Roteiro para conhecer Salzburgo em 24h

postado por Marcelle Ribeiro em 05/11/2012 - Atualizado em: 09/12/2017
Compartilhar este artigo:
austria-salzburgo14

A cidade de Salzburg vista do alto da fortaleza. Foto: Marcelle Ribeiro.

Salzburg é uma cidade fofinha, onde tudo remete à música clássica e principalmente a Mozart. É que foi nesta cidade em que o compositor nasceu. E os austríacos dessa parte do país exploram turisticamente o quanto podem o fato de o músico ter nascido aqui. Além disso, nos arredores de Salzburg foi filmado “A Noviça Rebelde” e isto por si só já atrai muitos turistas.

Eu decidi ir a Salzburg porque tinha alguns dias para conhecer o interior da Áustria e porque me encantei com as fotos de uma cidade nas redondezas, chamada Hallstatt, sobre a qual já falei aqui.

Salzburg é bonitinha, com ruazinhas cheias de casinhas antigas, um rio, uma fortaleza no alto e jardins bem cuidados. Mas sendo bem honesta, não foi uma cidade que me encantou particularmente.  Hoje, se eu tivesse que repetir o roteiro que fiz na Áustria, talvez não voltasse lá. Me dedicaria a conhecer melhor as cidades da região de Salzkammergut, como St Gilgen e St Wolfgang, que ficam entre Salzburg e Hallstatt. É que as atrações de Salzburg são parecidas com as de outras cidades européias que visitei em viagens anteriores. E eu não estava nem um pouco interessada em conhecer os locais de filmagem de “A Noviça Rebelde”, porque o filme não tem nenhum significado especial para mim (diferentemente do que acontece com milhares de pessoas).

austria-salzburgo6

Fortaleza Hohensalzburg vista de ponte do rio Salzach. Foto: Marcelle Ribeiro.

Eu e meu marido chegamos a Salzburg na noite do dia 11 de junho de 2012, de trem, depois de passear pela região do Wachau. Mortos de cansaço, pegamos um ônibus coletivo para o nosso hotel, o Meininger, (sobre o qual conto em outro post) e nem saímos para jantar. Lanchamos no hotel mesmo.

No dia seguinte, 12 de junho, fomos conhecer a cidade de Hallstatt, e só voltamos a Salzburg no início da noite, por volta das 19h. Aí é que fomos conhecer um pouquinho de Salzburg.

Apesar de estar chuviscando, e frio pacas, resolvemos sair para jantar em Salzburg. Nosso hotel fica numa região um pouco afastada do centro da cidade, sem restaurantes por perto (mas ele era baratinho!). Pegamos um ônibus, saltamos na praça Mirabelplatz e fomos andando e procurando um restaurante. A cidade estava meio vazia, e como o tempo estava ruim, comemos e fomos dormir.

Na manhã do dia 13 de junho, deixamos as malas no guarda-volumes do hotel e partimos para finalmente conhecer Salzburg.

austria-salzburgo1

Escultura no jardim do Castelo Mirabell. Foto: Marcelle Ribeiro.

O clima não tinha melhorado. Mesmo com uma chuvinha chata, começamos o passeio pelos jardins do Castelo Mirabell, de guarda-chuva em punho. O castelo hoje é sede de alguns órgãos do governo  Nós conhecemos apenas nos jardins, que são lindos. É que eu achava que não dava para conhecer o interior. Mas o Marcelo, do blog “Alemanha Por que Não?” deixou a dica lá na caixa de comentários e eu coloco aqui: dá sim!

O jardim não é tão grande e pode ser conhecido em uma hora.

austria-salzburgo5

Detalhe do jardim do Castelo Mirabell. Foto: Marcelle Ribeiro.

austria-salzburgo3

Parte da fachada do castelo Mirabell. Foto: Marcelle Ribeiro.

Andando a partir do Castelo, cruzamos o rio Salzach por uma de suas pontes e chegamos à área que concentra a maior parte das atrações históricas da cidade. Das pontes já é possível ver, no alto de uma montanha, a fortaleza Hohensalzburg (Festung Hohensalzburg).

Seguimos a pé pela Rua Getreidegasse, uma espécie de calçadão de Salzburg em que as lojas e restaurantes têm letreiros em forma de plaquinhas de metal douradas, muito fofo!

austria-salzburgo7

Rua Getreidegasse e suas plaquinhas bonitinhas. Foto: Marcelle Ribeiro.

A nossa próxima parada foi a catedral de Salzburg, que em alemão é Dom. É uma igreja bonita, que foi destruída e reconstruída duas vezes e inclusive foi bombardeada durante a Segunda Guerra Mundial. O que mais impressionou é que ela tem quatro órgãos, um virado para o outro.

austria-salzburgo8

Fachada da catedral de Salzburgo. Foto: Marcelle Ribeiro.

austria-salzburgo9

Catedral de Salzburgo e seus quatro órgãos. Foto: Marcelle Ribeiro.

Depois de uma parada para um chocolate quente, tiramos uma foto na estátua de Mozart, na Mozartplatz, e mais fotos dentro da igreja de St. Peters, que tem um teto curioso.

austria-salzburgo10

Detalhe da igreja de St. Peters. Foto: Marcelle Ribeiro.

A poucos metros da entrada da Fortaleza Hohensalzburg, vimos uma atração curiosa de Salzburg: uma escultura que consiste em uma grande bola dourada com uma estátua de um homem em cima. O “homem” olha para o horizonte e diz a lenda que ele está “procurando” a estátua de uma mulher, colocada nas montanhas de Salzburg. Eu não achei a estátua da mulher…

austria-salzburgo11

A bola dourada, o “homem” e a fortaleza de Salzburg. Foto: Marcelle Ribeiro.

Chegando na fortaleza Hohensalzburg (após subir de funicular), tratamos logo de tirar fotos da cidade vista do alto. Depois, esperamos um pouco para fazer a visita com audioguia, que acontece em grupos. Conhecemos salas com tetos decorados em madeira, canhões, antigos instrumentos de tortura, armaduras e instrumentos musicais curiosos. Ah, e tinha também um museu de marionetes bem legal. Passamos umas 2h lá.

austria-salzburgo12

Antiga estação telefônica da fortaleza de Salzburgo. Foto: Marcelle Ribeiro.

Quando saímos da fortaleza, por volta das 14h30, estávamos morrendo de fome. Nas redondezas da fortaleza tem uns cinco restaurantes, mas é tudo meio caro. Acabamos de almoçar por volta das 16h. Até dava tempo de ver, rapidinho, um dos museus sobre Mozart, que não entraram na nossa lista de prioridades na cidade porque achamos que todos tinham um perfil “pega-turistão”. E como eles eram meio caros e teríamos pouco tempo para conhecê-los, decidimos que não valia a pena gastar com eles.

Fomos, então, para o hotel, pegamos as malas e seguimos para a estação de trem, para voltar a Viena.

Castelo Mirabell (Mirabell Schloss)
http://www.salzburg.info/en/sights/fortress_palaces/mirabell_palace_gardens
Horário de funcionamento: Os jardins ficam abertos ao público todos os dias, das 6h até o pôr-do-sol.
Preço: Grátis
Endereço: MirabellPlatz

Catedral de Salzburg (Dom)
http://www.salzburg.info/en/sights/churches_cemeteries/salzburg_cathedral
Horário de funcionamento: Abre todos os dias. Nos meses de janeiro, fevereiro e novembro, abre das 8h às 17h de segunda a sábado e das 13h às 17h nos domingos e feriados. No meses de março, abril, outubro e dezembro, abre das 8h às 18h de segunda a sábado e das 13h às 18h nos domingos e feriados. De maio a setembro, abre das 8h às 19h de segunda a sábado e, nos domingos e feriados, das 13h às 19h.
Endereço: Domplatz 1A
Entrada: Grátis

Fortaleza Hohensalzburg (Festung Hohensalzburg)
http://www.salzburg-burgen.at/en/
Horário de funcionamento: de janeiro a abril e de outubro a dezembro, a fortaleza fica aberta das 9h30 às 17h. De maio a setembro, funciona das 9h às 19h.
Preço: 11 euros por pessoa, incluindo audioguia.
Endereço: Mönchsberg 34.

Veja a lista com todos os posts sobre a Áustria

Reserve sua hospedagem em Salzburg pelo Booking clicando aqui e ajude o blog a ganhar uma pequena comissão sem pagar nada a mais! (saiba como funciona essa parceria aqui)

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

Contrate seguro de viagem internacional com desconto na Mondial clicando aqui.

Compartilhar este artigo:
Publicado por Marcelle Ribeiro

Jornalista, baiana, mas há mais de 20 anos moradora do Rio de Janeiro. Nos seus mais de 30 anos de vida, já viajou sozinha e acompanhada. Casada com o Guilherme, petlover e viciada em pesquisar novos destinos.

Comentários

  1. 05 nov 2012

    Oi, Marcelle. Tudo bem? 🙂

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia Paulista

  2. Olá Marcelle,

    Parabéns pelo post!

    É possível sim visitar o interior do Schloss Mirabell.
    A escadaria com anjos esculpidos é linda, e o Salão de Mármore, onde Mozart deu alguns concertos quando criança, é hoje um disputado local de casamentos, considerado um dos mais bonitos da Europa.

    http://www.alemanhaporquenao.com/2010/09/salzburg-austria-parte-1.html

  3. 07 nov 2012

    Valeu pela dica, Marcelo! Vou colocar essa informação lá no post.
    Abraço,
    Marcelle

  4. 08 nov 2012

    Que lindo esse post, gente! A gente conheceu Salzburgo debaixo de chuva forte. Uma pena… Porque é uma das cidades mais charmosas da Europa, na minha opinião.

  5. maria isabel
    12 set 2016

    Ao contrário de vocês, esperava menos de Salzburgo e gostei muito, ficamos num hotel bem no centro histórico, perto de tudo.O carro ficou guardado num estacionamento embaixo do castelo, pois não precisaríamos dele.

  6. Sabrina
    11 fev 2017

    Muito bom o seu post de Salzburg! Essa cidade é mesmo encantadora. Fui em agosto de 2015 e tive a sorte de ser época do Festival de Salzburg (Salzburger Festspiele) e presenciar o clima de festa, com gente de toda parte do mundo e muita música clássica. Relatei minha viagem aqui:
    http://liveforexperiences.blogspot.com.br/2016/02/salzburg.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *