Roteiro em Belo Horizonte e Inhotim para 2, 3 ou 4 dias (pronto!)

postado por Marcelle Ribeiro e atualizado em: 08/01/2021

A capital de Minas Gerais tem passeios bacanas e as principais atrações podem ser conhecidas em um fim de semana. Por isso, reuni as minhas principais dicas para um roteiro por Belo Horizonte, incluindo, claro, museus bacanas e a Lagoa da Pampulha.

Já estive lá duas vezes, e em uma delas aproveitei para conhecer Inhotim, o museu de arte moderna mais bacana que já visitei. A cerca de 1h de carro de Belo Horizonte (63 km), Inhotim, que fica no município de Brumadinho, tem não apenas exposições bacanérrimas, mas também jardins e lagos maravilhosos.

Então, aproveitei para fazer uma lista do que considero imperdível em um roteiro por Belo Horizonte para 2, 3 e 4 dias. Além das atrações turísticas super bacanas, espero que você reserve um tempinho para conhecer os barzinhos descolados da capital dos bares e botecos.

Para saber mais detalhes das atrações que eu citei aqui (como preços e horários de funcionamento) vale a pena ler o post sobre o que fazer em BH.

Prefere guia na viagem para BH?

Pra quem prefere fazer uma viagem para Belo Horizonte com um guia explicando sobre as atrações e, em alguns casos, até transporte, a dica são esses passeios em BH.

O que fazer em belo horizonte no final de semana (2 dias)

Dia 1

Em primeiro lugar, sugiro que você conheça a Praça da Liberdade e o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB). Aliás, almoçar no café do CCBB é uma boa pedida.

Depois, faça uma visita o Memorial Minas Gerais – Vale, que traz as tradições mineiras de uma forma criativa e interativa. A seguir, outra parada no roteiro de Belo Horizonte é o Museu das Minas e do Metal – MM Gerdau. Aliás, os dois museus fazem parte do chamado Circuito Liberdade. Ou seja, um complexo de espaços culturais de BH, ao redor da Praça da Liberdade.

Por fim, aproveite o Mercado Municipal (porém, se for domingo comece por ele). O Mercado Central de Belo Horizonte tem comidinhas típicas e artesanato, sendo uma atração super tradicional para seu roteiro em Belo Horizonte.

roteiro belo horizonte praca liberdade

Praça da Liberdade, em BH. Foto: Marcelle Ribeiro.

Dia 2

Curta seu segundo dia do roteiro turístico em Belo Horizonte no Mirante do Mangabeiras, que proporciona uma visão panorâmica da cidade. O mirante funciona de terça-feira a domingo, das 9h às 20h, com entrada permitida até 19h30.

Depois, divirta-se com as atrações da Lagoa da Pampulha. A Igreja de São Francisco de Assis, às margens da lagoa e projetada por Oscar Niemeyer, não pode ficar de fora do seu roteiro em Belo Horizonte. Além disso, aproveite para ver os jardins projetados por Burle Marx em diferentes pontos da lagoa. A Casa do Baile é um ponto bacana para apreciar a vista da lagoa. Quando fomos, estava rolando também uma instalação de arte lá. Por fim, a gente viu o pôr do sol lá e amou!

roteiro belo horizonte igreja

A Igreja de São Francisco de Assis, na Lagoa da Pampulha. Foto: Ticianne Ribeiro.

Roteiro Belo Horizonte 3 dias

Esta foi a quantidade de dias que fiquei em uma das vezes em que estive por lá. A seguir, o meu roteiro de 3 dias em BH e Inhotim.

Dia 1 – BH

Comecei pelo Centro Cultural Banco do Brasil, onde vi uma exposição temporária sobre Kandinski e depois fui ao Memorial Minas Gerais – Vale e à Praça da Liberdade pela manhã.

Logo após almoçar ali pertinho, na Savassi, fomos de carro para a Lagoa da Pampulha, onde visitamos a igreja de São Francisco de Assis, obra de Oscar Niemeyer e Candido Portinari. Demos a volta de carro na Lagoa e paramos para tirar fotos na Casa do Baile e nos jardins de Burle Marx. À noite, fomos a um bar. (Veja mais detalhes dos nossos passeios em BH)

Vale dizer que alugamos carro no site Rentcars, como sempre fazemos. Ele compara preços de várias locadoras e dá pra reservar online.

roteiro belo horizonte memorial minas gerais

Memorial Minas Gerais – Vale. Foto: Marcelle Ribeiro.

Dia 2 – Inhotim

Você precisará de 2 dias para conhecer bem Inhotim(veja aqui a minha sugestão de roteiro para dois dias lá), pois os quadros e instalações ficam espalhados por uma área de 1 milhão de metros quadrados. E tem muita coisa legal! São mais de 20 galerias, com obras de 85 artistas.

roteiro belo horizonte inhotim

Jardim de Inhotim. Foto: Marcelle Ribeiro.

Acho que foi uma ótima ideia montar base em Belo Horizonte, conhecer a capital em um dia e fazer bate-volta pra Inhotim nos dias seguintes.

Fomos de carro alugado para Inhotim. Saímos não muito cedo e chegamos no museu por volta das 11h. Nos perdemos um pouco no caminho, apesar de estarmos usando Waze e mapas que a minha irmã imprimiu. Depois de 30 min de fila pra comprar o ingresso, finalmente começamos a ver os jardins lindíssimos e as obras de arte.

Ficamos lá até a hora de o museu fechar. Cerca de 1h30 de viagem de carro depois, chegamos em BH, tomamos um banho no albergue e fomos para outro bar de BH.

Leia também: Onde comer e beber em BH – 12 dicas imbatíveis

roteiro belo horizonte inhotim

Inhotim. Foto: Marcelle Ribeiro.

Dia 3 – Inhotim de novo

Acordamos mais cedo e fomos de carro para Inhotim, ver a outra parte do museu. Chegamos lá por volta das 10h. Nós preferimos dedicar 2 dias ao museu porque todos os blogueiros que passaram apenas 1 dia lá disseram que foi muuuuito corrido e que tiveram que escolher muito entre o que visitar.

Nos dois dias que tivemos lá andamos pelos jardins com calma, tirando fotos (você vai enlouquecer de tanto lugar bonito), comendo com calma e curtindo as instalações. Não precisamos comprar o tíquete de transporte interno (que é caro, R$ 30 por dia por pessoa, para fazer apenas alguns trechos).

Não somos experts em arte, nem ratas-de-museu. Mas eu e minha irmã adoramos instalações diferentes, interativas, artistas que fogem do comum e fotógrafos fora de série. E eu sou looouca por jardins, lagos e flores. E tudo isso é o que Inhotim tem de melhor! Se você é como nós, dedique 2 dias a Inhotim!

Como chegamos cedo em Inhotim, terminamos de ver o museu cedo, por volta das 15h. Voltamos de carro para BH, tomamos um banho, esticamos um pouco as pernas no albergue e por volta das 19h30 estávamos num café/bar com mesinhas na calçada da capital mineira, comendo pães de queijo recheados e ouvindo um grupo de jazz ao vivo. Delícia!

roteiro belo horizonte inhotim

Jardim de Inhotim. Foto: Marcelle Ribeiro.

roteiro belo horizonte inhotim

Inhotim. Foto: Marcelle Ribeiro.

roteiro belo horizonte inhotim

Inhotim. Foto: Marcelle Ribeiro.

Roteiro Belo Horizonte 4 dias

Se você for ficar 4 dias na capital mineira, sugiro que você faça um mix com as atrações de dois dias em BH mais dois dias em Inhotim. Para isso, veja os detalhes descritos nos roteiros acima.

Como se locomover

Se você vai fazer esse roteiro sozinho, é mais barato fazer todos os trajetos de ônibus, pois há ônibus executivo ligando o aeroporto de Confins a BH (nos dois sentidos) e BH a Inhotim. Mas esses ônibus executivos não são tão baratos.

Então, como estávamos em duas pessoas e conseguimos alugar o carro por cerca de R$ 250 (pegando no início da tarde de sexta e devolvendo na manhã de segunda), ficou mais barato do que se as duas fizessem toda a viagem de ônibus. Ainda mais por que para ir e voltar de bares, teríamos que pegar táxi. Isso mesmo considerando que a distância do nosso albergue, que era no bairro de Santa Teresa, até os bares da região de Savassi e Lourdes, não ser grande. Enfim, para alugar carro, eu uso e recomendo a RentCars.

Onde ficar para fazer o roteiro Belo Horizonte + Inhotim

Hospedagem em BH não é cara. Meu plano era ficar nos bairros mais bacanas de BH: Lourdes e Savassi, que são bonitos, arborizados, e têm muitos restaurantes e botecos, além de serem perto das principais atrações de BH. Mas os albergues da região não tinham mais vaga em quarto compartilhado feminino.

Nos hospedamos no Trem Azul Hostel, no bairro de Santa Tereza, em BH. O albergue é limpo, com café da manhã caprichado (pão, queijo, geleia, presunto, suco de verdade, café, leite, uma fruta e até bolo) e funcionários super simpáticos e atenciosos. É, na verdade, uma casa, que sofreu algumas adaptações.

O porém é que o bairro é pouquíssimo servido de ônibus. Tem estação do metrô pertinho, mas não me recomendaram pegar o metrô à noite, pois não é seguro. E o metrô de BH não leva a muitos lugares. A rua é super tranquila, até demais eu diria.

Não seria melhor a hospedagem em Brumadinho?

Nós preferimos nos hospedar em BH porque a cidade de Brumadinho tem poucos hotéis e pousadas em seu centro. A maioria fica distante de Inhotim. Além disso, Brumadinho não tem a oferta enorme de bares bacanas para ir à noite como em Belo Horizonte. Se você ficar hospedado no Centro de Brumadinho, vai ver que há pouquíssimos restaurantes.

Ainda assim, separei algumas dicas para quem quer ficar em Brumadinho:

O que fazer com mais dias?

Quem vai a BH e Brumadinho também deve ir à belíssima Ouro Preto, que fica a 100km da capital. A Luísa, do blog Janelas Abertas, tem um post bacana sobre o que fazer em Ouro Preto. Vale a pena conferir e passar uns dias lá.

Seu roteiro também pode incluir a Serra do Cipó e suas cachoeiras lindas. Veja aqui um roteiro na Serra do Cipó de 4 dias.

Roteiro Belo Horizonte – Conclusão

Em conclusão, um fim de semana é suficiente para passear bem por BH. Aliás, em um feriado prolongado, você consegue curtir não só a capital mineira, como também o maravilhoso passeio por Inhotim. Em viagens com duas ou mais pessoas, sugiro que você alugue um carro para facilitar o seu roteiro por Belo Horizonte.

Leia também:

Comentários

  1. Barbara
    02 mar 2016

    Você acabou de dirimir a minha maior dúvida: tava pensando em que bairro ficar, já que vou sozinha! Muito obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *