Marcelle Ribeiro

Marcelle Ribeiro, jornalista e viajante

Já acampei de mochila, barraca e saco de dormir. Já dividi banheiro com desconhecido na Europa (mas nunca o quarto!). Já fiquei em pousadinha simples na praia, mas também já fiquei em hotelão e em all-inclusive. Não posso saber que estarei de folga num feriado que já corro para os sites das companhias aéreas. Não curto muito excursão nem city tour e gosto de decidir quando e como vou fazer os passeios que quero.

O que fazer em João Pessoa (PB): Roteiro de 3 dias de viagem

27 de março de 2017, por Marcelle Ribeiro

Quando falamos sobre o que fazer em João Pessoa, não podemos esquecer que as atividades legais não ficam só na capital, mas também nas cidades vizinhas. Os municípios de Conde e Cabedelo também guardam boas praias e outras atrações muito conhecidas da Paraíba.

As três cidades são bem próximas e nem é possível perceber que saímos de um município e entramos em outro quando estamos dirigindo, por exemplo. Nesse post, coloquei todas as distâncias partindo de Cabo Branco, porque foi o bairro onde ficamos durante a nossa viagem.

Mas vamos ao que interessa!

 

Praia do Poço (cidade de Cabedelo)

A praia do Poço fica no município de Cabedelo e tem um clima bem tranquilo, com águas calmas, mas um vento gostoso constante. Fica a cerca de 14 quilômetros de Cabo Branco e o acesso é bem tranquilo. Basta seguir pela BR-230 no sentido de Cabedelo e pegar a saída da Rua Carolino Cardoso.

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

Por lá, é possível ficar na areia ou também aproveitar uma barraca de praia (que parece um restaurante) chamada Lovina. Nós alugamos uma barraca com cadeirinhas em frente à Lovina (R$ 20) e ficamos na areia. A praia é bem tranquila, e mesmo em feriadão fica bem vazia, sem muvuca.

A praia do Poço tem águas tranquilas e um vento gostoso. Foto: Marcelle Ribeiro

A praia do Poço tem águas tranquilas e um vento gostoso. Foto: Marcelle Ribeiro

Praia fluvial do Jacaré (cidade de Cabedelo)

Depois das praias, essa é a maior atração turística de João Pessoa e região. O pôr do sol na praia fluvial do Jacaré, em Cabedelo, ficou super famoso por causa de um saxofonista chamado Jurandy.

Para atrair mais pessoas para a região, ele decidiu tocar “Bolero de Ravel” em uma canoa todos os dias na hora em que o sol se põe. A ideia deu tão certo que o Jurandy criou um evento imperdível (e gratuito) para qualquer pessoa que visita a capital paraibana.

por_do_sol_praia_jacaré

Jurandy e seu saxofone: dupla de sucesso na praia do Jacaré! Foto: Marcelle Ribeiro

As muretas do Rio Jacaré ficam cheias de gente todos os dias e um comércio foi criado na região. Várias barraquinhas, lojinhas de artesanato e bares foram surgindo por lá só por causa do Jurandy. Tudo bem bonitinho.

Se você quiser, pode aproveitar o show dentro de um dos barcos que navegam próximos da canoa do Jurandy. Cada ingresso custa R$ 35. Eu e Guilherme preferimos ver da mureta mesmo e é bem tranquilo. Algumas caixas de som garantem que a música chegue a todos por lá.

Para chegar lá, basta seguir pela BR-230 e fazer um retorno para pegar a Avenida Pôr do Sol. São apenas 12 quilômetros de Cabo Branco. Chegando lá, é possível parar o carro em um dos vários estacionamentos por cerca de R$ 10.

praia_do_jacaré_joão_pessoa (Copy)

A orla da praia do Jacaré tem várias lojinhas e lanchonetes. Foto: Marcelle Ribeiro

Praia de Tambaú (João Pessoa)

Essa é uma das principais praias de João Pessoa e tem águas cristalinas, calmas e uma grande faixa de areia. Ela fica a apenas 1 quilômetro de Cabo Branco. Mesmo sendo uma praia mais urbana, a movimentação era bem tranquila.

Já reservou sua hospedagem em João Pessoa? Reserve pelo Booking e ajude o blog.

Algumas pessoas oferecem serviço de guarda-sol e cadeira de praia a preços bem acessíveis. Aproveitamos o clima tranquilo para também caminhar pela areia.

praia_de_tambau_joão_pessoa (Copy)

A tranquila praia de Tambaú, em João Pessoa. Foto: Marcelle Ribeiro

Praia de Cabo Branco (João Pessoa)

Eu e o maridão não chegamos a tomar banho de mar nessa praia, mas demos uma corridinha matinal no calçadão dela, que é bem gostoso, cheio de quiosques vendendo água de côco. A praia em si parece muito a praia de Tambaú, tanto na cor do mar, quanto na faixa de areia bem ampla. Tem muitas cadeirinhas e guarda-sóis na areia, mas não chega a ficar lotado nem no feriadão, pois há bastante espaço.

 

Praia de Cabo Branco, em João Pessoa. Foto: Marcelle Ribeiro.

Praia de Cabo Branco, em João Pessoa. Foto: Marcelle Ribeiro.

 

Centro Cultural de São Francisco (João Pessoa)

Outra atração que vale a visita em João Pessoa é o Centro Cultural de São Francisco. É uma das igrejas mais antigas e tradicionais da cidade, que hoje funciona como um espaço cultural e abriga também um museu de artes sacras. Ela não está tão bem conservada, como muitas outras do Brasil, mas tem seu charme.

Uma pena que fica tão distante de Cabo Branco: são 10 km até lá. Recomendo ir de carro, porque a região é bem feinha e esquisita para ir de ônibus.

O Centro Cultural de São Francisco fica aberta de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h, e aos sábados e domingos, das 9h às 14h e fica na Ladeira de São Francisco, S/N, no Centro. A entrada custa cerca de R$ 5.

Centro Cultural de São Francisco, em João Pessoa. Foto: Marcelle Ribeiro.

Centro Cultural de São Francisco, em João Pessoa. Foto: Marcelle Ribeiro.

Centro Cultural de São Francisco, em João Pessoa. Foto: Marcelle Ribeiro.

Centro Cultural de São Francisco, em João Pessoa. Foto: Marcelle Ribeiro.

Centro Cultural de São Francisco, em João Pessoa. Foto: Marcelle Ribeiro.

Centro Cultural de São Francisco, em João Pessoa. Foto: Marcelle Ribeiro.

Centro Cultural de São Francisco, em João Pessoa. Foto: Marcelle Ribeiro.

Centro Cultural de São Francisco, em João Pessoa. Foto: Marcelle Ribeiro.

Praia de Tambaba (Conde)

A praia de Tambaba é uma das mais bonitas da região. É uma das mais distantes de João Pessoa e fica a cerca de 40 quilômetros de Cabo Branco. Mesmo assim, é fácil chegar nela. Basta seguir pela PB-008 e seguir as placas para Tambaba.

Chegando lá, um pouco antes da praia tem um mirante onde é possível estacionar e apreciar a vista deslumbrante.

praia_de_tambaba_joão_pessoa2 (Copy)

A vista deslumbrante da praia de Tambaba. Foto: Marcelle Ribeiro.

Depois de tirar muitas fotos, é só continuar a descida até o estacionamento, que é de terra batida, mas bem amplo.

A praia tem duas áreas. A primeira é para todos os banhistas, onde é possível aproveitar pequenas piscinas naturais formadas pela maré e caminhar por algumas pedras que ficam expostas com a maré baixa. Já a outra é uma área de nudismo, mas confesso que não tivemos coragem de entrar. O sol estava forte e ficamos com medo de nos queimarmos onde o sol normalmente não bate (se é que vocês me entendem…). Mas fiquem tranquilos: tudo é muito bem sinalizado!

praia_de_tambaba_joão_pessoa1 (Copy)

As piscinas naturais da praia de Tambaba. Foto: Marcelle Ribeiro

 

Praia de Tabatinga (Conde)

A praia de Tabatinga também fica no município de Conde, mas é um pouco mais próxima de João Pessoa. Fica a 34 quilômetros de Cabo Branco. Basta usar a PB-008 e seguir a sinalização.

Logo no início dela, [a direita, há um trecho de encontro de rio, com uma “piscina”. Mas é bem farofa, preferimos não ficar lá.

Praia de Tabatinga, perto de encontro com rio. Foto: Marcelle Ribeiro.

Praia de Tabatinga, perto de encontro com rio. Foto: Marcelle Ribeiro.

Chegando em Tabatinga, você desce uma escada esculpida nas pedras e tem acesso à praia. Quando estivemos lá, fomos para o trecho da esquerda (o lado oposto da piscininha de rio), mas a primeira parte da praia estava com muitas algas. Além disso, essa área tem um quiosque e muita gente levava até churrasqueiras pequenas para a areia.

praia_de_tabatinga_joão_pessoa1 (Copy)

A primeira parte de Tabatinga, onde tem mais gente e mais alga. Foto: Marcelle Ribeiro.

Por isso, preferimos caminhar um pouco mais para o lado direito. Pouco depois da muvuca, você faz uma “curva” e consegue ficar em um lugar bem mais tranquilo, com sombras formadas pelos coqueiros e bem menos gente. O mar estava um pouco mais agitado, mas o azul continuava lindo e as ondas não assustavam tanto assim.

praia_de_tabatinga_joão_pessoa2 (Copy)

A praia de Tabatinga tem sombras formadas pelos coqueiros. Foto: Marcelle Ribeiro

Praia de Coqueirinho (cidade de Conde)

Essa praia tem duas partes: uma onde ficam as barracas de praia com maior estrutura, que funcionam quase como restaurantes, mas num trecho onde o mar é mais forte. Caminhando um pouco para a sua esquerda, você chega rapidinho em um trecho de água bem paradinha e quentinha, mas em que há bem menos espaço para sentar e poucas pessoas alugando guarda-sol. Os dois trechos são bem muvucados e cheios no final de semana. Fica a 33k de Cabo Branco (em João Pessoa). Tem gente que vem caminhando da praia de Tabatinga até ela, mas a gente preferiu ir de carro.

 

Praia de Coqueirinho, em Conde. Foto: Marcelle Ribeiro.

Praia de Coqueirinho, em Conde. Foto: Marcelle Ribeiro.

Sugestão de roteiro de 3 dias

Veja abaixo como foi nosso roteiro de viagem:

Dia 1 – Saímos de Cabo Branco, onde nos hospedamos, e fomos de carro para a praia do Poço, em Cabedelo. Depois, almoço no bairro de Manaíra, banho no hotel e seguimos para a Praia do Jacaré para ver o pôr do sol. Lanche noturno na Praia do Jacaré.

Dia 2 – Depois de dar uma corridinha bem cedo na orla da praia de Cabo Branco, partimos de carro para a praia de Tabatinga. Ficamos um pouquinho lá, mas o mar estava muito batido. Pegamos o carro e seguimos mais um pouquinho até a praia do Coqueirinho, que é vizinha. Curtimos praia até mais tarde e depois fizemos um almoço tardio em João Pessoa. O lanche noturno foi na capital mesmo.

Dia 3 – Dia de conhecer a praia de nudismo de Tabatinga. Depois de muitas fotos e piscininhas, retornamos a João Pessoa e ficamos um pouco na praia de Tambaú. De novo, almoço no bairro de Manaíra. Depois de um banho no hotel, pegamos o carro e fomos conhecer o Centro Cultural de São Francisco, no afastado centro da capital. À noite, seguimos viagem para Recife.

 

O que não deu tempo de fazer:

Se você tem mais 1 dia em João Pessoa, pode curtir as atrações abaixo, que não tivemos tempo de conhecer:

Piscinas naturais da Penha/do Seixas – Dizem que são lindas, cheias de peixinhos numa água azul incrível. As embarcações partem da Ponta do Seixas;

Passeio de barco até Picãozinho – Outro conjunto de piscinas naturais com peixinhos. Os barcos partem da praia de Tambaú, perto do Hotel Tropical Tambaú.

 

Já reservou sua hospedagem em João Pessoa? Reserve pelo Booking e ajude o blog.

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

 

Leia também:

Todas as dicas de viagem para João Pessoa

João Pessoa: Quando ir, como chegar e onde ficar

Onde comer em João Pessoa

Marcelle Ribeiro

Marcelle Ribeiro, jornalista e viajante

Já acampei de mochila, barraca e saco de dormir. Já dividi banheiro com desconhecido na Europa (mas nunca o quarto!). Já fiquei em pousadinha simples na praia, mas também já fiquei em hotelão e em all-inclusive. Não posso saber que estarei de folga num feriado que já corro para os sites das companhias aéreas. Não curto muito excursão nem city tour e gosto de decidir quando e como vou fazer os passeios que quero.

Onde comer em João Pessoa (PB)

19 de março de 2017, por Marcelle Ribeiro

João Pessoa é mais do que praias lindas e céu azul. É também um lugar onde se come bem e de maneira bem tradicional. E é claro que, como uma boa baiana, não perco a chance de comer as delícias do Nordeste quando estou nesta região do Brasil.

Na capital paraibana não foi diferente: eu e o maridão nos esbaldamos com carne de sol, aipim, baião de dois… Uma delícia! Mas também não abandonamos o nosso lado fitness. Vamos começar pela parte “gorda” das dicas!

 

Mangai

O Mangai é um verdadeiro paraíso para quem gosta de comida nordestina! É um restaurante a quilo, mas também tem padaria e uma mercearia para quem deseja comprar produtos típicos.

Falando sobre o restaurante, é possível encontrar dezenas de pratos feitos de carne de sol, carne seca, bode, queijo coalho… E o melhor de tudo é que é possível experimentar um pouquinho de tudo!

O melhor do Mangai é provar todos os sabores do Nordeste. Foto: Marcelle Ribeiro

O melhor do Mangai é provar todos os sabores do Nordeste. Foto: Marcelle Ribeiro

Já reservou sua hospedagem em João Pessoa? Reserve pelo Booking e ajude o blog.

Um prato muito famoso de João Pessoa é a carne de sol com nata. Uma delícia! Tem outros pratos com nomes estranhos como Suvaco de Cobra (carne de sol moída, milho e cebola) e Gororoba de Charque (purê de aipim com queijo e carne seca), mas tudo estava bem gostoso.

Além disso, também tem os pratos mais conhecidos, como baião de dois, escondidinho… Vale realmente experimentar. O ambiente do restaurante é super gostoso, com vários salões, e o atendimento é bem legal.

Se você preferir fazer um lanche, o restaurante oferece um cardápio com diversas opções. Para completar, também tem uma padaria/mercearia. Lá, é possível comprar pães, bolos, doces, geleias e outras guloseimas… Bem legal!

Endereço: Avenida Edson Ramalho, 696 – Manaíra. Funciona de segunda a domingo, das 11h às 22h.

Telefone: (83) 3226-1615

 

Tábua de Carne

Esse é um restaurante que tem como o carro-chefe a carne de sol, mas também é possível comer outras carnes grelhadas.

O Tábua de Carne tem porções generosas de carne de sol. Foto: Marcelle Ribeiro

O Tábua de Carne tem porções generosas de carne de sol. Foto: Marcelle Ribeiro

As porções são muito generosas, então vá com fome! As tábuas servem 3 pessoas e você pode escolher os acompanhamentos. Além disso, existem pratos para duas pessoas que são muito bem servidos. O Guilherme não acreditou em mim e resolveu pedir uma porção de aipim antes do prato principal. Quando chegou a nossa carne de sol (com feijão verde e pirão de queijo e uma porção extra de purê de aipim), até o maridão ficou intimidado com a quantidade de comida! Resultado: não conseguimos comer tudo e saímos rolando de lá!

Carne de sol, feijão verde e pirão de queijo. Delícia! Foto: Marcelle Ribeiro

Carne de sol, feijão verde e pirão de queijo. Delícia! Foto: Marcelle Ribeiro

O que poderia melhorar no restaurante é o ambiente. O salão é espaçoso e as mesas são espaçadas, mas falta um ar-condicionado para deixar tudo mais agradável…

Endereço: Avenida Senador Rui Carneiro, 648 – Manaíra. Funciona de segunda à sábado, das 11h30 às 22h, e domingo, das 11h30 às 17h.

Telefone: (83) 3247-5520

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

 

Levíssimo

Depois de tanta carne de sol e outras delícias nordestinas, precisávamos de uma refeição mais leve para segurar a onda (e a balança)! Fizemos uma rápida pesquisa e resolvemos experimentar o Levíssimo.

É um restaurante especializado em saladas e pratos leves. São várias opções e, no papel, algumas combinações parecem estranhas, mas no prato tudo fica bem gostoso. Eles também fazem um molho bem temperadinho.

Além das saladas, você também pode pedir porções de carnes grelhadas, mas não chegamos a experimentar nenhuma.

O Levíssimo tem boas saladas e preços em conta. Foto: Marcelle Ribeiro

O Levíssimo tem boas saladas e preços em conta. Foto: Marcelle Ribeiro

O ambiente é bem agradável, arejado e amplo. Como fomos à noite, a temperatura estava mais amena e isso ajudou bastante. O atendimento foi bom e a comida chegou bem rápido.

 

Já reservou sua hospedagem em João Pessoa? Reserve pelo Booking e ajude o blog.

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

 

Leia também:

Todas as dicas de viagem para João Pessoa

João Pessoa: Quando ir, como chegar e onde ficar

Pertinho de João Pessoa, Recife tem atrações para 2 ou 3 dias de viagem

Pipa, próxima a João Pessoa, vale uma viagem de 3 a 4 dias

Dicas de passeios em Olinda (PE)

Marcelle Ribeiro

Marcelle Ribeiro, jornalista e viajante

Já acampei de mochila, barraca e saco de dormir. Já dividi banheiro com desconhecido na Europa (mas nunca o quarto!). Já fiquei em pousadinha simples na praia, mas também já fiquei em hotelão e em all-inclusive. Não posso saber que estarei de folga num feriado que já corro para os sites das companhias aéreas. Não curto muito excursão nem city tour e gosto de decidir quando e como vou fazer os passeios que quero.

João Pessoa (PB): Quando ir, como chegar e onde ficar

28 de fevereiro de 2017, por Marcelle Ribeiro

João Pessoa é uma das mais belas capitais do Nordeste, com praias maravilhosas e de águas claras, muito sol, bons restaurantes e várias opções de diversão. Além disso, as cidades próximas, como Cabedelo, também guardam belezas imperdíveis!

Ficou com vontade de conhecer? Então confira algumas informações importantes para você aproveitar o máximo dessa região!

A praia do Poço, em Cabedelo, é uma delícia! Foto: Marcelle Ribeiro

A praia do Poço, em Cabedelo, é uma delícia! Foto: Marcelle Ribeiro

Quando ir

João Pessoa é uma cidade com sol abundante e pouca chuva durante o verão. Isso a torna um destino ideal para as férias de fim de ano. Entre setembro e fevereiro, as temperaturas ficam na casa dos 30°C e chove pouco, especialmente entre outubro e janeiro.

Vista maravilhosa da praia de Tambaba. Foto: Marcelle Ribeiro

Vista maravilhosa da praia de Tambaba. Foto: Marcelle Ribeiro

Entre março e agosto, continua quente, mas o volume de chuvas aumenta consideravelmente. Abril, junho e julho são os meses mais chuvosos e é bom evitar viagens nessas datas se você quiser aproveitar as praias.

Veja como é o clima mês a mês no site da Climatempo.

 

Como chegar

O aeroporto de João Pessoa é pequeno e não recebe tantos voos de cidades como São Paulo e Rio de Janeiro. Por essa razão, as passagens aéreas, em muitos casos, acabam ficando mais caras e pesam no bolso do turista.

 

O pôr do sol na praia do Jacaré é imperdível. Foto: Marcelle Ribeiro

O pôr do sol na praia do Jacaré é imperdível. Foto: Marcelle Ribeiro

Uma alternativa um pouco mais demorada, mas com bom custo-benefício, é viajar de avião até Recife, alugar um carro e dirigir até João Pessoa. O aeroporto de Recife é maior, tem mais opções de voos e não fica tão longe assim da capital paraibana.

O trajeto entre o aeroporto de Recife e João Pessoa tem pouco mais de 130 quilômetros e pode ser percorrido em cerca de 2 horas se o trânsito estiver bom pela BR-101. Se você já estiver planejando alugar um carro para conhecer as várias praias de João Pessoa e das cidades próximas, o que é uma opção muito interessante, isso pode diminuir consideravelmente o custo da viagem, principalmente se você estiver viajando em família. Faça as contas, pesquise e veja qual é a melhor opção para você.

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

 

Onde ficar

João Pessoa tem uma boa oferta de hotéis e pousadas para todos os gostos e bolsos. Na cidade, três bairros são mais procurados pelos turistas por estarem mais perto das praias mais famosas e também pelo número de restaurantes e bares: Tambaú, Cabo Branco e Manaíra.

Tambaú é o bairro com mais oferta de quartos e restaurantes, mas é possível encontrar boas opções nos outros dois bairros. Se você tiver decidido alugar um carro, você pode ficar nos outros dois bairros e aproveitar toda a estrutura dos três principais bairros da cidade. O trânsito não é pesado e a cidade também não é muito grande.

Já reservou sua hospedagem em João Pessoa? Reserve pelo Booking e ajude o blog.

Em novembro do ano passado, nós ficamos no Akropolis Mar Hotel, no bairro de Cabo Branco. Fica a uma quadra da praia de mesmo nome do bairro e atendeu às nossas expectativas.

Quarto do hotel era espaçoso e tinha wi-fi

Quarto do hotel Akrópolis, em Cabo Branco. Foto: Marcelle Ribeiro

 

O quarto tinha ar-condicionado, frigobar, tv a cabo e wi-fi. O banheiro era bom e o quarto era espaçoso e limpo, inclusive com uma pequena sala/cozinha. Um ponto positivo é o café da manhã, servido no quarto e com boas opções de frutas, pão, suco, ovo e bolos.

O café era bem servido e tinha opções de frutas e ovos. Foto: Marcelle Ribeiro

O café era bem servido e tinha opções de frutas e ovos. Foto: Marcelle Ribeiro

O maior problema era um sofá que ficava na sala e estava mal conservado, com o tecido rasgado. Como a televisão ficava no quarto, acabamos usando a sala apenas tomar café e o sofá só serviu para pendurar nossas roupas.

 

Já reservou sua hospedagem em João Pessoa? Reserve pelo Booking e ajude o blog.

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

 

Leia também:

Todas as dicas de viagem para João Pessoa

Pertinho de João Pessoa, Recife tem atrações para 2 ou 3 dias de viagem

Pipa, próxima a João Pessoa, vale uma viagem de 3 a 4 dias

Dicas de passeios em Olinda (PE)

 

Reserve no Booking e ajude o blog.

Receba os posts por e-mail

Desconto no Seguro Viagem

Curta nossa fanpage