Onde comer (e onde não comer) em San Francisco

postado por Marcelle Ribeiro em 05/08/2015 - Atualizado em: 12/11/2017
Compartilhar este artigo:

Falar na gastronomia de San Francisco (EUA) é, antes de mais nada, falar de como ela tem opções de refeições naturais e em produtos orgânicos. A cidade destoa um bocado de outras dos Estados Unidos, onde as redes de fast food imperam. Em San Francisco, por todos os lugares que você olha há placas indicando “organic” (orgânico) ou “grass fed beef” (quando trata-se de uma carne de boi alimentado com grama invés de ração). Além disso, por se tratar de uma cidade costeira, as opções de frutos do mar não faltam. Ou seja, alimentar-se bem não é difícil.

Os preços porém, não são dos mais baratos. A regra do Brasil, onde tudo orgânico custa mais caro, também se aplica em San Francisco. Mas pesquisando, dá para achar refeições com preços interessantes.

Quem curte uma comida não tão “natural”, digamos assim (rsrsrs), como pizzas, sanduíches e doces, também acha boas opções.

Abaixo, falarei um pouco dos restaurantes e lanchonetes que indico (e também dos que não indico) na cidade. Os links para cada um estão no nome de cada um deles.

 

Onde comer:

 

Cioppino’s 

Um dos pratos mais famosos de San Francisco é o caranguejo gigante (Dungeness Crab), que é comido de modo parecido com o que comemos no Brasil, cozido e temperado, e servido com casca e tudo no prato. Nós provamos essa iguaria no Cioppino’s*, restaurante especializado em massas e frutos do mar na região de Fisherman’s Wharf. Nesta área, aliás, você verá stands com enormes panelas vendendo o caranguejo na calçada (mas não me entusiasmei com a ideia de comer na rua…).

Antes do caranguejo, comemos bruschettas (US$ 5,95) deliciosas de entrada. O maridão comeu uma massa com camarão, que estava gostosa. Eu estava ali para provar o caranguejo e como diz aquele filme, missão dada é missão cumprida!

Pedi meio caranguejo gigante no azeite acompanhado de purê de batatas (US$ 29,95). Estava bem gostoso, tanto que me arrependi de não ter pedido um inteiro. O engraçado é que você recebe um avental especial para comer e talheres diferentes. Eu sou super desajeitada e pedi ajuda ao maridão, claro! Durante a refeição, o garçom gentilmente me trouxe um guardanapo especial para limpar as mãos e continuar os trabalhos! De sobremesa, ainda provamos tiramisu (US$ 6,95), que estava bem gostoso. O restaurante é grande, mas super aconchegante.

Cioppino’s – Endereço: 400 Jefferson Street, em Fisherman’s Wharf. Horário de funcionamento: Todos os dias, das 11h às 22h30.

IMG_4056

Bruschettas do Cioppino’s. Foto: Marcelle Ribeiro

 

IMG_4059

Caranguejo gigante do Cioppino’s. Foto: Guilherme Calil

 

Boudin

Se você curte provar pratos típicos dos lugares que visita, também não pode deixar de ir em uma das várias unidades da padaria/delicatessen Boudin. Eles fabricam um tipo de pão super famoso na região, chamado Sourdough, que tem a casca mais durinha e o miolo molinho. Mas o melhor de lá é a sopa de moluscos (“clam chowder”). Você deve estar se perguntando: moluscos?? Pois é. Até eu, que como pouquíssimos tipos de frutos do mar (na verdade, como peixe, camarão, caranguejo e só!), sou apaixonada por essa sopa. Eu já havia provado clam chowder quando fui a Boston tempos atrás, e quando percebi que em San Francisco esse prato estava em diversos cardápios, resolvi matar as saudades! Ainda mais no friozinho do inverno que estava rolando!

A sopa é super cremosa e bem temperada, uma delícia. Vale a pena deixar a frescura de lado e provar! E a sopa da Boudin, além de gostosa, ainda vem dentro do pão sourdough!

Você encontra todos os endereços da Boudin no site oficial deles, mas em Fisherman’s Wharf há uma loja linda.

IMG_4279

Sopa clam chowder da Boudin. Foto: Marcelle Ribeiro

 

IMG_0096

Padaria Boudin. Foto: Marcelle Ribeiro

 

Tropisueño 

Eu não sei sobre vocês, mas sempre que passo mais de 2 semanas fora do Brasil eu fico louca de saudade de uma comidinha que me lembre de casa. E essa saudade é ainda maior quando vou aos Estados Unidos, pois os americanos não têm o hábito de almoçar “comida de verdade”, preferem comer uma saladinha, sopa ou sanduíche (também, tomando o café da manhã colossal que eles tomam, não dá mesmo para ter fome na hora do almoço!).

Restaurantes brasileiros no exterior costumam ser caros, pois normalmente funcionam no esquema buffet de churrascaria. Uma excelente maneira de comer um feijãozinho com arroz e carne é experimentar restaurantes mexicanos. E o Tropisueño, pertinho da Union Square, no Centro de San Francisco, é uma excelente pedida. É um lugar bonito, com varanda e com pratos generesos. Você entra na fila, escolhe a comida, paga e vai sentar em uma agradável mesa, para esperar o garçom trazer seu pedido. Enquanto isso, pode comer nachos com molhos à vontade (é grátis e você mesmo se serve no balcão). Tem todo tipo de comida mexicana, desde tacos e burritos a refeições como essa delícia aí da foto. Ah, e o melhor! Os preços são bem camaradas: esse prato de fajitas (feijão, arroz, carne, salada e guacamole) custou US$ 13 + taxas. Ah, e não tinha nem um pouquinho de pimenta.

Tropisueño – 75 Yerba Buena Lane, perto da Union Square. Abre todos os dias, por volta das 11h e fica aberto para jantar também.

IMG_1832

Fajitas do Tropisueño. Foto: Marcelle Ribeiro

 

Blackwood

Outra ótima maneira de comer “comida de verdade” na hora do almoço é experimentar restaurantes tailandeses, que têm pratos à base de macarrão (como o pad thai, que é um macarrão com frango, camarão e broto de feijão) e arroz com frango e ovo. Nós comemos um “arroz frito” (fried rice), que vem com arroz, frango cozido, ovo frito em pedacinhos, cenoura e cebola, por US$ 12,50 cada prato, mais taxas. Estava na medida da nossa fome, nada muito especial, mas saboroso.

Blackwood – 2150 Chestnut STreet, na região de Marina. Horário de funcionamento: Das 9h às 22h (até às 22h30 de sexta a domingo).

IMG_4223

“Arroz frito” do Blackwood. Foto: Marcelle Ribeiro

Lori’s Diner

Se a fome bater em um horário inusitado (tarde da noite ou de madrugada, por exemplo), ou se você quer comer em um ambiente que lembre os anos 1950, a dica é a Lori’s Diner, que é uma típica “diner” americana: um restaurante que tem de tudo, desde café da manhã a refeições, passando por lanches, sandubas e sobremesas. Eu fui na Lori’s porque passei várias vezes em frente das unidades da Union Square e estava querendo conhecer uma típica diner. Além disso, vários mapas de San Francisco que peguei no aeroporto ou no hostel tinham cupons de desconto de lá. Aí eu tinha que aproveitar, né?

Como eu estava numa noite mais light, fui de saladinha (saladona!) com frango e molho de mostarda, que estava bem saborosa. Sem bebida (bebi água grátis!), a conta com taxa e 20% de desconto do meu cupom deu US$ 10,52.

Lori’s Diner – As lojas próximas da Union Square (336 Mason Street e 500 Sutter Street) funcionam 24h. A loja das região de Fisherman’s Wharf (Ghirardelli Square – 900 North Point Street) abre de domingo a quinta-feira, das 8h às 21h e sextas e sábados das 8h às 22h.

IMG_4347

Lori’s Diner. Foto: Marcelle Ribeiro

 

IMG_4350

Lori’s Diner. Foto: Marcelle Ribeiro

Pompei’s Grotto

Um macarrão com camarão delicioso (US$ 18,95) e uma salada com camarão acompanhada de clam chowder saborosa (US$ 13,95 a salada + a sopa) a bons preços em uma varandinha ao sol. Assim foi a nossa refeição no Pompei’s Grotto, restaurante de Fisherman’s Wharf. O atendimento foi atencioso e foi uma ótima refeição.

O restaurante abre às 11h e fica aberto para jantar. O endereço é 340 Jefferson Street.

 

IMG_0087

Restaurante Pompei’s Grotto. Foto: Marcelle Ribeiro

IMG_0088

Restaurante Pompei’s Grotto. Foto: Marcelle Ribeiro

IMG_0089

Restaurante Pompei’s Grotto. Foto: Marcelle Ribeiro

Cinecittà

Um dos melhores bairros para comer BBB (bom, bonito e barato) em San Francisco é North Beach, a vizinhança italiana da cidade, com vários restaurantes. Nós fizemos um tour gastronômico e cultural lá (como já contei nesse post aqui) e um dos lugares mais bacanas em que comemos foi o Cinecittà, que tem sopa, salada, entradinhas, massas e pizzas deliciosas! Nós comemos uma marguerita muito gostosa, não sem antes provarmos uma entradinha de frios. As pizzas custam, em média US$15 e servem duas pessoas*. Veja o cardápio aqui.

Endereço: 663 Union Street, North Beach.

 

IMG_0747

Pizza do Cinecittà. Foto: Marcelle Ribeiro

Gioia Pizzeria

Outra pizzaria gostosa de San Francisco, mas mais cara, é a Gioia, que fica num bairro de classe média alta da cidade, Russian Hill. Provamos a pizza de peperoni que estava um pouquinho picante, mas bem gostosa. Uma pizza dá para umas 3 pessoas (eu e o maridão comemos muito e sobrou). O ambiente é bacaninha e as pizzas custam de US$ 20 a US$ 30.

Endereço: 2240 Polk Street – Russian Hill. Abre de terça a domingo para brunch, almoço e jantar até às 22h (até às 23h sextas e sábados).

IMG_0956

Pizzaria Gioia, em San Francisco. Foto: Marcelle Ribeiro

IMG_0960

Pizzaria Gioia, em San Francisco. Foto: Marcelle Ribeiro

Bacon Bacon

Os dois melhores hambúrgueres que comemos em San Francisco eram “sem frescura”, em lugares não muito chiques, mas com uma carne maravilhosa. Um deles foi em uma espécie de “praça de alimentação de food trucks” que funciona permanentemente no bairro de SOMA, o SOMA StrEat Food Park, sobre o qual já falamos neste post aqui. O sanduíche em questão era o do food truck Bacon Bacon e custou apenas U$ 11. É claro que eu “filei” uns pedacinhos do lanche do maridão, né?

SOMA StrEat Food Park: http://www.somastreatfoodpark.com/. Endereço: 428 11th St, San Francisco. Horário de Funcionamento: Segunda a Sábado, das 11h às 15h e das 17h às 21h. Aos domingos, funciona das 11h às 17h. Veja outros locais onde você pode achar o Bacon Bacon aqui.

 

IMG_1477

O hambúrguer do Bacon Bacon. Foto: Marcelle Ribeiro

Super Duper

Outro hambúrguer delicioso de San Francisco, mas mais fácil de encontrar, é o da rede Super Duper. É uma rede de fast food, mas as lojas são bem mais agradáveis e bonitas que os Mc Donald’s e companhia. E o hambúrguer (US$ 6 o de tamanho normal com queijo e US$ 8,5 o com duas carnes e queijo) é muito gostoso! A batatinha (US$ 2,50) também é bem gostosa. Eles ainda têm hambúrgueres vegetarianos, milk shakes e sanduíches de frango. Super recomendo. Há várias unidades por San Francisco. Perto da Union Square há pelo menos duas: na 721 Market Street, entre a 3rd e a 4rd Avenues, e no centro comercial Metreon (783 Mission Street, entre a 4th e a Yerba Buena Streets). Veja a lista de endereços e horários de funcionamento aqui.

IMG_4095

Maridão no Super Duper. Foto: Marcelle Ribeiro

IMG_4097

Super Duper. Foto: Marcelle Ribeiro

Ferry Building Market Place

San Francisco tem algumas “praças de alimentação” interessantes para quem prefere ir a um lugar com várias opções de restaurantes e escolher lá o que vai comer. O Ferry Building Market Place é uma delas. No prédio centenário onde até hoje funciona o cais para embarque e desembarque de catamarãs para a cidade de Sausalito, há restaurantes, lanchonetes e lojas de produtos naturais, em um corredor bonito e também na beira do mar. Mas prepare-se para uma conta salgadinha se você se deixar seduzir pelas inúmeras placas de produtos “direto da fazenda”.

A gente optou por itens mais econômicos e não orgânicos. Comi uma quesadilla de queijo simples no Mijita, restaurante mexicano que é BBB (bom, bonito e barato) e recomendo: a quesadilla pequena, que em teoria é para crianças, é na verdade, enorme e ainda é e barata (apenas US$ 3).

O maridão comeu saladinhas e salgadinhos de peixe no Delica, um restaurante que tem também sopas, wraps, comida japonesa, croquetes de peixe e frango. Tava bonito.

Ferry Building Market Place – Endereço:1, Ferry Building. Os horários de funcionamento variam de restaurante para restaurante, mas eles fecham no início ou meio da noite (então não dá para ir jantar). Em geral, eles funcionam diariamente, das 10h às 18h.

Saladinhas e croquetes do Delica. Foto: Marcelle Ribeiro

Saladinhas e croquetes do Delica. Foto: Marcelle Ribeiro

Shopping Westfield

Pertinho da Union Square, o shopping Westfield é uma boa dica porque é prático e agrada em cheio os brasileiros que, como eu, gostam de comer “comida de verdade” na hora do almoço, invés de apenas saladinhas e sanduíches. É que a praça de alimentação de lá tem restaurantes de todos os tipos com preços pagáveis (em média US$ 12 por pessoa já com taxas). A vantagem também é que não precisa pagar gorjeta, pois não há garçons. Você pega a sua comida e vai comer em qualquer mesa, como em qualquer praça de alimentação de shopping. Lá tem comida árabe, tailandesa, brasileira, japonesa, italiana e também fast food. Tá na dúvida de onde ir? Vai no Westfield.

Endereço: 865, Market Street, Centro. Horário de funcionamento: Varia de acordo com a época do ano, mas normalmente abre todos os dias, das 10h às 20h30 (aos domingos, das 11h às 19h).

 

Onde não comer:

 

The Cheesecake Factory

Não é que a cheesecake mais famosa de San Francisco seja ruim: é que ela não vale o investimento. A Cheesecacke Factory tem uma loja que vive cheia e é super badalada na Union Square, com várias tortas e cheesecakes lindas. Mas não acho que valeu a pena pagar cerca de US$ 10 por uma cheesecake sem gosto de nada. Eu ainda paguei uns US$ 2 a mais para ter “morangos” por cima. Mas por “morangos” entenda-se 1 1/2 morango picado. Um roubo! A vitrine é nota 10, o sabor é nota 6.

Mas, se você ainda assim quiser provar, veja os endereços e horários de funcionamento em http://www.thecheesecakefactory.com/

IMG_4257

Vitrine da Cheesecake Factory, em San Francisco. Foto: Marcelle Ribeiro

IMG_4262

Cheesecake da Cheesecake Factory na embalagem para viagem. Foto: Marcelle Ribeiro

In-N-Out

Talvez tenha sido a expectativa alta, pela propaganda que uma amiga fez. Talvez tenha sido o gosto de “nada” que eu senti na primeira mordida. Fato é que o achei o hambúrguer da rede In-N-Out decepcionante. Esta rede de fast food tem lojas em várias cidades da Califórnia e a decoração faz mais o estilo Mc Donald’s que loja “bonitinha”. Eles tiram uma onda de que ali a comida é “de verdade” e a cozinha é envidraçada, para você poder ver os funcionários realmente cortando batatas para fritar. Ok, eu vi que a batata não é congelada. Mas ela, assim como o sanduíche, não tem sabor. E olha que a gente pediu a batata ao “estilo animal”, de um jeito que não está no cardápio, mas que só os americanos que amam a rede sabem. Basta falar que quer a batata “Animal Style” (ou, em português, no estilo “animal”), que ela vem com cobertura de queijo, molho e cebola frita. Nem assim eu achei gostosa. Pelo menos os lanches lá são baratos…

Se você, ainda assim, quiser provar, saiba onde encontrar uma unidade do In-N-Out no site oficial deles: http://www.in-n-out.com/

IMG_4210

Batata e cheesebúrguer do In-N-Out. Foto: Marcelle Ribeiro

 

Ghirardelli

Mais um da série: “é lindo, é caro, e não tem gosto de nada”. Assim é o brownie com sundae da chocolateria mais famosa de San Francisco, a Ghirardelli. O copo gigante vem com sorvete de baunilha, brownie, calda de chocolate, chantilly e amendoim picado. O problema é que o sorvete não tem gosto de absolutamente nada. Na minha opinião, não compensa os US$ 10 que cobram. Na verdade, nem as barras de chocolate da marca são muito gostosos.

Caso você ainda assim queira provar, veja os endereços das lojas em http://www.ghirardellisq.com/

IMG_0230

Ghirardelli: sorvete e chocolates decepcionantes em San Francisco. Foto: Marcelle Ribeiro

*O Viciada em Viajar jantou nos restaurantes Cioppino’s e Cinecittà como cortesia dos estabelecimentos oferecida a jornalistas e blogueiros de turismo que visitam San Francisco. O texto acima, no entanto, representa a real opinião da blogueira.

Reserve sua hospedagem em San Francisco pelo Booking clicando aqui e ajude o blog a ganhar uma pequena comissão sem pagar nada a mais! (saiba como funciona essa parceria aqui)

Ao reservar o seu carro pelo portal Rentcars por esse link, você compara preços de várias locadoras, consegue descontos e colabora com o Viciada em Viajar.

Contrate seguro de viagem internacional com desconto na Mondial clicando aqui.

 

Leia também: 

Onde é melhor comprar em San Francisco: outlet ou lojas do Centro?

Como andar de transporte público em San Francisco (EUA)

Veja o índice de posts sobre San Francisco

Compartilhar este artigo:
Publicado por Marcelle Ribeiro

Jornalista, baiana, mas há mais de 20 anos moradora do Rio de Janeiro. Nos seus mais de 30 anos de vida, já viajou sozinha e acompanhada. Casada com o Guilherme, petlover e viciada em pesquisar novos destinos.

Comentários

  1. Márcia
    16 dez 2016

    Olá!Estou à procura de um restaurante perto de um dos piers de San Francisco( não é o 39), bem popular entre os nativos.Ele é descolado, fica no fundo perto do mar, é pequeno , é italiano e serve frutos do mar.Esqueci o nome e quero recomendar.Salvo engano é umas tres ou quatro quadras abaixo do Castagnolla´s.Obrigada!

  2. Ana Paula
    21 jun 2017

    Comi no Guirardelli. Presidio Passion. Achei fantástico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *