Sul da Itália – Pompéia e Nápoles

postado por Marcelle Ribeiro em 19/05/2011 - Atualizado em: 08/02/2019
Compartilhar este artigo:

Resolvi escrever logo, para matar a curiosidade da família, como foi a nossa última semana na Itália. Vou deixar para ampliar o post sobre a Toscana depois e vou agora lembrar os nossos dias no Sul da Itália.

A chegada ao Sul da Itália foi inspirada num roteiro do blogueiro Ricardo Freire, mas o primeiro dia foi mais punk do que eu pensava. No dia 12 de maio, pegamos um trem rápido que saiu de Florença (na região da Toscana) às 7h e chegou em Nápoles Central (no Sul) às 10h. Para ter mais tempo para curtir a região, resolvemos deixar as malas no aeroporto de Nápoles (o depósito de bagagens fica perto da plataforma 5). Na mesma estação de Nápoles, pegamos o trem (detonado, da empresa Circumvesuviana) para Pompéia, depois de comprar um bilhete que nos deu direito a circular em Nápoles e Pompéia, de trem e metrô, por todo o dia (o bilhete se chama Biglieto Giornaliero U3 e custou 8,40 euros por pessoa).

Depois de 40 minutos chacoalhando no trem, saltamos na estação Pompéia Scavi – Vila dei Misteri. Já era meio-dia. Comemos um biscoito, compramos ingressos no Sítio Arqueológico de Pompéia (11 euros cada), alugamos dois audioguias (indispensáveis – 5 euros cada) e lá fomos nós, ver o que sobrou da cidade que foi soterrada pela lama vulcânica e cinzas do Vesúvio em 79 (isso mesmo, há quase 2 mil anos). Só que estava fazendo um sol e um calor absurdos e andar ali não é moleza. Comemos pó várias vezes, e nem com o mapa que nos deram a gente conseguiu se entender 100%.

Procurando hotel? O Booking  tem opções para todos os bolsos. Reserve por  esse link, que tem o meu código, e ajude o blog.

Mas valeu a pena o sacrifício e o cansaço. Vimos os corpos petrificados (ao lado do Fórum e na casa 56), o Fórum, os antigos restaurantes, a Casa do Fauno (uma casa de nobres), os teatros, e, um dos lugares mais legais, o Lupanário (um dos bordéis da cidade, com direito a cama de pedra e desenhos de posições eróticas). Passamos 3 horas andando por lá. Vimos também o vulcão Vesúvio, que, de lá, nem parece um vulcão, parece um morro qualquer.

Corpos em Pompéia após a erupção. Foto: Marcelle Ribeiro.

Corpos em Pompéia após a erupção. Foto: Marcelle Ribeiro.

Além disso, estão no Museu Arqueológico de Nápoles esculturas enormes, em mármore, lindíssimas, como uma de Hércules, e a impressionante “O Touro Farnese”, retirada das Termas de Caracalla, em Roma.Lá mesmo, “almoçamos” um sanduba numa lanchonete e pegamos o trem de novo, desta vez para Nápoles, para ir ao Museu Nacional Arqueológico da cidade. O museu é muito interessante e vale a visita. Lá estão várias obras de arte encontradas nas escavações de Pompéia, inclusive as obras eróticas. Sabia que para eles o “pinto” era considerado um objeto de sorte? Eles faziam amuletos com o órgão masculino.

O Touro Farnese, no Museu de Nápoles. Foto: Marcelle Ribeiro

O Touro Farnese, no Museu de Nápoles. Foto: Marcelle Ribeiro

A roubada do dia foi andar em Nápoles à procura de uma pizzaria famosa e secular, a da Michelle, que apareceu no filme “Comer, rezar e amar” e foi indicada por blogs de viagem (fica na Via Cesare Sersale, 1/3 – angolo Via P. Colletta). Até então, apesar de a gente ter chegado de trem em Nápoles e ter ido ao Museu Arqueológico, nós nem tínhamos colocado a cara na rua de Nápoles, porque só ficamos pulando de estação de trem para estação de metrô. E para ir à tal pizzaria a gente teve que andar pelas ruas imundas de Nápoles. A cidade é horrível e caótica. Pilhas e pilhas de lixo por todos os lados, gente mal encarada. Eu já tinha ouvido falar da violência lá (onde a máfia ainda reina) e fiquei apavorada, apesar de nada ter acontecido com a gente.

Pensando em alugar um carro? Compare em mais de 100 locadoras com a Rentcars! Pague em reais, sem IOF e parcelado em até 12X!

O problema é que a gente se perdeu para chegar na pizzaria, que, no final das contas, tinha uma pizza bem mais ou menos, chicletenta, com molho e queijo meio aguados. E depois tivemos que andar de novo, até a estação Nápoles Central/Garibaldi, onde pegamos as malas no depósito de bagagem e um trem para Sorrento (tivemos que pagar um “complemento de passagem de trem”, para ir de Nápoles a Sorrento, que custou 2,10 euros por pessoa. O nome do bilhete é Extraurbano E3 – 100 minuti). Sorrento é um balneário italiano a uma hora de Nápoles onde ficamos hospedados. Nem precisa dizer que chegamos em Sorrento exaustos, né? E Gui, ainda por cima, estava com sinusite.

VEJA A LISTA COM TODOS OS POSTS SOBRE A ITÁLIA

 

Seguro saúde viagem internacional: escolha entre as melhores operadoras e pague com 5% de desconto! Atendimento 24h em português!
Compartilhar este artigo:
Publicado por Marcelle Ribeiro

Jornalista, baiana, mas há mais de 20 anos moradora do Rio de Janeiro. Nos seus mais de 30 anos de vida, já viajou sozinha e acompanhada. Casada com o Guilherme, petlover e viciada em pesquisar novos destinos.

Comentários

  1. Patricia
    20 out 2014

    Olá Marcelle!!
    Gostaria de tirar uma dúvida com vc: Meu marido e eu vamos estar no sul da Itália na 2a quinzena de maio/2015 e estaremos hospedados em Sorrento para conhecer Nápoles e Pompéia…é viável permanecer em Sorrento para conhecer a costa Amalfitana, ou irmos para Positano?? Estaremos de carro…Obrigada!

    • 21 out 2014

      Oi, Patrícia,
      Não apenas é viável como é super indicado. Sorrento é uma ótima base para conhecer as pequenas cidades da região da costa Amalfitana (incluindo aí Positano). Na verdade, Sorrento já fica na Costa Amalfitana.
      Abraço,
      Marcelle

  2. Adriana
    06 fev 2015

    Olá. Gostaria de saber se a estação central ferroviária de napoles, onde pego o trem para Roma, se intercomunica com os trens da circunvesuviana ( que vai para Pompeia). Pois pretendo sair de Capri pela manhã, chegando no Porto de Napoles, ir até a estação ferroviária, deixar as malas, e na própria estação pegar o trem para Pompeia. Retornar, no fim da tarde, pegar as malas na estação central e partir para Roma. Acha viável essa logística ? Abraços.

    • 10 fev 2015

      Olá, Adriana,
      Sim, a estação de trem onde você pega o trem para Roma é a mesma onde você pega trem para Pompeia. Você nem precisa sair da estação, apenas caminhará internamente, seguindo as placas.
      Eu se fosse você mandaria um email para o Sítio Arqueológico de Pompeia para saber se eles têm guarda-volumes para guardar suas malas. É que Pompeia fica entre Capri e Nápoles, entende? Se eles tiverem local para guardar malas, vale a pena você pegar um barco de Capri a Sorrento, em Sorrento pegar um trem da circunvesuviana até Pompeia, visitar o sítio arqueológico, e depois pegar um trem para Nápoles.
      Email: [email protected]
      Site de Pompeia: http://www.pompeiisites.org/index.jsp?idProgetto=2
      Abraço,

  3. Dagmilson
    06 abr 2015

    Ola, eu e minha esposa, chegaremos na Itália, vindo de Paris, onde nosso voo faz escala, pelo aeroporto de Napoles, de lá ir para a estação de Napoli Centrali, deixar nossa bagagem no guarda volumes, dar uma volta por Nápoles e no final da tarde pegar um trem para Roma, ficar 2 dias em Roma, voltar para Nápoles de trem(passagem já comprada) que vai chegar as 20:35, ai pegar um dos últimos trens da Circunvezuviana para Sorrento, ficar hospedado em Sorrento para conhecer a região(3 dias inteiros + meio dia), inclusive Capri. Eu pergunto: vai dar tempo para pegar este trem para Sorrento, já que a chegada em Nápoles vindo de Roma é 20:35? E para conhecer a região da Costa Almofitana, inclusive ir a Pompeia, quantos dias seria bom?
    Abraço

    • 06 abr 2015

      OI, Dagmilson,
      Cheque no site da empresa de trens que opera o trecho Nápoles-Sorrento os horários disponíveis para o dia em que você vai viajar. O nome da empresa, como citado no post, é a Circumvesiviana. O site é http://www.eavsrl.it/web/en
      O site está em inglês, mas alguns trechos estão em italiano.
      Se você fosse viajar hoje, por exemplo, poderia pegar o trem para Sorrento às 21h11 e 21h41.
      Você precisará de pelo menos 1 dia para fazer um bate-volta para Capri, 1 dia inteiro para conhecer Pompeia, e de 1 dia e meio a 2 dias para conhecer Ravello+ Amalfi + Positano + Sorrento. Em 3 dias e meio dá para fazer, mas para isso estude bem as opções de ônibus e horários, porque de transporte público as coisas podem ser mais demoradas, já que não tem ônibus a toda hora e o trem só vai até Sorrento. Veja mais dicas aqui:

      http://www.viciadaemviajar.com/costa-amalfitana-italia/#.VSKwnmeUPIU
      Abraço,

      Positano

  4. Carl
    16 jun 2016

    Vou pra Atenas de Nápoles e há limitação de bagagem no voo e por isso preciso deixar em algum guarda volume para não pagar o excedente porque é muito caro. SQual é o valor do guarda volume do aeroporto de Nápoles? Da pra guardar mala grande? Pode deixar a mala por 4 dias?

    • 05 jul 2016

      Oi, Carl,
      O guarda-volumes de Nápoles cabe mala grande sim. Acredito que pode deixar por 4 dias sim.
      Abraço,
      Marcelle

  5. airton
    10 jul 2016

    boa noite
    poderia me informar se e facil e util alugar carro em napoles para visistar pompeia e costa amalfi ??

    obrigado

    • 11 jul 2016

      Airton,
      Nápolis é uma cidade grande, uma das maiores da Itália. Com certeza há grandes locadoras lá. Eu não aluguei, porque optei por fazer todo a viagem de trem. Mas muita gente aluga.
      Abraço,
      Marcelle

  6. Sandra
    03 jun 2017

    Olá, ótimas informações aos viajantes que se aventuram pelo mundo afora. Parabéns!
    Eu e meu marido iremos para Napoli em julho, ficaremos apenas 91 dia pois nosso destino e a Sicilia.
    Será que pode nos indicar uma agência para alugarmos uma moto e darmos um giro na Costa Amalfitana? Precisaríamos retirar e devolver a moto no aeroporto de Napoli. Ficaremos uma noite em Vico Equense. Gratíssima!

    • 05 jun 2017

      Oi, Sandra, tudo bem?
      Não conheço locadora de motos na Itália. Mas se você quiser alugar um carro, te recomendo que entre no site da Rentcars, uma empresa que reúne as principais locadoras de veículos no mundo todo e faça uma cotação com eles: http://www.rentcars.com.br/?requestorid=133
      Abraço,
      Marcelle.

  7. Paulo
    29 out 2017

    Se você é brasileiro não vá à Pizzeria Trianon. Fomos muito mal atendidos e o garçom tratou nosso filho mal. Levantamos e fomos embora na hora e o dono foi sarcástico e disse: “Thank you very much! Bye bye.” Por isso o local estava vazio. Fomos à Pizzeria D’angeli e tivemos um excelente atendimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *