Passeio em São Paulo: Centro de Memória do Circo

postado por Marcelle Ribeiro e publicado em 12/01/2014 - Atualizado em: 17/02/2016
Compartilhar este artigo:

Um passeio que te leva de volta à infância e que é super gostoso de fazer em São Paulo é a visita ao Centro de Memória do Circo, no centro da cidade. Muita gente não conhece esse espaço, que não é grande, e fica meio “escondido” em duas salas no prédio onde funciona a secretaria de Cultura. Mas vale a pena, pois ele te leva para outro universo, o universo mágico dos malabaristas, equilibristas e, claro, dos palhaços!

Centro de Memória do Circo. Foto: Marcelle Ribeiro

Centro de Memória do Circo. Foto: Marcelle Ribeiro

A sala maior do centro cultural fica no mezanino da Galeria Olido, no prédio número 473 da Avenida São João. Você vai ver uma portaria e basta dizer que vai ao Centro de Memória que eles vão te apontar as escadas. Lá em cima, você vai poder ler em painéis a história dos principais circos e artistas circenses do Brasil, como os palhaços Carequinha, do Rio (famoso pelo bordão “Tá certo ou não tá?) e Bahiano (que, diz a lenda, foi um palhaço-músico e teria sido o primeiro brasileiro a gravar uma música), do faquir Silki (que bateu recorde de dias sem comer) e de circos como o Garcia e Nerino, que marcaram época.

Centro de Memória do Circo. Foto: Marcelle Ribeiro

Centro de Memória do Circo. Foto: Marcelle Ribeiro

20130919_131907

Centro de Memória do Circo. Foto: Marcelle Ribeiro

Espalhados pelo espaço e também por trás de uma cortina, o visitante descobre roupas, sapatos e acessórios usados por palhaços, bailarinas e outros personagens do circo brasileiro, todas doadas pelas famílias deles.

Procurando hotel? O Booking tem opções para todos os bolsos. Reserve por esse link, que tem o meu código, e ajude o blog.
Roupa de palhaço no Centro de Memória do Circo. Foto: Marcelle Ribeiro

Roupa de palhaço no Centro de Memória do Circo. Foto: Marcelle Ribeiro

Um vídeo mostra números artísticos e um outro painel fala da cronologia do circo, desde o surgimento dele no mundo (com os números de equilíbrio de militares em cima de cavalos que giravam em círculos) até a chegada dele no Brasil e de suas mudanças. Sabia que o circo foi super importante para artistas modernistas brasileiros? Pois é, essas e outras eu descobri numa visita ao local.

No meio dessa sala no mezanino, uma enorme maquete atrai o olhar: lá está o processo de montagem do circo, desde a instalação da lona até as apresentações nas ruas feitas para chamar ao público para os espetáculos. Tem também miniaturas de bonecos se pendurando em hastes e fazendo equilibrismo.

No cantinho da sala, uma corda colocada no piso, com uma foto aérea enorme da rua colada no chão faz o visitante querer brincar de se equilibrar, como se estivesse tentando percorrer o trajeto entre prédios com os pés em cima da corda.

Pensando em alugar um carro? Compare em mais de 100 locadoras com a Rentcars! Pague parcelado em até 12X!
Eu tentando me equilibrar na corda. Foto: Guilherme Calil

Eu tentando me equilibrar na corda. Foto: Guilherme Calil

Nesta sala há ainda alguns banquinhos usados para acomodar os grupos de estudantes que visitam o local, que ganham pipoca e assistem a vídeos quando vão lá.

Centro de Memória do Circo. Foto: Marcelle Ribeiro

Centro de Memória do Circo. Foto: Marcelle Ribeiro

Para conhecer a outra sala do Centro de Memória do Circo, desça as escadas do mezanino e continue na galeria do prédio. Pertinho da outra saída da galeria, você verá uma sala pequena, com uma grande maquete de um circo montada no centro. É a obra do mestre Maranhão, que por anos se dedicou a ela. Ex-dono de circo, ex-artista e ex-professor de artes circenses, ele fez a maquete com o cuidado de colocar os assentos e de retratar vários equipamentos utilizados para o espetáculo. Impossível não lembrar da infância.

Veja o índice de posts sobre São Paulo

 

Centro de Memória do Circo. Foto: Marcelle Ribeiro

Centro de Memória do Circo. Foto: Marcelle Ribeiro

Centro de Memória do Circo

http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/patrimonio_historico/memoria_do_circo/

Endereço: Avenida São João, 473, Galeria Olido, Centro de São Paulo.

Horário de funcionamento: Segunda a sexta, das 10h às 20h e sábados, domingos e feriados, das 13h às 20h. Não abre às terças.

Preço: Grátis.

Reserve sua hospedagem em São Paulo pelo Booking clicando aqui e ajude o blog a ganhar uma pequena comissão sem pagar nada a mais! (saiba como funciona essa parceria aqui)

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

Compartilhar este artigo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *