Cachoeira, pinturas rupestres e vista do alto da Chapada Diamantina

postado por Marcelle Ribeiro e atualizado em: 12/11/2017
Compartilhar este artigo:

No domingo, nosso segundo dia na Chapada Diamantina, na Bahia (veja aqui como foi o primeiro), fizemos um passeio na Cachoeira dos Mosquitos, lindaaaaa. Levamos cerca de 1h de carro, saindo de Lençóis, para chegar lá, com um trecho de estrada de terra considerável. Depois de uma trilha de nível de dificuldade médio (pelo menos foi assim que pareceu para mim, que não tô acostumada a exercício físico), com muitas escadas naturais, de pedras. A trilha tem 1,5 km para ir e o mesmo tanto para voltar. Mas valeu a pena, porque a cachoeira é lindaaaa. E ainda conseguimos ficar embaixo da queda d’água, que tem 50 m. A água é gelada, claro, mas gostosa. A cachoeira se chama “dos Mosquitos” não porque tenha muitos mosquitos lá, mas porque “mosquito” é o nome que se dá aos diamantes pequenininhos, que encontraram nessa região.

Cachoeira dos Mosquitos. Foto: Marcelle Ribeiro

Cachoeira dos Mosquitos. Foto: Marcelle Ribeiro

Após mais uma trilha, conseguimos ver a cachoeira de cima. Dá um medinho de altura, mas deitamos na pedra e ficamos admirando a queda d’água.

DSCN0478

A cachoeira dos Mosquitos vista do alto. Foto: Marcelle Ribeiro

Mais uma andadinha curta e fomos tomar banho nas “piscinas” que se formam antes da cachoeira.

Procurando hotel? O Booking tem opções para todos os bolsos. Reserve por esse link, que tem o meu código, e ajude o blog.
As piscinas no alto da cachoeira dos Mosquitos. Foto: Marcelle Ribeiro

As piscinas no alto da cachoeira dos Mosquitos. Foto: Marcelle Ribeiro

A entrada na Cachoeira dos Mosquitos custa R$ 10 por pessoa.

Depois, pernas para que te quero. Mais trilha, claro!!! O guia pegou o carro e dirigiu até a Fazenda dos Impossíveis, ali pertinho, onde nós almoçamos. A fazenda é beeeem simples, mas a comida (feijão, arroz, salada, carne do sol, entre outras coisas) tava gostosa.

Daí pegamos mais estrada de terra e fomos ao Sítio Arqueológico Serra das Paridas (entrada: R$ 15 por pessoa). Lá, vimos pinturas rupestres, que teriam sido feitas há cerca de 8 mil anos atrás, em rochas. É legal, tem imagens que parecem de pessoas, animais, e deu para ver em pouco tempo. É que eu e minha mãe estávamos loucas para ir ao Morro do Pai Inácio, que não tínhamos conseguido ver no dia anterior, por causa do tempo ruim. E para subir no Morro do Pai Inácio (entrada gratuita, mas sugere-se o pagamento de R$ 2), teríamos que chegar lá até às 17h, porque depois os turistas não podem subir.

DESCONTO DE 5% no Esquenta Black Friday para aluguel de carro na Rentcars, com o cupom NOVEMBER. Vale até 30/11, com retirada do carro até 31/12! Compare preços de várias locadoras!

O guia dirigiu rapidinho e chegamos uns 5 minutos atrasados, mas fomos autorizados a subir. A gente já tinha andado bastante durante o dia, e subir o Pai Inácio com uma certa pressa (porque a gente queria ver o pôr-do-sol lá) fez a gente cansar mais. Foram uns 20 minutos subindo escadas de pedras, mas o visual de lá compensa tudo! A vista é incrível, você vê todos os morros da Chapada. E o guia ainda conta a lenda do Pai Inácio (que eu não vou contar aqui, para não perder a graça). E deu para ver o pôr-do-sol!!! Ou seja, saldo do dia: pernas e joelhos cansados, mas admirada com a beleza da Chapada!

Pinturas rupestres no Sítio Arqueológico das Paridas. Foto: Marcelle Ribeiro

Pinturas rupestres no Sítio Arqueológico das Paridas. Foto: Marcelle Ribeiro

DSCN0546

Visual do alto do Morro do Pai Inácio. Foto: Marcelle Ribeiro

DSCN0557

Pôr-do-sol do alto do Morro do Pai Inácio. Foto: Marcelle Ribeiro

VEJA A LISTA COMPLETA DE POSTS SOBRE A CHAPADA DIAMANTINA

Reserve sua hospedagem na Chapada Diamantina pelo Booking clicando aqui e ajude o blog a ganhar uma pequena comissão sem pagar nada a mais! (saiba como funciona essa parceria aqui)

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

Compartilhar este artigo:

Comentários

  1. Flavia
    23 out 2013

    Marcelle, obrigada por postar suas experiências nesse blog encantador! Suas dicas estão me ajudando imensamente a planejar a viagem p Chapada. Luz e alegria em seus caminhos sempre!! Que vc tenha muita saúde e disposição p viajar por muitos lugares, e nos ajudar c tantas dicas incríveis! Abs’

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *