Chapada Diamantina de carro próprio: algumas dicas

postado por Marcelle Ribeiro em 05/05/2012 - Atualizado em: 06/11/2017
Compartilhar este artigo:

Eu e minha família no Morro do Pai Inácio, na Chapada Diamantina.

Se você vai à Chapada Diamantina, na Bahia, de carro próprio, o planejamento da viagem é diferente. No último carnaval, fui para Lençóis novamente, menos de um ano após a minha primeira visita à cidade, mas desta vez fui de carro com a família. Por isso, resolvi resumir aqui as dicas para quem vai de carro para lá e quer fazer os passeios mais próximos à cidade.

Como fazer para ir de Salvador para Lençóis de carro? – É uma viagem meio demorada, são 420 Km, mas leva menos tempo que ir de ônibus. Mas o tempo estimado varia, porque depende das condições da estrada. Na sexta-feira véspera de carnaval, levamos quase 7h para fazer o trajeto Lençóis- Salvador, mas leve em consideração que a estrada estava movimentada, que paramos por 1h para almoçar e que houve um acidente já bem perto de Lençóis, que causou a interdição de uma ponte e nos fez ficar completamente parados por quase 1h.

Saímos de Salvador e pegamos a rodovia BR 324 para a cidade de Feira de Santana. A distância entre as duas cidades é de 106 Km. No anel rodoviário de Feira de Santana, contornamos a cidade e pegamos a saída do Anel no sentido Rio de Janeiro. Andamos 8 quilômetros, e pegamos a saída em direção a Ipirá. A distância entre Feira de Santana e Ipirá é de 100 km. Chegando em Ipirá, logo após o posto de gasolina que fica na entrada da cidade, dobramos à esquerda para pegar a rodovia que liga Ipirá à cidade de Itaberaba, que é a BA 488. A distância entre Ipirá e Itaberaba é de cerca de 70 km.

Aproveitamos para almoçar em Itaberaba, na churrascaria Monte Castelo, que fica no trevo que dá acesso à cidade. É um comida a quilo gostoso e amplo.

Depois de almoçar, seguimos para Lençóis pela BR 242 (que vai para Brasília). Dirigimos por 147 km por essa rodovia até vermos o acesso a Lençóis, à esquerda. Foram mais 12 km de estrada em rodovia estadual até Lençóis.

Você também pode optar por ir de Salvador até Feira de Santana e seguir pela BR 116 até o entroncamento com a BR 242, mas o tráfego é mais pesado, cheio de caminhões.

 

As estradas para os passeios na Chapada são ruins? – Dependendo do lugar que você vai visitar, você não pode ter dó do seu carro. Sim, ele vai comer poeira e sacolejar pacas. Para fazer o passeio Ribeirão do Meio, poços do Serrano, Areias Coloridas, Cachoeirinha e Cachoeira da Pimavera , seu carro quase não vai ser necessário, porque as trilhas começam dentro da cidade de Lençóis. Para ir à Cachoeira dos Mosquitos, seu carro vai pegar uma estrada bem ruinzinha, e se tiver chovendo, pior ainda. Vai sacolejar, prepare-se. Numa das vezes que eu fui lá, o carro atolou. Na outra, quase não subiu uma ladeira. Para fazer o passeio Gruta Azul, Gruta da Pratinha, Gruta da Lapa Doce e Poço do Diabo , você vai andar um bom pedaço no asfalto, e o pedaço de terra é mais tranquilo. Para conhecer Poços Azul e Encantado, a maior parte da estrada é asfaltada, sem grandes perrengues. Para ir à Cachoeira do Buracão, seu carro vai cansar bastante: além da estrada asfaltada, tem 1h de estrada de terra horrível! Para ir à cachoeirinha do Pai Inácio, você vai pegar asfalto em 99% do trecho, é tranquilo.

Tem posto de gasolina em Lençóis? – Tem, mas é um posto com 1 ou 2 bombas, tão pequeno que você pode passar sem notá-lo. E é de uma bandeira completamente desconhecida. Prefira abastecer antes de chegar a Lençóis. A uns 30 km da cidade, tem um posto de bandeira conhecida.

Vou de carro. Preciso contratar um guia para fazer os passeios? – Um guia é necessário em 80% dos passeios. Não, não tem nenhuma autoridade cobrando a presença dos guias na maioria dos locais de passeio (a não ser no Buracão). Mas é mais seguro. Eles sabem os caminhos, sabem onde você deve colocar o pé, sabem a melhor hora para conhecer as grutas, sabem reconhecer se a cachoeira ou o volume do rio está perigoso, e até te ajudam na hora de descer o escorrega natural. Além disso, lembre-se que Lençóis fica no meio da Bahia, longe de hospitais bons. Um guia normalmente conhece outros vários guias, sabe o telefone de um monte de gente e se acontecer algum acidente com você, é bem melhor estar com uma pessoa que conhece tudo ao seu redor (e que vai te ajudar até você achar um médico) que estar sozinho, né?

Para chegar ao Ribeirão do Meio, você não precisa de guia. Pergunte na sua pousada como você faz para ir até lá, mas é fácil, porque a trilha começa dentro da cidade. E a trilha é quase toda plana, larga e sempre tem gente vendendo água no início e no meio dela. É para o Ribeirão do Meio que os moradores de Lençóis vão quando têm uma folguinha. Mas se você for com um guia, ele vai te ajudar e dar apoio moral caso bata um medinho de descer no escorrega.

Chegar aos Poços do Serrano também não é difícil, pois a trilha também começa dentro da cidade. Tá no início da trilha? Siga um tubo grande de água, aparente, até chegar aos Poços do Serrano. Não tem erro. Mas se você estiver com um guia, ele vai te levar para a Cachoeirinha e para a Cachoeira da Primavera, que são ali perto. Não sei explicar como chegar lá sozinho, apesar de já ter ido lá duas vezes.

Para ir à Gruta da Pratinha, dá para ir de carro, a estrada é boa, e o guia não é necessário lá. A Pratinha é um balneário, você não faz trilhas lá, apenas toma banho numa água azul linda, desce de tirolesa (com os funcionários do balneário) e faz snorkel dentro de uma gruta (com os funcionários do balneário).

Para ir à Cachoeirinha do Pai Inácio você também não precisa de guia. Siga as placas para “Orquidário do Pai Inácio” e estacione o carro. Ande na trilha aberta, bem larga, que começa com chão de pedras e depois vira terra. Você vai chegar à Cachoeirinha do Pai Inácio sem dificuldade, depois de uns 30 minutos andando.

Nos demais passeios listados neste post http://www.viciadaemviajar.com/tudo-que-voce-precisa-saber-sobre-a-chapada-diamantina/#.VZ8kB_lViko é importante ter um guia com você.

Mapa da Chapada Diamantina – O melhor mapa da Chapada Diamantina que encontrei até hoje, que dá uma noção de onde são as atrações turísticas próximas às cidades/regiões de Lençóis, Mucugê, Ibicoara, Palmeiras, Tanquinho, Iraquara, Vale do Andarí, Guiné e Igatu, é este aqui (calma, ele demora para abrir mesmo):

http://voltaaoparque.com.br/mapa.pdf

Decidi ir de carro para a Chapada e contratar um guia local. Como faço? – Você pode procurar um guia na Associação dos Condutores de Visitantes de Lençóis (ACVL), mas quando tentei fazer isso, vi que ninguém atendia o telefone lá (que é (75) 3334-1425). Eu mandei email para agências de viagem de lá, que organizam passeios com o carro da agência, e descobri que várias delas conseguem um guia para ir no carro do turista. Diga que passeios você quer fazer, e eles te darão um preço. O guia costuma cobrar cerca de R$ 100 a R$ 120 por dia e ele pode guiar um grupo de até 5 pessoas por esse valor, pelo dia inteiro (das 8h às 17h). E você está livre para combinar com ele a ordem das cachoeiras e para sugerir alterações.

Eu indico o guias Diego (telefone: 75-9975-1845) e Robson Pereira dos Santos (email: [email protected] e telefones: 75 – 9974-4417 e 75-3334-1048). O Robson  tem até uma Doblô e pode levar seu grupo nela se for o caso. Os dois foram profissionais, cuidadosos e não são daquele tipo que fica puxando conversa o tempo todo. Se você quiser bater papo, eles conversam, mas se não, eles ficam na deles.

VEJA TODOS OS POSTS SOBRE A CHAPADA DIAMANTINA

Reserve sua hospedagem na Chapada Diamantina pelo Booking clicando aqui e ajude o blog a ganhar uma pequena comissão sem pagar nada a mais! (saiba como funciona essa parceria aqui)

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

Compartilhar este artigo:
Publicado por Marcelle Ribeiro

Jornalista, baiana, mas há mais de 20 anos moradora do Rio de Janeiro. Nos seus mais de 30 anos de vida, já viajou sozinha e acompanhada. Casada com o Guilherme, petlover e viciada em pesquisar novos destinos.

Comentários

  1. Thiana
    27 jan 2016

    Pessoal bom dia. Adorei as dicas e vão me ajudar bastante neste carnaval que vou a Lençois, eu só queria informações de onde se hospedar sabendo que tenho barraca e seria mais em conta acampar, estou com dificuldades pra encontrar.
    Ah e os telefones dos guias Diego e Robson não consigo falar, queria logo agendar um guia.
    Desde já obrigada.

  2. josivaldo nicolau
    07 abr 2016

    estou indo de salvador pra chapada diamantina e depois para o rio de janeiro, alguém pode me dizer qual a melhor cidade pra me hospedar.
    obrigado.

  3. Lenira
    25 maio 2016

    Muito boas as dicas. Obrigada.
    Acham que dá para irmos com meninos de 11 e 14 anos sem problemas?

  4. Daniel
    08 jun 2016

    Parabéns pelas dicas, muito útil.Gostaria de saber onde e quanto é alugar carro em Lençois?

    Obrigado

    • 09 jun 2016

      Oi, Daniel,
      Não vi locadoras de carros em Lençois. A cidade é bem pequena. Acho melhor você alugar em Salvador ou em outra cidade grande.
      Abraço, Marcelle.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *