Como visitar o Vale da Lua (Chapada dos Veadeiros)

postado por Marcelle Ribeiro e atualizado em: 05/02/2021

A cachoeira Vale da Lua, na Chapada dos Veadeiros, em Goiás, é um dos lugares mais diferentes que já visitei. Ela atrai os turistas não pela altura de suas quedas d’água, mas pelo formato das rochas, que lembram muito a superfície lunar.

Estive no ponto turístico da Chapada dos Veadeiros em um carnaval. Em primeiro lugar, vale dizer que achei as pedras realmente muito peculiares, com água por dentro, como se fossem mini piscinas profundas. Super diferentes! Uma pena que essas mini piscinas sejam mais para ver do que para aproveitar propriamente, porque não se pode tomar banho nelas, já que é perigoso se banhar entre grutas e fendas.

Por outro lado, é possível tomar banho no Vale da Lua, nas águas do Rio São Miguel. Basta ter capacidade de abstrair a multidão que visita o ponto turístico todos os dias. Como a área em que o banho é indicado é pequena e o lugar é muito famoso (ainda mais depois que foi cenário de minissérie da TV Globo com a atriz Paolla Oliveira), uma galera disputava a piscina natural no feriadão em que estive na Chapada dos Veadeiros. Enfim, era tanta gente que ficamos apenas um pouco, para um breve mergulho refrescante na água gelada.

Confira todas as dicas no índice deste post:

Onde fica
Como chegar
Como é a trilha
Horário de funcionamento
Quando ir ao Vale da Lua

vale da lua chapada dos veadeiros

Vale da Lua. Foto: Marcelle Ribeiro.

Onde fica o Vale da Lua

A cachoeira Vale da Lua fica na Chapada dos Veadeiros, em Goiás, a cerca de 250 km, ou seja, umas 3 horas de carro, de Brasília. Goiânia fica a 440 Km (6h de carro).

A distância para Alto Paraíso de Goiás é de cerca de 35 km.

A distância para a Vila de São Jorge é de 9,5 km.

Vale da Lua – Como chegar

É bem fácil chegar com um carro comum. O acesso é pela rodovia GO-239. Existem placas sinalizando o caminho. Depois de deixar a estrada principal, é necessário percorrer, de carro, uma estrada de terra por aproximadamente 3,5 km. Ah, lá tem estacionamento.

O Vale da Lua fica bem pertinho da Vila de São Jorge. É um passeio curtinho, bom para encaixar em um dia com outras cachoeiras (Veja o meu roteiro de quatro dias de viagem na Chapada dos Veadeiros).

vale da lua chapada dos veadeiros

Turistas aproveitando o local. Foto: Antônio Carlos de Souza.

Na nossa visita, nós chegamos na portaria às 15h30. Mesmo assim, às 17h, havíamos terminado a trilha, tomado banho na piscina natural e já estávamos de volta ao nosso carro.

Como é a trilha do Vale da Lua

A trilha até lá é bem tranquila, quase toda plana e tem apenas 1,2 km (ida + volta). No meio do trajeto, é possível ter uma vista linda das montanhas da Chapada. Não é necessário guia. Paga-se R$ 30 por pessoa de entrada (preço de 2021). Ao lado do estacionamento há uma lanchonete que vende água e biscoitos.

É sempre bom lembrar…

Não custa lembrar que o ideal é fazer trilha com um sapato apropriado, seja um tênis ou uma botinha de trekking. A gente sempre recomenda o site da Amazon para acessórios de vários tipos, entre eles botinhas de trilha e calças legging. E como às vezes as trilhas são descampadas, é uma boa você ir de boné ou viseira.

Leia também: O que fazer na Chapada dos Veadeiros: 15 passeios imperdíveis

vale da lua chapada dos veadeiros

As formações no Vale da Lua. Foto: Antônio Carlos de Souza

Vale da Lua | Horário de funcionamento

O horário de funcionamento desta cachoeira é das 8h às 17h, diariamente.

Quando ir

Eu estive no Vale da Lua em época de chuva, em fevereiro. Se fizer o mesmo, você tem que redobrar atenção por risco de tromba dágua. Você pode ver o histórico de chuva no Alto Paraíso de Goiás no site Climatempo. Os meses mais secos são julho (média de 1 mm), junho (média de 4 mm) e agosto (média de 9 mm).

Já os meses mais chuvosos são dezembro, janeiro e março, quando a média de chuva é de 275mm, 258mm e 213mm, respectivamente. Eu recomendo ir até 100mm de média mensal, pois é mais provável pegar tempo firme. No máximo até 150mm. Afinal, mais que isso corre-se o risco maior de a chuva atrapalhar o passeio.

Aliás, dizem que banhistas já morreram lá, alguns por descuido, outros porque foram atingidos por trombas d’água. No entanto, eu não fiquei com medo quando estive lá. Basta respeitar a sinalização e andar onde é permitido. Além disso, claro, evitar o passeio quando estiver chovendo.

Por fim, como já disse, essa atração incrível da Chapada dos Veadeiros fica bem cheia de visitantes. Então, se voltar ao ponto turístico, vou tentar chegar beeeeem cedinho para tentar “andar na lua” sozinha. 😉

Conclusão

Para concluir, preciso dizer que achei o lugar bonito, mas confesso que ver tanta gente num só lugar me decepcionou um pouco. Eu sei, visitar um lugar famoso em época de feriadão é pedir para encontrar uma multidão. Então, minha dica é: chegue cedo para aproveitar a cachoeira. Assim, você poderá tomar banho na piscina natural com mais tranquilidade e se divertir mais. Imagino que em dias de semana fique mais vazio por lá.

Saiba mais sobre os parques nacionais do Brasil! Veja o vídeo!

Leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *