Nova York: Um dia no MET e no Central Park

postado por Marcelle Ribeiro e atualizado em: 05/09/2019
Compartilhar este artigo:

Uma das minhas atrações preferidas em Nova York é o Central Park. No meio de tantos arranha-céus lindos e da loucura de uma das metrópoles mais agitadas do mundo, o Central Park é um lugar para parar e relaxar, sentar perto de um lago e apreciar o verde. E uma das maneiras mais bacanas de encaixar o Central Park no seu roteiro é visitando o parque no mesmo dia em que for ao Metropolitam Museum of Art (o MET), que fica praticamente dentro do Central Park.

Nós começamos o dia, que estava meio nublado, pelo MET. O museu é daqueles meio gigantes (são mais de 2 milhões de obras!), então o ideal é que você leia um pouco sobre ele antes, para saber que alas vai priorizar quando estiver lá. O meu marido é louco por coisas do Egito, armaduras, armas e etc. Então priorizamos as salas que tinham essas atrações. Além disso, levamos em conta também que já conhecemos muitos museus com peças gregas e italianas, que não estavam na nossa lista dos “top 10” para ver no MET.

O MET tem obras das Américas, da Europa, da África e do Oriente, de artistas como Rembrandt,  Velázquez, Monet, Cézanne, Renoir….Tem também peças chinesas, americanas e uma infinidade de coisas.

Procurando hotel? O Booking tem opções para todos os bolsos. Reserve por esse link, que tem o meu código, e ajude o blog.

Nas quase duas horas que estivemos lá, vimos muito da coleção egípcia, como o Templo de Dendur, que foi construído no século X.V. a.C e dado de presente aos Estados Unidos pelo governo egípcio (os egípcios queriam agradecer aos americanos pela construção de uma usina hidrelétrica e o templo estava na área que seria alagada mesmo).

E o templo fica ao lado de uma parede envidraçada do MET, por onde dá para ver o Central Park. Muito legal.

DSCN5141

Templo de Dendur, no MET. Foto: Marcelle Ribeiro

DSCN5145

Metropolitan Museum of Art. Foto: Marcelle Ribeiro

DSCN5146

Metropolitan Museum of Art. Foto: Marcelle Ribeiro

Maridão no Metropolitan Museum of Art. Foto: Marcelle Ribeiro

Maridão no Metropolitan Museum of Art. Foto: Marcelle Ribeiro

DSCN5100

Eu no meu momento ‘Gossip Girl’ na escadaria do MET (rsrsrs). Foto: Guilherme Calil

Eu ainda aproveitei para ver uma exposição temporária que está rolando no MET, sobre moda e cultura punk. Adorei ver os vestidos de trapos e as roupas detonadas! Pena que não pode tirar foto…

DESCONTO DE 5% no Esquenta Black Friday para aluguel de carro na Rentcars, com o cupom NOVEMBER. Vale até 30/11, com retirada do carro até 31/12! Compare preços de várias locadoras!

Depois de ver as obras de arte, não deixe de ir ao terraço do MET para ver o Central Park do alto. Lá em cima tem banquinhos e uma lanchonete onde você pode comprar um café, sentar e apreciar o parque do alto.

O Central Park visto do terraço do MET. Foto: Marcelle Ribeiro

O Central Park visto do terraço do MET. Foto: Marcelle Ribeiro

Bateu uma fominha depois de sair do MET? Coma o delicioso cachorro-quente de um dos dois traillers que ficam em frente à porta do museu, de ex-combatentes de guerra americanos. Foram os melhores hot-dogs que comemos em NY. Dava para pedir simples, com molho chili (que é um molho à bolonhesa) ou com queijo. Eu fui de molho de queijo e não me arrependi!

Maridão atacando o cachorro-quente em frente ao MET. Foto: Marcelle Ribeiro

Maridão atacando o cachorro-quente em frente ao MET. Foto: Marcelle Ribeiro

Neste dia, depois de ir ao MET, nós passamos em Times Square para comprar ingressos para um show na Broadway e acabamos almoçando pela Times Square mesmo. Por isso, não sei dar dicas de restaurante para almoço perto do Central Park ou do MET. Só sei que o museu e o parque ficam num dos bairros mais nobres de Manhattan, o Upper East Side. Provavelmente restaurantes mais chiques devem predominar na região, então se você tiver boas dicas de lugar para almoçar por ali (de preferência de lugares acessíveis!), deixe seu comentário no post!

Black November até 21/11! Seguro saúde viagem internacional: escolha entre as melhores operadoras e pague com 15% de desconto com o cupom BLACK! Atendimento 24h em português!

À tarde, demos uma passada rápida no Museu de História Natural, que fica em frente ao Central Park, mas do lado oposto ao MET. A gente não curte muito museu de história natural (fomos num em Londres e percebemos que não é a nossa cara), então nem entramos mesmo nesse de NY. Mas dizem que para quem vai com crianças é imperdível, pois elas enlouquecem com todas aquelas ossadas de dinossauros. Nós fomos só na entrada, tiramos umas fotos com uns dinossauros que ficam no saguão e depois seguimos para o Central Park.

Esqueleto de dinossauro no Museu de História Natural. Foto: Marcelle Ribeiro

Esqueleto de dinossauro no Museu de História Natural. Foto: Marcelle Ribeiro

Entramos pelo Central Park pela entrada da 79 Street, a mais próxima do Museu de História Natural.

Antes de mais nada, você tem que saber que é impossível conhecer o Central Park inteiro num dia só. O parque é gigante, comprido (mais de 40 quadras levam a ele) e tem muitas áreas bacanas. Nós fomos aos lugares que nos pareceram mais interessantes, mas estivemos em duas ocasiões diferentes lá.

Passeio guiado de 1 dia e ingressos sem fila? Contrate aqui!

A nossa segunda visita foi a mais bacana e vou falar dela primeiro.

Como eu ia dizendo, entramos pelo Central Park pela entrada da 79 Street, a mais próxima do Museu de História Natural. Andamos em direção a uma área do parque chamada The Great Lawn, que é um grade campo onde o povo fica sentado relaxando. Nada demais, a não ser pelo fato de ali do lado ter uma barraquinha de waffle maravilhosa!!! Eu, que vinha sonhando com um bom waffle há meses, caí de boca, claro!!!

Depois, fomos andando pra ver o Belvedere Castle, de onde há uma vista linda do parque, e o lago Turtle Pond, que tem tartarugas. Vimos também outro lago grande, que eles chamam apenas “The Lake” e a  Bethesda Fountain. Em frente a essa fonte há o Bethesda Terrace, com ladrilhos coloridos lindos no teto, onde eu tive o meu segundo momento “Gossip Girl” do dia (é que o lugar aparece num dos últimos capítulos do seriado).

No caminho de volta, fomos ver o recanto chamado Strawberry Fields, que é dedicado à memória de John Lennon. O músico foi assassinado ali em frente, perto do prédio onde morava, o Dakota Building. O Strawberry Fields nada mais é que um parte da calçada com o nome “Imagine” escrito e com flores em volta.

DSCN5183

The Great Lawn, no Central Park. Foto: Marcelle Ribeiro

DSCN5223

Central Park. Foto: Marcelle Ribeiro

DSCN5238

Bethesda Fountain, no Central Park. Foto: Marcelle Ribeiro

DSCN5259

Maridão na Bethesda Fountain, no Central Park. Foto: Marcelle Ribeiro

DSCN5271

O teto maravilhoso do Bethesda Terrace, no Central Park. Foto: Marcelle Ribeiro

DSCN5276

Strawberry Fields, no Central Park. Foto: Marcelle Ribeiro

 

Até dia 30/11/19 tem 20% de desconto do chip internacional para celular. Saia do Brasil já com internet. Clique aqui e use o cupom NOVEMBER.

Depois de ver o Strawberry Fields, nós pegamos o metrô ali em frente, na 72nd Street, para ir embora.

No primeiro dia em que estivemos no Central Park, nós passamos numa área chamada “Sheep Meadow”, que é um grande gramado mais ao Sul do parque. Lá é bacana para tirar fotos com as árvores do parque e os arranha-céus de Nova York ao fundo. Foi legal também porque vimos uns esquilinhos fofos.

Central Park. Foto: Marcelle Ribeiro

Esquilo no Central Park. Foto: Marcelle Ribeiro

DSCN4984

Maridão na área “Sheep Meadow”, no Central Park. Foto: Marcelle Ribeiro

Se você estiver com crianças, dizem que o zoológico do Central Park também é bacana. Ah, e tem um parque de diversões e carrossel montados dentro do parque também.

 

The Metropolitam Museum of Art:

http://www.metmuseum.org/

Endereço: 1000 Fifth Avenue, com a E82 Street. Metrô números 4, 5 ou 6 para a estação 86th Street.

Horário de funcionamento: Aberto todos os dias. De domingo a quinta, abre das 10h às 17h30. Sextas e sábados, das 10h às 21h.

Preço: o museu é grátis, mas eles “sugerem” uma doação de US$ 25. Há uma polêmica em torno do MET, pois os americanos acusam o museu de não deixar claro que os US$ 25 são apenas uma sugestão de doação. Jornalistas (como eu) não pagam nada, basta apresentar o crachá e o passaporte no balcão de informação.

Museu de História Natural (American Museum of Natural History):

http://www.amnh.org/

Endereço: Avenida Central Park West, esquina com a W 79th Street. Metrô: B ou C para a estação 81th Street.

Horário de funcionamento: Abre todos os dias, das 10h às 17h45.

Preço: US$ 22 para adultos.

Central Park

http://www.centralparknyc.org

Preço: Grátis

Horário de funcionamento: Abre todos os dias, das 6h às 1h.

Endereços: Veja os endereços de entrada em http://www.centralparknyc.org/visit/

 

Leia também:

Compartilhar este artigo:

Comentários

  1. Maria Regina
    15 nov 2016

    Olá!
    Excelente a página, lindas as fotos.
    Eu gostaria de saber se podemos entrar no Met por dentro do Central Park. Obrigada.

    • 17 nov 2016

      Oi, Maria Regina.
      Acho que tem sim. O MET é beeem colado no Central Park, se não tiver entrada, você terá que andar apenas poucos metros.
      Abraço,
      Marcelle

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *