacional da Serra dos Órgãos. Estacione no recuo da rodovia deste trecho e se jogue nos cliques. Atração gratuita.

o que fazer em teresópolis mirante soberbo

Mirante do Soberbo. Foto: Marcelle Ribeiro.

Parque Nacional da Serra dos Órgãos

O parque tem entradas em três cidades serranas do Rio, cada uma com suas atrações. Uma delas fica em Teresópolis. Como o parque fica bem perto do centro da cidade, atrai muitos moradores locais nos dias de sol e calor.

A entrada no Parque Nacional da Serra dos Órgãos custa R$ 18. Ele fica aberto diariamente de 8h às 17h. O endereço é Avenida Rotariana s/nº (via que interliga a BR 116, na altura do km 89,5 à cidade).

Eu cheguei por volta das 10h e no mesmo dia fiz o Poço Dois Irmãos, a Trilha Cartão Postal e terminei com um banho na piscina da entrada. Leve um lanche para enganar o estômago na hora do almoço ou compre na cantina que fica na portaria do parque. Ah, ele tem bebedouro para encher a garrafa de água de graça!

Piscina

Poucos metros depois da portaria fica o primeiro e maior local para banho, onde a água das fontes e cachoeiras foi represada, numa enorme piscina. À primeira vista a água pode parecer não muito convidativa, porque a água é bem escura. Mas ela é bem transparente, uma delícia. O chão é de pedras, o que ajuda a não escorregar. Tem um trecho mais raso e outros mais profundos.

Essa piscina vive com bastante gente, mas mesmo no verãozão de janeiro há espaço para todos. Muita gente leva lanche e come na beira da piscina.

parque nacional da serra dos orgaos teresópolis piscina

Piscina do Parque da Serra dos Órgãos. Foto: Marcelle Ribeiro.

Poço Dois Irmãos

Cerca de 15min a pé de uma trilha super fácil e plana após a piscina, fica o Poço Dois Irmãos. Ele é bem pequeno. E como os jovens gostam de pular de uma pedra ali no poço, o espaço para banho fica ainda mais disputado.

parque nacional da serra dos orgaos teresópolis poço dois irmaos

Poço Dois Irmãos. Foto: Marcelle Ribeiro.

Trilha Cartão Postal

Para chegar lá, vá com o carro até o início da trilha. Ela tem cerca de 1,2km (só ida) dura cerca de 1h (por trecho) e tem muitas e muitas subidas íngremes! Prepare-se! Mas eu diria que o nível de dificuldade é médio. Não precisa de guia para fazer nem de acessórios (corda, etc).

A mata em alguns pontos é aberta, então proteja a cabeça do sol. Chegando no final, admire a bela vista do Dedo de Deus e de outras montanhas ao lado. Não há queda d’água nessa trilha.

parque nacional da serra dos orgaos teresópolis mirante cartao postal

Vista do Mirante Cartão Postal. Foto: Marcelle Ribeiro

Outros pontos do Parque:

  • Trilha da Pedra do Sino – Essa é para os fortes. São 11km só de ida, feitos em 6h desde a portaria, para o ponto mais alto do parque, a Pedra do Sino a 2.275m de altura. Há duas cachoeiras no caminho boas para banho. Se você quiser fazer um bate-volta desde o Rio só para faze essa trilha, dá para reservar online um tour com guia aqui.
  • Trilha Mozart Catão – Dá vista para cidade de Teresópolis. Tem 800m de extensão e leva-se 1h30 (ida e volta) para fazê-la. Nível leve a moderado.
  • Trilha Suspensa – Interditada. Tem uma ponte de madeira que passa no meio de um bambuzal.
  • Poço do Castelo – Não conheci porque estava assoreado na época. Mas é bem pertinho da portaria, com trilha fácil e curta.

Há quem faça ainda a Travessia Teresópolis-Petrópolis pelo Parque Nacional da Serra dos Órgãos, já que a mata liga as duas cidades. Querendo sair do Rio só para fazer essa aventura de 3 dias, dá para reservar online um pacote com guia.

parque nacional da serra dos orgaos teresópolis quati

Ladrãozinho de comida no parque nacional. Foto: Marcelle Ribeiro

Feirinha do Alto (Feirarte)

Para quem não resiste a comprar lembrancinhas, coisas para casa ou até roupas e bijus, esta feirinha é uma beleza! Eu comprei muitas bijuterias e até uma roupa de praia. Algumas barracas têm provador. Os preços são imbatíveis. A feirinha bem grande. Ela só funciona aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h. É montada bem no centrinho de Teresópolis, na Praça Higino da Silveira.

feirinha de teresópolis

Feirinha de Teresópolis. Foto: Marcelle Ribeiro

Granja Comary

O local que funciona como espaço de treino e concentração da Seleção Brasileira de Futebol está na listinha de o que fazer em Teresópolis de muitos turistas. Tem quem vá para ver os campos onde os jogadores praticam e tirar foto com o escudo da CBF desenhado de plantas. Eu curti pela vista do lago, que é lindo, e rende belas fotos. É uma visita curtinha, de uns 30 minutos.

A Granja Comary fica dentro de um condomínio fechado de casas e alto padrão de Teresópolis e é aberta á visitação nos dias em que não tem treino da Seleção. A entrada é grátis. Ah, você não pode entrar com o carro lá. Estacione nas ruas do entorno do condomínio e entre à pé.

Campo da Granja Comary

Campo da Granja Comary. Foto: Marcelle Ribeiro.

lago granja comary teresópolis

Lago da Granja Comary. Foto: Marcelle Ribeiro.

Cachoeira dos Frades

Essa cachoeira não atrai tantos turistas, mas sim moradores. Ela é bem bonita, com um poço de tamanho médio para grande para banho, com água na altura da cintura. A água é fria, mas, como bate sol na área, dá para esquentar o corpo.

Dá para sentar ou deitar nas pedras lisas e grandes dela e lagartear. Tanto que alguns moradores chegam a levar churrasqueiras e o almoço em quentinhas para passar o dia inteiro ali. Eu consegui achar um cantinho mais sossegado para aproveitar.

Chegar na cachoeira é bem fácil. Siga na estrada Teresópolis-Friburgo e quando vir as placas da cachoeira, entre na estradinha de terra. Mais uns 15 minutos e você vai chegar num trecho em que os motoristas começam a estacionar nos canteiros improvisados. Dali, basta descer uma trilha de 5 minutos ligeiramente íngreme para chegar à queda d’água. A entrada é gratuita.

cachoeira dos frades o que fazer em teresópolis

Cachoeira dos Frades. Foto: Marcelle Ribeiro.

Villa St Gallen

A Villa St Gallen é um pequeno complexo de restaurantes no centrinho de Teresópolis, mas que vale a visita mesmo se você não for comer lá. É que essa vilinha lembra construções típicas europeias, coloridinhas. Uma fofura!
Tem até uma pequena fonte e uma capelinha micro, bem charmosa. Ótimo para fotos.

Os restaurantes de lá são de comida alemã, italiana, de fondue (somente no inverno) e uma chocolateria/sorveteria. Tem uma lojinha de doces, cervejas e guloseimas também. Fica na Rua Augusto do Amaral, Peixoto, 166, no centro.

O que fazer em teresopolis villa st gallen

Villa St. gallen. Foto: Marcelle Ribeiro.

capela villa st gallen teresopolis

Capela da Villa St. gallen. Foto: Marcelle Ribeiro.

Bier Tour

Uma coisa diferente para sua lista de o que fazer em Teresópolis é o tour sobre como se faz cerveja na Villa St. Gallen, que mostra a fabricação da cerveja Terezópolis. Ele custa R$ 70 e inclui degustação e taça de brinde. No touir, você conhece os ingredientes, estilos e processo de fabricação da cerveja puro malte. O passeio acontece com no mínimo cinco pessoas, nos seguintes horários:

  • Sextas-feiras: 15h e 19h30.
  • Sábados: 13h, 15h, 17h30 e 19h30.
  • Domingos: 12h30 e 14h30.
toneis cervejaria therezopolis

Tonéis da cerveja Therezopolis. Foto: Marcelle Ribeiro.

Outro tipo de tour cervejeiro é o que sai de Teresópolis e passa por três cervejarias da Rota Cervejeira da Serra Carioca. O roteiro, de 8h, inclui traslado, guia e degustações. É possível comprar online pela Viator.

Oficina de Cerveja Artesanal

Um item ainda mais diferente que você pode acrescentar à sua lista de o que fazer em Itaipava é aprender a fazer sua própria cerveja! Sim, isso é possível e em poucas horas! A Villa St Gallen oferece, no último sábado do mês, uma oficina em que os participantes têm uma aula prática com instrutor em que aprendem a fazer a cerveja na panela, de forma artesanal.

A oficina dura um dia inteiro (das 10h às 18h) e inclui café da manhã, almoço e degustações. Preço sob consulta.

Parque Natural Montanhas de Teresópolis

Neste parque municipal você pode fazer algumas trilhas leves para ver as montanhas da região. Ele abre todos os dias, das 9h às 16h. A entrada fica na Estrada Fazenda Alpina, bairro de Santa Rita.

Parc Magique

Vai com crianças e não sabe o que fazer em Tersópolis com elas? Leve-as ao Parc Magique. Esse parque fica dentro de um dos maiores resorts da cidade, o Le Canton (que na verdade tem 3 hotéis em um só em Teresópolis).

É um parque temático infantil com decoração medieval, coberto, que é aberto a não hóspedes. Ele tem 15 brinquedos, como roda gigante, bate-bate, barco viking infantil, salas de realidade virtual, simulador de montanha russa e uma cama elástica gigante, com 120m quadrados. Além de loja e área de alimentação.

Os horários de funcionamento são:

  • Segundas (apenas em julho) – 14h30 às 18h30.
  • Terças e quintas: 10h às 16h.
  • Sextas: 16h às 20h30.
  • Sábados: 16h às 21h30.
  • Domingos e feriados: 11h às 18h30
  • Quartas: fechado para manutenção preventiva.

A entrada para não-hóspedes custa R$ 150 (inteira) ou R$ 75 (meia-entrada). O ingresso vale por um dia.

Sobrado Histórico José Francisco Lippi

O sobrado foi sede de uma antiga fazenda e tem arquitetura do século XIX. Os donos atuais abrem as portas a visitantes com horário marcado, vestindo roupas de época, para mostrar móveis, objetos antigos e documentos históricos. Ele fica na Estrada Teresópolis-Friburgo, km 15. O telefone é (21) 2644-7076 e o e-mail sobradohistorico@yahoo.com.br.

O que fazer em Teresópolis no inverno

No inverno você só não vai ter coragem de entrar nos poços para banho do Parque Nacional da Serra dos Órgãos. Mas mesmo assim ele deve estar na sua lista de o que fazer em Teresópolis, porque ele tem trilha com vistas bonitas, que podem ser feitas em qualquer época do ano. Além disso, todas as outras atrações que listamos acima são ótimas para o inverno.

O que fazer em Teresópolis com chuva

Com chuva, a minha listinha de o que fazer em Teresópolis não incluiria o Parque Nacional da Serra dos Órgãos nem o Parque Natural Montanhas de Teresópolis, pois algumas trilhas podem ficar enlamaçadas. Mas dá para conhecer todas as outras atrações. Mesmo algumas que são a céu aberto, como a Granja Comary e uma parte da Villa St Gallen podem ser visitadas, pois são pequenas e com um guarda-chuva você se protege no rápido tour.

O que fazer em Teresópolis em um final de semana

Minha listinha de o que fazer em Teresópolis em um fim de semana seria assim:

Primeiro dia:

Já na chegada à cidade, pare para fotos no Mirante do Soberbo. Dali, rume para o Parque Nacional da Serra dos Órgãos. Comece pela Trilha Cartão Postal. Depois, faça um lanche na piscina e visite ainda o Poço Dois Irmãos. Almoce em um dos restaurantes da cidade (veja abaixo as nossas dicas).

No fim de tarde vá ver a Villa St. Gallen. Já fique na vila para jantar ou comer no restaurante alemão.

Segundo dia:

Comece o dia na Granja Comary. Depois, vá na Feirinha do Alto. Depois, faça o Beer Tour na Villa St. Gallen. Mas o almoço vai ser já no início da tarde, em outro dos restaurantes da cidade (veja abaixo). Volte pro Rio depois desse almoço tardio.

O que fazer em Teresópolis em 3 dias

Com três dias dá para ticar quase tudo da sua listinha de o que fazer em Teresópolis.

Meu primeiro dia seria idêntico ao que sugeri no roteiro para o final de semana: Mirante do Soberbo + Parque Nacional da Serra dos Órgãos + Villa St. Gallen.

No segundo dia, eu iria primeiro no Sobrado Histórico José Francisco Lippi e depois na Cachoeira dos Frades, pois ambas atrações ficam na estrada Teresópolis-Friburgo. Leve um lanche para se der fome na cachoeira.

Almoce no centrinho de Teresópolis. Vá na Feirinha de Teresópolis. Tome um banho no hotel e jante na cidade.

No terceiro dia, faça uma das trilhas fáceis do Parque Natural Montanhas de Teresópolis pela manhã. Depois, faça o Beer Tour da Villa St. Gallen. Almoce e termine seu roteiro na Granja Comary.

Onde ficar em Teresópolis

Pousada Terê-Parque

Eu adorei a Pousada Terê-Parque por vários motivos. Estive lá com a minha família e achei ela super aconchegante. Tem quartos novinhos, super bem decorados e limpos, e com varandinha com vista para o verde. Eles têm frigobar, wifi bom, e TV.

A pousada tem uma piscina gostosa, com espreguiçadeiras dentro da água. Tem uma área com araras (todo domingo de manhã os hóspedes podem alimentá-las), parquinho infantil, sala de jogos coberta, com totó, sinuca, pingue-pongue e videogame.

Mas o mais legal de tudo é que a pousada é bem no meio do verde. O café da manhã é maravilhoso. Ah, e fica bem pertinho do centrinho de Teresópolis e ao lado do Parque da Serra dos Órgãos.

pousada terê-parque teresopolis quarto

Quarto da pousada Terê-Parque. Foto: Marcelle Ribeiro.

pousada terê-parque teresopolis banheiro

Banheiro novinho. Foto: Marcelle Ribeiro.

pousada terê-parque teresopolis piscina

A pousada tem piscina e sauna Foto: Marcelle Ribeiro.

pousada terê-parque teresopolis parque

Ao lado do parque tem cadeirões para os pais. Foto: Marcelle Ribeiro.

pousada terê-parque teresopolis gazebo

Gazebo com vista para o parque nacional.

pousada terê-parque teresopolis café

Café da manhã delicioso. Foto: Marcelle Ribeiro.

Le Canton

O Le Canton é um complexo de hotéis que na verdade são resorts, mais indicado para quem vai com crianças. Tem o Magique, o Fazenda Suíça, e o Village (que é o principal). Amigos e familiares meus que têm filhos pequenos (de 1 a 3 anos de idade) já se hospedaram lá várias vezes. Ele tem inclusive uma área kids para bebê, então se você procura o que fazer em Teresópolis com bebê é uma boa opção ficar lá.

O Le Canton é um pouco mais afastado do centro de Teresópolis, mas é super arborizado e tão grande que tem até um parque de diversões infantil dentro dele. Tem castelo, barzinho, jardim, fazendinha com animais, duas piscinas…

O complexo é bem cuidado e fica todo iluminado à noite. Ele oferece recreação infantil para as crianças um pouco mais velhas e brinquedos com bóia. Para os adultos, há um spa com piscina aquecida e fechada e spa da L’Occitane, para maiores de 16 anos, paga à parte.

O restaurante é buffet, gostoso, com várias opções. Há ainda uma pizzaria no complexo.

Hotel Fazenda São Moritz

Outro hotel bem famoso de Teresópolis é o Hotel Fazenda São Moritz, que tem nota 8,7 no Booking e fica na Estrada Teresópolis-Friburgo. Ele fica à beira de um lago, tem piscinas, quadras esportivas e saunas. Funciona no regime de pensão completa. Os hóspedes podem andar de cavalo, charrete ou de bicicleta, além de ter aulas de tênis (pagas à parte).

Onde comer em Teresópolis

Villa St Gallen – Therezopolis Pub

Um dos restaurantes do complexo da Villa St Gallen é o Therezopolis Pub, que é especializado em comida alemã. Ele tem um ambiente bem agradável, com mesas altas e baixas, área coberta e outra avarandada. Dá para ver os tonéis de cerveja da Therezopolis. É uma ótima pedida para a noite. Funciona às quartas e quintas, das 19h às 0h; às sextas e sábados de 12h às 0h30 e domingos das 12h às 18h. Fica na Rua Augusto do Amaral, Peixoto, 166, no centro.

villa st gallen teresopolis batata

O bar do Villa St. Gallen tem comidas ótimas. Foto: Marcelle Ribeiro.

villa st gallen teresopolis sanduiche

Sanduíche com refri e croquete = R$ 50. Foto: Marcelle Ribeiro.

Kafeee Haus

É a chocolateria e sorveteria da Villa St Gallen. Os chococolates e sorvetes caseiros são muito gostosos e baratos. Dá para sentar nas mesinhas do jardim da Villa St Gallen.

Viva Itália / Cantina È Vero

Gostamos tanto desse restaurante que fomos almoçar duas vezes lá. A especialidade é italiana e a comida é simplesmente divina. Os pratos são enormes (o de 2 serve 3 pessoas). O restaurante também é bem grande, mas no almoço de domingo pode ficar bem disputado. O salão é lindo, com madeira e uma parte envidraçada com vista para a rua.

No outro dia, fomos de massa a 4 queijos, divino!

De terça a quinta, o È Vero funciona de terça a quinta das 11h30 às 23h30; às sextas e sábados das 11h30 às 00h; e aos domingos das 11h30 às 15h30. O Viva Itália fica na Av. Oliveira Botelho, 617, Alto (que é o centrinho).

viva italia teresopolis polpetone

Polpetone enorme! Foto: Marcelle Ribeiro.

viva italia teresopolis frango

Frango + arroz+ batata + refri no È Vero = R$ 61 por pessoa.

Doce Infância

Ao lado do restaurante È Vero e como parte do complexo Viva Itália, funciona a Doce Infância, uma sorveteria com sabores diversos, bem cremosos, muito boa também. A bola de sorvete custa R$ 12,90. Ela funciona de terça a quinta das 11h30 às 23h30; às sextas e sábados das 8h30 às 00h; e aos domingos das 8h30 às 23h30.

Tempêro com arte

O Tempêro com Arte (assim mesmo, com acento) é famoso tanto para refeições a la carte, quanto pelas pizzas á noite. Nós fomos comer pizza num sábado e já aviso: o restaurante é pequeno e lota rápido. Ficamos quase 1h esperando na fila. A pizza é bem gostosa, fina, bem recheada.

O endereço é Rua Prefeito Sebastião Teixeira, 262, bairro Tijuca. O restaurante funciona nos dias úteis das 12h às 16 e das 18:30h às 00h; aos sábados, domingos e feriados das 12h até 0h. A pizza é lenha rola todas as noites.

sobremesa restaurante tempero com arte teresópolis

Sobremesa deliciosa do Tempêro com Arte. Foto: Marcelle Ribeiro.

Sinhá

Especializado em comida mineira, o Sinhá é para quem curte comer em buffet liberado. A comida é OK, não achei especialmente saborosa. Tem feijão tropeiro, aipim, linguiça, tutu, saladas, doces e muito mais. O Sinhá fica na Rua Carmela Dutra, 45, bairro Agriões e tem estacionamento grátis.

comida mineira restaurante sinhá teresópolis

Pelo bufê mais um refri, paguei cerca de R$ 50. Foto: Marcelle Ribeiro.

sobremesas restaurante sinhá teresópolis

Restaurante Sinhá. Foto: Marcelle Ribeiro.

Restaurante Dona irene

Esse eu vou colocar aqui porque é super diferente, mas eu mesma não fui (porque é caro!). É um restaurante que só serve comida russa! Sim!!! Eles funcionam com um preço fixo, que inclui diversas entradinhas frias, mais um monte de entradinhas quentes, prato principal e sobremesa. Em fevereiro estava custando R$ 150 por pessoa (sem bebidas).

Ele só abre com reservas, de terça a sábado, de 12h às 23h e aos domingos das 12h às 15h. O Dona Irene funciona numa casa que parece residencial, na Rua Tenente Luiz Meirelles, 1800, no bairro Bom retiro.

Conclusão

Em conclusão, Teresópolis tem atrações gostosas para qualquer época do ano. E você, tem mais dicas de o que fazer em Teresópolis? Escreve nos comentários!

 

Leia também:

Compartilhar este artigo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *