Roteiro de 5 dias de viagem em Foz do Iguaçu

postado por Marcelle Ribeiro e atualizado em: 05/01/2018
Compartilhar este artigo:

Foz do Iguaçu é um destino perfeito para quem tem um feriadão de 4 dias de folga. Montar um roteiro para a região não é difícil, ainda mais considerando que há passeios de dia inteiro. Acho até que 4 dias é o tempo perfeito para quem quer conhecer tudo com calma. Quem tem menos tempo não deve se preocupar: também dá para fazer roteiros de três dias em Foz do Iguaçu super bacanas.

Eu fui a Foz em maio e passei quase 5 dias lá. Fiz tudo que eu queria com calma, sem ter que acordar cedo demais em alguns dias (teve dia em que acordei às 9h, o que para mim é um luxo durante as viagens!). Dava até para ter passado menos tempo em Foz, mas preferi ficar 5 para pegar uma passagem de avião mais barata.

foz-do-iguacu

Conhecer as cataratas de Foz do Iguaçu é incrível! Foto: Marcelle Ribeiro.

Abaixo, segue o meu roteiro:

Procurando hotel? O Booking tem opções para todos os bolsos. Reserve por esse link, que tem o meu código, e ajude o blog.

Dia 1 – 30/04 – Quarta-feira – Cheguei à noite no aeroporto de Foz, em um avião que pousou às 0h30. Peguei um táxi e fui para o albergue no Centro de Foz (paguei cerca de R$ 50 pelo táxi). (Veja onde se hospedar em Foz do Iguaçu)

Dia 2 – 01/05 – Quinta-feira – Acordei por volta das 7h30 e fui para o Parque Nacional do Iguaçu, no lado brasileiro das Cataratas. Fui de ônibus de linha, comum (leia aqui sobre como economizar no transporte em Foz do Iguaçu). Depois de passar boa parte do dia lá, por volta das 16h fui para o Parque das Aves, que fica ao lado do Parque Nacional do Iguaçu, e é lindíssimo. Depois voltei para o albergue, tomei banho e jantei em Foz mesmo. (veja as dicas de restaurantes em Foz e região).

Dia 3 – 02/05 – Sexta-feira – Pela manhã, fui ao Templo Budista de Foz do Iguaçu. Depois, peguei um ônibus para o freeshop argentino, onde fiz umas comprinhas.  Em seguida, terminei de cruzar a fronteira com a Argentina e fui para a Puerto Iguaçu, almoçar. Terminei de almoçar no meio da tarde e fui para lojas de vinho da cidade comprar umas garrafas. Andei um pouco pela cidade em busca de lojas de roupas, mas não encontrei nada de muito interessante. Peguei o ônibus no terminal de Puerto Iguazú no final da tarde e comi numa lanchonete deliciosa de Foz.

DESCONTO DE 5% no Esquenta Black Friday para aluguel de carro na Rentcars, com o cupom NOVEMBER. Vale até 30/11, com retirada do carro até 31/12! Compare preços de várias locadoras!

Dia 4 – 03/05 – Sábado – Dia de conhecer o lado argentino das Cataratas e ver as atrações obrigatórias do Parque Nacional Iguazú. O dia começou cedo, porque eu queria chegar no parque logo depois de ele abrir. Passei o dia inteiro lá. Daí voltei para tomar um banho no albergue em Foz, e peguei de novo um ônibus para ir para argentina, jantar.

Dia 5 – 04/05 – Domingo – Acordei um pouco mais tarde e fui novamente para Parque Nacional Iguazú, na Argentina, mas desta vez para fazer a trilha do Sendero Macuco. Tomei banho de cachoeira, almocei uma massa bem fraquinha no parque e voltei para o albergue. Até teria dado tempo de conhecer o bar de gelo de Puerto Iguazú (no Icebar você bebe e curte um bar onde o balcão, os bancos e as prateleiras são todas de gelo), mas eu esqueci de levar roupa para trocar e estava com o biquini molhado depois de ter tomado banho de cachoeira. Fiquei com medo de ficar gripada e achei melhor voltar pro albergue. Lanchei em Foz mesmo.

Dia 6 – 05/05 – Segunda-feira – Acordei super cedo porque tinha que estar na Usina Hidrelétrica de Itaipu para a visita às 8h30. E já tinha que deixar a mala pronta no albergue. Depois de fazer a visita à usina, almocei em um comida a quilo perto do albergue, peguei a mala e fui para o aeroporto, pois meu voo saiu de Foz por volta das 15h.

Observem que eu não fui ao Paraguai fazer compras, porque não é o tipo de passeio que curto. Mas, se eu quisesse, eu poderia ter ido no meu segundo dia de viagem, que foi mais livre. Fiz tudo que eu queria fazer lá. Só faltou ir ao Ice Bar, mas na verdade nem sei se ir sozinha para esse tipo de atração é bacana.

Veja o índice de posts de Foz do Iguaçu

Reserve sua hospedagem em Foz do Iguaçu pelo Booking clicando aqui e ajude o blog a ganhar uma pequena comissão sem pagar nada a mais! (saiba como funciona essa parceria aqui)

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

Compartilhar este artigo:

Comentários

  1. Sunny
    26 fev 2015

    Marcelle, adorei seu roteiro e da forma que você detalhou. Já estou anotando todas as dicas aqui, pois pretendo seguir a maioria delas no fim de março. Vi também que tem vários relatos de outras viagens. Virei sua fã! kkkk Tbm sou viciada em viajar 😉

  2. Bruna Oliveira
    16 mar 2015

    Adorei todas as informações que você disponibilizou! Viajo este mês para Foz e suas dicas ajudaram a me organizar em relação pra onde ir em cada dia. 🙂

  3. Ludmila Fróes
    14 abr 2015

    Adoro suas dicas! Sou fã! Fiz todas suas sugestões da Ilha Grande e adorei!

  4. Lucas Santos
    16 jun 2015

    Marcelle,

    Pra voltar de Porto Iguazu a noite, como você fez? Vi que o último onibus é as 20hs. O táxi é caro?

    Obrigado pelas dicas.

  5. Lidia
    24 set 2015

    Marcelle estou indo a Foz agora em outubro e amei suas dicas.

  6. gracie
    27 set 2015

    boa tarde, adorei as dicas, da pra eu ir pra Porto Iguazu de transporte publico, visitar as cataratas, ir ao ice bar, passar pelo Duty free e lá pegar um taxi pra me levar pro centro de foz? alguém fez essa programação no mesmo dia?

    • 07 out 2015

      Oi, Gracie,
      Vai ficar beem puxado, pois o parque argentino demanda mais tempo que o brasileiro para conhecer. Chegue na hora em que o parque abre (às 8h), saia na hora em qe ele fecha (18h). Depois de ver o parque, vá para o Ice Bar, que fica aberto até às 23h30 e depois vá ao Duty Free, que já fica no caminho para Foz e funciona até às 21h.
      Abraço,

  7. Rafaelle
    28 set 2015

    Adorei suas dicas. Vou a Foz em janeiro e já salvei seu blog nos meus favoritos. Você pode me dizer quanto foi a entrada nas cataratas do lado Argentino?

    • 07 out 2015

      Rafaelle, em março de 2014, brasileiros, paraguaios, uruguaios e venezuelanos pagavam 150 pesos (adulto). Argentinos pagavam 80 pesos e pessoas de outras nacionalidades pagam 215 pesos. Só é possível pagar em dinheiro e em PESOS. Por isso, lembre-se de levar pesos para comprar o tíquete. Se você for visitar o parque no dia seguinte ao da primeira visita, você terá 50% de desconto no bilhete do segundo dia. Basta carimbar seu tíquete na bilheteria na hora de sair, no primeiro dia, e apresentá-lo na bilheteria novamente no dia seguinte.
      Mas na Argentina a inflação é alta, então o preço certamente subiu. Sugiro que mande email para o parque perguntando o preço.
      Abraço,

  8. elisabetedasilvamachado
    03 out 2015

    Adorei suas dicas pois passarei cinco dias em Foz, agora em Outubro. Valeu muuuuuuuuito. Abração.

  9. Rafael
    01 jun 2016

    ótimo post! parabéns, realmente Foz do Iguaçu é muito lindo. Existe um site que organiza as casas de cambio e mostra a melhor taxa, ele tem muitos resultados em Foz do Iguaçu, Ciudad del Este e Paraguai. o nome do site é http://www.aquicambio.com vai ajudar muito para quem vai trocar dinheiro para compras nos tres países, usem!! eu economizei dinheiro, além que o site mostra no mapa onde estão localizadas as casas de cambio! bem show!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *