Trilhas no Rio de Janeiro: 11 lugares que você TEM que conhecer!

postado por Marcelle Ribeiroe publicado em 07/09/2020

Todo mundo sabe que a Cidade Maravilhosa vista lá do alto do Cristo Redentor ou do Pão de Açúcar é incrível. Mas já imaginou vê-la sob outra perspectiva? São mais de 200 trilhas no Rio de Janeiro, que vão desde a Zona Norte até a Zona Sul, e oferecem visuais tão deslumbrantes quanto aos dos principais cartões postais da cidade.

E se engana quem acha que pra fazê-las é preciso estar com o condicionamento físico em dia, viu? Afinal, tem várias trilhas no Rio de Janeiro para iniciantes, de nível leve, como também as mais difíceis. Inclusive, nós já fizemos algumas e adoramos a experiência! Por isso, nesse post, a gente te mostra as melhores trilhas do Rio de Janeiro, bem como as trilhas gratuitas no Rio de Janeiro. Não tem nem desculpa para não ir, hein? Confira abaixo!

É sempre bom lembrar…

Não custa lembrar que o ideal é fazer trilha com um sapato apropriado, seja um tênis ou uma botinha de trekking. A gente sempre recomenda o site da Amazon para acessórios de vários tipos, entre eles botinhas de trilha e calças legging. E como as trilhas do Rio de Janeiro são em sua maioria bem descampadas, é uma boa você ir de boné ou viseira.

Trilhas no Rio de Janeiro – Zona Oeste

1 – Pedra do Telégrafo

Certamente uma das trilhas no Rio de Janeiro mais famosas, que rendem fotos lindas e super criativas. Aliás, a paisagem e a pedra que simula uma ilusão de ótica são os principais fortes da trilha. A Pedra do Telégrafo fica em Barra de Guaratiba e faz parte do Parque Estadual da Pedra Branca. O trajeto até lá é tranquilo e seguro, mas o sinal do GPS na área é fraco e pode confundir.

Logo, a dica é colocar como destino a Rua Almirante Carlos Tinoco, bem próxima à entrada do parque e com local para estacionar, caso você vá de carro. E outra recomendação: como a trilha é gratuita, costuma ficar bem cheia aos fins de semana e feriados, principalmente. Chegue cedo para dar tempo de garantir os clicks e evitar filas. 😉

Está entre as trilhas no Rio de Janeiro de nível moderado. Possui algumas subidas íngremes, mas nada muito complicado. O percurso tem, aproximadamente, 2 km, e dura de 1h a 1h30 (só de ida). É bastante movimentada e sinalizada, portanto, não precisa de guia. No entanto, recomendamos ir com um grupo, porque apesar de o caminho ser seguro, ainda assim podem ocorrer acidentes.

No site Viator, parceira aqui do blog, tem um passeio de dia inteiro pra Pedra do Telégrafo com guia e transfer que ainda inclui uma parada na volta na deliciosa praia de Grumari e almoço por R$ 130 por pessoa. Dá para reservar online e ver a opinião de quem já fez.

Veja o post completo sobre a trilha para a Pedra do Telégrafo.

trilhas no rio de janeiro pedra do telegrafo pose

As fotos na Pedra do Telégrafo ficam muito legais! Foto: Marcelle Ribeiro

trilhas no rio de janeiro pedra do telegrafo

Aproveite para fotografar outros pontos da trilha do Telégrafo. Foto: Ticianne Ribeiro

2 – Mirante do Caeté

O Mirante do Caeté fica no Parque Natural Municipal da Prainha, na divisa entre os bairros do Recreio e de Grumari. É bom chegar cedo, porque você irá disputar as vagas para estacionar (que são bem limitadas) com a galera que está indo curtir a praia. E, apesar de estar localizada em uma reserva, a entrada é gratuita.

A trilha é de nível leve a moderado, com algumas subidinhas. O percurso dura em torno de 1h de subida e vale super a pena, pois lá do alto você terá uma vista privilegiada da Praia da Macumba, um dos points do bairro. É bem sinalizado e dá para fazer sozinho, sem auxílio de um guia. Só tome cuidado com as pedras, pois dependendo do clima elas podem estar mais escorregadias. E não deixe de dar uma esticadinha até a praia, para aquele delicioso banho de mar.

trilhas no rio de janeiro mirante do caeté

Visual lindo do Mirante do Caeté. Foto: Marcelle Ribeiro

3 – Mirante do Pontal

Tim Maia estava certíssimo quando dizia que “do Leme ao Pontal, não há nada igual”. O Mirante do Pontal (também conhecido como Mirante do Roncador) é uma prova disso! Ele fica no Recreio dos Bandeirantes, entre as Praias do Pontal e da Macumba, e é um local ainda pouco frequentado por cariocas e turistas. Apresenta uma bela vista, com bons spots para fotos!

Entre as trilhas no Rio de Janeiro que são gratuitas, esta é de nível leve e dura cerca de 30 min. Também dá para ir de carro, já que é fácil estacionar lá em cima. Não precisa de guia.

Trilhas no Rio de Janeiro – Zona Sul

4 – Trilha da Pedra Bonita

Sem dúvida alguma a Trilha da Pedra Bonita está no nosso top 3 de trilhas legais no Rio de Janeiro. Isso não só pela paisagem exuberante, como também porque possui outros pontos fortes, como a localização e o acesso fácil. Ela fica na Estrada das Canoas, em São Conrado, dentro do Parque Nacional da Tijuca. Vale a pena estacionar dentro do próprio parque ou pedir um Uber/táxi para te deixar logo no início da trilha. Assim você economiza a sola do tênis e suas perninhas. 😉

Apenas 1.257 metros te separam de um dos visuais mais lindos do Rio de Janeiro. Falando assim nem parece tanto, né? Pois pode ficar tranquilo! Essa trilha dura em torno de 2h, contabilizando ida e volta, e é de dificuldade moderada e é gratuita. Lá do alto você consegue ver desde a Lagoa Rodrigo de Freitas até a Lagoa Marapendi, na Barra da Tijuca, o que faz dela uma das melhores trilhas no Rio de Janeiro.

Além disso, costuma ser uma trilha bastante segura. Há um controle dos visitantes na entrada do parque. Por isso, não é preciso guia, mas o ideal é ir em grupo. No site Viator dá para reservar online um passeio que inclui transporte ida e volta saindo da estação do metrô da Barra, guia e fotos profissionais, por R$ 180 por pessoa.

Veja mais detalhes no post sobre a Trilha da Pedra Bonita.

trilhas no rio de janeiro pedra bonita

Vista para praias e lagoas da Trilha da Pedra Bonita. Foto: Marcelle Ribeiro

5 – Pedra da Gávea

Considerada a trilha mais difícil do Rio de Janeiro, a Pedra da Gávea não é para os fracos não! Até porque são quase 850 metros de altura e 3h de percurso, com direito até à escalada ou rapel! Por outro lado, também dizem que é uma das trilhas mais bonitas do Rio de Janeiro… Então, se você tem fôlego, com certeza vale a pena conferir esse ponto turístico! Ela fica entre os bairros de São Conrado e Barra da Tijuca.

Dá para chegar no alto de duas formas: por meio da Carrasqueira (o nome não muito convidativo representa bem o paredão de 30m para escalada) ou pelo Pico dos 4 (igualmente íngreme), onde fica o Mirante da Garganta do Céu, também bastante famoso.

Por esse motivo, não recomendamos fazer a trilha sem o auxílio de um guia. Afinal, eles possuem todos os truques e ferramentas para tornar a subida mais tranquila (é necessário equipamento de segurança!) e sabem de cor e salteado todos os melhores ângulos para as fotos.

Tirando isso, você pode ter certeza de que se deparará com uma paisagem é única da Cidade Maravilhosa, intensificada pela sensação de desafio superado. Ah, e quem não ficar satisfeito só com essa dose de adrenalina, pode se aventurar em um passeio de asa delta.

trilhas no rio de janeiro pedra da gávea

Pedra da Gávea, no Parque Nacional da Tijuca. Foto: Ricardo Zerrener (Riotur)

6 – Morro Dois Irmãos

O Morro Dois Irmãos já é lindo por si só visto de baixo, da Praia de Ipanema ou do Leblon. Agora imagine só o cenário de lá de cima. É simplesmente surreal, pois dá para ter uma visão completa da Lagoa Rodrigo de Freitas e das principais praias da cidade. E as belezas não param por aí: no percurso ainda tem dois mirantes, dos quais você pode ver a favela da Rocinha, uma das maiores do mundo, mas que lá do alto parece pequenininha.

O Morro Dois Irmãos fica na favela do Vidigal, o que pode trazer uma sensação de insegurança para os visitantes. Mas a Carol, que escreve aqui pro blog, diz que quanto à isso, você não precisa se preocupar. Ela fez esta trilha e recomenda que, logo na entrada, você pegue um mototáxi ou van até o início da trilha, para evitar qualquer contratempo.

E, caso você se sinta mais confortável, prefira fazer o passeio com um guia, que foi o que ela fez, apesar de não achar necessário, porque o caminho é bem sinalizado e seguro. No site Viator tem guia pra lá com comentários positivos de quem já foi.

Esta é mais uma das trilhas no Rio de Janeiro de dificuldade moderada e dura em torno de 1h30 (só de ida). Alguns pedaços são mais íngremes e escorregadios, principalmente se tiver chovido no dia anterior. Sendo assim, já separe um tênis confortável antiderrapante e umas luvinhas, caso precise usar as mãos de apoio na mata. Gratuito.

Vista panorâmica da cidade. Foto: Caroline Lima

trilhas no rio de janeiro morro dois irmãos rocinha

Vista da Rocinha do Morro Dois Irmãos. Foto: Caroline Lima

7 – Parque da Catacumba

Quem busca por trilhas na cidade do Rio de Janeiro vai adorar a do Parque da Catacumba, localizada na Lagoa Rodrigo de Freitas, perto do Corte do Cantagalo. Em aproximadamente 1h dá para subir, ver o visual, tirar fotos e voltar. Do alto do Mirante do Sacopã é possível ver a união entre os bairros de Ipanema, Leblon, Gávea, Jardim Botânico e a própria Lagoa. Muito lindo!

É uma trilha recomendada para toda a família, de nível médio e gratuita. A criançada vai gostar mesmo é das atividades como tirolesa, arvorismo e rapel (pagas à parte). Por passar por uma área de floresta que está sendo regenerada, nossa única recomendação é ir com roupas e calçados confortáveis, visto que o caminho tem muitas raízes, onde você pode tropeçar. E não esqueça do repelente, viu?! Não tem risco de se perder e não precisa de guia.

A trilha do Morro do Sacopã tem vistas lindas. Foto: Caio Ribeiro

8 – Forte do Leme

Já ouviu falar no Forte do Leme? Pois é! Essa é uma das trilhas para fazer no Rio de Janeiro pouco conhecidas, apesar de render belíssimos takes da Cidade Maravilhosa. De lá dá para ver o Bondinho do Pão-de-Açúcar, a Baía de Guanabara e também algumas praias da Zona Sul. Você passa dentro da Mata Atlântica, o que proporciona um passeio super agradável. É bastante fresquinha e cheia de animaizinhos ao entorno.

A trilha é de nível leve (apenas 800m) e segura, pois fica dentro de uma área militar. Dá pra fazê-la em aproximadamente 30 min. Logo, não precisa de guia. Possui entrada gratuita às terças-feiras e no restante dos dias custa apenas R$ 4 (a inteira). É uma das ótimas opções de trilhas no Rio de Janeiro para curtir com a família!

Saiba mais no post sobre a trilha do Forte do Leme.

trilhas no rio de janeiro forte do leme

Forte do Leme: opção de trilha mais acessível. Foto: Marcelle Ribeiro

9 – Cachoeira do Chuveiro

Tem opção de trilhas no Rio de Janeiro com cachoeira para quem não dispensa um mergulho depois de suar. A Cachoeira do Chuveiro (famosa Cachoeira do Horto) fica no Jardim Botânico, no Parque Nacional da Tijuca. É bem bonita, mas fica cheia sobretudo aos finais de semana (não se você chegar cedo, claro). No caminho também tem uma queda d’água menor e mais escondida, chamada Cachoeira do Quebra, onde já dá para se refrescar. Em volta há pedras em que você pode se esticar e tomar um solzinho (a partir das 11h, quando o sol bate ali).

A trilha é considerada leve, apesar de ter galhos no caminho (atenção para não tropeçar!) e uns pedaços mais complicados. Tem um momento que inclusive pode dar um nervosinho, em que você precisa segurar em uma corrente para passar por uma rocha lisa. São apenas 20 minutos de caminhada. É segura, sem riscos de assaltos ou ter como se perder lá dentro.

trilhas no rio de janeiro cachoeira do chuveiro

Cachoeira do Chuveiro, no Rio. Foto: Marcelle Ribeiro

10 – Trilha Morro da Urca

O Morro da Urca é, sem dúvidas, um dos principais cartões postais da cidade. Entretanto, um passeio turístico para conhecer o Pão de Açúcar pode ser um pouco caro. Então, para quem deseja um visual de tirar o fôlego (literalmente!) e sem gastar nada, uma boa opção é fazer a Trilha do Morro da Urca, que está entre as nossas preferidas quando falamos de trilhas no Rio de Janeiro.

Ela liga a Praia Vermelha até a estação do bondinho. Garantimos que a experiência é incrível e a vista é tão maravilhosa quanto, pois lá de cima dá para ver a Praia de Botafogo (e seus barquinhos), o Centro da Cidade e até Niterói.

De nível leve a moderado, a trilha dura em torno de 40 min. Embora seja subida em boa parte do tempo, o percurso conta com escadas em alguns trechos, o que facilita bastante. Além disso, por ser uma área turística, é bastante fiscalizado e seguro. Entretanto, recomendamos sempre que vá com um grupo, pois apesar de tranquila, pode ser escorregadia dependendo do clima, o que pode causar acidentes.

Saiba mais no post sobre a Trilha Morro da Urca.

trilhas no rio de janeiro morro da urca

Visão privilegiada do Rio da Trilha do Morro da Urca. Foto: Marcelle Ribeiro

Trilhas no Rio de Janeiro – Zona Norte

11 – Pico da Tijuca

Não importa se você é trilheiro raiz ou se você nunca fez alguma trilha sequer: com certeza você já ouviu falar na Floresta da Tijuca! Isso mesmo! A maior floresta urbana do mundo fica aqui no Rio de Janeiro, localizada no bairro do Alto da Boa Vista. E não só isso. O Parque Nacional da Tijuca não só serve de entrada para diversos pontos turísticos, como o Corcovado, como também abriga várias trilhas legais, sendo uma delas o Pico da Tijuca.

De grau moderado, a trilha do Pico da Tijuca demora cerca de 1h30 para ser feita. Do alto é possível ver a Mata Atlântica em meio às construções, as Pedras da Gávea e Bonita, e os estádios do Maracanã e Engenhão. Ideal para quem quer fugir um pouco do eixo Zona Sul. O percurso é bem sinalizado e não precisa de guia. Não se esqueça dos lanchinhos e da água!

Saiba mais no post sobre o Pico da Tijuca.

trilhas no rio de janeiro pico da tijuca

Vista de toda a cidade do Pico da Tijuca. Foto: Marcelle Ribeiro

Conclusão sobre as trilhas no Rio de Janeiro

Nós amamos trilhas e as da capital fluminense são incríveis! E você, tem mais dicas de trilhas no Rio de Janeiro? Conte pra gente!

Leia também: 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *