O que fazer em Nova York: um roteiro para 7 dias de viagem

postado por Marcelle Ribeiro e atualizado em: 21/01/2020

Planejar o que fazer em Nova York é uma tarefa deliciosa, mas também complicada. São tantas atrações que ficamos sempre achando que está faltando alguma coisa… Mas a cidade é absolutamente incrível!

Uma das coisas mais difíceis é tentar prever quanto tempo precisamos para cada passeio. Por isso, vou colocar aqui um resumo do meu roteiro de 7 dias em Nova York. Fiz essa viagem com o meu marido em junho de 2013. Já aviso que é preciso levar em consideração que nossa viagem foi bem corrida. Estávamos na rua sempre por volta das 08h30, 09h… Em alguns deles, ficamos direto na rua até depois do jantar.

Além disso, o clima nos fez mudar os planos algumas vezes. Choveu em alguns momentos em que dependíamos de bom tempo para fazer um passeio. Com isso, tivemos que ir novamente em um lugar para visitá-lo sem chuva.

Vamos ao roteiro!

Roteiro em Nova York de 7 dias: o que fazer dia a dia

Dia 1

Chegamos no aeroporto JFK às 6 horas. Pegamos o metrô, deixamos as malas na recepção do hotel e fomos passear pela cidade.

Pela manhã, fizemos um passeio a pé pela sede da ONU (só a fachada, sem a visita guiada), pelo hall do Chrysler Buiding, pela Grand Central Station (usando audioguia) e pela NY Public Library. Para mais detalhes desse roteiro, basta clicar aqui.

Aliás, sugiro uma lida no blog World By 2 para saber como é visitar a ONU por dentro.

No começo da tarde, fomos almoçar numa lanchonete especializada em sopas perto da NY Public Library. Eu conto sobre ela neste post.

Depois, compramos um doce e fomos para o Bryant Park, que é uma delícia! Passamos uns 40 minutos no parque e voltamos para o hotel, onde tomamos um banho e descansamos um pouco.

nova-york-bryant-park

Pessoal relaxando no Bryant Park. Foto: Marcelle Ribeiro.

No fim da tarde, seguimos para o Museum Mile Festival, que acontece todo mês de junho em um trecho da Quinta Avenida cheio de museus. Acabamos visitando o Guggenheim e o Museum of the City of New York, que estavam abertos até 21h. Eu falo sobre esses museus neste post.

Dia 2

Foi o dia dedicado às compras! Acordamos cedo e fomos para o outlet Jersey Gardens, em Nova Jersey, pertinho de Nova York. Tem um post repleto de dicas clicando aqui.

À noite, deixamos as compras no hotel e fomos comer um cheeseburguer num restaurante bacana chamado Five Napkins, um dos melhores hambúrgueres de Nova York.

 

Dia 3

O dia começou chuvoso e seguimos para a Apple Store da Quinta Avenida para fazer umas comprinhas. Dali, fomos andando pela Quinta Avenida, parando para ver o hall da Trump Tower, onde nos refugiamos um pouco da chuva. Visitamos ainda o Museum of Modern Art (Moma) e a Saint Patrick’s Cathedral.

Depois, andamos até o Rockefeller Center e tiramos fotos com os jardins, a fonte e a loja de Lego. Comemos em uma lanchonete chamada Dean e Delucca, mas as únicas opções para “almoço” eram saladas, sopas e uns sanduíches frios. Tudo era super caro! Aliás, não encontramos nenhuma outra opção razoável para almoçar nesta região.

Para digerir o lanche, fomos comprar creminhos para o cabelo na loja da Redken, que fica perto do Rockefeller Center. O endereço é 565 5th Avenue, entre a 46th Street e a 47th Street.

Passamos ainda na Times Square para ver o agito no meio de todos aqueles painéis de propaganda. Aproveitei para comprar maquiagem nas lojas da MAC e da Sephora.

Daí, voltamos andando para o Top of the Rock, para ver o pôr do sol. Subimos correndo e nem percebemos que um aviso na bilheteria mostrava que a visibilidade lá em cima não estava boa. Foi só chegarmos lá em cima que desabou um temporal. Esperamos uns 30 minutos, mas o tempo não melhorou. Fomos embora para o hotel e encerramos o dia.

Para ler mais sobre as atrações da Quinta Avenida, é só clicar neste link.

Central Park. Foto: Marcelle Ribeiro

Central Park. Foto: Marcelle Ribeiro

Dia 4

Mais um dia que teve o roteiro alterado por causa da chuva. A ideia inicial era passar a manhã no Central Park, almoçar perto do Metropolitam Museum of Art e depois passar a tarde no MET vendo obras de arte. Como o dia amanheceu nublado, resolvemos mudar a programação.

Começamos o dia no MET, onde passamos umas 2 horas. Como o tempo continuava fechado, resolvemos ir para a bilheteria da TKTS na Times Square para comprar ingressos para um musical. Saiba como economizar com esses ingressos neste post.

Depois do almoço no Hard Rock Café da Times Square, o tempo melhorou e fomos passear no Central Park. Mas a chuva voltou a aparecer em alguns momentos. Deu para conhecer todas as áreas do Central Park que queríamos, mas as fotos teriam ficado melhores se o tempo tivesse ajudado.

Para completar o dia, fomos direto para o teatro da Broadway. Saímos do teatro por volta das 22h30 e fomos comer um sanduíche e um cheesecake na Carnegie Deli.

Dia 5

Eu sou brasileira e não desisto nunca! E não ia sair de Nova York sem ver a cidade do alto do Top of the Rock. Por isso, como o dia amanheceu bonito, fomos para lá de novo, agora sem aquelas nuvens pretas horrorosas. E valeu a pena!

Depois, fomos a pé para o The Intrepid Sea, Air and Space Museum, um museu que funciona num porta-aviões. De lá, fomos fazer um tour pelo bairro do Chelsea, com direito a almoço no Chelsea Market, caminhada no High Line Park e andanças por galerias de arte. Eu conto tudo sobre esse passeio neste post.

Nesta região do High Line tem vários muros e murais com belíssimos e coloridos grafites. Em falar nisso, vale a pena dar ma conferida no post que o pessoal do blog Latitude Infinita fez sobre arte de rua em Nova York.

Terminamos o dia com um rolê pelo Madison Square Park e no edifício Flatiron.

Passamos no hotel, tomamos um banho e fomos para uma região de Nova York cheia de bares, perto das ruas Mac Dougal e Spring, no Soho. Por lá, tem vários bares com show de humor estilo stand up. Mas nós queríamos mesmo era beber e comer e entramos em um pub que nos pareceu bacana, mas não lembro o nome. O único problema é que a cozinha fechava super cedo, por volta das 22h. Com isso, acabamos ficando apenas nos drinques.

Nova York, do alto do Top of the Rock. Foto: Marcelle Ribeiro

Nova York, do alto do Top of the Rock. Foto: Marcelle Ribeiro

Dia 6

Neste dia, um domingo, acordamos cedo para dar um passeio pelo Brooklyn. Às 7h30, nós já estávamos andando na ponte do Brooklyn. Assistimos a um culto gospel, encontramos uns amigos e fomos para caminhar em parques com vista para Manhattan. Acabamos almoçando por lá.

Depois, chegamos fomos para uma loja de roupas e acessórios com descontos chamada Century 21, na parte sul de Manhattan. Ficamos lá por umas 6 horas!

Depois de tanta andança e das compras, comemos num restaurante mexicano perto do hotel, chamado Chipotle.

Dia 7

Fizemos um passeio pela parte Sul de Manhattan, no Financial District, para ver o novo prédio que está sendo construído no lugar das Torres Gêmeas, igrejas históricas, a bolsa de valores e outras atrações.

Como o barco que passa perto da Estátua da Liberdade sai do extremo Sul de Manhattan, aproveitamos para ver a estátua no meio do nosso roteiro por essa região. Almoçamos no Píer 17 Pavilion.

Depois do almoço, andamos mais um pouco para conhecer a Saint Paul’s Chapel.

Neste dia, voltamos para o hotel para tomar um banho por volta das 18h, pois às 20h começava o show de jazz que vimos na região boêmia do Village, em NY.

Dia 8

Saímos de Nova York para ir a Boston, cidade a 4h30 de distância, de ônibus. Falo tudo sobre essa viagem neste post.

Dia 9

Passamos o dia em Boston e voltamos para Nova York no fim da tarde.

À noite, só deu tempo de encontrar uma amiga para comer um dos melhores cheeseburguers que comi na vida, no Shake Shack, em Manhattan.

Dia 10

Voltamos pro Brasil.

Leia também:

Comentários

  1. Monique
    19 mar 2014

    Adorei o roteiro!!! Muito obrigada! Viajo em maio/2014 e estou planejando tudo, me ajudou muito!

  2. Thais
    13 abr 2014

    Oi, Marcelle.
    Seu blog é incrível, um dos melhores que eu já vi, e olha que tenho pesquisado muito. Tô me indentificando muito com a sua viagem. Eu e minha mãe iremos pra NY em Maio/2014. Tenho uma dúvida cruel: visitar somente o Top of the Rock ou o Empire também? O preço deste último tá bem salgado, $ 40,00. E com relação ao Madame Tussauds, será que vale mesmo a pena? Tá bem puxado também, $ 36,00.
    Grande abraço!!

    • 14 abr 2014

      Oi, Thais,
      Honestamente, acho melhor escolher entre o Top of The Rock e o Empire State. É que o objetivo dos dois é o mesmo: ver a cidade do alto. Eu fui no Empire State há 18 anos e fui no Top of the Rock no ano passado. Achei o Top of The Rock mais legal porque dá para ver o Empire State de lá (e tirar fotos dele!).
      Não fui ao Madame Tussauds de NY porque eu já havia ido no de Londres. E achei que ia ser mais do mesmo. Se você nunca foi em nenhum Madame Toussaud, vá.
      Bjs

  3. fernanda
    20 abr 2014

    Adorei suas dicas bem detalhadas e estão me ajudando muito!!!

  4. Raquel
    19 jun 2014

    Amo NY, mesmo já tendo ido lá 2 vezes eu ainda pesquiso roteiros para poder andar rsrs. Estarei indo agora em julho e afim de ir no Brooklyn achei seu blog ameei. Obrigada

  5. Camila
    26 jun 2014

    Oi Marcelle!
    Estou planejando ir para NY no ano novo com meu namorado, e gostaria de saber em qual hotel vc ficou? Nunca fomos e nao temos ideia de qual lugar é melhor ficar, é claro com preço acessivel. Bjs!!

  6. viviane
    12 ago 2014

    Ola td bem ? legal o roteiro. Vc se lembra de qual shou gospel que assistiu no Broklin ? Tambem chegou a comprar ingressos pelo Ticketbar ? Grata Viviane

    • 21 ago 2014

      Oi, Viviane,
      Não assisti a um show gospel, e sim a um culto gospel (como se fosse a missa dos católicos). Quem cantou foi o coro regular. AInda não tive a oportunidade de comprar ingressos pelo Ticketbar.
      Abraço,
      Marcelle

  7. Di Oliveira
    06 jan 2015

    Melhor post sobre NYC que já li!!! muito bem explicado 😀

  8. ana salles
    08 fev 2015

    irei para nova york em maio de 2015, que roupas devo levar, sei que é primavera, mas será que pode usar short para entrar nos museus. super interessante seu roteiro. bem distribuído. e Washington valeu a pena ir apenas 1 dia. estou em duvida. caso positivo qual empresa vc foi? E para o outlet?

  9. ana jacqueline
    08 fev 2015

    vou em maio/2015 para NY, gostaria de saber se valeu a pena ir para Boston. Por qual empresa vc foi?
    Seu blog é bem interessante e sugere dicas bem legais. Parabéns.

  10. Natalia
    08 maio 2015

    Olá Marcelle, li seu roteiro de viajem com muita empolgação. Pretendo ir a Nova York em setembro e queria te pedir umas dicas…vou ficar 8 dias e gostaria de ir à Los Angeles também pq eu quero muito conhecer a calçada da fama e também vou a Los Olivos na Califórnia pq quero fotografar em frente ao Rancho Neverland que pertenceu a Michael Jackson, fazer compras na Mac, estátua da liberdade, um museu em especial e comprar na Toyurs. Quero ficar num bom hotel. O que vc acha consigo fazer tudo isso em 8 dias? Até pq também tem outros lugares óbvios que vou. Quanto vc acha que vou gastar? Quero me dar essa viagem de presente e não quero econoizar muito. Obrigada! !

    • 11 maio 2015

      Oi, Natália, com 8 dias eu faria apenas Nova York. É pouco tempo para fazer tanta coisa. Nova York precisa de pelo menos 5 dias inteiros para ser visitada (sem contar o dia de chegada e o dia de saída). Em Los Angeles, o ideal é passar 3 dias inteiros (sem contar dia de compras). Fora que Los Angeles fica do lado oposto de Nova York, é uma viagem bem longa de avião.
      Quanto você vai gastar é difícil calcular. Dê uma pesquisada pelo Booking em preços de hotéis, para ter uma ideia de diárias nas cidades que pretende visitar. Bote na ponta do lápis os preços dos museus e atrações que pretende conhecer. Faça orçamentos online e por agência de viagem dos custos das passagens. Mas saiba de antemão que em Nova York a hospedagem está entre as mais caras do mundo.
      Abraço,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *