O que fazer na Barra da Tijuca: 21 dicas do que você não pode perder!

postado por Marcelle Ribeiroe publicado em 05/03/2020

Sem dúvidas a Barra da Tijuca (ou simplesmente “Barra”) é uma das regiões que mais cresceram nesses últimos tempos no Rio de Janeiro. Hoje a gente encontra uma grande variedade de hotéis na Barra da Tijuca, restaurantes, áreas de lazer (só de shoppings são mais de dez!). E, claro, tem as praias da Barra, que valem a pena. Fica até difícil decidir o que fazer na Barra da Tijuca com tanta opção! O bairro também é uma alternativa pra explorar outros cantinhos do Rio além do Centro e Zona Sul. Confira nosso post ou se preferir, clique no índice.

Praias da Barra da Tijuca, Recreio e Região
Passeios na Barra da Tijuca
O que fazer na Barra da Tijuca com chuva
Trilhas da Barra da Tijuca
O que fazer na Barra da Tijuca hoje
Hotéis na Barra da Tijuca e região
Onde comer na Barra da Tijuca
Transporte na Barra da Tijuca
O que fazer na Barra da Tijuca – Roteiros para 1 a 5 dias de passeio

Praias da Barra da Tijuca, Recreio e Região

Está em dúvida sobre o que fazer na Barra da Tijuca? Que tal “pegar uma praiana”, como todo carioca “raiz”? Separamos uma lista com as melhores praias da Barra da Tijuca e região. Ah, e dá para acompanhar em tempo real as condições do mar e das ondas, e ver como está a praia da Barra da Tijuca hoje.

Ah, coloquei um mapa da Barra da Tijuca, Recreio e região com todas as atrações citadas no post abaixo!

Praia da Barra

Considerada por muitos cariocas e turistas a melhor praia do Rio de Janeiro, a Praia da Barra é linda, tem 14,4 km de extensão e uma infinidade de quiosques (para dar aquela beliscada de lei!). A região do Pepê, logo no início da praia, lá pelo posto 2, é super badalada, porém, não é a mais apropriada para mergulho. Vale dar uma esticadinha até Olegário Maciel, uma rua cheia de gente bonita e restaurantes legais.

Se você gosta da calmaria, os postos 5 e 6 são os ideais, pois não ficam tão perto do metrô Jardim Oceânico ou da estação Alvorada do BRT, o que acaba atraindo menos gente. A praia também é ótima para a prática de atividades físicas, que vão desde passeios de bike pela orla até windsurf. Ah, também é bastante comum encontrar famosos passeando por lá, uma vez que muitos artistas moram no bairro. Dá até pra tietar um pouquinho. 🙂

o que fazer na barra da tijuca praia da barra

Praia da Barra. Foto: Alexandre Macieira (Riotur)

Praia da Reserva

Em meio à uma reserva florestal que deu origem ao nome do local, a Praia da Reserva tem um visu de tirar o fôlego. É também uma das praias mais limpinhas, porque o pessoal leva super a sério a questão da poluição no local e preservação da biodiversidade. Se a sua vibe é ficar na areia, apenas admirando a paisagem, a Praia da Reserva é uma ótima pedida de o que fazer na Barra da Tijuca. No entanto, se você gosta de mergulhar, é importante saber que o mar é um pouco agitado e perigoso. Inclusive, é ótimo para a prática de surfe. 🙂

o que fazer na barra da tijuca praia da reserva

Praia da Reserva. Foto: Pedro Kirilos (Riotur)

Praia do Recreio

Um pouco mais vazia que a Praia da Barra da Tijuca, devido ao acesso, mas tão linda quanto. A Praia do Recreio é um ótimo lugar para frequentar junto com a família, pois possui uma ampla faixa de areia e muitos quiosques com preços acessíveis. Recomendamos o posto 9 para quem prefere tranquilidade e o 12 para quem gosta mais de agitação. Outro ponto positivo é a facilidade para estacionar.

o que fazer na barra da tijuca praia do recreio

Praia do Recreio. Foto: Ricardo Zerrener (Riotur)

Praia da Macumba

Localizada em um ponto estratégico entre a Praia do Recreio e a Prainha, a Praia da Macumba também é ótima para quem busca tranquilidade ao decidir o que fazer na Barra da Tijuca.

É ampla, possui uma areia fininha e branca e ótimas opções de quiosques, como o Quiosque do Rico. É isso mesmo que você tá pensando! Esse é o estabelecimento do próprio Rico de Souza, um dos precursores do surfe no país. Não preciso nem dizer que esse é um dos points favoritos dos surfistas, né?! Logo, a não ser que você também seja um desbravador das ondas, é necessário ter atenção quanto ao mar, pois em determinadas épocas do ano ele pode ser bastante traiçoeiro.

o que fazer na barra da tijuca praia da macumba

Praia da Macumba. Foto: Ricardo Zerrener (Riotur)

Praia do Secreto

A Praia do Secreto nada mais é do que uma piscina natural que se forma entre as rochas da Prainha e Praia do Recreio. Sendo assim, é ótima para quem não gosta de mar agitado. O acesso também é um pouco perigoso e escorregadio, já que para desvendar essa maravilha é preciso passar pelas pedras. Outro lembrete importante: a faixa de areia é quase que inexistente. Portanto, não dá para colocar barraca e há poucos ambulantes pela praia. Melhor levar um lanchinho de casa, ok?

Prainha

Localizada entre os bairros de Grumari e do Recreio dos Bandeirantes, a Prainha conquistou vários admiradores (inclusive eu!). Por ser mais afastada, acaba sendo mais restrita ao pessoal que está de carro. Mas olha: engana-se quem acha que é fácil de achar vaga por perto. Para encontrar um bom lugar na faixa de areia baladada da prainha é necessário acordar bem cedinho, antes das 9h.

Ah, e o mar é beeem agitado, cheio de ondas boas para surfistas.

o que fazer na barra da tijuca prainha

Prainha. Foto: Marcelle Ribeiro

Grumari

A praia tem chamado a atenção dos cariocas e turistas que buscam um pouco de sossego no caos da cidade. A prova disso é que, principalmente aos finais de semana, não é tão fácil estacionar perto do local. Contudo, ainda assim dá para arriscar e é mais fácil que parar na Prainha.

o que fazer na barra da tijuca grumari

Praia de Grumari. Foto: Ricardo Zerrener (Riotur)

Barra de Guaratiba

Quem diria que esse bairro pequeno com cara de interior teria uma praia assim? Visitar a Praia de Barra de Guaratiba é ficar com água na boca de cinco em cinco minutos. De comida caseira em estabelecimentos mais simples até bons restaurantes de pescados, ô, lugarzinho pra ter tanta comida gostosa!

o que fazer na barra da tijuca guaratiba

Praia de Guaratiba. Foto: Marcelle Ribeiro.

Praias selvagens

Para quem quer um passeio ainda mais completo, a região entre Grumari e Guaratiba abriga também quatro praias selvagens, quase intocáveis e pouquíssimo movimentadas. São elas: Praia do Meio, Praia Funda, Praia do Inferno e Praia do Perigoso. Aviso aos aventureiros de plantão: só é possível chegar até lá por meio de uma trilha, de nível moderado. Você pode conferir minha experiência clicando aqui.

Se você se sentir mais confortável, existem passeios guiados para esses locais. Não esqueça de levar lanches e água, pois será difícil encontrar algum ambulante por lá, viu?!

o que fazer na barra da tijuca praia do meio

Praia do Meio. Foto: Marcelle Ribeiro

Passeios na Barra da Tijuca

Bosque da Barra

Bem preservado, o Bosque da Barra é uma ótima opção de o que fazer na Barra da Tijuca para quem quer dar um passeio ao ar livre sem gastar muito! Com mais de 50 hectares, é possível conhecer toda sua extensão em aproximadamente duas horas.

Muitas pessoas frequentam o lugar para fazer piqueniques, andar de bicicleta, praticar esportes, tirar fotos e brincar com as crianças, tornando o clima de lá muito aconchegante e agradável. O estacionamento é pequeno (possui cerca de 150 vagas), então chegue cedo para aproveitar! Ah, e não se esqueça de levar água e lanchinhos, pois não há comércio no local.

Endereço: Avenida das Américas, 6000, Barra da Tijuca. Horário de funcionamento: de terças aos domingos, das 7h às 17h.

bosque da barra o que fazer na barra da tijuca

Bosque da Barra. Foto: Alexandre Macieira / Riotur.

Sítio Burle Marx

O casarão onde morou o famoso arquiteto e paisagista brasileiro Burle Marx está aberto para visitações e é uma boa dica de o que fazer na Barra da Tijuca, diga-se de passagem! Por apenas R$ 10 de entrada, é possível contemplar uma coleção incrível com mais de 3 mil espécies de plantas e artefatos raros de decoração.

Endereço: Estrada Roberto Burle Marx, 2019, Barra de Guaratiba. Horário de funcionamento: é necessário o agendamento para visitação do local. Funcionamde terça a sábado em dois horários, às 9h30 e às 13h30.

Passeio de barco na Lagoa de Marapendi

Essa é uma dica de o que fazer na Barra da Tijuca para quem quer ver algo além de praia. Você sabia que o termo Marapendi significa “rio do mar raso“, em tupi? A região de manguezal e brejo abriga muitas espécies de fauna e flora e volta e meia vem uns animaizinhos para dar “oi” para os turistas, como capivaras (mais simpáticas, impossível!). Esse é um dos passeios na Barra da Tijuca que está na minha lista para fazer em breve!

O que fazer na Barra da Tijuca com chuva

Boliche

Se as principais atrações da região são praias e passeios ao ar livre, o que fazer na Barra da Tijuca com chuva? O boliche é uma atividade divertida, que entretém desde os mais velhos até a criançada. O Barra Bowling Grill fica dentro do Barra Shopping. O preço por 1h de pista é de R$ 140 em dias úteis e R$ 210 nos finais de semana e feriados, entretanto dá pra jogar até 6 pessoas por pista (e você pode rachar esse valor com os amigos).

Endereço: Avenida das Américas, 4666, Barra da Tijuca (Barra Shopping – Barra Bowling Grill). Horário de funcionamento: segunda a sexta, de 16h às 23h; sábado, de 12h às 23h; e domingo, de 12h às 22h.

Patinação no Gelo

Outra dica de o que fazer na Barra da Tijuca com chuva ou mesmo se a ideia é fugir do calor, é patinar no gelo. Sim! Existem alguns shoppings que oferecem essa programação, ótima para crianças e para os adultos. Não há limites de idade! Só vale checar se essa é uma opção válida no momento da sua estadia na Barra da Tijuca, uma vez que não é sempre que isso acontece.

Uma das opções é a pista do Barra Shopping. Os ingressos custam a partir de R$ 45 e nesse valor já estão inclusos todos os equipamentos de segurança necessários para a atividade. Endereço: Avenida das Américas, 4666, Barra da Tijuca (Barra Shopping – Praça de Eventos). Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 12h às 22h30; domingos e feriados, das 11h às 22h.

Outra opção de pista de patinação no gelo na Barra da Tijuca é o shopping Barra Garden, que cobra R$ 40 por hora e funciona todos os dias de 14h às 22h.

Compras

Trouxe um dinheirinho extra na viagem e quer gastar em solos cariocas? Então uma dica de o que fazer na Barra da Tijuca são os vários shoppings do bairro. Na minha opinião, os melhores shoppings da Barra da Tijuca são:

Barra Shopping

O Barra Shopping possui ótima estrutura e é bem completo em termos de lojas, restaurantes e serviços. Só de vestuário feminino e masculino são quase 100 lojas. Tem de lojas de departamento a grifes, de todos os preços.

Village Mall

Para quem possui maior poder aquisitivo, o Village Mall é o paraíso das compras de artigos de luxo. Sofisticado, espaçoso, luxuoso. Visitá-lo é uma experiência à parte.

Rio Design Barra

O Rio Design Barra é bem menos cheio em comparação ao Barra Shopping, até por que as estrelas aqui são artigos de decoração e para casa. Possui lojas pouco convencionais e restaurantes mais chiques.

Metropolitano

O Metropolitano Barra é um shopping relativamente novo, que oferece um ambiente tranquilo e familiar. Lojas para todo tipo de gosto.

Trilhas na Barra da Tijuca

Pedra Bonita

A Pedra Bonita fica em São Conrado, bairro da Zona Sul do Rio de Janeiro. No entanto, do alto da trilha, é possível ter uma visão panorâmica incrível das praias da Barra da Tijuca.

São 1.257 metros de trilha, na qual grande parte é de subida. A notícia boa é que você fica tão deslumbrado com a paisagem que nem vê os 45 minutos de caminhada passarem. Aqui no blog tem um post detalhadinho sobre a nossa experiência na Pedra Bonita. Também tem dica de passeio pra quem prefere ir com guia.

o que fazer na barra da tijuca pedra bonita

Vista do alto da Pedra Bonita. Foto: Marcelle Ribeiro

Pedra do Telégrafo

A Pedra do Telégrafo fica na Barra de Guaratiba, nos arredores da Barra da Tijuca. Ela é bastante famosa por causa de uma ilusão de ótica, em que parece que as pessoas estão pulando da pedra, mas que não há perigo algum. Por causa disso, tem fila de 1h para tirar foto. Eu comecei a fazer a trilha às 9h e chegando lá já tinha 1h de espera!

Em um único dia fiz a trilha da Pedra do Telégrafo, conheci uma das Praias Selvagens (que citei aqui no post acima) e almocei na região (veja o post sobre esse dia). Eu fiz a trilha com uma amiga que já foi várias vezes lá. Mas se você não tem um amigo assim, sugiro contratar um passeio com guia para ir à Pedra do Telégrafo.

o que fazer na barra da tijuca pedra do telégrafo ilusão

A ilusão de ótica que todo mundo adora na Pedra do Telégrafo. Foto: Marcelle Ribeiro

Parque Natural Municipal da Prainha / Mirante do Caeté

A entrada do Parque Natural Municipal da Prainha fica na praia da Prainha e estacionar lá é caótico, pois são pouquíssimas vagas. Chegue cedo (tipo 8h30, 9h no máximo). Tem apenas 1 restaurante por ali e um ou 2 quiosques, além de ambulantes.

Fica na Prainha o Mirante do Caeté, de onde você tem uma bela vista da de uma praia vizinha à Prainha, a da Macumba. A entrada do Mirante se dá pelo Parque Natural Municipal da Prainha, em uma trilha de cerca de 1h de subida super bem sinalizada e que você pode fazer sozinho, sem guia, grátis. O nível de dificuldade é médio. O parque tem banheiro, no entanto não tem estacionamento.

Depois da trilha, você pode curtir a Prainha ou outras atrações ali pertinho: Grumari, à direita; ou Praia do Pontal, no Recreio, à esquerda.

o que fazer na barra da tijuca mirante do caeté

Vista linda do Mirante do Caeté. Foto: Marcelle Ribeiro.

Pedra da Gávea

Essa é uma dica de o que fazer na Barra da Tijuca para os que conseguem fazer trilhas difíceis! A Pedra da Gávea é uma das montanhas mais altas do mundo que terminam diretamente no mar. Já deu pra imaginar a paisagem só por essa descrição, né? São três trilhas, sendo a última e mais difícil na Barra da Tijuca.

O percurso é íngreme e exige um bom condicionamento físico dos trilheiros e, inclusive, em alguns momentos, é preciso escalar a parede rochosa. Quer se aventurar? Cerca de 1.670 km separam você de um dos visuais mais lindos da cidade! Confira mais informações sobre o passeio com guia à Pedra da Gávea.

pedra da gávea o que fazer na barra da tijuca

Pedra da Gávea. Foto: Ricardo Zerrener / Riotur.

Pedra da Tartaruga

Outra dica de o que fazer na Barra da Tijuca e região é a trilha da Pedra da Tartaruga. Fica no bairro de Guaratiba, uma região pouco explorada da cidade. Eu fiz essa trilha com guia. Ela tem alguns trechos íngremes, então é preciso ter um pouco mais de cuidado. Você pode contratar o passeio guiado para a Pedra da Tartaruga pelo site Viator. Para refrescar após o esforço, ainda dá para visitar as Praias Selvagens (que citamos acima). 😉

Se quiser saber mais sobre trilha da Pedra da Tartaruga, dá uma olhada no blog Aprontando as Malas.

Mirante do Pontal

Localizado no Recreio dos Bandeirantes, entre a Praia do Pontal e da Macumba, o Mirante é um lugar interessante para ir tirar fotos. A trilha começa na estreita faixa de areia que divide estas duas praias e é pelo paredão de rocha, bem inclinada no início. Em 30 minutos você sobe. Dificuldade média, mas rola uma leve escalaminhada.

O que fazer na Barra da Tijuca hoje

Uma dica de o que fazer na Barra da Tijuca à noite são as muitas peças de teatro em cartaz no bairro, que tem muitos teatros. Ou os shows, já que há várias casas de espetáculo grandes na região. Para saber o que está em cartaz, o melhor é conferir as opções de shows e espetáculos teatrais na sessão RioShow, do jornal O Globo.

Hotéis na Barra da Tijuca e região

Separamos algumas dicas de hotéis na Barra da Tijuca que nos parecem bons. Simulamos reservas para uma mesma data do mês de abril, e colocamos os preços do quarto duplo mais simples disponível.

Na Barra

Localizado a 100 m da praia, o Windsor Oceânico fica no Jardim Oceânico, um dos polos mais fáceis de andar sem carro da Barra da Tijuca. Tem nota 8,9 no Booking, espaços de lazer e restaurante. A faixa de preço é de R$ 500 a diária no quarto duplo.

Já o Vogue Square Fashion Hotel, é um hotel 5 estrelas localizado dentro do mais novo shopping da região, que abriga mais de oito opções de restaurantes. Idealizado pelo estilista Lenny Niemeyer. Nota 8,9 no Booking. Faixa de preço: R$ 300 (a diária).

Para quem busca ótima localização e custo-benefício, a dica é o Ibis Rio de Janeiro Barra da Tijuca, que fica de frente para a Praia da Barra, no point do Pepê. Nota 8,4 no Booking. A faixa de preço é de R$ 150 (a diária).

No Recreio

Do hotel Atlântico Sul, é só “tropeçar” que você está na Praia do Recreio. Com quartos com vista para o mar, ele é uma ótima opção para quem quer estar perto das praias da região e curtir trilhas. Nota 8,6 no Booking. Faixa de preço: R$ 400 (a diária).

Por sua vez, o Américas Barra Hotel tem 7,8 no Booking e parece bem confortável e aconchegante. A diária fica em torno de R$ 250. Já o Ramada by Wyndham Rio de Janeiro Recreio tem quartos mais simples, mas bonitinhos. Localizado dentro do Recreio Shopping, tem variedade de restaurantes e opções de lazer. Tem nota 8,4 no Booking e a diária fica na faixa de R$ 150.

Barra de Guaratiba

A Pousada do Sergio tem algumas suítes com vista para o mar da Barra de Guaratiba, mas é uma hospedagem mais simples. Com nota 8,6 no Booking, esta pousada tem diárias na faixa de R$ 180. Já o Marambaia Café Hotel fica em uma praia reservada em Barra de Guaratiba. Tem nota 8,8 no Booking e diária em torno de R$ 150.

Com uma super vista para a Restinga do Marambaia, onde dá para praticar stand up paddle, o hotel Le Relais de Marambaia é uma dica da minha prima Wildia. Até da piscina e do spa tem vista! Tudo lindo e elegante. Nota 8,6 no Booking.

Onde comer na Barra da Tijuca

Aqui estão, de bandeja, algumas opções de onde comer na Barra da Tijuca. Você pode conferir outras no nosso super post sobre onde comer no Rio de Janeiro.

Gula Gula

Especializado em comidinhas leves. As massas são deliciosas.

Endereços: Avenida Ayrton Senna, 3.000 (Via Parque Shopping) // Avenida das Américas, 7.777, loja 331/332 (Rio Design Barra) // Avenida das Américas, 4.666, loja 106 P43 (Barra Shopping). No site tem um mapinha com todas as unidades, são várias no Rio.

Madero

Uma das hamburguerias mais gostosas da cidade é o Madero. Peça com a batatinha de acompanhamento.

Endereço: Avenida das Américas, 3.900, Barra da Tijuca (VillageMall).

Manekineko

Não podia faltar um japonês nessa lista, não é mesmo?! O rodízio conta com mais de 80 itens. É gostoso, fresquinho e possui ótimo atendimento.

Endereço: Avenida Ayrton Senna, 2.150, Barra da Tijuca.

Bar do Cícero

O Bar do Cícero é um dos restaurantes mais famosos da Ilha da Gigóia, um pedacinho escondido da Barra que é bem pitoresco. Especializado em peixes, o ambiente é bastante caseiro e simples, mas oferece uma linda vista para a Lagoa de Marapendi. Só é possível chegar de barco na Ilha, que sai um atrás do outro e o ponto é bem perto do metrô do Jardim Oceânico. Da última vez que fui, a passagem custava R$ 2.

Endereço: Ilha Primeira, Estrada da Barra da Tijuca, 793, Barra da Tijuca.

ilha da gigoia o que fazer na barra da tijuca

Ilha da Gigóia. Foto: Marcelle Ribeiro.

Transporte na Barra da Tijuca

Não importa muito o que fazer na Barra da Tijuca, para passear pelo bairro o melhor transporte é o carro. Sem dúvidas! Isso porque a distância entre os pontos turísticos e estabelecimentos comerciais são grandes. Além disso, também existem lugares que o acesso só é possível com carro. Eu sempre alugo pela Rentcars, porque eu comparo preços de várias locadoras ao mesmo tempo e consigo ótimas tarifas.

Contudo, caso você não queira alugar um automóvel ou ficar dependente de Uber, as outras opções de transporte também são boas.

Se você estiver hospedado na Zona Sul, você pode estar se perguntando como ir de Copacabana a Barra da Tijuca ou como ir de Botafogo para Barra da Tijuca, por exemplo. A resposta é simples: de metrô!

A Linha 4 do Metrô Rio, que vai até a Barra da Tijuca, é novinha (foi inaugurada em 2016) e funciona muito bem. Esta linha tem cinco estações, mas ela se conecta a outras linhas de metrô da cidade, de modo que dá para ir da Barra de Tijuca de várias partes da cidade. O preço da passagem é R$ 4,60.

O ponto negativo é que o metrô só vai até o início da Barra, então provavelmente você terá de pegar um BRT caso queira ir até o Recreio, por exemplo. O BRT é um sistema de transporte coletivo muito utilizado pelos cariocas. Parece um ônibus, só que é bem maior e mais rápido, já que possui uma pista exclusiva para sua locomoção. Uma das saídas do metrô (acesso C) já é integrada ao BRT. A passagem desses dois transportes é R$ 6,80.

A Barra da Tijuca também oferece algumas linhas de ônibus regulares. Mas não recomendamos o uso deles, já que estão bastante desgastados.

O que fazer na Barra da Tijuca – Roteiros para 1 a 5 dias

Agora que você já sabe todas as opções de o que fazer na Barra da Tijuca, vou deixar algumas sugestões de como montar um roteiro. Separei em dias de acordo com a proximidade das atrações, pois esta região é bem grande.

  • Em 1 dia dá para fazer a Trilha da Pedra Bonita e ir Praia da Barra da Tijuca.
  • Outra sugestão de 1 dia de passeios é: Praia da Barra + Bosque do Marapendi + Almoço na Ilha da Gigóia.
  • Também em 1 dia você pode fazer a trilha da Pedra do Telégrafo + Praias selvagens + Almoço em Guaratiba.
  • Em 1 dia você conhece o Parque Natural da Prainha + Prainha + Mirante do Pontal + Almoço no Recreio.
  • Em 1 dia dá para ir à praia de Grumari + Sítio Burle Max + Almoço em Guaratiba.
o que fazer na barra da tijuca pedra do telégrafo

Paisagem da Pedra do Telégrafo. Foto: Marcelle Ribeiro

O que fazer na Barra da Tijuca – Conclusão

Ficar hospedado na Barra da Tijuca é ver o Rio de Janeiro sob uma outra perspectiva. Pra você que já conheceu as principais atrações turísticas da Zona Sul e Centro e quer ver algo diferente, vale a pena ter essa experiência!

E você? Tem mais dicas de o que fazer na Barra da Tijuca? Deixe aqui nos comentários!

Leia mais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *